Faltam 7 jogos.

- quem acompanha de perto o dia-a-dia dos trabalhos do plantel benfiquista sabe da preocupação que a deslocação à Choupana causava na equipa técnica. A principal causa para esta preocupação prendia-se com o facto de a equipa ter menos de 72 horas para recuperar do exigentíssimo jogo contra o Marselha. A inteligência competitiva, a concentração, o profissionalismo, o talento e a forma como esta equipa (e não me refiro apenas aos jogadores) vive os valores do Benfica foram fundamentais para a vitória.

 

- perante o carácter de aleatoriedade sempre presente em qualquer jogo (daí ser um jogo) um pormenor pode alterar o destino dos 3 pontos – uma grande penalidade falhada pelo Cardozo ou uma excelente defesa do Quim nos últimos minutos – mas não pode alterar o destino deste campeonato: se justiça houver, ganha quem melhor joga e quem melhor joga é o nosso Benfica.

 

- mais uma vez o Benfica prova que tem uma dimensão universal e não regional: enquanto o clube do "velho rico e careca" da Mirandinnha leva meia dúzia de adeptos a Coimbra, o Benfica proporciona a maior enchente de sempre na Choupana, na Madeira.

 

- o Cardozo falhou um penálti e marcou um golo. Toda a equipa lamentou o penálti falhado e festejou o golo marcado. O penálti foi mais lamentado exactamente porque conhecemos o historial do Cardozo esta época na marcação de penáltis, e o golo foi particularmente festejado porque todo o plantel sentiu que, naquele momento, era importante estar com o melhor marcador do campeonato. No final do jogo, e quando entrava para o autocarro, Cardozo ouviu dos adeptos benfiquistas cânticos de incentivo. Não imaginam como me sinto orgulhoso por poder partilhar o benfiquismo com essa cepa de adeptos

 

- na semana passada, Di Maria viu o cartão amarelo por ter levantado um braço em sinal de desagrado com a decisão de um árbitro. Esta semana, Bruno Alves insultou de forma ostensiva e vergonhosa árbitros e adversários. E fê-lo de forma repetida. O árbitro passivamente decidiu ignorar a situação. Bruno Alves e o árbitro insultaram o futebol.

 

- mais uma vez o treinador adjunto dos andrades provocou, ameaçou e insultou um colega de profissão num túnel de acesso ao balneário. Olhando para a fronha do dito sujeito começamos a perceber quem são as “toupeiras” a que se referem os moreiras e aguiares de ocasião.

 

- faltam 7 jogos. Faltam 7 jogos... parecem tão poucos jogos e ainda são tantos. Faltam apenas 7 jogos. Ainda faltam 7 jogos.

por Pedro F. Ferreira às 20:10 | link do post | comentar