VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 29.11.07

Respeito.

 

Acabado o jogo com o Milan, encontro à saída do Estádio da Luz um adepto que nas costas traz a síntese do que sinto pelos nossos futebolistas: um enorme respeito. O mesmo respeito que levou este adepto do nosso Clube a ter uma camisola do Sr. Rui Costa.

 

 

[Agora, resta-me esperar pela crónica do D’Arcy.]

tags:
por Pedro F. Ferreira às 00:33 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Terça-feira, 16.10.07

Com os cumprimentos do nosso Rui Costa...


...um pequeno presente para os leitores deste blogue.
por Pedro F. Ferreira às 17:25 | link do post | comentar | ver comentários (12)
Segunda-feira, 17.09.07

A arte de saber comunicar.


Temos tido, ao longo dos anos, futebolistas que têm uma intrínseca capacidade de comunicar com o público. Normalmente são aqueles que também têm a sensibilidade de compreender o público. Lembro os casos de Luisão e de Rui Costa

Quem não se lembra de ver, ao longo das últimas épocas, o público da Luz a esmorecer e a reagir, de imediato, aos apelos de Luisão para que continuássemos a incentivar a nossa equipa?


Neste fim-de-semana vimos o nosso Rui Costa participar na festa, respondendo ao apelo que vinha das bancadas, fazendo vénia, aplaudindo e tendo como resposta uma emocionante standing ovation, daquelas que só se dão àqueles que sentimos que sentem o Clube com o mesmo sentir dos adeptos comuns.

Rui Costa tem o dom de saber comunicar com o Estádio da Luz como apenas os eleitos têm. Não basta carisma, é preciso, para que haja uma comunhão entre público e futebolista como a que se viu nesta última jornada, que naquela camisola o futebolista transpire esforço, entrega, sacrifício, benfiquismo e… a tal mística de que muitos falam e que Rui Costa personifica.

 

Queixava-se Fernando Santos de que no Benfica faltava uma política de comunicação. Luís Filipe Vieira, ao responder na forma e no momento em que respondeu a José Veiga e ao próprio Fernando Santos, acabou por dar razão à crítica de Fernando Santos. Se houvesse uma política de comunicação pensada e seguida por todos, não teríamos visto o Presidente do nosso Clube dar ênfase a palavras menores que não tinham tido visibilidade maior do que a pouca dimensão de quem as proferira. Ao responder neste timing e nesta forma, Luís Filipe Vieira fica à mercê de ter comprado uma guerra com José Veiga que, por muitas razões (acreditem que são mesmo muitas), nunca poderá vencer pelas simples razão de que luta contra quem já perdeu tudo e a quem resta apenas a vingança mesquinha.

Aguardem um pouco de tempo e não estranhem notícias desestabilizadoras sobre o nosso Clube que venham a surgir num famoso pasquim desportivo. Daqui a quinze dias teremos um importante jogo e essa será a semana ideal para que as rotativas escarrem ataques vindos de Swindon disfarçadas de “fontes” ditas “seguras”.

 

Num outro registo, Luís Filipe Vieira referiu que gostaria de ver Rui Costa como o próximo Presidente do Benfica. Também eu e muitos milhares de benfiquistas desejamos o mesmo. Sei que dentro da actual Direcção muitos defendem o que também eu defendo e que Luís Filipe Vieira defende. Poucos teriam escolhido este momento para divulgar tal intenção: quem conhece minimamente um balneário sabe como isto pode prejudicar quem, aparentemente, se pretende destacar.

 

Ainda dentro da esfera da comunicação, lembro apenas que a classe do nosso Rui Costa não se esgota dentro das quatro linhas: já ouviram a forma rápida e eficaz como Rui Costa obrigou um jornalista da TVI a engolir as desprezíveis palavras que este recentemente lhe dedicara? Então vejam a forma como Rui Costa respondeu à primeira pergunta que lhe foi feita no flash interview.

 

Pode ser que dentro do nosso Clube alguém aprenda que a melhor forma de comunicar com os benfiquistas não é respondendo fora de tempo e perdendo demasiado tempo com quem nos ataca. É atacando no momento certo, de forma simples, clara e que não deixe espaço para resposta.

 

Falando de futebol, não me canso de rever aquela obra de arte que o nosso Rui Costa assinou naquele golão à Naval. Parece simples, mas não é. É como a arte de comunicar.

por Pedro F. Ferreira às 20:19 | link do post | comentar | ver comentários (13)
Terça-feira, 19.06.07

Para ti, Rui costa.


Meu caro Rui, acredita que para mim, tal como para milhões de benfiquistas, é um motivo de grande orgulho ver-te defender aquele símbolo sagrado na camisola vermelha.

Estive lá, no Estádio, quando foste apresentado, quando regressaste à tua (nossa) casa (link). Estava no Camp Nou quando recebi um SMS a dizer que tinhas marcado o primeiro golo do teu regresso… festejei como se estivesse em nossa casa. Nos momentos mais difíceis (e foram tantos) desta época, quando nos faltava ânimo e motivação para ir ver o nosso Benfica, a grande motivação era ver-te representar o Glorioso. Foram muitas as vezes que eu, o D’Arcy e o S.L.B. dissemos que, quanto mais não fosse pela presença do Rui Costa, já valia a pena ter o cativo e mantê-lo para a próxima época.

Para nós, adeptos, tu representas a concretização do sonho, da aspiração mor de cada um de nós, enquanto benfiquistas. Há uns tempos, aquando do falecimento do teu amigo Bento, alguém me dizia que o Bento costumava dizer, depois de ter acabado a carreira, que o Benfica somos nós. Por este “nós” o Bento queria dizer os adeptos. Quando te vemos em campo, é um pouco de nós que está lá. Mais do que o camarote VIP, é o terceiro anel que está em campo, é um de nós que nos está a representar.

Esse é o teu papel, o teu dom, a tua missão: representares os adeptos do teu Benfica, seres O representante do Benfica.

Isto, meu caro Rui Costa, é, em suma, seres o mais recente representante de uma mística ancestral e que perdura em todos nós. Isto, meu caro, é teres a responsabilidade de ser herdeiro de nomes como os de José Águas, Coluna, Eusébio, Bento, Humberto…

O resto são assomos de novo riquismo de quem nunca entendeu que a mística não se encontra nem no bolso nem na bolsa. A esses responde como tu bem sabes: honrando o nosso manto sagrado e rubro.

Bem-hajas.

_____

[actualização 1:
aproximadamente 24 horas depois, o homem diz que pede desculpa ao nosso Rui Costa]

[actualização 2:
Pouco depois, o nosso Rui Costa aceitou o pedido de desculpas do homem]


tags:
por Pedro F. Ferreira às 11:47 | link do post | comentar | ver comentários (54)

escribas

pesquisar neste blog

 

links

arquivos

recentes

tags

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com

Visitas




blogs SAPO

subscrever feeds