VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 14.06.11

Do que fomos e somos.

Sim, defendo que Nuno Gomes devia ter sido tratadod e outra forma. Mas também acho que, havendo bom senso e genuina boa vontade de ambas as partes, a coisa ainda se resolve. Mas é bom não perder a noção da grandeza relativa dos chamados "símbolos" do clube. 

Chalana foi enorme, mas Eusébio o maior, só para dar um exemplo do que quero dizer. Vem isto a propósito de um livro que acho que todo o benfiquista devia ler. 

 

 

Um documento, todo ele benfiquismo. Indispensável.
Sexta-feira, 06.05.11

Houve ao menos um benfiquista em campo, ontem.

 

Fábio Coentrão somos nós, dentro do campo.

 

Quinta-feira, 20.01.11

Obrigatório

Tenho de deixar aqui este link: Nelinho. Aos 10:25, simplesmente, o que é o benfiquismo. O que somos todos.

Quarta-feira, 24.11.10

Foda-se que vergonha!

Ridículo. Embaraçoso. Aflito. Fraquinho. Assustado. Azarado. Incompetente. Infeliz. Ultrapassado. Desorientado. Deprimido. Cansado. Desiludido. Esfarrapado. Perdido. Confrangedor. Penoso. Humilhante. Desmoralizado. Surpreendido. Condenado. Irrealista. Convencido. Anjinho. Goleado. Desorganizado. Ingrato.

Podia continuar, mas acho que se impõe a pergunta: ninguém faz nada? Presidente, Administração, Director Desportivo, Treinador?

 

0-5 com o Porto, 0-3 com o Appoel (!), 0-7 em três jogos fora na Champions. Na Liga, a 10 pontos do 1º, em Novembro. Quantas derrotas mais? Quantas humilhações mais, até ao fim da temporada?

 

Afinal vi mal. Não se pode criticar, senão passa-se a mau benfiquista. Estamos no bom caminho.

Agora estarei sempre a apoiar no meu lugar na bancada, isso é certinho. Este foi o meu último post aqui. Um abraço a todos.

 

PS -Só para esclarecer, ninguém me censurou. Eu é que decidi que não há condições para ter aqui um debate razoável com quem se acha mais benfiquista que os outros e não consegue argumentar de outra forma, nem perceber que enquanto não tivermos coragem para reconhecer falhas...não seremos mais fortes. Um abraço

Quarta-feira, 10.11.10

Conseguimos juntar 65 mil?

Como seria lindo encher o Estádio da Luz no próximo jogo. Há 65 mil benfiquistas que sejam capazes de dizer presente numa hora como esta?

E a equipa? Entrar em campo para um jogo com a Naval e ter um estádio cheio de adeptos á espera, depois da vergonha no Porto?

Um estádio de adeptos campeões, fortes, unidos, mais unidos do que nunca, ligados pela inabalável convicção de ser do Glorioso?

Não é pelo Jorge Jesus, nem pelo Rui Costa, LFV, os jogadores, não, é por algo muito maior que todos nós, que nos une a todo: o benfiquismo.

E que manifestção de força para o exterior!

Vamos a isso?

Quinta-feira, 16.09.10

No Domingo há Xistra.

Leonor Pinhão, hoje, no Correio da Manhã, resume tudo neste texto, que aqui deixo, com a devida vénia:

 

"Carlos Xistra foi muito bem escolhido porque beneficiou de um estágio no meio da semana junto de Olegário Benquerença e da sua dupla dourada de fiscais-de-linha. Xistra, na qualidade de árbitro adicional, não só esteve presente no M. United-Glasgow Rangers, de tão boa memória para a arbitragem lusa, como também, certamente, aproveitou o convívio com os Benquerenças para se aperfeiçoar na arte do apito, colhendo os ensinamentos do mestre"

 

O Polvo pôs a carne toda no assador esta época, em desespero. Era bom que a nossa equipa não ajudasse mais também. Mas não há duvida: eles conhecem a força do Benfica. Mesmo a 9 pontos, metemos medo.

 

 

Domingo, 22.08.10

Roberto devolvido? (Benfica nega)

TSF diz que Roberto será emprestado.E que andamos à procura de um guarda-redes. Alguma sugestão?

 

 

UPDATE: Benfica nega.

Segunda-feira, 14.06.10

Campeões da Vida.

Este post foge ao tema Futebol, foge ao tema do Blogue, mas como membro da Tertúlia, e amigo da pessoa em causa, sinto que tenho a obrigação de pedir, em nome dele, AJUDA.

O Sérgio L. Bordalo, que tem esta felicidade de ter, nas iniciais do seu nome, as iniciais do nosso clube, está a viver a dor e a aflição de quem descobre que a sua mãe precisa de um transplante de medula óssea.

Como dador que sou, há muito, digo-vos que não custa nada chegar à frente. É só dar sangue e seguir os seguintes requisitos:

 

- Ter entre 18 e 45 anos; 
- Ser saudável; 
- Ter peso mínimo de 50kg; 
- Não ter feito nenhuma transfusão de sangue desde 1980.

 

Se posteriormente forem contactados para ser dadores, o próprio processo de recolha da medula não implica sequer um internamento.

Rotas fundamentais para chegar à frente:

 

Centro de Histocompatibilidade do Sul 
Hospital Pulido Valente

Alameda das Linhas de Torres, nº 117 
1769-001 Lisboa 
www.chsul.pt - chsul@chsul.pt 
Tel 21 750 41 00 Fax 21 750 41 01 
Horário: 2ª a 5ª Feira – 8h00 às 16h00 
6ª Feira – 8h00 às 15h00 
Não encerra à hora de almoço


Centro de Histocompatibilidade do Centro 
Edif. S. Jerónimo - 4º Piso

Praceta Prof. Mota Pinto 
3001-301 Coimbra 
www.histocentro.min-saude.pt 
geral@histocentro.min-saude.pt 
Tel 239 480 700 Fax 239 480 790 
Horário: 2ª a 6ª Feira – 9h00 às 12h00 / 14h00 às 17h00

Centro de Histocompatibilidade do Norte 
Hospital S. João (ao lado das consultas externas)

Pavilhão “Maria Fernanda” 
Rua Roberto Frias 
4200-467 Porto 
www.chnorte.min-saude.pt 
geral@chnorte.min-saude.pt
Tel 22 557 34 70 Fax 22 550 11 01 
Horário: 2ª a 6ª Feira – 9h00 às 17h30
Não encerra à hora de almoço

 

Amigos, cheguem-se à frente e passem palavra.

 

Este jogo é para ganhar, que ninguém se esconda, um dos nossos precisa de nós.

Segunda-feira, 10.05.10

O maior de Portugal.

Não é um título de uma cidade ou região. Não é um título banhado em azia e desculpas cretinas. Não é um título com quinhentinhos, fruta, viagens pagas ao Brasil, visitas ao domicílio para suposto aconselhamento matrimonial ou outro. Não é um título do ódio.

É um titulo de amor pelo maior clube português, cujo destino se cumpre, de cada vez que ganha. E ganha mais vezes do que os outros.

Título 32. Maior número de pontos com campeonato a 30 jornadas neste século. Mais de 100 golos marcados em todas as competições. Só duas derrotas. Um único jogo de campeonato a perder pontos, em casa. Espectáculo, golos, qualidade de jogo. Craques a sério. Um grande treinador. Um mundo de adeptos de todas as horas, sempre com a equipa, também nos momentos mais difíceis. E de que forma!

Parabéns a todos os benfiquistas, e parabéns em especial aos meus companheiros de Tertúlia Benfiquista, porque este é o primeiro (de muitos, acredito) campeonato com a Tertúlia on-line.

E que a festa continue. Gloriosa.

 

Segunda-feira, 19.04.10

Ter graça.

Não sou nada de deitar foguetes antes da festa, mas achei muita graça a isto:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lá estaremos, na festa, quando o dia chegar.

Quinta-feira, 18.03.10

No céu.

Vindo de Madrid, só pude seguir o desenrolar do jogo, através do telemóvel, durante a 1ª parte.  Depois entrei no avião e foi um sofrimento de uma viagem. À chegada a Lisboa, mal o avião tocou a pista ouviu-se o som de dezenas de telemóveis, ligados em simultâneo. E uma onda colectiva de orgulho e alegria percorreu aquele avião, com gente que nem se conhecia a cumprimentar-se, a festejar, sorrisos benfiquistas, numa vitória que, para quem seguiu naquela viagem, foi consumada no céu.

A alegria é indescritível, depois de uma semana em que me fartei de repetir: vamos passar, vamos passar.

Viva o Benfica!

 

Domingo, 07.02.10

Ser benfiquista.

É crer, sempre.

Vamos ser campeões. Nada temam. Somos os melhores, tropeções à parte. (Saviola a marcar penaltis, please)

Continuamos à frente e só dependemos de nós, a verdade é essa.

E enquanto nós, benfiquistas, permanecermos unidos, e soubermos tratar internamente as nossas feridas, e tivermos a capacidade de permanecer solidários, nas horas más como nas boas, um grito ecoará pelas bancadas, a plenos pulmões, por esses estádios fora: ninguém pára o Benfica.

Domingo, 25.10.09

Alerta

O cerco continua a apertar. Está tudo aflito com a força do Benfica, e o polvo move-se. Alerta!

Sexta-feira, 23.10.09

Do Amor.

Mandaram-me isto hoje. Até chorei. O Benfica somos nós. Todos. Assim:

 

 

Segunda-feira, 05.10.09

This is the day.

O jogo de hoje não é um jogo simples. Acho que, se correr mal, podemos situar no jogo de hoje aquele momento em que tudo começou a resvalar. Se correr bem , como estou convencido que vai correr, a equipa mostrará de que massa é feita, que coração tem, o seu carácter. É um jogo perigoso, este. É bom que a equipa entre com a máxima concentração, e perceba como o jogo de hoje só será "mais um jogo", se ganharmos. Se isso não acontecer, este jogo pode ser mais decisivo do que se julga. Vamos a eles!

 

P.S. - 3-0 ao intervalo afasta temores, parece-me. Marcar cedo foi muito importante. Agora é gerir.

Terça-feira, 28.07.09

Mensagem para os nossos rivais.

TENHAM MEDO. Tenham muito medo.

 

Este ano só uma coisa pode derrotar-nos...o sistema.

Mas confio que nem assim conseguirão.

Esta época cumprir-se-á o Benfica. Tenho a certeza. Já o achava antes desta contratação.

Sente-se qualquer coisa poderosa no ar, neste arranque da época...

Que todos ajudem e ninguém se esconda, dentro e fora do campo.

Vamos a eles.

 

 

PS - Não se consegue despachar Bynia, Zoro, Makukula...? (E Carlos Martins, claro :-))

 

Segunda-feira, 13.07.09

Confissão de um benfiquista feliz

Não foi a estreia, com os golos do Saviola e do Cardozo. Foi ter tido o privilégio de entrar no arquivo do nosso clube, e poder pôr as mãos nisto:

 

 

A minha ida à Luz, hoje, valeu-me uma Águia de Prata, no acerto do meu historial como sócio do Glorioso. Estar naquela sala do arquivo, olhar para aquelas fichas todas de sócios do nosso clube, incluindo a minha, foi emocionante.  Aquele património devia ser digitalizado e poder ser consultado pelos sócios. É a mística que ali está, de 1904 até hoje. O Benfica somos nós.

Sexta-feira, 10.07.09

Ah e tal foi oferecido ao FCP e o camandro.

Há uma única razão para o Reyes não ir para o Porto:

A azia que provocaria ao FCP, ter de pagar 25 % do passe, que pertencem ao Benfica.

O resto são tangas.

Sobre aquilo que interessa: boa ideia começar os treinos com público, com uma saudação à Benfica por parte dos jogadores. Dirão que é um pormenor.

Mas pode não ser. É, pelo menos, reflexo de uma certa forma de estar. Gostei.

 

Segunda-feira, 29.06.09

Se fosse no Benfica...

...já estava tudo a clamar incompetências e a destilar venenoso escárnio; mas quando o FCP vê escapar um negócio de 15 milhões, porque o Cissoko não foi ao dentista...nada.

Ainda vai aparecer alguém a dizer que foi, afinal, uma manobra de génio, de gestão exemplar! Já repararam nisso ou fui só eu?

Segunda-feira, 22.06.09

E pluribus unum.

Vai animada a discussão eleitoral. De tal forma que, há pouco, um benfiquista que eu não conhecia, veio ter comigo num restaurante e, entre considerações simpáticas sobre a minha vida profissional e o meu benfiquismo, espantou-me com a frase: "Você escreve no blog da candidatura do Vieira, não é?"

Não, expliquei-lhe e, explico agora aqui, juntando-me, de resto, aos esclarecimentos que vários colegas meus da Tertúlia já fizeram antes. Faço-o na esperança de que os leitores da Tertúlia saibam que uma das razões que me ligam ao blogue (além da amizade pessoal com alguns colegas que aqui escrevem, e em especial com o Pedro Ferreira, que me chamou para este blogue) é exactamente a independência de quem tem o prazer e a honra de aqui escrever. É pelo menos assim que eu vejo a Tertúlia e dela faço parte.

Todos nós sentimos o Benfica à nossa maneira e temos as nossas opiniões sobre a realidade do clube. Isto é válido para  as discussões sobre treinadores, jogadores e táctica; para SAD, clube, estatutos, decisões de toda a ordem, cor dos equipamentos alternativos, tudo. E é válido também para este processo eleitoral.

Uns são apoiantes de Luis Filipe Vieira, outros votarão noutro candidato. Uns aplaudiram e compreenderam a decisão da antecipação das eleições, outros não.

A Tertúlia Benfiquista é rica em diversidade de opiniões e só se une em volta do essencial: o amor pelo Sport Lisboa e Benfica.

Dito isto esclareço que hoje recebi um convite que muito me honrou: o de fazer parte da comissão de honra da candidatura de Luis Filipe Vieira. Não aceitei.

Eis as razões: Porque acho que não seria coerente da minha parte ser membro da comissão de honra de uma candidatura que nasce de um processo eleitoral que foi antecipado, a meu ver sem que existissem razões válidas para essa antecipação.

Escrevi-o aqui, na altura, e repito-o: acho que esta foi uma má decisão e não defende os superiores interesses do Benfica. Respeito quem pensa de outra maneira, mas esta é a minha opinião, à qual permaneço fiel. 

Esclarecimentos feitos, uma certeza: a inflamação da discussão à volta do nosso clube, voltará a ser feita entre uma grelhada mista ou um bacalhau com grão, um dia destes, ao almoço (para o caso do Pedro Ferreira terão de ser doses reforçadas, como sabemos).

Gostava que, independentemente das opiniões de cada um sobre as eleições, essas diferenças não nos fizessem esquecer o essencial: somos todos Benfica.

 

Terça-feira, 09.06.09

Já agora, a minha opinião.

Vale o que vale, mas é a minha. :-)

 

Só entendo esta ideia de convocar, agora, eleições antecipadas, numa lógica de preservação de poder. Reconheço, agradecido, a Luís Filipe Vieira tudo o que ele fez, e não foi pouco, no sentido da recuperação da credibilidade do Benfica, depois de um período negro da historia do clube. Uma recuperação que começa ainda com Manuel Vilarinho.

A propósito, as declarações de Manuel Vilarinho ontem à TVI24 são uma tristeza, para mim, enquanto benfiquista: "O título do Basquetebol não me diz nada" e "Estou farto de benfiquistas. Prefiro trabalhar com sportinguistas do que com benfiquistas que se estão sempre a queixar. Benfiquistas sou eu mais 10 ou 20."

Toda a gente tem direito à sua opinião, mas um antigo Presidente do SLB e actual presidente da mesa da assembleia geral deve respeito a quem o elegeu.

Voltando a LFV, são, na minha opinião, claros os seus méritos na recuperação da credibilidade do clube, a vários níveis, ainda que não ao nível do futebol.

No entanto, não é isso que está hoje em causa.

O que me incomoda é o timing desta decisão, aparentemente desinteressada, de quem só quer clarificar as coisas. Clarificar o quê?

As eleições são agora, em cima do arranque da época, com pouco tempo para quem quiser pensar em concorrer, potenciando uma gritaria e uma histeria de cariz eleitoral e eleitoralista, que só podem ser negativos para o clube, nesta altura. Lança confusão em pleno arranque da época desportiva, quando era indispensável tranquilidade e união em volta da equipa!

Mais: antecipar as eleições soa claramente a um sinal de fraqueza de uma direcção que se sente atacada, e parece temer algumas das pessoas que se lhe opõem. E por isso não lhes dá tempo, tenta fazer corta-mato, nesta corrida eleitoral, e lança o clube numa instabilidade tremenda, quando era necessário exactamente o contrário: sentido da responsabilidade e noção de que, quem está à frente do Benfica, tem de colocar, sempre, os interesses do clube à frente dos seus.

E, desta vez, a tentação de assegurar o poder, desde já, falou mais alto. É pena, até porque não havia necessidade nenhuma, sendo esse o objectivo. É, pelo menos para mim, evidente que, em Outubro, LFV ganharia as eleições, sobretudo tendo Rui Costa ao seu lado. E se não ganhasse sairia, com superior dignidade, tendo cumprido até ao fim o mandato para que foi eleito por uma margem esmagadora, um mandato que lhe confere toda a legitimidade para não ter de antecipar as eleições só porque existe um candidato e um movimento de benfiquistas que parece que também quer ir a votos. Ou porque se sente inseguro dando mais meses a outros benfiquistas para se prepararem melhor.

Esta é, pois, na minha opinião, uma má decisão.

É uma opinião livre, de quem não está feito com nenhuma das candidaturas, e exercerá o seu direito de voto no próximo dia 03 de Julho, em consciência, depois de ouvir as propostas de todos os candidatos.

Quinta-feira, 04.06.09
Segunda-feira, 01.06.09

De como somos grandes.

Este fim de semana o Porto lá ganhou a Taça. E mais uma vez, como acontece sempre que conquista algum título, uma boa parte da massa adepta do FCP mostra que continua com o seu recalcamento de sempre. O mesmo que levou Pinto da Costa a sugerir, vermelhíssimo, que a final da Taça "devia era ser na Luz". Ai é que eu gostava, disse PC.

O recalcamento de quem festeja vitórias insultando um adversário é em si mesmo um acto de prestação de vassalagem involuntária a um clube que é, e será sempre, maior.

E a frase de PC, dita em delírio de tetra, só mostra que não mudou nada. Pode tirar-se a pessoa da lama, mas não se tira a lama das pessoas.

É que ele sabe (e como lhe dói até hoje!) o que é perder uma final da Taça de Portugal em casa, após meses de uma birra semelhante aquela que o FCP voltou a ensaiar este ano, sobre o local da Final. E acha que, se disputasse uma final na Luz, essa humilhação seria vingada. Mas não. Por isto: o Benfica, por norma, não perde finais da Taça, frente ao Porto, nem mesmo jogando na casa do adversário. E depois, nunca aceitaria jogar uma final da Taça na Luz. Uma questão de princípio.

 

 

Segunda-feira, 18.05.09

Porque defendo que Quique deve ficar.

Assinámos contrato com ele por dois anos. A viagem vai a meio. O homem parece inteligente, creio que está a aprender com os erros e que pode montar melhor a equipa para o ano. O Benfica não ganhou nada em mudar de treinador todos os anos. O Jorge Jesus aguentaria a pressão? Quanto tempo?

Ficar com Quique seria, a meu ver, prova de serenidade em tempos de ferro e fogo, a prova cabal de que existe, realmente, a tão falada linha de rumo, e que o Benfica não é gerido de fora para dentro, consoante as pressões. Além do mais, pagar 3,5 milhões de euros para rescindir contrato com um treinador contratado por dois anos, só mostra uma coisa, a meu ver: fraqueza de convicções.

Vamos fazer diferente este ano, boa? Claro que acho que o Quique é a grande desilusão do ano, e que, com os jogadores que temos, descontados alguns evidentes erros de casting, deveríamos ter feito melhor! Mas acho que, se ele tiver aprendido com os erros, se usar o conhecimento do futebol português e do Benfica que existe, dentro do clube (Diamantino, Chalana, Rui Costa, alguns jogadores), se estudar melhor os adversários, podemos ter um ano bom. E damos um sinal, para dentro de para fora, de que existe responsabilidade e genuína convicção nas opções que se tomam. Vamos parar com a bagunça, de uma vez por todas!

 

Pronto, agora podem cair-me em cima.

Domingo, 17.05.09

Gosto!!!

 

Diz que vamos vestir assim, na nova época.

Terça-feira, 17.03.09

Descubra as diferenças.

Quanto mais vejo o Giovanni Geovanni a jogar em Inglaterra, mais me pergunto porque raio está o Balboa no Benfica.

Sexta-feira, 30.01.09

É fartar vilanagem.

Se dúvidas existiam, a suspensão de Katsouranis torna cristalina esta certeza: somos um alvo a abater. No final da época, quando festejarmos o título, vamos poder rir de todas estas manobras.

Mas, por agora, não dá nenhuma vontade de rir. Só de gritar: "Vão bardamerda!"

Sexta-feira, 16.01.09

Será este ano, de novo?

Hoje, ao almoço, com alguns dos atletas desta tertúlia, falou-se deste jogo. Trago a foto para recordar, e, olhando para esta equipa...Não estava nada mal...

 

 

Foi uma exibição de gala e uma das maiores alegrias que tive, como benfiquista.

Como será esta época?

Segunda-feira, 12.01.09

El Pibe, na Catedral.

Vamos ter o homem, no Benfica-Olhanense.

 

 

No nosso Estádio, no mesmo dia, Eusébio da Silva Ferreira e Diego Armando Maradona, lado a lado. Um tal alinhamento de astros é tão raro, que o Estádio devia encher.

Domingo, 04.01.09

2 ou 3 oportunidades de golo contra o último.

O Pedro disse quase tudo, mas queria deixar aqui também algumas notas. Perdemos bem, não jogámos nada, o Quique Flores também esteve mal. Moreira é mal batido de facto, mas acho que o que se passou hoje vai muito mais longe do que essa apreciação fácil.
A atitude da equipa foi deplorável. Parece-me que há ali muito ego e pouca fibra. Muita mania, muita mania.
Carlos Martins, Di Maria (é pá vendam o homem já!) e Bynia abaixo de tudo o que é admíssivel, mas toda a equipa esteve mal. E, meus amigos, hoje dei comigo a ver o jogo, enquanto ouvia das bancadas o apoio incessante dos adeptos e pensei: esta equipa não merece os adeptos que tem. E não quero cá pedidos de desculpa. Só um bocadinho de vergonha na cara, da parte daqueles que têm a honra de vestir a camisola do Benfica. Vergonha na cara que se traduza em trabalho, humildade, empenho.
Só mais uma coisa: Bynia é um idiota. Quique Flores hoje meteu os pés pelas mãos.

Katsouranis é o melhor médio da equipa, a larga distância, e, provavelmente, o jogador verdadeiramente mais valioso do plantel, em vez das vedetas de papel.

E, de uma vez por todas, enquanto nos preocuparmos mais com outras coisas que não sejam entrar em campo e jogar o suficiente para ganhar os jogos, não temos hipótese nenhuma de inverter este rumo. Espero bem que a equipa ainda vá a tempo, mas depois dos últimos jogos...só não digo que deixei de acreditar porque um benfiquista (pelo menos do lado da bancada) numa baixa os braços. Algo que aqueles que estão no relvado, envergando o manto sagrado, deviam aprender.

 

PS-Uma adenda: Quique Flores é uma desilusão. Chegar a Janeiro sem perceber que Katsouranis e Ruben Amorim devem jogar no meio, porque são muito melhores tacticamente do que os inconsequentes Bynia, Yebda e Carlos Martins é demasiado. E a forma como o caso Quim tem sido gerido é muito fraquinha. Mas atenção: a solução não é despedir o homem. Já fizemos disparates desses demasiadas vezes. Ainda acho que ele é dos poucos que pode ter lucidez para aprender com estes sucessivos tiros no pé. Ou não...Vamos ver.

Quarta-feira, 03.12.08

Segue jogo, segue jogo!

Quique Flores tem sido de uma serena sabedoria, na forma como fala da época e da equipa, e acho que deve ser escutado com a devida atenção. A ideia de que a equipa está ainda longe do que se pretende foi defendida em plena euforia, após a vitória em Guimarães. Não foi por acaso, o homem sabia o que dizia.

E a ideia da semana passada, de que os adeptos serão indispensáveis para conseguirmos ganhar alguma coisa tem igualmente mérito, e mostra que Quique percebe as insuficiências da equipa, mas também a força que o benfiquismo tem e de como essa militância pode ajudar ao crescimento de alguns jogadores ainda pouco maduros para conseguirem carregar a equipa. A equipa precisa que os adeptos não a abandonem, basicamente.

Acho que temos um bom plantel, globalmente superior ao dos nossos rivais, mas o meio campo precisa de uma cultura táctica e uma classe que nem Yebda, nem Bynia demonstram ter, apesar de serem jogadores interessantes para se imporem gradualmente no futuro (Katsouranis tem essa cultura táctica, creio), e numa equipa em que os alas (Di Maria, Reyes, Urreta, Balboa) defendem mal, à excepção de Ruben Amorim, a defesa fica muito exposta, a equipa começa a defender muito atrás, não mostra maturidade para saber gerir a posse de bola. Isto é gritante quando temos de gerir uma vantagem no marcador. E perdemos dois pontos em Matosinhos com o Leixões, e agora mais dois com o Setúbal nos últimos minutos. Com esses 4 pontos a mais seríamos líderes. E é nestes jogos que se ganham, e perdem, campeonatos.

E depois há a defesa: precisávamos do melhor Leo, e de um central experiente para ajudar ao crescimento de Sidnei e David Luiz. Esse central, no nosso plantel, é, obviamente,Luisão. Ele não é brilhante, quer dizer, não é nenhum prodígio, mas é experiente, sabe o que é o Benfica e é, nesta equipa, indispensável. Precisávamos também de um lateral direito com uma classe que Maxi nunca terá (apesar de ser muito trabalhador e de ter uma ética de entrega ao jogo e aos interesses da equipa que é um exemplo). Na baliza, eu também sempre gostei mais de Moreira do que Quim, mas acho que mudar de guarda-redes não vai resolver, só por si, os problemas desta defesa.

É que, além do que foi dito, o nosso meio campo não tem ajudado nada, muito pelo contrário.

A agressividade junto dos condutores da bola das equipas adversárias é muitas vezes inexistente, e a busca dessa posse é feita muitas vezes sem método, só com base na vontade e no instinto. Os desequilíbrios do nosso jogo defensivo são flagrantes. As perdas de bola são assustadoras e sistemáticas. Ninguém parece parar para pensar!

No ataque estão as nossas maiores armas, mas com o Pablo Aimar a jogar um ou dois jogos e a parar três é difícil ter alguém que pense o jogo atacante da equipa (Um ataque com Cardozo, Suazo, Nuno Gomes...merecia um Rui Costa a distribuir jogo...)

Reyes é um artista, mas com tendência para ser egoísta e não pensar tanto na equipa; sobretudo quando ela não está a ganhar. Carlos Martins estabilizou num nível sofrível. 

Pergunto-me se não seria melhor, nesta altura, colocar o Ruben Amorim ao meio, ao lado de Katsouranis...No domingo passado lembrei-me do Petit. Teria sido importante tê-lo em campo naquele jogo.

Quando nos falta a maturidade de Luisão e Nuno Gomes, a equipa perde vozes de comando que podiam ajudar a estabilizar o conjunto. Falta alguém que saiba pensar o jogo a cada momento e equilibrar a equipa quando ela começa a entrar em stress.

A fraqueza do Benfica passa muito pela forma como a equipa não sabe lidar com a desvantagem no marcador, mas julgo que isso tem muito a ver com uma lógica de muitas épocas seguidas de derrotas. É o tal caminho que leva tempo a percorrer, uma matriz que leva tempo a modificar. Sabemos que pedir tempo, no futebol, é pedir o impossível, e o dilema do Benfica parece ser este: há matéria prima (jogadores, treinador, direcção desportiva), mas era preciso experiência em campo para que o processo de crescimento da equipa fosse sereno, ganhando jogos sucessivos e não abanando com jogos como o da Grécia e o de Domingo passado. E quando a equipa fica, de uma vez, sem Nuno Gomes, Aimar, Luisão...é pedir muito a Yebda, Bynia, Miguel Vitor, Sidnei, Jorge Ribeiro, Urreta que, de repente, sejam os pilares de que a equipa precisa.

Agora não podemos deitar a toalha ao chão. Ninguém ganha, ou perde, campeonatos em Dezembro. Há que ser humilde, dar a volta ás insuficiências com treino de cultura táctica, jogar sempre com grande concentração e acreditar que há uma estrutura global atrás da equipa que acredita nela. E essa estrutura incluí, tem de incluír, cada um de nós, a cada momento.

O jogo do próximo fim de semana é absolutamente fulcral para recuperar a confiança da equipa. Ganhar na Madeira será o tónico de que a equipa precisa. É um jogo difícil, mas nós somos o Benfica, e com trabalho e humildade ganharemos. Mas se não ganharmos...nada de pânico. A procissão ainda nem sequer vai a meio e esta equipa pode dar-nos ainda muitas alegrias. Mas, como nós, na bancada, vai ter de sofrer. Sofreremos juntos, unidos na crença de que seremos campeões.

Quinta-feira, 21.08.08

O Projecto Olímpico do Benfica.

Um êxito retumbante. Os únicos atletas tugas a trazer medalhas são do Sport Lisboa e Benfica. Quero aplaudi-los, como merecem, no próximo jogo em casa da nossa equipa. Espero que eles possam dar uma volta de honra ao estádio, para receber o aplauso reconhecido de toda a nação benfiquista.

Contínuo a acreditar também na Telma Monteiro. E acho que o projecto olímpico do Benfica está de parabéns. Por isso, parabéns a quem o pensou e executou. E sobretudo, parabéns ao Nélson Évora e à Vanessa Fernandes, campeões portugueses, atletas do maior clube português.

Sexta-feira, 08.08.08

Aquisição consumada.

Aquele emblema. O meu nome nas costas. Já cá canta. Let the games begin. Rumo ao Título!


Mai'nada.

Viva el Rey.

Não sei o que aconteceu no Atlético de Madrid (bem, aconteceu Simão, para começar), mas eu vi este Reyes jogar muitas vezes, e mesmo que, na Luz,  não vá encontrar a companhia que tinha no Real Madrid e no Arsenal, uma coisa parece-me indiscutível: o Benfica acaba de ir buscar um jogador de grande classe. Se ele se aplicar...pode mesmo fazer a diferença.

  

 

E agora um defesa central a sério, não? Peço desculpa, realmente onde é que eu estava com a cabeça? David Luiz, Sidnei, Luisão e Miguel Vitor, mais Katsouranis se for preciso, dão garantias.

 

Ah...e amanhã lá estarei.

Terça-feira, 15.07.08

Over and over again.

Sou só eu ou há aqui uma certa obsessão doentia?

Livra!

Terça-feira, 17.06.08

E pronto, vai tudo cair-me em cima.

Eu acho lamentável que o Benfica se ponha em bicos dos pés, e tente chegar à Champions, fazendo queixinhas dos outros. Por um lado ergue a bandeira da transparência e verdade desportiva e depois luta por um mérito que desportivamente não conseguiu ter. Quem tiver de ser julgado, julgado será; e se for condenado, que pague pelo(s) crime(s) cometido(s).

Já sei que, na lógica de partido único vigente no nosso clube, em que cada palavra que não seja de elogio é considerada traição, numa cegueira que, estou certo, não será sequer do agrado da própria direcção, não faltará quem me vá cair em cima, mas a minha opinião é esta: o Benfica não devia comentar este caso, ponto. Devia jogar a prova que a UEFA determinar e apontar baterias para o que conta: construir uma equipa capaz de aceder todos os anos à Champions por ser Campeã Nacional.

 

Adenda

 

Face aos comentários, só quero acrescentar algo que é fundamental para mim: se a UEFA colocasse o Benfica na Champions por via administrativa eu acho que o Benfica devia recusar ir, nestas condições, e devia jogar a UEFA. Por uma questão de grandeza. De valores. Ter na alma a chama imensa. Voar acima da medíocridade.

 

Domingo, 25.05.08

O penalty do Veloso faz hoje 20 anos.

 

E ainda hoje, olhando para ele, dou comigo a gritar daqui: chuta para o outro lado, pá!

Segunda-feira, 19.05.08

Quem, afinal?

Vocês leram isto?

Hum...cada vez mais me convenço que terá de ser um treinador tuga...alguma sugestão?

Segunda-feira, 21.04.08

Et Pluribus Unum, sim.

É sempre um exercício sujeito a inflamada crítica, esta coisa de escrever sobre o Benfica.

No inicio da época, quando manifestei o meu desencanto pela pré-época desmiolada e construção pouco criteriosa da equipa, muitos benfiquistas meus amigos gritaram aqui d'el rei que eu estava a ser pouco benfiquista.

É um karma deste clube. Quem não vai com a onda dominante é menos benfiquista. Foi assim também quando não elegi Manuel Damásio ou Vale e Azevedo. É aquela veia pouco democrática que faz com que uma pessoa que esteja em desacordo com a direcção vigente seja maltratada nas assembleias gerais, por exemplo.

Este deficit democrático dentro do clube, tem sido habilmente aproveitado pelas sucessivas direcções, como forma de legitimar todas as opções, mesmo as mais erradas e prejudiciais para o futuro do clube. Areia para os olhos de quem escolhe não ver, em negação teimosa, até ao dia em que os erros são tão evidentes que já não há como não ver.

E infelizmente é preciso chegar ao ponto calamitoso em que estamos, para que agora já se possa denunciar os erros estratégicos da política desportiva do nosso clube, sem que surjam logo os auto proclamados verdadeiros benfiquistas a gritar: Fogueira!

Mas que ninguém pense que me apanha do outro lado de uma mesma demagogia . Não me apanham em manifestações à porta do centro de estágio ou na Luz, gritando, basicamente: não queremos LFV venha outro, não importa quem.

É esta atitude ligeira que faz com que apareçam nas direcções dos clubes e SADs os oportunistas do costume, vendendo os seus sonhos, comprados por sócios desesperados facilmente seduzidos por qualquer D.Sebastião da treta.

É a mesma atitude que está na base de uma cegueira quase doentia, de quem nunca vê problemas com a nossa equipa, só vê erros de arbitragem (que os há claro, mas nunca explicam tudo) e que aplaude de pé uma direcção que num jantar de aniversário do clube nunca fala de benfiquismo e enche o seu discurso com o apito dourado. O Benfica é muito maior que isso!

Para mim o escandaloso é, por exemplo, proclamar aos quatros ventos a honra, a verdade desportiva, os princípios e depois ir contratar um jogador que, ao marcar golos ao Benfica, os festeja insultando os adeptos do clube que o formou!

Não admito que alguém se diga mais benfiquista que eu. Isso não existe. Benfiquista ou se é ou não se é, ponto.

Posto isto, o óbvio: a época foi desastrosa, a política desportiva é de uma gritante incompetência e oferecemos mais um campeonato. O mais extraordinário é que o FCP nem teve de jogar muito para nos dar uma abada de 20 e tal pontos de avanço. E isso devia fazer-nos pensar. Não é desatar aos gritos, em desespero. É pensar.

Num estrutura de futebol competente, para começar. Não desatar a vender jogadores ao desbarato e ir a comprar contentores de outros de valor desconhecido.

Pensar num treinador competente, que, juntamente com a direcção desportiva esteja já a pensar na planificação da próxima época. E não cair na tentação de pegar em jovens como Bynia (é um bronco a jogar, mas se for trabalhado estou convencido que pode vir a ser útil, porque tem, parece-me, enorme potencial), Di Maria, Cardozo e dispensá-los de uma forma prematura. Ter a coragem de perceber que Luisão e Petit já não são o que eram, segurar a qualidade de um Katsouranis , de um David Luiz  , de um Rodriguez e ir ao mercado, com critério.

Não desatar a contratar jogadores à parva, só porque sim. E, de uma vez por todas, ter a categoria que é imprescindível ter, sobretudo nos momentos mais difíceis , para dar a cara pelo clube. Gerir as crises internamente, ser implacável com a indisciplina, promover valores como o profissionalismo, a mística benfiquista, a responsabilidade que dela advém.

Fazer da competência um critério imprescindível, além do benfiquismo obrigatório.

O mesmo benfiquismo que implica um certo sentido de gratidão: Fernando Chalana foi o melhor jogador que jamais vi actuar com o nosso emblema ao peito. Para ele, para sempre, uma palavra: obrigado.

O que está a acontecer agora tem responsáveis, ele foi anjinho contra o Sporting, mas imolar Chalana é, parece-me, não só injusto como pouco perspicaz.

E eu acho, atenção, que o Benfica deve a esta direcção, apesar de tudo, a recuperação de uma certa credibilidade, depois dos anos da loucura de Vale e Azevedo. Mas um clube como o Benfica tem a razão da sua grandeza nas vitórias. E para essas é preciso trazer para o futebol do clube, pessoas competentes, na gestão e na orientação técnica. E humildade para reconhecer quando há áreas que não dominamos, deixando-as para quem sabe do assunto. E isso implica sim, capacidade de ouvir opiniões diferentes, de vez em quando, e parar para pensar. Sem ser preciso chegar-se ao ponto a que se chegou esta época.

 

 

 

Sexta-feira, 29.02.08

...

Ontem fui à gala do 104º aniversário do Benfica. Estar entre benfiquistas é sempre bom.

É inevitável sentir que hoje em dia...o Benfica está, no mínimo, adoentado.

 

Mas o benfiquismo não.

Segunda-feira, 25.02.08

Aposta.

Ganhamos no Domingo.
Domingo, 03.02.08

Quanto tempo mais.

Vai durar esta vergonha?
O Rui Costa lesiona-se e não entra o Nuno Assis? Não é, claro que não é, a mesma coisa, mas há no plantel alternativa mais válida? E o Maxi Pereira, o Luis Filipe, o Petit em muito má forma a desperdiçar livres e cantos uns atrás dos outros, um Katsouranis irreconhecível, um Cardozo desamparado, um Di Maria que leva como prémio por estar a ser o menos mau a substituição infame?
É mau demais. Por isso pergunto: quanto tempo mais vai durar esta vergonha?
Domingo, 06.01.08

Adenda.

No fundo o que se passou ontem foi apenas mais um episódio da lamentável época que se desenha para o Benfica desde o verão. Política desportiva incompetente, uma equipa tacticamente pobre e com menos talento do que em anos anteriores.
Rui Costa ontem até fez de médio defensivo e recuperador de bolas. Quando tem a bola no pé nota-se logo a sua qualidade, mas volto a dizer que não se lhe pode pedir mais, nesta altura da carreira.
O problema não está aí.
Luisão e Katsouranis são até dos melhores jogadores da equipa, mas na minha opinião, a decisão de Camacho foi a decisão lógica. Arriscada, mas justa.
E o Benfica só não ganha o jogo porque a equipa treme com facilidade e não sabe pensar o jogo. O campeonato acabou?
Sim, há muito tempo. No Bessa, frente ao Leixões...ou antes, na desmiolada pré-época que se fez.
Sábado, 05.01.08

Não me venham pedir paciência!

A jogar assim, a ter comportamentos destes e a perder dois pontos nos últimos dois minutos...muita paciência têm tido os sócios!
Uma palavra para Rui Costa : o melhor, em tudo.
Domingo, 16.12.07

Esta equipa treina? O quê?

Ao ver e rever o Benfica desta época, fica-me a ideia de que a filosofia Camacho se resume a um 4x2x3x1 em que só há uma variação possível, quando se decide colocar o Nuno Gomes e o Cardozo juntos na frente. Por outro lado, os movimentos da equipa indicam, parece-me, a velha máxima merengue das equipas de Camacho: o primeiro canto é nosso, a primeira oportunidade tem de ser nossa.
Parece-me curto.
Reparem que a equipa nunca muda verdadeiramente o seu funcionamento em campo.
Ou joga Maxi ou joga Di Maria. Ou joga Rodriguez ou Adu, mas nunca se muda o modelo pastoso do jogo, o que é grave, pois o modelo actual de jogo indicía, a meu ver, uma confrangedora falta de...treino.
As equipas são o futebol que treinam. E treinar é esforço físico, mas tem de ser também, e muito, trabalho táctico. Treinar o "pensar o jogo". Treinar as várias alterativas possíveis do modelo de jogo que pode ser necessário fazer durante uma partida.
E no Benfica desta época vê-se uma rotina de preguiça mental e de uma lógica de constante improviso, que me leva a pensar que o modelo de jogo do Benfica é só um 4x2x3x1 que às vezes é um débil 4x4x2, mas sempre sem ideias.
Cada um faz o que pode e consegue, em cada jogo. É também por isso, por viver num esquema de quase piloto automático mas sem plano de rota, que a equipa só respira quando a bola está nos pés do Rui Costa. Porque é o único que é capaz de pensar o jogo.
Jogadores como Di Maria, Cardozo, Adu, Fabio Coentrão (que é feito?) podem ser bons no futuro, mas se nos seus primeiros anos a este nível, não aprenderem a evoluir na leitura táctica do jogo e na necessidade dos jogadores pensarem tacticamente, vão provavelmente perder-se. Não basta dar palmadinhas nas costas e dizer Força míudo.
Tacticamente o Benfica vale zero, a verdade é esta. Se a equipa jogar com raça, com as ganas das equipas de Camacho, ainda consegue disfarçar, e ganhar por via do suor como em Paços de Ferreira ou contra os ucranianos. Mas quando à falta absoluta de outro modelo de jogo que não seja um pueril "Vamos salir a ganar", se junta um dia de apatia, de falta de atitude...dá o que vimos ontem. Um jogo em que temos uma equipa, com alguns jogadores de indiscutível qualidade, mas globalmente a mais fraca das últimas épocas, que só lhes falta olhar para o banco e gritar: Ò mister, ajude aqui!

Sábado, 15.12.07

Léo.

Se o Benfica quisesse mesmo renovar, já o teria feito.
O resto são tretas.
Segunda-feira, 12.11.07

Longe de casa ainda sabe melhor

Enquanto deu para apanhar rádios portuguesas, até Sevilha, ainda estava com o habitual credo na boca. 2-1 era pouco.

Quando chego ao Hotel, muitos quilómetros depois, ligo a TV e vejo os golos da Liga Espanhola, na esperança de dar, mais à frente, com os resultado do Benfica, na parte do futebol internacional. Tive sorte: vi resultado e resumo!

Mas só hoje pude vir aqui ao computador ver que afinal a jornada tinha corrido ainda melhor! Espectáculo.

Claro que a equipa continua a ser a mesma e a ter as lacunas de sempre. Dificilmente se ganhará algo esta época, mas o sabor de um fim de semana assim, é ainda melhor...longe de casa.

"Benfica de Camacho a lo grande!" dizia a TV espanhola, ao fim da noite.

E olé.

Sábado, 03.11.07

Sei que não vou por aí.

Não é para abrir uma guerra, mas não me sentiria bem se não dissesse isto aqui: não, eu não aceito bem a ideia de sportinguistas e portistas na SAD do meu clube.

Acho que não faz sentido. Se é pela competência, e claro que têm de ser competentes...há com certeza gestores que sendo competentes, sejam também benfiquistas.

No limite, acho que é uma segurança.

Jorge Gomes, do FCP vintage para a estrutura directiva do Benfica???

Não há vergonha na cara, desculpem.

Sexta-feira, 02.11.07

Um por todos...

Leio e, embora não surpreendido, fico, ainda assim, sem palavras.

Porque não entendo como pode o maior clube português ser gerido assim, e ter tantos telhados de vidro.

 

Segunda-feira, 08.10.07

O melhor Benfica de sempre

Meus amigos, este é o desafio que vos proponho. Um treino de conjunto entre os dois melhores onzes, formados por jogadores que tenham representado o Benfica, e vocês tenham visto jogar.
Não é, seguramente, tarefa fácil, mas acho que ajuda a sublinhar a grandeza da herança benfiquista que cada um de nós transporta dentro de si.
Vamos a isso?
Eu fiz este exercicío uma vez, para o livro "Ser Benfiquista".

De um lado: Bento, Pietra, Humberto Coelho, Bastos Lopes e Álvaro. Carlos Manuel, Shéu, Alves e Chalana. Néné e Filipovic.

Do outro: Preud'Homme, Veloso, Carlos Mozer, Ricardo Gomes e Schwarz. Diamantino, Jonas Thern, Rui Costa e Simão Sabrosa. João Vieira Pinto e Rui Águas.

Ok, faltam o Magnusson, o Stromberg, o Elzo, o Valdo, o Isaías, o  Paneira, o Paulo Sousa, o Futre (que só jogou uns meses no clube mas fez parte de uma equipa incrível, que infelizmente só ganhou uma Taça de Portugal)...mas só cabiam onze de cada lado!

Façam os vossos. Lembrem-se: só jogadores que vocês tenham visto jogar!
Quarta-feira, 03.10.07

Volto ao mesmo: o problema não é tanto o Camacho.

Ele não é a solução, mas é a parte menor do problema.
Tacticamente limitado, como sempre, é no entanto o menos mau, no quadro de uma gritante incompetência de um nível superior. A gestão desportiva é que é uma catástrofe.
Sábado, 29.09.07

Os meus derbis. Viagem pessoal mas transmissível.

É o meu primeiro post na Tertúlia, desde que esta começou a assapar!
Como ainda não domino as artes de postar em sapo style, e já me está a chatear a mensagem "Ah e tal não é possível o copy paste automático e mai'não sei quê" :-) deixo o link, ok?
Se alguém se lembra dos derbis de que aqui falo, se eventualmente também lá estavam nesses dias...contem-me as vossas memórias!
E logo...é para ganhar!
Domingo, 02.09.07

O homem.

O homem não é um sábio da táctica, e claro que ainda vou desesperar-me com ele muitas vezes ao longo da época; mas há coisas neste treinador espanhol que eu adoro:
Por exemplo, a simplicidade da ideia de que uma equipa grande tem de jogar bem à bola, sem medo de a ter na sua posse; e a atitude "sem tretas e sem medos" com que pega em putos dos juniores e os põe a jogar. A mesma atitude que o leva a ter tomates para não inscrever Mantorras na UEFA. Claramente nem Koeman nem FS teriam cojones para tal.
Ainda estranho um Benfica com tanto jogador desconhecido, mas a atitude da equipa mudou completamente. E isso deve-se a este espanhol que traduz tudo em frases simples.
Como "salir a ganar".
Dá-le José António, dá-le.
Sábado, 25.08.07

O Carrocel.

Na loucura de nomes para reforçar o Benfica, todos os dias há novas possibilidades nos jornais.
Um deles no entanto salta-me já à vista como uma noticia boa: Nunes, do Maiorca. É bom, e português. A imprensa espanhola avisa, sem querer, que há mais alguém interessado...
E outros dois nomes bons: para começar, Carlos Eduardo.
É um médio que esteve para seguir as pisadas de Anderson, e juntar-se a este no Dragão, há dois anos. Acho dificil que venha, pois é muito caro, e o Milan em tempos também já lhe piscou o olho e o jogador pode estar a pensar noutros voos... O jovem internacional brasileiro é um talento, e toda a gente no Brasil diz que ele vai ser craque a sério. No entanto também chega de lá esta ideia: no mínimo...está dificil.
O outro nome é um jovem talento que já vi em alguns jogos do Steaua de Bucareste: Nicolae Dica.
É muito bom e não duvido que, aos 26 anos, dará o salto brevemente. Pretendentes não faltam, pois do futebol inglês e italianos já surgiram propostas.
Sobre os uruguaios... sei pouco, confesso. Mas pelo menos o do PSG...parece que é bom.
E siga o carrocel de nomes!
Quinta-feira, 23.08.07

E agora, o delírio:

Com os milhões das vendas do Simão e do Manuel Fernandes, não sobram 8 milhões para ir buscar este senhor? E ele manterá com o Benfica a oferta feita ao Boca (2 anos de contrato e ele joga o terceiro à borla) ?
Isso é que era.
Pronto agora vou ali respirar fundo, a ver se me passa.
Quarta-feira, 22.08.07

Tudo acontece!

E agora? Se algum dos leitores do blog jogar bem a defesa central, é favor apresentar-se no Seixal. Perguntar por D.Camacho.

Afinal havia outros.

Lendo no blog do "torcedor do S.Paulo" , dá ideia que eles não se ralam muito com a possível saída do Edcarlos para o Benfica. Os craques são os centrais Miranda (convocado agora para a selecção brasileira) e Alex Silva (irmão do Luisão).
Por outro lado, não me admirava que, uma vez livre do Corinthians, este jogador voltasse a interessar ao Benfica. Camacho já o quis em tempos. Não joga desde Março, está a recuperar de uma operação ao joelho, mas não me admirava mesmo.
Desde que Camacho não se lembre outra vez do Paulo Almeida...
Segunda-feira, 20.08.07

...

O Motta e o Emerson estão encostados no Barça e no Real, respectivamente.
O Camacho, com os seus contactos em Espanha, não liga já para lá? Ok o Inter e o Milan já disseram que estão interessados, mas...o que é que isso interessa?
Vamos a isso, pá.
E o Pauleta, que dizem?
E o tal de Souza, camisa 10 do São Paulo ?
E um director desportivo que perceba de bola, não?
Sábado...Luz cheia!!!

Para ser lido tipo Gato Fedorento a imitar Marcelo.

- A saída de Fernando santos é boa para o clube?
-É.
-Mas não resolve tudo.
-Não.
-Mas é bom que ele saia?
-É.
-Mas bom mesmo era que se resolvesse aquela balbúrdia de uma vez?
-Era.
-Mas quem devia resolver vai só mudar de treinador?
-Vai.
-E se vier o Conceiro?
-Hein?
-Ok, e se vier...o Camacho?
-Menos mal.
-Mas não resolve?
-Não.
Domingo, 19.08.07

A perder

Para mim, Fernando Santos é só parte do problema, e não o problema todo. Enquanto não se perceber isso e se fizer algo para mudar a sério...tudo ficará na mesma, ainda que o treinador mude.
Mas a mudança deve, sem dúvida, passar por aí. A questão é: mais uma vez não se antecipou este cenário, e agora que treinador é que vai pegar nesta equipa, nesta altura da época, sem tempo para ir buscar jogadores à medida das suas ideias?
Li aqui que devíamos ir buscar o Capello. Nunca na vida ele viria. Nunca teríamos dinheiro para lhe pagar. Não treina equipas com este nível. É melhor descermos à terra.
E pensar globalmente em toda a estratégia desportiva, ou falta dela, no nosso clube. Politica e timing das contratações e o que isso indica sobre a forma como o Benfica ainda não percebeu o que é o futebol hoje em dia. Numa palavra: competência para gerir o futebol do Benfica.
E isso não cabe só ao treinador.

PS1 - Camacho não é solução. Tacticamente mediano, parece-me sobretudo uma bom gestor de recursos humanos, capaz de criar um espírito de equipa bom. Mas não treina desde que passou 20 dias no Real Madrid para sair abruptamente e sinceramente desconfio da ideia de "salvador da pátria"...

PS2 - E O Giovanni? Saiu do Benfica a custo zero. Diz que não servia. Hoje ganhou o derby para o Manchester City. É assim, mais um tiro no pé de quem manda no futebol do Benfica.
Segunda-feira, 13.08.07

De como isto não promete nada de bom.

Um Benfica em que se contrata jogadores e se vendem outros sem que o treinador seja tido ou achado. Em que se diz num dia "Simão não sai por menos de 25 milhões" e 3 dias depois se vende por 20.
Um Benfica que percebe a valorização e utilidade desportiva de Manuel Fernandes, e não avança logo para a compra da totalidade do passe, requalificando a clausula de rescisão (como fez o FCP com o Lucho), nem que seja para garantir um futuro negócio realmente lucrativo.
Um Benfica que contrata um jogador da 2ª divisão sérvia, para depois o mandar pela porta dos fundos, sem que alguém se justifique.
Um Benfica que compra jogadores para emprestar a terceiros, sem explicações a ninguém, levantando as questões sensíveis: quem tratou dos negócios, quem ficou com as comissões, qual a politica desportiva inerente a estas operações.
Um Benfica que vai buscar um defesa que foi encostado sistematicamente por este mesmo treinador há uns anos noutro clube...
Um Benfica que perdeu o director desportivo (de quem eu nem sou adepto, mas era alguém que estava sempre com a equipa e percebia minimamente do mundo futebol), onde o presidente diz que assume ele o cargo e depois vai de férias e volta na véspera do jogo da Champions, que pode definir toda a época... (diz-se que foi de férias com Camacho para Ibiza...será???)
Um Benfica onde a equipa está sem liderança, o treinador está a ser deixado à sua sorte, a politica de aquisições cheira a La Redoute e o presidente proclama que este ano vai haver disciplina porque ele é que manda (e ninguém pergunta...mas não manda já há uma porrada de anos???)...

Já sei que me vai cair tudo em cima, mas um benfiquista não tem de ser cego e assobiar para o lado quando assiste a tudo isto.
A época não promete nada de bom. A menos que Adu, Cardozo, Bergessio e mesmo os jogadores que nem o treinador conhecia (Diaz, Butt, etc) tenham, afinal, categoria para disfarçar a balbúrdia que para ali vai...juntando-se a Luisão, Petit, Nuno Gomes, Leo, Moreira, Quim e sobretudo Rui Costa, que sabem o que é o Benfica...talvez a coisa se componha.
Mas eu, pela minha parte, digo já: não promete nada de bom. Das aquisições acho que só Fábio Coentrão parece prometedor, além de Cardozo, que me parece um bom jogador.

Mas para quem perdeu Simão e Miccoli, e vai perder Manuel Fernandes...é pouco.

(Claro que amanhã lá estarei e...até os comemos!)
Quinta-feira, 26.07.07

Ver a montra.

Do actual plantel do Atlético de Madrid não vejo muita gente que possa interessar ao Benfica. A não ser, claro, todos aqueles a que não podemos aceder: Maxi Rodriguez, Diego Forlán, Luis Garcia. Petrov é bom, mas Erickson também percebeu isso e parece que vai levá-lo para o Manchester City.
Dos outros: talvez Seitaridis para competir com o Nélson, e o central Zé Castro.
Jurado é um jovem médio, formado no Real Madrid, tem potencial mas é ainda muito "verde".
Maniche não tem condições para jogar no Benfica, depois de tudo o que se passou; e Costinha parece-me, nesta altura da sua carreira, de utilidade muito limitada, quando temos Petit, Katsouranis e Manuel Fernandes. O melhor será pegar no dinheiro e gasta-lo em jogadores de outra proveniência...
Terça-feira, 24.07.07

O 20.

Sobre a saída de Simão, eu, enquanto benfiquista, terei obviamente muita pena. Mas terei ainda mais... gratidão.
Simão Sabrosa foi o nosso melhor jogador, em todas as épocas em que jogou no nosso clube. Criado no Sporting, soube criar empatia com os benfiquistas, sobretudo pela sua classe e categoria em campo. Resolveu muitas partidas a nosso favor e, sem ele, simplesmente, não teríamos voltado a ser campeões.
É o melhor jogador do plantel, aquele que faz a diferença, o que resolve. E é um capitão de equipa que sabe da responsabilidade dessa braçadeira e da herança de grandes capitães do passado. Publicamente defende sempre a equipa, e isso também é saber ser o capitão. Quando fomos campeões não vacilou no penalty do Bessa, quando ganhámos a Taça ao Porto de Mourinho resolveu com um golo de cabeça (!), em Liverpool, em Manchester, em Paris, em Montjuic foi ele quem liderou as tropas com golos decisivos. No Camp Nou, um ano antes, esteve a centímetros de nos levar às meias finais, na única oportunidade que tivemos. Era talvez pedir demais... mas a vir alguma coisa de bom desse jogo... viria dali, dos pés do número 20.
Se Simão Sabrosa sair agora do Benfica, sai sobretudo com uma palavra minha, enquanto benfiquista: Obrigado.
Quarta-feira, 20.06.07

Honra


Tinha de partilhar isto. Hoje, numa futebolada, defrontei este senhor. Fiz-lhe a devida vénia. Jogou de encarnado. Foi o melhor em campo. Perdeu, mas nunca perdeu a elegância de campeão e aquela raça de jogar à Benfica.
Honra: hoje foi o dia em que joguei à bola com o Schwarz.
Terça-feira, 29.05.07
Domingo, 27.05.07

Deixa-me ver se percebi...

Leio na imprensa:

"O Benfica quer que as Finanças autorizem o não pagamento de imposto municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis (IMT), imposto de selo e emolumentos, no valor de cerca de dez milhões de euros.
A isenção já foi pedida em 2004 e é o mote para que o Benfica avance com a fusão entre a SAD e a Benfica Estádio, uma operação que duplicará o capital social da SAD - resolve a insuficiência de capitais próprios -, sem que para isso seja necessário pedir mais dinheiro aos accionistas.
Pequeno pormenor: Após a fusão, o Benfica ficaria com uma participação directa e indirecta de quase 70% da SAD mais 30% do que tem hoje, o que permitirá no futuro vender essa participação através da bolsa sem perder o controlo da SAD."

Então mas entramos em bolsa no final de uma época desastrosa (3º lugar, zero títulos), em pleno defeso, na pior altura possível para captar investidores...porquê, qual é a pressa? A não ser que haja quem tenha enterrado muito guito em acções e agora precise desesperadamente de realizar capital, ainda que para tal tenha de expôr o clube a uma desvalorização das acções de quase 50% logo ao terceiro dia...
Enquanto a maior parte dos benfiquistas anda distraída com as noticias previsíveis de reforços que aparecem na imprensa e nunca chegam à Luz, dei comigo a tentar perceber as noticias da Economia relacionadas com o nosso clube. Como não sou especialista, li e perguntei-me, de facto...terei percebido bem?

Mais uma:

"Num comunicado dirigido à Comissão do Mercado de Valores Imobiliários (CGD), a Sport Lisboa e Benfica, SAD convocou os accionistas para uma assembleia geral, que se realizará no próximo dia 26 de Junho. Um dos pontos da ordem de trabalhos diz respeito à deliberação da hipoteca da Quinta da Trindade, no Seixal, a favor da Caixa Geral de Depósitos. O imóvel a hipotecar servirá de “garantia de reembolso de financiamento a conceder por aquela instituição de crédito até ao montante de 16 milhões de euros, bem como dos correspondentes juros remuneratórios e/ou moratórios, comissões, despesas e outros encargos”, segundo é referido no comunicado."

Mas espera aí!
Uma hipoteca sobre os terrenos do Seixal? Mas para pagar o Centro de Estágio??? Não pode ser, porque a direcção do Benfica, quando inaugurou o dito centro de Estágio, proclamou que o naming do Campus à CGD era um negócio fantástico!
Então mas o clube não tem uma saúde financeira do caraças? "Não estamos vendedores mas compradores"? Apesar de termos o passe dos principais jogadores hipotecados a bancos, e de termos vendido o Ricardo Rocha a meio da época, e de andarmos a suplicar que alguém compre o Manuel Fernandes de vez...

Não, não devo ter percebido bem. Alguém que me esclareça, por favor!
Quinta-feira, 24.05.07

Ah é?

Diz que sim.
E já agora sabe quem é que vai ser o treinador? Já agora..
Segunda-feira, 21.05.07

Desculpem a contra-corrente

Mas, meus amigos, acho que está tudo muito inflamado numa onda anti Santos, quando a questão é, para mim, muito mais vasta. O treinador é, na minha opinião, apenas parte do problema.
O departamento médico, a gestão de entradas e saídas de jogadores, nomeadamente na reabertura do mercado no Inverno, a falta de coerência do discurso para o exterior e efeitos desse discurso no balneário, a falta de acompanhamento da equipa em momentos chave... acho que isso também conta. Tudo isso pode ser minimizado com um treinador superior mas, com a realidade que temos... acho que se deve olhar para todos estes aspectos.
Já agora um desafio: em podendo escolher... quem queriam que treinasse a equipa na próxima época. Excluo, para manter a tertúlia a um nível terreno, José Mourinho, Fabio Capello... enfim, vocês sabem de quem eu estou a falar! :-)
Domingo, 29.04.07

O pré-jogo

Em dia de derby, podendo ficar a dois pontos do primeiro, um adepto apaixonado, na irracionalidade da sua paixão, procura sinais. Sinais de como irá correr logo. Se chover até ás duas da tarde, perdemos. Se não aparecer nenhum carro naquela curva da marginal, antes de chegar ao semáforo, é porque ganhamos.
Faz um derby na playstation, põe-se aquilo na máxima dificuldade para ser a sério, e ganha-se 2-0. Simão e Mantorras.
Olha-se o calendário e percebe-se que quem vai á frente dificilmente perderá mais algum ponto. E pensa-se naqueles jogos em que podíamos e devíamos ter ganho. Podíamos estar na frente, já.
Em dia de jogo, em dia de um jogo como o de logo, anda-se assim meio aéreo.
"Eles" são bons, jogam bem, fizeram-nos a folha na época passada na Luz. Mas já lhes ganhámos em casa deles, nada a temer.
Jogamos em casa, somos mais fortes e ainda acreditamos.
Em dia de jogo afastamos todas as evidências de uma equipa perdida em equívocos tácticos, gestão desastrosa de recursos, planificação de época de vistas curtas, e por aí fora.
Uma sms, entre muitas, procura apaziguar a ansiedade perguntando: Como é, ganhamos?
Responde-se, sem hesitar:
"Há dúvidas?"
Terça-feira, 10.04.07

Moles como os ovos.

Em primeiro lugar obrigado pelo convite para pertencer a tão ilustre tertúlia. É mau dia, talvez, tendo em conta a miserável exibição da nossa equipa em Aveiro.
Os próximos três jogos são com o Braga na Luz, o Marítimo no Funchal e o Sporting na Luz.
Eu achava que ganhando em Aveiro, as próximas três jornadas iam decidir. E achava que era só uma questão de ganhar esses três jogos. É que o Porto vai perder pontos nas próximas 3 jornadas, jogando fora com a Académica, em casa com o Belém e fora com o Boavista.
Agora acho que o Benfica rebentou de vez, e que segurar o segundo lugar vai ser tão difícil como atacar o primeiro.
Um treinador medroso (ainda que hoje tenha feito o que devia, parece-me), mas também uma defesa ridícula, um meio campo falido e um ataque à toa não prometem nada de bom.
Claro que lá estarei na Catedral na próxima 5ª.
Claro que vamos ser campeões e ganhar a Taça UEFA, claro, claro, claro.
Mas isto ontem foi muito mauzinho. Outra vez.

escribas

pesquisar neste blog

 

links

arquivos

recentes

tags

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com

Visitas


blogs SAPO

subscrever feeds