VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Banho

Se há por vezes uma certa tendência para abusar do termo 'banho de bola', hoje foi um jogo em que esse termo se aplicou na perfeição. Foi mais do que um banho; foi um massacre, com uma grande exibição de toda a equipa e um recital do Di María (e tal como já disse num programa, é preciso ser-se muito burro ou o Eduardo Barroso para não se conseguir reconhecer que o argentino é um fora-de-série), que terminou numa vitória por quatro golos e que poderia ter sido ainda por mais.


Algumas surpresas no onze inicial, com as presenças do Airton e do Éder Luís nos lugares do castigado Javi García e do poupado Aimar. Isto resultou num Benfica algo diferente do habitual. O Saviola parecia ser o responsável por jogar na posição habitual do Aimar, mas trocava frequentemente de posição com o Éder Luís, e jogava também mais avançado do que o Aimar costuma fazer. Diferente ou não, a atitude é que interessava, e esta foi à Benfica. Os primeiros minutos deram logo a tónica daquilo que o jogo seria. O Benfica entrou a mandar no jogo, e não deixou de o fazer por um minuto que fosse até ao apito final do árbitro. A exemplo do que vimos contra o Hertha, o Benfica pressionou alto e manteve o Leixões quase sempre remetido ao seu meio campo, e com isso já estava uma boa parte do trabalho feito. O resto seria marcar golos, e logo aos quatro minutos foi dado o primeiro aviso, com o David Luiz a cabecear a bola ao poste, na sequência de um canto. O domínio continuou, e pouco depois dos vinte minutos conseguimos mesmo marcar. O Di María, a mostrar que estava inspirado, desmarcou-se após um bom passe do Cardozo, e meteu a bola na baliza. Mas o Lucílio (esse sacana) resolveu mostrar mais uma vez que é um árbitro amigo do Benfica, e ajudou-nos anulando um golo limpíssimo por um inexistente fora-de-jogo do Di María. Sabendo ele que em alguns jogos recentes o Benfica tem marcado cedo e depois desacelerado um pouco, acabando por sofrer dissabores, então resolveu anular o golo, de forma a obrigar os nossos jogadores a manterem-se concentrados e a manter a pressão sobre o adversário. O Lucílio é assim mesmo, e ajuda-nos à descarada.

Devido ao benfiquismo do Lucílio, tivemos portanto que esperar até aos vinte e sete minutos até obtermos a justíssima vantagem no marcador. Foi um remate desferido pelo Éder Luís ainda a alguma distância da baliza do Leixões, a beneficiar de um ressalto feliz num defesa adversário que fez a bola entrar junto ao poste da baliza. Mas como o golo não foi muito madrugador, a nossa equipa já não abrandou, e até ao intervalo continuou a pressionar e a exibir um domínio absoluto em campo, na procura do segundo golo. Ameaçámos por diversas vezes, e quase sobre o intervalo o Saviola esteve muito perto de o conseguir, mas o golo foi negado por uma boa defesa do Diego. Face à superioridade exibida, a vantagem mínima ao intervalo era injusta por ser tão escassa, mas a manter-se o mesmo cenário na segunda parte seria muito difícil que os números no marcador se mantivessem equilibrados.

E a verdade é que o cenário só se alterou após o intervalo para ficar ainda mais desequilibrado para o nosso lado. Logo a abrir, mais um passe fantástico do Cardozo a isolar o Di María, que teve o seu momento de maior desinspiração na noite ao não conseguir ultrapassar o guarda-redes do Leixões. O festival continuou, e o Benfica voltava a desperdiçar, desta vez com o Di María e o Cardozo a não conseguirem marcar num lance em que o David Luiz apareceu solto na área a tocar para trás. Face a intenção do Leixões em subir um pouco, O Jorge Jesus lançou o Carlos Martins no jogo, para o lugar do Éder Luís, de forma a aproveitar a sua capacidade de passe para explorar os espaços que se iam abrindo nas costas da defesa adversária, e esta alteração resultou em cheio. O segundo golo acabou por aparecer com naturalidade. Novamente o Di María, desmarcado sobre a esquerda a passe do Ramires, e desta vez ele optou por um remate por alto, com a parte exterior do pé, que só parou no fundo da baliza. a vencer por dois, foi altura de poupar o Saviola, entrando o Peixoto para lateral esquerdo, para subir o Coentrão e deslocar o Di María para segundo avançado. e mais uma vez esta alteração resultou em cheio, pois foi nessa posição que o Di María fez mais dois golos. O primeiro a um quarto de hora do final, após uma grande desmarcação a corresponder a um passe brilhante do Carlos Martins, que o deixou na cara do guarda-redes, tendo ele aproveitado para fazer o chapéu que tinha falhado logo no início da segunda parte. E o segundo num grande remate (um dos aspectos em que ele parece estar a melhorar a olhos vistos) de fora da área, que levou a bola ao ângulo da baliza e deixou o guarda-redes sem reacção. E entre estes golos, mais oportunidades falhadas, que justificam que se pense que os quatro golos marcados ainda poderiam ter sido mais.

Claro que o maior destaque vai direitinho para o Di María. Marcou três golos (ou melhor, marcou quatro, mas o benfiquismo do Lucílio tirou-lhe um), mas mesmo antes de ter marcado um só golo já eu enviava SMS a elogiá-lo. É um jogador fundamental, que desequilibra qualquer jogo, e está numa forma estupenda. Quarenta milhões já começam a parecer-nos pouco dinheiro. O Cardozo não marcou, mas merecia. E fez um grande jogo como referência no ataque. Está cada vez melhor a segurar a bola de costas para a baliza e a lançar os colegas. Elogios também para o nossos dois Senhores centrais. Finalmente, um dos factores de maior curiosidade para nós neste jogo seria ver o Airton, que fazia a estreia absoluta. E do que eu vi, só posso dizer: muito bom. Julgo que um dos maiores elogios que lhe posso fazer é que não sentimos a falta do Javi. Fez uma exibição muito personalizada, em que primou pela simplicidade. Acho que não estarei enganado se disser que não terá falhado um passe durante todo o tempo que esteve em campo. Mostrou bom sentido posicional e inteligência. Fiquei com vontade de ver mais deste jogador, acabadinho de completar apenas vinte anos.

Tal como dizia o Jesus na terça-feira, a equipa mostrou estar fresquinha como uma alface. O campo estava pesado, o tempo complicado, não jogaram dois jogadores nucleares (e que na terça-feira tinham sido dos principais responsáveis pela boa exibição contra o Hertha) e a equipa voltou a dar espectáculo, e a vender saúde física do princípio ao fim do jogo. Nem o benfiquismo do Lucílio nos atrapalhou. Entretanto, quem não gostar pode ir fazer vigílias, que nós ficamos à espera dos próximos.

publicado por D'Arcy às 00:56
link do post | comentar
44 comentários:
De Miguel Ribeiro a 28 de Fevereiro de 2010
Queria realçar os magníficos Bluffs quer o JJ tem feito durante toda a época. A vertente física da equipa sempre esteve a 100%. O JJ estica quando acha necessário.
Para terminar este 1º meu comentário, aqui pela tertúlia, queria referir a vergonha que se passa na Antena 1, essa rádio pública. Não é novidade, mas os comentários de hoje do senhor Queirós(z) roçaram, claramente o imbecilismo. Se tiverem acesso ao relato, por favor, exponham essa vergonha. É uma serie inadmissível de comentários parciais de um portista regionalista ressabiado, travestido de jornalista. Como pequeno exemplo, refiro a agressão na 1ª parte a que Di Maria se sujeitou e o "comentadeiro" disse "não vai morrer" calando até o voz off no estúdio, que afirmava que Di Maria tinha sido alvo de uma bofetada.
Obrigado.
De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2010
Nada a dizer!!! Temos de facto uma grande equipa, e eu não alinho muito naquelas teorias do cansaço , há apenas alguns jogos menos conseguidos, felizmente poucos (mas não há equipa nenhuma que não os tenha). Vitoria para calar alguém ??? Mas sinceramente acham que e preciso?? Só mesmo atrasados mentais com um nível intelectual de um bocal ferreira, dum moreira amestrado, dum eduardo burroso ou de um bosta tavares , e que podem ver outra coisa para alem do mérito do nosso clube. E já agora, o que me dizem do Carlos Martins? muito bom, a melhor forma de sempre, uma garra do caraças , acho que também aqui Jesus esta a operar um milagre!!!
Saudações Benfiquistas directamente dos EUA...e esta época ainda vou a luz carago !!!!

Rodrigo
De Ruy Menezes a 28 de Fevereiro de 2010
Atenção ao golo anulado!
O bandeirinha não levantou a bandeira quando o Di Maria recebe a bola!
Somente a levanta quando o vê correr irremediavelmente para o golo!
Seria bom que o S. L. Benfica alertasse o Conselho de Arbitragem para o facto...
Quanto terá recebido o dito?

Convém notar que esta época os golos anulados, certas faltas e alguns casos de fora-de-jogo mal assinalados são quase sempre no início do jogo, ou com uma margem mínima no resultado!

Um abraço

Ruy Menezes
De pferr a 28 de Fevereiro de 2010
Um jogo de encher o olho. Hoje até dispensávamos o Quim, jogávamos com mais um avançado e o resultado chegava a "quinge a gero". Engula quem anda para aí a falar em andores e colos. Torçam-se, tomem analgésicos para as dores de cotovelo.
De Luís Pereira a 28 de Fevereiro de 2010
Boa noite.

De facto dá gosto ver este benfica. Fui ao estádio e é impressionante o apoio a equipa.

Mesmo com a porta aberta, a pedreira de braga tinha menos gente que o nosso jogo a pagar...

Quem me dera ter possibilidade de ver mais jogos no estadio...assim dá gosto...


Carrega BENFICA
De Arquivo Vivo a 28 de Fevereiro de 2010
Di (tri) Maria ainda não saiu e já deixa saudades.

Nunca senti tanta aversão a 40 milhões.
De Paulo Ivan a 28 de Fevereiro de 2010
Vês Gonçalo não havia motivos para preocupação por causa de 2 jogos menos bons.
O Benfica está poderoso e digo-te os outros é que têm de se preocupar porque eles é que vão perder pontos não duvido disso!
Bem o Marselha deve estar assustado, nem sabem o que lhes espera na LUZ!
Agora tenho a certeza...VAMOS SER CAMPEÕES!!!!!
De pge a 28 de Fevereiro de 2010
Tava com algum receio do jogo. Mas que ganda joga fizemos...Completamente á campeão.
Di Maria a mostrar que a paciencia pode trazer grandes resultados e neste algumas vezes tive de ir ao fundo do meu ser para a ter, se melhorar os cruzamentos 40M se calhar é mesmo pouco.
Cardozo (nunca fui dos seus maiores fans) mas mostra-se muito mais jogador de facto, tem é algumas desconcentrações na hora de decidir mas tá muito mais jogador de equipa.

Em 5 dias duas respostas destas, se calhar têm de começar a pensar em fazer vigilias em Fátima.

Que grande confiança me deram.
De Ruy Menezes a 28 de Fevereiro de 2010
(Cópia de um e-mail que acabei de enviar à Antena1)


Ex.mo Senhor Director da Antena1

Segundo me contaram, hoje, durante o relato do jogo de futebol Leixôes-Benfica, o famigerado guarda-abel terá invadido os estúdios dessa estação ( o meu amigo estava com algumas dúvidas de que houvesse sido o Pindá, mas eu esclareci-o de que esse estava, está, na cadeia.

Mas, como ia dizer, o tal indivíduo terá tecido um comentário execrável quando o futebolista do Benfica, Di Maria, sofreu uma cotovelada de um adversário: Não vai morrer! - disse ele, certamente com a cartilha do "papa" à sua frente!

Depois, "Aqui d´El Rei!", que os jornalistas não são respeitados!

Que jornalistas, Sr. Director?!

Com os meus cumprimentos

Ruy Menezes
De mWo a 28 de Fevereiro de 2010

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Confrangedora

Doloroso

Inequívoca

Tristeza

Deplorável

Descanso

Cumprido

Entradas

Regresso

Inadmissível

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds