VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

Atroz

Nem sei se vale a pena estar a escrever sobre o jogo em Israel. As opiniões já estarão há muito formadas: o Benfica perdeu vergonhosamente por três a zero contra uma equipa muito inferior, e daí pode-se desde logo inferir que jogámos muito mal, que os jogadores não prestam, ou que o treinador não percebe nada disto. Eu por acaso discordo de alguns destes 'factos' - apesar de concordar plenamente com o quão vergonhoso o resultado foi - e provavelmente serei acusado de estar a tentar branquear qualquer coisa por discordar. Mas paciência, escrevo sempre sobre aquilo que vi, e eu não nos vi jogar assim tão mal como o resultado pode fazer crer.

Só um resultado servia ao Benfica esta noite: a vitória. E o onze que entrou em campo estava orientado para a procura desse resultado, sendo bastante ofensivo, com Salvio, Aimar e Gaitán no meio campo, tal como acontecera frente à Naval. Apesar de recuperado da lesão, o Cardozo manteve-se no banco, mantendo o Kardec a titularidade. A atitude da equipa foi também consentânea com a imposição do resultado a conquistar: partimos à procura da vitória desde o primeiro minuto. Nem sempre fazendo as coisas da melhor maneira, é certo, mas julgo que para quem quer que estivesse a ver o jogo a superioridade do Benfica no mesmo era evidente. Evidente começou também logo a parecer a nossa falta de eficácia no ataque, pois cedo começou o desperdício. Nem vale a pena enumerar as oportunidades falhadas, tantas foram. Os israelitas ficavam-se no seu meio campo, jogando com bastantes cautelas, mas como tantas vezes acontece em jogos destes, da primeira vez que foram à nossa baliza, marcaram. Primeiro ameaçaram com um remate ao lado, e logo de seguida, no seguimento de um livre, uma bola cabeceada ressaltou no David Luiz e acabou no fundo da nossa baliza, isto com vinte e quatro minutos decorridos. E nada mais fizeram em termos ofensivos durante a primeira parte, que passou a ser simplesmente o cerco do Benfica à área adversária, e um desfilar de oportunidades desperdiçadas. A resposta imediata do Benfica ao golo foi, aliás, bastante positiva: logo a seguir ao golo Kardec, isolado pelo Gaitán, não conseguiu sequer acertar na baliza; e à meia hora de jogo o Benfica marcou mesmo, pelo Saviola, mas o golo foi mal invalidado por um fora-de-jogo inexistente assinalado ao Kardec.

Ao intervalo o Saviola ficou nos balneários para dar o seu lugar ao Cardozo - julgo que a intenção do nosso treinador seria a de dar mais algum poder aéreo ao nosso ataque, já que da quantidade absolutamente incrível de cantos (julgo que foram dezasseis) e livres laterais de que dispusemos na primeira parte não resultou praticamente uma ocasião de perigo. Mas a segunda parte foi mais do mesmo. Pressão constante do Benfica na procura do golo, e oportunidades falhadas umas a seguir às outras. Bolas cortadas em cima da linha, remates mal feitos pelos nossos jogadores, de tudo um pouco menos o mais importante, que era meter a bola na baliza. E quando na Champions se falha tanto no ataque, e a isso se junta desconcentração na defesa, estamos sujeitos a sofrer as consequências, mesmo quando o adversário se chama Hapoel. Para que tenhamos uma ideia do quão dominado estava a ser o Hapoel neste jogo, o primeiro remate que fizeram na segunda parte foi aos sessenta e nove minutos de jogo. Antes disso, tinham rematado quando marcaram o golo, o que significa que passaram quarenta e cinco minutos seguidos - metade de um jogo - sem conseguirem fazer sequer um remate.

Mas a estatística não conta para nada nestas coisas, o que contam são os golos, e no segundo remate feito na direcção da baliza, os israelitas marcaram outra vez. Foi um golo muito difícil de aceitar, pois na sequência de um canto (nós em vinte não criamos perigo, e eles no primeiro ou segundo que têm marcam logo) é o David Luiz quem corta na direcção da baliza, e depois a bola atinge o Javi García, que fica estranhamente apático enquanto um adversário aproveita para marcar. Este segundo golo, obtido a quinze minutos do final, marcou na prática o final do jogo para nós, pois a equipa acusou-o demasiado. Apesar de continuarem a tentar, as coisas passaram a ser feitas de forma ainda mais atabalhoada, com a agravante de termos a equipa praticamente partida em dois, pois após o golo deu-se a saída do Javi, e quem atacava já não defendia. O terceiro golo do Hapoel, portanto, não surpreendeu, já que nesta fase eram muitos os espaços dados na defesa para que eles pudessem explorar o contra-ataque.

Não consigo nem quero eleger melhores ou piores esta noite, porque poderia parecer que estava a arranjar bodes expiatórios para a derrota. Ganhamos todos e perdemos todos, e hoje esteve tão mal o ataque ao falhar aquelas oportunidades como esteve a defesa ao consentir os golos que consentiu.

O resultado é pesadíssimo e vergonhoso, porque se já seria sempre uma vergonha para o Benfica perder como o Hapoel, quanto mais será perder por estes números. Não consigo, honestamente, condenar a atitude da equipa, ou dizer que jogaram muito mal, porque não foi isso que eu vi. Não tivemos, claramente, a sorte do jogo, e por cima disso cometemos erros que não se podem cometer na Champions League, independentemente do nome do adversário - se eles lá estão é porque algum valor terão. Se calhar o que estes três jogos fora para a Champions nos permitem concluir é que a nossa equipa não tem ainda 'calo' para isto. Antes desta noite, já o jogo com o Schalke tinha sido muito mal perdido, e é pardoxal que chegue ao final de um jogo em que fomos derrotados por três golos sem resposta com uma sensação de injustiça atroz. Mas esta injustiça não acontece apenas por acaso; acontece também porque nós demos condições para que ela ocorresse. A continuidade na Champions está definitivamente posta de parte, e resta-nos agora a qualificação para a Liga Europa (que ainda não está garantida), onde teremos que tentar limpar um pouco a imagem.

publicado por D`Arcy às 09:30
link do post | comentar
70 comentários:
De Rui Vasco a 25 de Novembro de 2010 às 09:42
Titulos, à partida, já não veremos este ano na Luz, pelo menos daqueles que interessam. Há, no entanto, objectivos, sendo o primordial, limpar a cabeça dos jogadores e pôr a equipa a jogar bom futebol e a marcar golos. Deste modo manteremos o segundo lugar a possibilidade de nos apetrecharmos devidamente para a Champions do próximo ano, o que desta vez não aconteceu. Ânimo e cabeça erguida.
De Joao Coelho a 25 de Novembro de 2010 às 09:44
Tanto paleio para não dizer nada! Azar! Isso é para os sportinguistas? Jogaram bem! Não me façam rir que estou com cieiro...

Se em 9 anos ganhámos 2 campeonatos, 1 TP e 2 taças de liga ( que não têm qualquer credibildiade e prestígio ), então pode-se dizer sem qualquer risco de me chamarem mau benfiquista que LFV está a mais. Chega de termos um Presidente prepotente e que de futebol percebe zero! Ele até foi amigo do peidoso das Antas mas não aprendeu nada com ele. e o grande amigo Oliveirinha só lhe suga o dinheiro.

JJ não tem dimensão para ser treinador do Benfica. A ser verdade o que se diz a nossa direcção devia ter aceite o pedido de demissão a seguir ao jogo do Porko. Vê-se pelos olhos dentro que não tem mão nos jogadores, este não estão com ele e a ostracização de Nuno Gomes, e agora com Saviola, é vergonhosa. Será que o home que se diz catedrático, o tal que vê as coisas antes de elas acontecerem não vê que os sistema táctico não é o mais aconselhado para os jogadores que tem.

PS: Vamos ver se este comentário passa...
De Luis P. Almeida a 25 de Novembro de 2010 às 09:45
A vergonha continua e enquanto eles tiverem o apoio dos sócios com os tradicionais clichés: Ah e tal eu no próximo jo go lá estarei no meu lugar a gritar e a apoiar!
A apoiar o quê? O Benfica?
Não! A apoiar esta vergonha, pois neste momento, apoiar o benfica é bater o pé! Dizer basta!
Andamos a ser envergonhados em todo o lado, ontem só foi mais uma, de muitas que foram e de muitas mais que hão de vir (infelizmente...)
Caro Gonçalo, eu gosto muito de ver o "debate" mas por favor chega de paninhos quentes e daquelas conversas que eu já aludi em cima!
Como benfiquistas que são, nem que isso vos custe o lugar, têm que se revoltar contra este estado de coisas! Aresponsabilidade é da DIRECÇÂO, da EQUIPA TÉCNICA e dos JOGADORES! Isto tem que ser denunciado e debatido.Não é estar sempre a defender o indefensável, que ás vezes até toca o ridiculo. Vocês têm linhas editoriais que vos impedem de criticar o presidente, o treinador , a direcção??? Por vezes parece que sim...
De utopiamaior a 25 de Novembro de 2010 às 09:49
Eh pá pessoal a cena é esta...
A EQUIPA está sem alegria e sem alegria e bem estar o que pode correr bem não acontece!
Ontem se é verdade que tudo correu mal, poderiamos estar ali mais 90 minutos que a bola não entraria... e se isso é verdade, eu vivo esta falta de alegria na equipa... e assim não dá... cabe à Direcção, equipa técnica e jogadores PERCEBER o que se passa no seio do grupo... ISTO É CLARISSIMO!
O POvo tem alegria no clube e no jogo... e nas vitórias claro está... esta equipa tem que devolver a alegria ao jogo!
Já não 'tá em causa a saída dos tais jogadores porque estes jogadores fazem muitissimo mais do que aquilo que este ano está a acontecer!

A resposta está na mente e no coração de toda a equipa! Vocês devem a vós próprios e aos que amam o clube uma resposta de alegria ... futebol é alegria e divertimento! Se existem nuvens nos corações da equipa varram-nas e coloquem lá um sol radioso- vocês precisam, nós temos esse direito!

E não venham cá com comentários que lá está este com flores... olhem para a vossa vida e vejam que quando estão por cima rendem muitissimo mais... no futebol é como na vida!
De FAG a 25 de Novembro de 2010 às 09:51
Alguém me sabe dizer o que se passa com esta equipa? Não tem atitude, não tem força, não tem categoria. e não me venham com a falta de sorte, tivemos mais de 20 cantos como diz o nosso treinador mas são cantos e livres inofensivos sem qualquer perigo para os nossos adversários .
Algo se está a passar, se os jogares não querem jogar no nosso clube mais fale vendê-los e ao menos fazer algum encaixe financeiro, já que não o vamos fazer na liga dos campeões.


De Pedro a 25 de Novembro de 2010 às 09:52
Eu mantenho a minha, para além de Aimar, não vi mais ninguem com vontade de ganhar este jogo. A equipa sofre um golo e não se viu um único sinal de inconformidade nos jogadores, a postura foi exactamente a mesma. Regressamos do intervalo iguaizinhos ao que fechamos a primeira parte. Completamente diferente do q era habitual o ano passado...por favor, era contra uma equipa demasiado fraca. Três secos???

Só te podes queixar da sorte do jogo se fizeres por isso, se obrigares o gr adversário a uma soberba exibição, se rematares e a bola bater no poste e na barra vezes sem conta, se tiveres inumeras oportunidades de golo que te permitam falar da sorte/azar. Isso não aconteceu. Tiveste uma grande oportunidade falahada por Kardec e um lance de Luisão cortado pelo defesa sobre a linha de golo...de resto apenas e só jogadas ofensivas muito mal finalizadas.

Todos nós sabemos que algo se passa ou passou no seio do grupo de trabalho. A relação entre jogadores e treinador não é a mesma. Não podemos olhar para o lado, temos que reconhecer o problema e enfrentá-lo. Algo se passa/passou pelo que é preciso apurar responsabilidades!!!!
De Jorge Timóteo a 25 de Novembro de 2010 às 10:21
Acho que não nos podemos estar a desculpar com o azar, que o facto é que em 8 jogos disputados fora esta época, para campeonato e Liga dos Campeões, temos 6 derrotas e 2 vitórias. Diga-se já agora que estas duas vitórias foram por 1-0 contra Marítimo e Portimonense, respectivamente antepenúltimo e penúltimo classificados. Ou seja, sempre que o jogo fora tem um grau de dificuldade minimamente elevado, o Benfica perde. Caso o jogo seja efectivamente difícil (Porto), o Benfica é goleado. Não se pode falar em azar quando há uma regularidade tão evidente.

Concordo que está na hora de o LFV sair da presidência, aliás não me esqueço que quando ele foi para o Benfica o Mourinho estava no Leiria e ele não o foi trazer de volta para o Benfica. Tem sido demasiada incompetência ao longo dos anos, em que apenas ganhámos um título com o Trapattoni (contra o pior FCP dos últimos 30 anos) e agora com o Jesus, numa época que tem de ser considerada um autêntico milagre. Jogávamos pessimamente antes do ano passado e agora voltámos a jogar pessimamente, pelo que é fácil concluir que o ano passado é que destoou.

Dito isto, quem é que se chega à frente para tomar conta daquele que por enquanto ainda é o maior clube português?
De Luís a 25 de Novembro de 2010 às 10:28
Jorge Jesus não tem dimensão para ser treinador do Benfica.
Jogadores desmotivados, não os sabe motivar, a mesma equipa de ano passado exceptuando o Di Maria e o Ramirez. Políticas de planeamento e de contratações para esta época desastrosa por parte de Jorge Jesus, inventa nos grandes jogos. Já está no hora de ele ir jogar Playstation.
Está mais que provado, e só não vê quem não quer que quem ganhou o campeonato do ano passado foram jogdores como o Di Maria, Ramirez, com a ajuda de Coentrão, Saviola, Luísão, Javi Garcia, Cardozo, Carlos Martins, Maxi Pereira e David Luís em boa forma e motivados.
Jorge Jesus em piloto automático no ano passado, fez com um super avião, uma grande viagem na época do ano passado, mas para este ano, ao por as suas mãos e ao desligar o piloto automático, vê-se que não tem pilotagem para um avião com problemas, e o mais grave ainda, problemas esses causados pelo próprio piloto...
O BENFICA este ano já foi tão humilhado ou mais do que nos tempos do Vale e Azevedo, só que, ironicamente, nessa altura, tinhamos melhores treinadores do que este JJ...
De utopiamaior a 25 de Novembro de 2010 às 10:36
EU NÃO QUERO A CABEÇA DO TREINADOR mas quero que todos tenham a cabeça limpa de porcaria e AMEM o clube e o jogo, que sejam um em campo e fora dele - QUE SEJAM UM!
E NÓS TAMBÉM UM - nas vitórias e nas derrotas - o campeonato pede que se vençam todos os jogos até ao fim e a Liga Europa e a Taça de Portugal e a Liga (taça)... vencer vencer vencer!

Quero ver de que fibra somos feitos !
De utopiamaior a 25 de Novembro de 2010 às 10:42
Rui Costa tem de assumir o seu papel dentro do clube, deve ser ele o mais rapidamente possível a assumir o clube!
Agradeço do fundo do coração todo o trabalho realizado por LFV, mas RC deve assumir rapidamente o lugar que é seu de direito!
E LFV se for pesso de bem que me parece ser, deve entrgar a RC os destinos do clube!

Com RC certamente que a politica desportiva do clube ganhará consistência - haverá um treinador por 5 anos e um plantel estável, existirão condições financeiras para manter os jogadores e a equipa crescer de forma sustentada! Essas condições financeiras existirão porque os jogadores contratados terão salários compativeis com a dimensão do clube que poderão ir sendo aumentados de acordo com a produtivdade dos atletas!
Esse é o caminho!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds