VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2010

Há vida para além de um treinador

Há vida para além de um treinador.

Este devia ser o lema de qualquer equipa de futebol. A estratégia de um clube de futebol tem de ir para além do treinador que ocupa a cadeira do banco de suplentes durante 1, 2, 3 anos.

Um treinador por melhor que ele seja, está sempre de passagem por um qualquer clube. Obviamente que exemplos como o do Man United são excepções.

Ora se um treinador normalmente está de passagem, um clube não pode ficar refém de estar constantemente a mudar de estratégia e de politica.

Isto tudo para dizer que na minha opinião têm de ser os clubes, na pessoa do seu director desportivo, a definir a politica de contratações de um clube, a gerir os seus activos e não um treinador .

Um clube não pode, não deve aceitar, que todo o treinador que entre de novo contrate todo e qualquer jogador. No máximo um treinador poderá contratar 2/3 jogadores da sua confiança, todos os outros deverão ser escolha do director desportivo. E mesmo na compra dos 2/3 jogadores da confiança do treinador, o director desportivo terá de ter uma última palavra a dizer e verificar se os jogadores têm qualidade para envergar a camisola do clube.

Permitir que cada treinador que entre compre 7/8 jogadores por época descaracteriza o balneário, retira-lhe estabilidade e causa gastos incomportáveis para o clube.

Mais, não se pode permitir a um treinador que coloque em causa activos do clube e apostas do clube só porque embirra com jogador x ou y. Muito menos se deverá permitir que o treinador despreze jogadores com mais anos de clube e de casa que ele.

O treinador tem de perceber que ele é que deve ter orgulho de treinar o clube e não o clube que tem orgulho de contar com ele.

Mas o mesmo se aplica aos jogadores que têm de perceber o clube que representam e ter orgulho de envergar aquela camisola e que os contratos são para ser respeitados.

O director desportivo não pode ser uma mera figura decorativa nem ter um papel meramente formal tem de ser ele a definir a politica de um clube durante vários anos.

Apenas com esta política se garante que a mística do clube permanece constantemente dentro do balneário, que o futebol do clube ganhe estabilidade, que os activos do clube se valorizam, que o clube tenha uma maior estabilidade financeira. Factores que se irão repercutir em resultados desportivos satisfatórios.

Esta politica, na minha opinião é aquela que tem de passar a ser praticada no Benfica.

Não olhem para este texto como uma critica ao que se está a passar actualmente no Benfica. Olhem como um texto de esquecer o que está para trás e querer olhar para a frente para termos um futuro melhor. Muitos destes pontos julgo já estarem a ser praticados no clube mas têm de ser ainda mais visíveis.


Atenção, isto,  não é um post a malhar nem no Jesus, nem no Luís Filipe Vieira nem a pedir que o Rui Costa seja mais interventivo. Não esqueço o que de bom foi feito o ano passado e não faço análise a épocas em Novembro. O fim da época é a altura certa para decisões, análises, criticas, elogios.

 

Isto é um post a pensar no futuro seja quem seja o treinador, o presidente ou o director desportivo.

 


publicado por LMB às 11:29
link do post | comentar
62 comentários:
De Rui Lança a 26 de Novembro de 2010 às 11:43
Muito Bem. Também defendo que um treinador deva ser um elo (um dos mais importantes, é certo) e não o centralizador de tudo. JJ nos clubes onde passou foi sempre assim, o elo centralizador. Às vezes deu bons resultados, outras nem tanto. Como todos.

Tinha escrito sobre isso aqui

http://coachdocoach.blogspot.com/

Há muito ainda para ganhar esta época: 2.º lugar, taças internas, ir longe na UEFA e pensar nos putos para 2011/12...
De Mar de Chamas a 26 de Novembro de 2010 às 11:47
LMB aplaudo de pé este post.

Resume muito bem o que se tem de passar num clube.

Se porventura JJ sai do clube(que no meu ponto de viste seria um erro) o que vai acontecer a Jara?Gaitán? entre outros.
Terão sempre o rotulo, foram escolhidos por JJ, e o mais grave disto é o nosso presidente ainda vir reforçar para praça publica.

De Goncalo a 26 de Novembro de 2010 às 12:05
Concordo completamente com o post e até acho básico esse requisito.
A não ser que a identificação do treinador com o clube seja tal (ex: guardiola, ferguson, wenger) que todas as cabeças pensem da mesma forma, numa situação normal, quem tem de mandar é o clube e não o treinador.
Podem argumentar: ah, mas se o treinador não puder levar quem quer, não vai para lá! Errado. Uma coisa é indicar jogadores, perfis, posições com carências, etc. Outra coisa é pura e simplesmente definir toda a politica desportiva do clube. E isso devia vir de cima. E estas condições devem ser claras na altura de contratar o treinador. Não se podem impor à posteriori.
Claro que estes 2 interesses não são fáceis de casar. Se um treinador não gosta de um jogador ou vice versa, como se resolve a questão? Força-se o treinador a po-lo a jogar? Força-se o jogador a estar numa situação que não gosta?

O que me parece lamentável é o LFV hoje vir dizer que quem escolheu o plantel foi o JJ. Por um lado está mais uma vez a sacudir a água do capote e o Rui Costa também não fica lá muito bem na foto (mas afinal o Rui faz o quê?). Por outro, está a por a nu, que o benfica continua a ir por ondas. Vem o Quique pede 10 jogadores, vêm 10. Não servem, vêm mais 10, etc, etc.
Eu pergunto: se o Quique também escolheu os jogadores, o FSantos escolheu os jogaodres, o Koeman escolheu os jogadores e o JJ escolheu os jogadores? Qual o denominador comum no meio disto tudo? Assuma-se homem! Diga que não pesca nada de gestão desportiva (tal como já disse uma vez) e deixe quem sabe trabalhar!

Abraços

PS - JJ na escolha dos jogaodres também tem uma percentagem de acerto perto do zero. Dos que ele escolheu: Weldon, Menezes, Peixoto, Kardec, Airton, Eder Luiz, Jara, Gaitan, Salvio e Roberto, tirando os argentinos, o resto é pouco mais que sofrivel. Certo, gente nova e com valor, mas vai-se a olhar para a base da equipa e não há nenhum jogador que tenha vingado que tenha sido escolhido por ele. Mas isso ele também não assume. Nem isso nem o resto. Que desilusão...
De JediVermelho a 26 de Novembro de 2010 às 12:07
Apoiado a 100%. Só acrescento que o mesmo se deve passar com o presidente! O SLB n é LFV! Infelizmente, temos um presidente que quer que os benfiquistas o confundam c o clube! Não é só LFV que sabe o que é melhor! E vemos que a gestão desportiva tem sido ruinosa! Miserável! Só me mete dó é ver que muitos benfiquistas acusaram outros benfiquistas de sermos agitadores, ingratos, entre outros insultos, só pq discordámos da gestão! E agora esses calam-se! mesmo neste blogue! Optaram pelo seguidismo cego, insultando quem discordava! Nuncca questionaram o mal que se fez ao clube, só sublinharam o bem feito! E o resto? A falta de democracia? As manobras pouco claras? As alianças inexplicáveis? os negócios ruinosos? E agora calam-se! Nsejam seguidistas! debatam, frontalmente e n insultem!
De Luís Bernardo Rolo a 26 de Novembro de 2010 às 12:14
Muito bem analisado.
De facto, assim é, nos Clubes como nas Empresas com sucesso!
Infelizmente, as coisas não estão a correr muito bem na estrutura dirigente do nosso Benfica.
Soares de Oliveira tem sido brilhante na definição e implementação dos modelos financeiros de gestão.
Vieira já hoje veio dizer que Jesus teve o plantel que queria. O Presidente já está a sacudir a água do capote porque tem todo o interesse pessoal em manter o lugar.
Rui Costa tem estado magnífico, com a única posição que podia assumir neste momento. O silêncio aqui é de ouro!
David Luiz quer sair...
Honestamente, acho que todos nós, Sócios do Benfica, sentimos que há várias coisas que não estão bem e que se reflectem no resultado da equipa de futebol.
Começamos agora a vislumbrar algumas!
E como o Pedro Ferreira falava acerca dos silêncios, num magnífico Post que simbolicamente não permitia comentários, para o Sr.Vieira vir dizer o que disse, era melhor ter ficado calado!
E já agora, vou apoiar o Benfica a Aveiro!
De Mojo a 26 de Novembro de 2010 às 12:20
Desde que o bigodes fique mais dez anos para me dar mais 2 campeonatos e mais de uma vintena de humilhações, eu agradeço.

Não te preocupes que ninguém sabe melhor que existe vida para além de treinadores como o bigodes.
De Observador a 26 de Novembro de 2010 às 12:25
Mas qualquer futuro deve ser pensado e preparado num qualquer presente.
Sempre olhando os interesses do Clube e não do individual.

Não sou, nem nunca serei, daqueles que cruxificam treinadores, jogadores ou dirigentes.
Mas que todos eles têm a sua responsabilidade e, como tal, devem ser abordados, não duvido.

Cumprimentos
De Pedro Ribeiro a 26 de Novembro de 2010 às 12:31
Concordo e sempre pensei assim. Desta maneira é possível precindir de um treinador e não ter que começar do zero, como acontecia no passado. Parece-me que a pessoa indicada para este trabalho é o Rui Costa ou qualquer outro benfiquista de sempre, com passado activo no Benfica.
De Nuno Picado a 26 de Novembro de 2010 às 12:32
A questão é: há quantos anos andamos a ter este tipo de conversa? Pois...

De resto, estou perfeitamente de acordo com o que o "LMB" escreveu.
De Pedro a 26 de Novembro de 2010 às 12:33
O problema é que isso é muito dificil de implementar pois qual é o treinador que deseja ter jogadores não escolhidos por si?

É óbvio q o treinador tem q ter palavra a dizer nas escolhas de novos jogadores. O treinador tem que definir quais as lacunas do plantel e depois conjuntamente com o DD decidir quais as opções de mercado que se adquem à política desportiva e financeira do clube e se é possível recorrer à formação ou jogadores emprestados para suprir essas lacunas. Da lista de jogadores definida o treinador elabora uma tabela de prioridades e é a partir daí q o DD trabalha. Há um orçamento q o treinador tem q ser capaz de perceber e saber até onde pode pedir um jogador ( por exemplo: acho absolutamente patético se Jesus tenha pedido como prioridade Huntelaar ou Quaresma q são jogadores q ganham, no mínimo, o dobro de Pablo Aimar...).

Não pode nunca o DD contratar á revelia do treinador, nem pode nunca o treinador ter carta branca. Há excepções...Mourinho é uma delas. Mas Mourinho ganhou o que ganhou, tem toda a moral para pedir e não aceitar qqr intervenção de quem quer q seja...

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds