VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

Esforçada

Uma exibição esforçada do Benfica. A vitória frente a uma equipa que tem sido feliz nos últimos anos quando nos visita é justa e indiscutível, mas o resultado final talvez esconda um pouco as dificuldades que o adversário nos colocou durante várias fases do jogo.

Três jogadores nucleares na equipa foram poupados: Javi García, Aimar e Gaitán. Nos seus lugares surgiram o Matic, Saviola e o regressado Nolito. Destaque também para a presença do Bruno César no onze. A Académica apresentou-se na Luz a jogar de forma desinibida e sem muitas preocupações defensivas. O resultado foi um jogo relativamente aberto e disputado a boa velocidade, com o Benfica a ter naturalmente mais posse de bola e a pressionar mais, mas com a Académica a tentar sempre sair rapidamente para o ataque quando recuperava a bola, e a conseguir surgir por vezes com algum perigo no ataque, rematando mesmo mais vezes que o Benfica. Após a boa entrada da Académica, a partir dos dez minutos o Benfica passou tomar cada vez mais conta do jogo e foi aumentando a pressão, desperdiçando lances de ataque, muitas vezes por precipitação no último passe ou hesitação na altura do remate. Mas o crescimento do Benfica acabou por dar frutos aos vinte e cinco minutos, quando uma insistência do Saviola encontrou o Bruno César solto na direita da área, e este com classe aproximou-se da baliza, evitou um defesa, e marcou à saída do Peiser. Em vantagem no marcador, o Benfica continuou por cima no jogo, mas continuou a desperdiçar ocasiões para construir um resultado mais tranquilo - em particular uma situação do Saviola. E como quem não marca, normalmente sofre, isso aconteceu mesmo a cinco minutos do intervalo, quando uma falha de marcação da nossa equipa permitiu que surgisse um adversário completamente solto à entrada da área, de nada valendo a estirada do Artur (ainda tocou na bola) para deter o seu remate. As coisas podiam ter-se complicado nesta altura, mas praticamente na resposta o Nolito, pela esquerda, pegou na bola (boa recuperação do Matic), enfiou-se pelo meio de uma multidão de adversários, e conseguiu rematar cruzado para recolocar o Benfica em vantagem.

A segunda parte foi simplesmente má. Jogada a um ritmo mais lento do que a primeira parte, mas sobretudo sem muitas jogadas de relevo. A Académica tentou subir e vir à procura do empate, mas foi o Benfica quem continuou a controlar a posse de bola. Só que durante largos minutos fomos incapazes de construir praticamente uma jogada de ataque digna desse nome. O jogo foi-se arrastando assim e as coisas pareciam pouco inclinadas a alterar-se, mas a vinte minutos do final entraram o Aimar e o Gaitán para os lugares do Saviola e do Bruno Cesar, e as coisas melhoraram um pouco, sobretudo por influência do nosso número dez. Nesta altura a Académica arriscava muito na procura do golo do empate, e jogava com a defesa ainda mais subida - quase encostada à linha do meio campo. Com a entrada do Aimar passámos a ter um jogador capaz de segurar a bola e esperar pelo momento certo para lançar os colegas nas costas da defesa. A oito minutos do final foram mesmo os dois jogadores que entraram que construíram o lance do golo da tranquilidade: um bom cruzamento do Gaitán na esquerda, a fugir do guarda-redes, que falhou a saída e deixou a bola ir ter com o pequeno Aimar, que no meio de dois defesas cabeceou à vontade para a baliza vazia. O resultado final foi construído já nos descontos, com um passe do Aimar a desmarcar o Nolito nas costas da defesa, e depois o espanhol finalizou com facilidade utilizando o pouco habitual pé esquerdo.

O melhor jogador do Benfica terá sido o Nolito. Marcou dois golos, sobretudo o importantíssimo segundo golo do Benfica, pela altura em que aconteceu. Hoje foi utilizado durante vários períodos no lado direito, trocando de posição com o Bruno César, e também esteve bem aí, mas parece ser mesmo na esquerda que se sente à vontade, jogando numa função muito semelhante à que vemos o Villa fazer no Barcelona. Bom jogo também do Bruno César, que parece estar cada vez mais bem adaptado ao nosso futebol. Como habitualmente, o Luisão esteve num nível muito bom. E, claro, muito bons os vinte e poucos minutos com que o Aimar contribuiu para o jogo. Menos bem esteve o Saviola. Até começou bem, fazendo a assistência para o primeiro golo e estando envolvido na maior parte dos lances mais perigosos do Benfica, mas pareceu ter ficado afectado pela oportunidade flagrante que falhou perto do final da primeira parte, e a partir daí foi sempre a descer. A segunda parte então foi para esquecer, com muitos passes falhados e perdas de bola. Menção ainda para o Matic: neste momento é praticamente um jogador em formação. É bom jogador e vai ser-nos muito útil, mas parece estar ainda a aprender como é que um trinco tem que jogar neste Benfica, tendo que aprender a não arriscar tanto quando tem a bola e que corrigir algumas movimentações. Neste momento ainda não me parece uma alternativa forte ao Javi.

Já vi o Benfica jogar melhor e ganhar por menos. Hoje o empenho dos nossos jogadores acabou por ser recompensado com um resultado generoso. A vitória desta noite teve ainda o extra de nos ter permitido alcançar o topo da classificação, nas vésperas de nos deslocarmos ao Porto. Esperemos que isto sirva de motivação extra para um jogo que poderá ser marcante para esta época.

publicado por D`Arcy às 01:38
link do post | comentar
61 comentários:
De AGUIA GENIAL a 19 de Setembro de 2011 às 03:58
o Benfica venceu bem.
vamos ser campeões.
De tiagonicolau a 19 de Setembro de 2011 às 06:25
Continuo a destacar, cada vez que discuto um jogo com a malta amiga, o trabalho corrosivo do Cardozo esta época. Diria sem querer exagerar que a forma física que o homem demonstra é quase uma reforma física do jogador face às críticas de que foi alvo. Devo de ter sido dos poucos que conheço que nunca criticou o Cardozo. Agora está muito em voga disculpar-se em relação a este tema mas digo-o muito a sério porque de nada me vale ouvir agora certos personagens dizerem que nunca o assobiaram quando em semanas secas ele era um "cepo". Numa arrancada contra o frog da académica- só como exemplo- estando em desvantagem "métrica", o Oscar estava a ponto de antecipar-se quando supostamente, de onde partiu, deveria ter chegado à bola, segundo os mais entendidos, nos descontos da segunda parte... Revejam este e outros jogos mais recentes- o massacre em forma de desgaste, a retenção que dá e oferece na frente, o "jogo de costas para a baliza", a técnica que "não tinha" e digam-me por favor (sem serem reaccionários como um certo senhor que por aqui anda frequentemente) se agora mesmo poderíamos/conseguiríamos ter um ponta mais productivo que este.
Não costumo comentar mas esta vez tenho de abrir uma excepção. Concordo mais uma vez com tudo excepto a comparação do Nolito com o Villa em relação à posição que ocupam em campo. Vivo em Espanha e se há jogos que não perco são os do Barça. Percebo de certa forma a comparação mas não me parece que o posicionamento seja em nada parecido. Não sei se era à movimentação que se tentava referir D'Arcy.
Cumps e a ver o que vamos escrever na próxima semana depois da joga contra os porcos ;) espero mais um post feliz!!!
De Jorge Ventura a 19 de Setembro de 2011 às 08:48
Ler a tua crónica é uma forma de revisionarmos o jogo...consegues resumir 95 minutos de jogo num pequeno texto...perfeito...1
Apenas saliento que o que eu gostei mais foi da atitude, nota-se na equipa uma entrega e uma vontade de vencer que é fundamental para atingir os objectivos...e espero sexta com o crac que a equipa jogue desinibida e vá lá tentar os 3 pontos...eu acredito e se isso acontecer ganhamos uma força animica e uma vantagem que pode ser fundamental...!
Saudações Benfiquistas
De Danny_Boy a 19 de Setembro de 2011 às 09:25
Tivesse o Benfica perdido e já estariam aqui uma centena de comentários de "benfiquistas"... como ganhou, e até igualou o FCP na liderança, não vale xD E que bom que é ver uma caixa de comentários tão limpinha! lolol
De Vasco Duarte a 19 de Setembro de 2011 às 10:21
Sinceramente acho que vencemos bem!E não considero o resultado excessivo!Tivesse o Saviola marcado as suas oportunidades ainda na primeira parte e não passariamos por momentos de aperto!
Temos ainda aspectos a rever na nossa defesa e no golo sofrido isso ficou patente pois os dois centrais andavam perdidos e o Emerson voltou a mostrar algum adomercimento durante o jogo!Não quero com isto criticar nem me mostrar contra mas num jogo exigente como o da proxima sexta com outro tipo de jogadores não podemos facilitar tanto,temos de estar concentrados e penso que vai ser por a esquerda que eles nos vão atacar mais.Gostei de ver que temos alternativas ao onze coisa que no passado não se via.
Gostaria ainda de salientar o bom jogo de B. Cesar, e Matic que não é o Javi mas resolve.
De Manuel Afonso a 19 de Setembro de 2011 às 10:40
Um bom regresso de férias para mim. Porto perde pontos e Benfica ganha e bem à Académica, coisa rara nos últimos anos, e que conseguimos em poupança de esforços.

Pela primeira vez devo dizer que não concordo particularmente com a análise feita ao jogo pelo D'Arcy.
Acho o tom utilizado pesaroso sem motivos para tal, mas isto é mesmo só a minha opinião; não acho que a segunda parte tenha sido simplesmente má, acho que foi simplesmente pragamática, e que pela primeira vez desde há muito tempo vi o Benfica jogar e bem em contenção, com posse de bola e sem grandes calafrios, o que é um óptimo sinal; não concordo que o Matic não seja uma alternativa forte ao Javi; e não concordo que o jogo no Dragão possa ser marcante. Seria-o se estivessemos em desvantagem pontual como é costume, mas em igualdade pontual é só mais um jogo, e assim deve ser encarado com toda a tranquilidade.

O Benfica está mais sólido nos processos defensivos que começam no meio campo, mais humilde, reconhecendo que os adversários tambem jogam, e que em determinadas fases do jogo é mesmo preciso defender tão bem e com a mesma acutilância posta nas acções atacantes, com soluções no banco cada vez mais adaptadas e que permitem ao JJ muita flexibilidade no modelo de jogo, em suma bem mais forte do que na época passada, porque mais consistente mesmo que menos espetacular a espaços.

E esta consistência tem vindo a evoluir muito positivamente ao longo da época, o que me deixa bastante confiante para os desafios que aí vêm, muito mais confiante do que golos de pontapé de bicicleta, ou jogadas atacantes de alto valor "artístico".
De Henrique Teixeira a 19 de Setembro de 2011 às 11:12
Satisfeito com o resultado, não tanto com a exibição. Estava com receio deste jogo, até pelos maus resultados que temos averbado contra este adversário no nosso estádio. Depois de uma boa prestação defensiva contra o M.U., o Benfica voltou a não defender bem, e continua a sofrer golos em quase todos os jogos. A finalização também está muito aquém do desejado, apesar dos 4 golos. Saviola, então, continua irreconhecível.
Mas é muito melhor ganhar-se, e ganhar-se folgadamente, mesmo com reparos, do que produzir-se futebol de requinte e não se tirarem dividendos disso.
Outras notas positivas: o relatório do observador do Benfica-V.Guimarães, no qual consta que o Benfica foi prejudicado, calando a boca a muitos irracionais, e o inesperado empate do Porto contra uma equipa recentemente promovida, em campo neutro.
Vamos confiar no futuro. Força Benfica.
De jorgebiker a 19 de Setembro de 2011 às 11:49
No fim do jogo, ao voltar para casa e ligar o rádio do carro, ouvi o Joaquim Rita a referir o Matic como o pior jogador do encontro. Até considero que esse senhor sabe apreciar futebol, mas desta vez errou redondamente.

O Matic pode ter errado alguns passes, mas que varreu toda a 1ª linha defensiva, isso aconteceu e na minha opinião, com muito mérito. Na questão do passe, estou convicto que ao fim de alguns jogos de habituação a esta camisola (que na verdade pesa muito) tudo melhorará, tal como aconteceu com Javi Garcia no início.
De D`Arcy a 19 de Setembro de 2011 às 12:09
Comparo as funções do Nolito com as do Villa (no Barcelona, não no Valência porque aí ele jogava de forma completamente diferente) porque o Nolito para mim acaba por não ser extremo. Apesar de jogar junto à linha, é bem possível que ele passe um jogo inteiro sem tentar uma única vez ganhar a linha de fundo para centrar. O Nolito é na prática um avançado que joga encostado à linha, e que depois tenta quase sempre a diagonal para o centro para ir para o golo.

E só para deixar as coisas bem claras: eu começo o texto dizendo que a vitória do Benfica é indiscutível. Agora, parece-me é que quem souber apenas o resultado final não vai ter bem a noção de que não foi com muita facilidade que o Benfica venceu este jogo. Foi preciso trabalhar muito, coisa que o Benfica fez. É verdade que poderíamos ter resolvido o jogo antes - também o escrevi - mas a Académica esteve longe de ser uma equipa conformada. O Saviola falhou uma isolado, porque falhou o remate depois de passar o guarda-redes, mas por exemplo a Académica também teve uma oportunidade de um jogador isolado, que chutou mal e fraco para as mãos do Artur.
De SempreBenfiquista a 19 de Setembro de 2011 às 12:13
Concordo totalmente com o Sr. Manuel Afonso. Tenho gostado bastante da consistência da equipe e ainda não jogamos todos os trunfos: Nelson, Rodrigo e Enzo são mais valias que, quando estiverem disponiveis elevarão o nível da equipe a um patamar ainda superior. Não gosto de criticar jogadores do Benfica...mas que se passa com Saviola? Desde que perdeu a esperança de voltar à selecção da Argentina nunca mais foi o mesmo. E isto desde a parte final da época em que fomos campeões.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Confortável

Matura

Sólida

Contra-senso

Confirmação

Desconsolo

Raça

Cinzenta

Convincente

Melhorias

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds