VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 24 de Setembro de 2011

Sóbria

Uma exibição sóbria, personalizada e concentrada permitiu-nos sair do Porto com um empate, conquistado num jogo difícil, e após uma transfiguração da equipa da primeira para a segunda parte.

Onze esperado do Benfica, sem quaisquer 'surpresas' de última hora. Os primeiros dez minutos de jogo pareceram ser de estudo mútuo, mas depois o Porto pareceu acordar com uma jogada individual do Hulk, que com um remate de meia distância obrigou o Artur a uma grande defesa. A partir daí, e durante o resto da primeira parte, o Porto esteve quase sempre por cima no jogo, controlando a posse de bola e sendo muito mais rematador. No entanto este domínio do Porto nunca chegou a deixar-me muito nervoso, porque fiquei sempre com a sensação de que a nossa equipa mantinha uma serenidade que, sinceramente, não nos é muito habitual naquele estádio. Apesar de mais pressionada, manteve-se sempre bastante organizada e concentrada, dando poucas oportunidades claras de golo ao adversário, que apesar de muito mais rematador, via a maior parte desses remates surgirem de longa distância, e quase sempre pelo Hulk (quer de bola corrida, quer em livres). Uma enorme excepção no entanto à passagem da meia hora, quando o Fucile teve uma oportunidade flagrante para marcar, surgindo à vontade na área para proporcionar a segunda grande defesa da noite ao Artur. A grande lacuna no jogo do Benfica foi no entanto no ataque, já que praticamente não conseguimos construir jogadas ofensivas ou sequer sair para o ataque da forma rápida como fazemos habitualmente - não houve no entanto apenas demérito do Benfica nisto, pois foi também o resultado da pressão que o Porto exerceu. Se o Benfica ia mantendo a concentração defensiva no jogo corrido, tal já não aconteceu numa bola parada: um livre sobre a zona lateral direita da nossa área permitiu ao Porto colocar-se em vantagem, graças a um bom cabeceamento cruzado do Kléber, que se antecipou com alguma facilidade ao Maxi. O golo surgiu quando faltavam pouco menos de dez minutos para jogar na primeira parte, e só depois é que o Benfica conseguiu dar alguns sinais de querer sacudir a pressão, mas o Porto continuou na mó de cima até ao apito para intervalo.

Não foi necessário esperar muito para vermos que as coisas seriam diferentes na segunda parte. Antes ainda de estarem decorridos dois minutos, já festejávamos o empate. Depois de uma recuperação de bola ainda no meio campo defensivo do Porto, a bola chegou até ao Nolito, que já dentro da área fez um excelente passe para o Cardozo, tendo este aguentado a carga do defesa para depois rematar por baixo do corpo do Hélton. Só que como já vimos acontecer noutras ocasiões naquele estádio, o Benfica não conseguiu tirar partido da vantagem motivacional de chegar ao empate, porque quatro minutos depois já estava novamente em desvantagem. Nova bola parada: um canto marcado à maneira curta, com a bola a chegar ao Varela na zona do primeiro poste, e depois o centro rasteiro a encontrar o Otamendi à boca da baliza para empurrar a bola. Este golo no entanto foi praticamente o canto do cisne do Porto no jogo, já que não conseguiram voltar a criar qualquer oportunidade de golo, e creio que apenas por mais uma vez (uma tentativa de chapéu do Guarín) remataram na direcção da baliza.

O Benfica conseguia agora manter o Porto bem mais longe da sua baliza e, recuperada a bola, já mostrava a qualidade das tais 'transições ofensivas'. Numa delas poderíamos ter chegado mesmo mais cedo ao empate, mas o Cardozo (outra vez a passe do Nolito) acabou por acertar com o seu remate no Hélton quando parecia ser mais fácil marcar. A vinte minutos do final o Jorge Jesus substituiu o Nolito e o Aimar pelo Bruno César e Saviola. Se a troca do Nolito pelo Bruno César não pareceu ter grande efeito (eu estava a gostar da exibição do Nolito), já a entrada do Saviola para o lugar do esgotado Aimar trouxe resultados, pois o Saviola começou a surgir solto nas costas dos médios do Porto, fazendo de forma eficaz a ligação entre o meio campo e o ataque. E foi mesmo aí que o Saviola, a oito minutos do final, inventou um passe fantástico entre os centrais do Porto para encontrar a desmarcação do Gaitán. Depois o talento deste fez o resto, rematando de primeira de forma imparável para o fundo da baliza. O Porto, que pouco tinha feito depois do segundo golo, não mostrou capacidade para reagir a este golo, e o Benfica pareceu ficar satisfeito com o empate.

Individualmente gostei do Artur - sem culpas nos golos e duas grandes defesas. Gostei também das exibições do Luisão, do Nolito e do Gaitán. É verdade que sofremos dois golos, mas acho que o nosso capitão fez uma exibição muito sólida, ganhando quase todos os lances que disputou, muitos deles em antecipação. O Nolito e o Gaitán foram sempre os nossos jogadores mais perigosos: o Nolito mais no passe e o Gaitán mais rematador.

Sabemos do péssimo historial que temos nas visitas ao Porto, pelo que este empate pode considerar-se um bom resultado.
No jogo de hoje gostei acima de tudo da forma sóbria e concentrada como a equipa jogou, mesmo durante os piores períodos do jogo, em que o Porto estava por cima. Já vi bastantes jogos disputados no Porto em que o nosso erro foi precisamente perdermos a cabeça em situações negativas, mas hoje isso nunca me pareceu estar perto de acontecer. Nem sequer com as patéticas simulações do Fucile.

publicado por D`Arcy às 06:57
link do post | comentar
41 comentários:
De RyanRed a 24 de Setembro de 2011 às 08:59
O Benfica conseguiu ser aquilo que o FCP melhor consegue ter lucidez. Acho essa a maior diferença entre os dois conjuntps apesar do Benfica ser melhor no plano do espetaculo. O que ainda me irrita são os comentários de alguns jornalista desprovidos de qualquer imparcialidade. No golo do Cardozo dizia uma dessas espécias que o Benfica marcou por causa de um erro da defesa. Sempre a tirarem o mérito. O Nolito trocou os olhos aos gajos mas os bandalhos referem'se a isso como erro da defesa.
De Bruno a 24 de Setembro de 2011 às 09:11
É dificil jogar contra velhacos que fazem multiplas simulações de agressão (fucile mas também Kleber, Guaraná e o lateral que eles não venderam por 25 Mio€). Depois há ainda a cobertura noticiosa dos comentários velhacos daquuela gente, que enoja ainda mais porque parte da CS vive à conta dos impostos que eu pago.
Quanto ao jogo: mostramos qualidades tipicas das equipas grandes - confiança, resiliência e capacidade de concentração. Foi um bom resultado, mas foi sobretudo um resultado justo. O passe do Saviola para o 2º golo foi genial.
De Henrique Teixeira a 24 de Setembro de 2011 às 09:58
Excelente resultado no estádio mais difícil e hostil do país que me deixou muito satisfeito, já que a vitória não foi possível. Gostei das opções de Jorge Jesus. Foi muito importante o Benfica não ter deixado descolar o principal rival na luta pelo título. Este resultado vai moralizar a equipa e os adeptos. O Benfica esteve bem depois da segunda desvantagem no marcador, sendo uma equipa serena e personalizada. Este guarda-redes transmite a confiança que nos faltou o ano passado. Mas há ainda coisas a melhorar e não podemos embandeirar em arco.
Foi pena a lesão de Enzo Perez, pois trata-se de um excelente jogador, que ainda não mostrou o que vale em Portugal, e é menos uma opção para o sobrecarregado programa que aí vem.
De Jorge Ventura a 24 de Setembro de 2011 às 10:26
Bela crónica como sempre
Só queria acrescentar 2 coisas: Apesar de estar satisfeito com o empate já que este foi conseguido a 8 minutos do fim acho que perdemos uma enorme oportunidade de ganhar ao crac pois somos neste momento mais equipa que eles, faltou ambição e outro atrevimento...! Em 2º lugar meteu nojo tanta simulação do crac , para além das muitas simulações do fucile , lembro que a falta que dá origem ao 1º golo é mais uma queda simulada e o guarin consegue com outra simulação arrancar 2 amarelos a jogadores do Benfica...é de louvar termos acabado com 11.
Saudações Benfiquistas
De Diamantino Duarte a 24 de Setembro de 2011 às 10:35
Já a algum tempo que digo aqui, que se não houver intimidação ou agressão antes dos jogos no antro dos corruptos, nós não perdemos. Quanto ao jogo acho que o D'Arcy já disse tudo. Na minha opinião acho que o JJ havia de apostar mais na juventude, por exemplo, no Rodrigo, que acho que se o garoto tiver oportunidade vai agarrá-la de certeza absoluta. É um garoto rápido e com vontade de mostrar serviço, e a meu ver, se o JJ tiver a coragem de o pôr a jogar acho que o garoto vai ser bastante útil ao Benfica. Não percebi a substituição do Nolito . Se o Benfica continuar com esta garra de certeza que vai continuar a encher o Estádio da luz e outros. Força Benfica.
De Helena Ramos a 24 de Setembro de 2011 às 11:10
Considero que, tendo em conta o nosso historial nas Antas, este é um precioso ponto conquistado. O Porto esteve bem na 1ª parte, sim, mas grande parte do seu domínio também se deveu ao apoio que teve de Jorge Sousa, que marcou faltas inexistentes para o fcp (exemplo disso é a do 1º golo deles - agora um jogador pára e já é falta?) e fechou os olhos a algumas nossas, sobretudo em momentos que tentávamos sair.
O JJ teve sorte nas substituições também porque tem excelentes jogadores de fora. Pessoalmente, não teria tirado o Nolito, melhor em campo até à data, mas o Gaitan, que era quem eu substituiria, acabou por nos dar o empate e surgir mt mais desenvolto apos a substituição.
Merecemos o empate e soubemos superar as adversidades animicas, quer vindas das povocações de adeptos, das simulações patéticas dos jogadoes do porto (por que é que ngm viu amarelo por elas?) e do facto de, por 2x, ter estado em desvantagem.

Mais uma vez, a Sporttv esteve no seu melhor repetindo exaustivamente os lances a favor do Porto, que não levantavam tantas dúividas, e camufalndo as falhas dos jogadores do fcp/equipa de arbitragem. E viva o futebol nacional!

CARREGA,BENFICA!!
De mundoslivres a 24 de Setembro de 2011 às 11:11
Crónica mais uma vez pautada pela isenção e lucidez...

Acrescento...
Sinal mais para o público, antes, durante e depois do jogo... como cidadão agradeço!!!
Para a arbitragem!
Para o Benfica que mostrou capacidade de lutar contra a adversidade...
Para os jogadores que ganharam confiança em si próprios - disse antes do jogo que no coração nós ganhávamos... e esta vitória da auto-estima e da coragem... são muito senão tudo daqui para a frente!

Nãoq uero falar do sinal menos - também foi insignificante!

Viva o futebol... viva o Benfica... viva o fair-play!
De Manuel Afonso a 24 de Setembro de 2011 às 12:05
Caro D'arcy, começo por dizer que eu não discordei de si quando disse que este jogo podia ser decisivo, discordei que o tivesse dito. E isto porque apesar das declarações de fé obrigatórias antes destes encontros, estava convencido que iríamos perder o jogo.

E estava não por fatalismo militante, ou pelo histórico recente destes encontros, mas por questões objectivas que passo a citar:

1- Jogo na casa de um adversário que mesmo que jogue contra o Barcelona todas as semanas, verá sempre os confrontos com o Benfica como os mais importantes da sua vida.
2- O Porto jogou entre onze inicial e substituições, com 1 jogador que não fazia parte do plantel na época passada. O Benfica jogou com 7, o que na fase inicial da temporada em que nos encontramos não é diferença irrelevante, antes pelo contrário.
3- Pelo exposto no ponto anterior, e só pelo exposto no ponto anterior, o Porto tem obrigação de ter ainda melhor equipa do que nós. Não confundir com melhor plantel, acho o nosso melhor e mais equilibrado.

Então porque é que não perdemos? Descontando o facto do Porto não estar a jogar por aí além, e de ter um treinador incapaz de motivar um peixe a nadar, por mérito do Benfica.

Mérito de assumir o que ainda são as nossas fraquezas, e de saber lutar com as armas que já temos, não com armas que ainda estão por assimilar ou inventar. Bem esteve o meu treinador, Jorge Jesus, e bem têm estado desde o jogo com o Feirense.
Mesmo em desvantagem naquele ambiente, os nossos jogadores nunca perderam a cabeça, nem deixaram de acreditar no que estavam a fazer em campo.
Fortíssima atitude mental, que juntamente com o pragmatismo com que estão a ser encarados os jogos, me deixam bastante confiante para o futuro.
De AGUIA GENIAL a 24 de Setembro de 2011 às 12:09
VAMOS SER CAMPEÕES.
De Rui Pedro Nascimento a 24 de Setembro de 2011 às 12:23
Até que enfim que alguém viu o mesmo jogo que eu... Já nessa imprensa fora (sim, eu ainda me dou a esse trabalho!) ninguém viu este jogo!


Glorioso Adepto

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Confortável

Matura

Sólida

Contra-senso

Confirmação

Desconsolo

Raça

Cinzenta

Convincente

Melhorias

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds