VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 30 de Abril de 2012

Quarto de hotel

(Isto é um post sobre a indústria hoteleira. Qualquer semelhança com outras realidades é pura coincidência…)

 

Um quarto num hotel de cinco estrelas é muito caro. Se o pudermos pagar, é natural que exijamos a melhor retribuição possível. Porque se não houver excelência, a relação qualidade-preço ficará inapelavelmente comprometida. Suponhamos que haveria uma lista de 11 coisas que eram imprescindíveis para tal (limpeza diária, mini-bar cheio, plasma, etc.). Na nossa primeira semana nesse quarto, tudo correu às mil maravilhas e estávamos deliciados com a nossa estadia. Mas na segunda semana, uma dessas coisas (imaginemos que era o plasma) deixou de funcionar. Foi corrigido na terceira semana depois de várias chamadas de atenção da nossa parte, mas para cúmulo do azar houve outra que passou a ser negligenciada (a limpeza da casa-de-banho, por exemplo). Nós voltámos a alertar para a situação, mas só no último dia dessa semana é que essa limpeza foi efectuada. Como se o quarto nos estivesse a desafiar: “já que tu ficaste tão satisfeito na primeira semana, vamos lá a ver se nas duas seguintes eu te consigo agradar só com 10 coisas da lista em vez das 11”…

 

Independentemente deste facto, nós sabemos que o quarto desse hotel só será nosso enquanto tivermos a capacidade para o pagar. A não ser que sejamos um Abramovich e o pudéssemos reservar para toda a vida. Sabemos que o nosso pior inimigo até poderá vir a ficar nele nos tempos mais próximos. Portanto, tomá-lo como “nosso” seria pouco inteligente. O quarto será de quem pagar mais por ele, porque é essa a sua função. E, se formos inteligentes, não criaremos laços emocionais com esse quarto precisamente por causa disso: está ao nosso serviço só temporariamente, enquanto pagarmos por ele (diferente, por exemplo, dos laços que se criam com o quarto da nossa casa em que, mesmo que não nos tenha prometido, como o do hotel, que fôssemos lá dormir duas ou três vezes melhor do que dormimos no ano anterior – coisa que até foi verdade na primeira semana –, pelo menos temos a certeza de que o nosso maior inimigo nunca lá dormirá).

 

A decisão sobre se ficaremos ou não nele na quarta semana não deve ser baseada, quanto a mim, nesse receio de que o nosso maior inimigo poderá lá ficar. Até porque sabemos que isso vai inevitavelmente acontecer, porque ele já o visitou, gostou dele, apesar de nunca lá se ter hospedado, e tem meios para o pagar. Portanto, se nos concentrarmos nesse acessório (cuja concretização na realidade é apenas uma questão de tempo), perderemos de vista o essencial: será que esse quarto nos satisfaz? Será que fomos felizes nele no conjunto das três semanas? Será justo o preço que pagámos perante o rendimento que obtivemos dele? Será que é desculpável o facto de na terceira semana o quarto ter sido melhor limpo no único dia em que estávamos de smoking, contrariando o que nós lhe dissemos que o importante era estar limpo nos outros dias todos, em que estávamos vestidos normalmente? Será que o hotel tinha potencialidades para nos oferecer mais e melhor, e só não o fez porque o quarto decidiu que dentro dele só entravam os produtos que era queria (e teimou que no seu mini-bar só haveria Charles House mesmo que o Cardhu estivesse na garrafeira)?

 

Independentemente da decisão que tomarmos, é bom termos em mente uma coisa: aquele até pode ser considerado o melhor cá no burgo, mas não é o único quarto de hotel de cinco estrelas que existe.

publicado por S.L.B. às 14:45
link do post | comentar
38 comentários:
De Pedro a 30 de Abril de 2012
Soberba análise à indústria hoteleira. Mas um grande problema é estar a pagar por por um quarto de hotel de 3 estrelas o preço de um de 5 estrelas...tb convêm evitar bem esse tipo de erros comuns.
De Morphine a 30 de Abril de 2012
Repararam que só passou a usar Capdevila e Saviola quando viu que o nosso inimigo teria o campeonato praticamente ganho ?
Mas no entanto, ontem inexplicavelmente, quando mais precisávamos outra vez do Saviola ( estava a ficar em forma), voltou a colocar no banco.
Enfim......são estas pequenas coisas que nunca percebi no jesus.

Isto é como as mulheres, .......partir para outra.
Álvaro, Mozer ou Alves se calhar fazem melhor figura e são mais baratos.
De Bogalho a 30 de Abril de 2012
Meu Caro, o problema não é o quarto, nem o hotel. É quem faz as fechaduras, e quem faz as fechaduras é o mesmo serralheiro há 30 anos, e para todos os hotéis. Talvez por isso é que o Charles House e o Cardu está sempre a desaparecer ou a ser trocado pelo um VAT 69. Por mim o mini-bar pode ter as teimas que quiser, desde que o whiskey seja bom. Talvez pudéssemos começar por arranjar o nosso próprio sistema de vigilância e deixar de confiar na empresa que tem as câmaras de filmar por esse pais fora...
De hcl a 30 de Abril de 2012
Acho que o problema é que mesmo que não fiquemos no quarto temos que o pagar.
De NrowS a 30 de Abril de 2012
Subscrevo as palavras do Pedro. Estamos a pagar por SPA, serviço de quartos, refeições e ténis (que é o que queremos, realmente) e, no fim de contas, só estamos mesmo a usufruir da dormida. Parece-me lógico que ou temos de pagar substancialmente menos ou teremos de ir procurar um quarto noutro hotel. Se o nosso inimigo vem ou não para este... é problema dele.
De Manuel Afonso a 30 de Abril de 2012
Se o quarto é de cinco estrelas, mas por experiência própria já sabemos que tem um colchão de palha, a cama range, os estores não abrem, a canalização está entupida, as luzes não acendem, e está cheio de pulgas e baratas, eu até diria que gostava de ver o meu pior inimigo a dormir lá.
Claro que no caso as cinco estrelas foram decretadas, porque na prática o quarto nunca passou de uma pocilga imprópria de uma pensão do Cais do sodré, paga à hora...

Ainda no âmbito do tópico, podemos ter o melhor gestor de restaurantes do mundo, mas se insiste na manutenção de um Chef que não sabe a diferença entre um ovo cozido e polvo à lagareiro, é por demais evidente que não vai atingir os objectivos desejados. No fim quem sai é ele, e provavelmente o restaurante vai ficar pior servido nessas funções.

E é tudo o que me ocorre dizer sobre a indústria hoteleira.

De dezazucr a 30 de Abril de 2012
Por onde anda o presidente do Sport Lisboa e Benfica?
De James a 30 de Abril de 2012
Eu quero é um quarto de hotel que me dê tudo o que preciso. Que tenha uma central de alarme para disparar ruidosamente SEMPRE que alguém me rouba descaradamente. Mas também preciso de um gestor de hotel que não passe a vida a dizer que o país é seguro e que as centrais de alarme são desnecessárias porque já não há ladrões nas redondezas.

Este ano houve um quarto de hotel que apesar de ter menos qualidade, teve melhor avaliação e isso é que é triste, porque tenho sempre a sensação de que o nosso quarto de hotel tem de ter jacuzzi, torneiras de ouro e fruta exótica para poder ter alguma hipótese.
De moleculasdeamor a 30 de Abril de 2012
Eu acho que o melhor é mudar de hotel... e ver bem quem é o dono - se é pessoa de confiança, caso necessitemos de pedir alguma coisa e sermos servidos de forma atempada... imaginem que temos uma empregada de limpeza que não sabe fazer bem o trabalho e mesmo assim a mandam todas as semanas? Ela até é boa pessoa, mas tem que mudar de actividade... ou então o chefe que a manda todas as semans depois de chamado á atenção deve ser despedido ou então prontos mudamos de hotel... mas e se não pudermos mudar de hotel... mas que cena do carafes...
De Carlos Marques a 30 de Abril de 2012
Excelente "Quarto de hotel.."
Cá para mim, se o quarto já está pago durante mais uma semana, devemos ficar com ele .Continuar com a nossa exigência de que, os serviços mínimos para um quarto de cinco estrelas se mantenham, mas ao mesmo tempo que não se voltem a verificar as faltas de qualidade das semanas anteriores. Se por outro lado acreditamos temos capacidade para mudar para um hotel de sete estrelas, então a coisa muda de figura. Embora me pareça difícil , mas não impossível . Em relação a este puder mudar de dono... desde que a nossa decisão seja bem calculada, não me importa que mude de dono.
Mas somando os números todos eu, acho que o melhor é ficar-mos com o mesmo quarto que já está pago e procurar exigir mais. Mas que a decisão é difícil é sim senhor, até eu na minha certeza estou cheio de duvidas.
Saudações benfiquistas.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Coerência

Parabéns, meninas

Obrigação

Banco

Exemplar

Madrugadora

Pouco

Inconsistência

Confrangedora

Arrasador

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds