VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sexta-feira, 19 de Outubro de 2012

The Dead Parrot Sketch

 

Lamento, mas não consigo evitar. Aqui vão os momentos ‘Rui Oliveira e Costa, és tu disfarçado de juiz, meu malandrim?’ da entrevista de Rui Rangel na RTP, devidamente comentados:

 

- “O Passivo bancário do Benfica anda na casa… portanto… tem um passivo total de cerca de 500 milhões de euros…”

 

Vamos lá, devagarinho, para gente que acha que é boa ideia levar uma gravata cor de cocó, em vez de uma gravata vermelha, para uma entrevista como candidato a presidente do Benfica, poder acompanhar: Passivo é diferente de passivo bancário (já agora, em complemento: passivo bancário não é um indivíduo com menor iniciativa numa relação homossexual, e que por acaso trabalha num banco). O passivo bancário consolidado da SAD – o total, dado que o clube não tem passivo bancário - no último exercício é de EUR 243 milhões (cerca de EUR 255 milhões a 31 Março 2012). Ainda assim, 243 milhões é diferente de ‘cerca de 500 milhões’. Mais propriamente, é ‘cerca de 257 milhões’ a menos. Parecendo que não, é dinheiro. Dava para comprar, por exemplo, um manual de contabilidade ou de finanças. Ou uma gravata.

 

- “Esse passivo bancário é um passivo com a estrutura financeira…”

 

Podia tecer alguns comentários sobre esta afirmação, mas deparo-me com um problema mais ou menos inultrapassável: não sei o que aquilo quer dizer. Ninguém sabe. Nem ele. É daquelas coisas que se diz quando não se tem nada para dizer mas uma pessoa se sente obrigada a dizer qualquer coisa, sob pena de se gerar um silêncio incómodo ou de se soltar um ‘aaaaahhhhhh’ de 5 minutos à Dias da Cunha. Ou seja, faz tanto sentido como dizer que ‘Esse furão é um furão com a estrutura financeira’. Parece de loucos? É porque é.

 

- “O passivo não bancário não é conhecido dos benfiquistas”

 

Se falarmos em stricto sensu, é capaz de ser verdade, no sentido em que duvido que o passivo não bancário tenha promovido uma conferência de imprensa para se apresentar aos benfiquistas, ou que ande por aí, nas redondezas do Estádio da Luz, a cumprimentar benfiquistas incautos e a dizer ‘muito prazer em conhecê-lo, eu sou o passivo não bancário’. Já se estivermos a falar de conhecer o passivo não bancário no sentido de ler os relatórios e contas auditados, onde lá está escarrapachado em toda a sua glória, qualquer pessoa não analfabeta (ou que não seja apenas uma caixa de ressonância de coisas parvas que se dizem pela internet) pode comprovar que integra, como tipicamente qualquer passivo não bancário integra, as provisões, os fornecedores, os acréscimos de custos, os proveitos diferidos, e outros credores (e todos estes items completamente discriminados nas notas anexas às demonstrações financeiras, para quem tenha vontade de os ler, ficando a perceber quem são os fornecedores, os outros credores, ou os montantes a pagar ao Estado, por exemplo). Neste sentido, portanto, dizer que o passivo não bancário não é conhecido dos benfiquistas é verdade, mas apenas se estivermos a falar dos benfiquistas que decididamente não o querem conhecer. O que pode ser visto como falta de educação.

 

- “Se for eleito, vou fazer uma auditoria às contas do Benfica”

 

Já isto é a mesma coisa que dizer que, se for eleito, vai colocar cadeiras no Estádio. Prometer que se vai fazer uma coisa que já é feita é, na verdade – e isso pode escapar à maioria dos analistas -, uma manobra eleitoralista de um alcance notável, na medida em que cativa os apoiantes da candidatura oposta, que gostam do que já está a ser feito. De forma mais cândida, também pode ser vista como outra afirmação desconcertante se não induzida pela ingestão de substâncias psicotrópicas, o que quero acreditar que não foi o caso (se bem que explicaria a diatribe circular acerca de como ‘se deve consolidar a consolidação orçamental’ e o olhar distante em cerca de 75% da entrevista). O Estádio já tem cadeiras (não vá algum mandatário ler isto e achar que é boa ideia) e - o que pode constituir uma novidade bombástica para 1 ou 2 pessoas que vivem em buracos no meio do mato - o Benfica, a Benfica SAD e o grupo Benfica são auditados semestralmente pela KPMG, que é apenas umas das Big Four (não, não é um departamento do SAD) empresas de auditoria a nível mundial e que audita coisas pequenitas, como uma pazada de empresas das Fortune 500. É particularmente evidente que de outra forma nem se poderia ter a relação com a banca e a credibilidade no mercado que se tem a nível financeiro. 

 

 

Olhando para tudo isto, chiça penico, até parece que o consultor financeiro do Veiga Juiz é o João Carvalho, ah ah ah.

 

 

Ah, espera…afinal, é mesmo.

 

 

Ups.

 

 

Sinceramente, isto diz-me tudo o que preciso de saber sobre a 'alternativa'. Nem é preciso esmiuçar mais (e, caramba, se há mais material).

 

 

Continue a mandar postais, caro Juiz. Conselho: não deixe é que sejam os maluquinhos da blogosfera e redes socias a escrevê-los.

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 23:26
link do post | comentar
28 comentários:
De Marco Viana a 20 de Outubro de 2012
Com tudo isso fico a pensar do porquê o Vieirq não querer um debate? eu sou apoiante de ninguém,nãotenho o meu voto decidido, mas isto intriga-me! eu gostava de ver um debate para poder decidir os meus votos, não será pedir muito!
De ÁGUIA GENIAL a 20 de Outubro de 2012
POST BRILHANTE.
De Manuel Afonso a 20 de Outubro de 2012
Caro Gwaihir, não podemos ser injustos.
O Sr juíz surpreendeu-me hoje com a apresentação de uma proposta concreta para o futuro do clube.
E logo em relação a um assunto de extrema importância como são os direitos televisivos.

Diz então o sr juíz que a venda dos direitos televisivos passa pela abertura de um concurso internacional.
Ora aqui está uma boa ideia. Só não é excelente porque peca por ser pouco ambiciosa.
Eu acho que lançar um concurso Universal seria mais condizente com a grandeza do clube. Para mais sabe-se de existência de pelo menos 2 grupos de média na galáxia Andrómeda interessados na sua aquisição.
E há que pensar que desta forma aumentariam exponencialmente as hipóteses de serem transmitidos jogos do Benfica na terra natal do Sr Juíz.
É que se já é certo que o homem não é deste planeta, eu começo a duvidar que seja desta galáxia.

E agora para algo completamente diferente.

O debate e coiso, e o debate e quê, e o debate e tal.
Caros benfiquistas, o mais certo é que não vá haver debate nenhum.
Dizem os livros que quem segue à frente nas intenções de voto não ganha absolutamente nada em participar em debates.
Acontece que a lista A tem neste momento uma vantagem enorme, e sempre que o Sr juíz abre a boca amplia ainda mais essa vantagem.
Por isto, e só por isto, não acredito que vá participar em quaisquer debates.
Goste-se ou não se goste é assim. Estamos a falar de eleições do Benfica, é coisa séria, para se disputar de forma profissional, por pessoas que sabem o que estão a fazer.
Não é para meninos que inundam a blogosfera com palermices e ficam todos contentes a pensar que estão a fazer uma grande coisa.

Agora o Sr juíz vir falar de democracia neste caso é que já me parece estranho.
A democracia é uma coisa chata, eu sei. Passa muitas vezes por não conseguirmos aquilo que queremos e ter de viver com isso.
Isto para dizer que em democracia existe o direito de um indivíduo não debater com alguém, não falar com alguém, não querer sequer olhar para alguém.
Melhor faria o Sr Juíz se marcasse a sua posição, a de querer debater e achar que o debate sería importante para o esclarecimento dos Benfiquistas, e até aqui poucos não lhe dariam razão, e passar a outro tema.
É que isto de dizer 4 e 5 vezes por dia a mesma coisa, já começa a fazer lembrar aqueles miudos irritantes que querem o brinquedo do vizinho e fazem grandes birras por não lhe fazerem a vontade.

E agora a última do dia. Isto começa a parecer uma comédia.

Diz o Sr Juíz que não compra casas. Presumindo que não se refere a um gosto especial por viver em tendas de campismo, fala das casas do Benfica.
Eu acho que faz muito bem, até porque duvido muito que alguma queira ser comprada pelo Senhor.
Mas melhor faria o Sr Juíz se não falasse tanto das casas do Benfica. É que ao faze-lo está a lembrar aos benfiquistas um exemplo de bom trabalho levado a cabo por esta direcção.

E aqui ficam as minhas dicas de campanha para a Lista B que bem precisa.


P.S.- Excelente como de costume, os meus parabéns.
De Águia Velha a 20 de Outubro de 2012

Brilhante, como sempre, o comentário de Carlos Miguel Silva.

Notas breves:

Rui Oliveira e Costa não é papagaio, é PORCAGAIO.

Os direitos televisivos do Snr. Juiz são ENGODO ELEITORAL.

Também é engodo ele dizer que o Clube não pode ficar na mão da Olivedesportos...
Vá lá, não afirmou que vai, de certeza evitar que isso aconteça...

Aterrador o que vem na primeira página do JN, embora com destaque reduzido:
O SNR. JUIZ ADMITE SENTAR-SE AO LADO DE PINTO DA COSTA...

SÓ POR ISTO, ESTÁS FEITO, PÁ111
De BAS a 20 de Outubro de 2012
Finalmente um post sobre as contas ligado à realidade. Acho que os candidatos (todos sem excepção) devem respeito aos sócios e adeptos. As sucessivas afirmações de Rangel sobre as contas do clube e SAD denotam mais do que ignorância: denotam falta de respeito pelos sócios e adeptos. São descabidas, incorrectas. São soundbites, frases feitas, oportunistas, que visam lançar confusão e duvida, aproveitando-se da ignorância e desconhecimento do eleitorado, que POR RESPONSABILIDADE PRÓPRIA as prefere ignorar. Caramba, desde que a SAD existe que as contas são conhecidas, estão publicadas quer no site do clube quer na CMVM. Qualquer adepto deve ser obrigado a saber no mínimo, qual a facturação e qual o resultado do exercício, tamanho dos activos, passivo (sobretudo de curto prazo) e capital próprio, sobretudo porque nas ultimas décadas esse tem sido um tema recorrente quando se trata de atacar o clube.
De Antonio Matos a 20 de Outubro de 2012
"Os cântaros, quanto mais vazios, mais ruído fazem"
Uma desilusão, este juiz Rangel!
De M. Fernanda Lopes a 20 de Outubro de 2012
Genhial!!!

Não esquecer, que o Sr. Juiz noutra entrevista, deu entender que quer relações do SLB com o presidente corrupto do Porto.

Saudações benfiquistas
De Carlos Alberto a 20 de Outubro de 2012
Mortal!!!
De Clap! Clap! Clap! a 20 de Outubro de 2012
Mas que grande post! Vénia.

E o que dizer de malta que, depois de 10 anos de Vieira, ainda precisa de debates para conhecer o candidato? Vieira tem uma obra que fala por ele, não o façam perder tempo com disparates.

Mas concordo que quem esteja a pensar dar o seu voto a Rangel deva saber mais dele. Por exemplo, o homem está preocupadíssimo com as contas do Benfica, mas deve umas quantas mensalidades do leasing do automóvel.

Em 2008, fez um tratamento numa clínica de estética, não pagou e ainda deu uma morada falsa.

No mesmo ano, pediu 100 mil euros emprestados a um produtor de televisão que deixou de ser seu amigo por ainda não ter visto o dinheiro de volta.

Estará o homem que se encontra de licença sem vencimento a apostar tudo na presidência do clube para resolver os seus problemas financeiros pessoais?
De Manuel a 20 de Outubro de 2012
Brilhante! Os meus sinceros parabéns, Carlos!

Depois disto mais nada há a acrescentar!

Viva o Benfica!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Doloroso

Inequívoca

Tristeza

Deplorável

Descanso

Cumprido

Entradas

Regresso

Inadmissível

Degradante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds