VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 10 de Novembro de 2012

Benfica B

Depois da equipa principal do Benfica, a equipa que tenho seguido com mais atenção é o Benfica B. 

 

Como já havia referido num post anterior, gosto da preocupação que Norton de Matos tem demonstrado em pôr a equipa a jogar sempre de acordo com o modelo de jogo preconizado, evitando recorrer a subterfúgios tácticos em nome do "resultadismo". 

Claro que o objectivo da vitória deve estar presente em cada jogo em que o Benfica participa, seja em que escalão ou modalidade for. Mas convem não esquecer que o objectivo principal da equipa B é a formação de jogadores, com o objectivo de um dia integrarem a equipa principal. Esse objectivo já está a dar frutos, como são os casos de André Gomes e, de certa forma, André Almeida.

 

Por outro lado, a equipa B funciona como uma espécie de "laboratório" que permite, em contexto competitivo, refinar um modelo de jogo e as respectivas formulações tácticas. A 2ª liga é uma óptima competição para o fazer, pois é constituida maioritariamente por equipas com jogadores experientes, que tentam, primordialmente, neutralizar os argumentos técnicos das equipas adversárias. Preparar os nossos potenciais futuros jogadores para serem capazes de superar esse tipo de oposição é, sem dúvida, uma mais-valia, pois é esse tipo de oposição que a equipa principal do Benfica tem de enfrentar na maioria dos jogos em que participa. Quantos jogadores, tecnicamente dotados, não singraram no Benfica precisamente por não estarem preparados para defrontar equipas maioritariamente preocupadas com a vertende defensiva, sem olhar a meios? 

 

Tratando-se do Benfica, e mesmo sabendo que o objectivo pricipal é formar jogadores, não gostamos que a equipa B sofra derrotas, sobretudo como a da semana passada, contra o seu homólogo da 2ª Circular (tivesse o jogo sido contra a equipa principal dessa mesma agremiação, talvez o resultado fosse outro!). 
Se a derrota, em si, foi negativa (como o são todas as derrotas), permitiu,  por outro lado, identificar lacunas desta equipa, contra um adversário que tem, ao contrário da maioria dos que militam na 2ª liga, o mesmo objectivo: formar jogadores e aperfeiçoar um modelo de jogo, de modo a servir a equipa principal. Adversário esse que tem a vantagem de ter um grupo que está junto há mais anos. Uma das lacunas foi a ausência de um ponta-de-lança "matador", capaz de concretrizar algumas das várias oportunidades que o Benfica criou nesse jogo. Da mesma forma, teve faltas de concentração que foram bem aproveitadas pelo adversário para construir a vantagem. Estas duas situações têm obstado a que o Benfica B, apesar da qualidade do futebol demonstrado (com maior ou menor regularidade), tenha alcançado as vitórias que, obviamente, ambicionamos. 

Porém, no jogo de hoje, contra um dos adversários mais bem classificados na 2ª liga e um dos candidatos à subida, num campo mais apropriado para exploração agrícola, o Benfica B voltou a demonstrar a qualidade do trabalho que tem vindo a ser feito e a subir, a meu ver, mais um degrau nesse percurso cujo objectivo, como foi mais uma vez frisado por Norton de Matos, é preparar jogadores para o plantel principal. 
Apesar de ter sofrido um golo como resultado de uma falha técnica, conseguiu superar as dificuldades impostas pelo adversário e pelo terreno de jogo (?) e, com bastante pragmatismo e determinação (qualidade essenciais em qualquer equipa profissional), mas sem deixar de ser fiel aos seus princípios de jogo, "dar a volta" e vencer um jogo contra um adversário difícil, no seu terreno. 

Claro que esta vitória é "apenas" isso, uma vitória. Não faz com que o Benfica B seja a melhor equipa B da Europa e quiçá de Portugal. Mas interpreto-a, dadas as circunstâncias em que foi obtida, como mais um patamar que foi alcançado por este projecto e como uma demonstração do óptimo trabalho que tem vindo a ser feito a este nível e cujos frutos mais visíveis já são bem conhecidos, como já mencionei. 

 

Falando nas individualidades, gostaria de destacar a "ominpresença" e disponibilidade física de Luciano Teixeira, a capacidade técnica de Cancelo e Cavaleiro (jogadores de grande potencial mas que precisam de amadurecer), a segurança de Mika (mesmo apesar do golo sofrido em Penafiel - ainda que com a atenuante de a trajectoria da bola ter sofrido um efeito imprevisível devido ao forte vento ) e a qualidade de remate e passe de Miguel Rosa (que, como muito bem diz o Gonçalo ("D'Arcy"),  até marca livres tomahawk, a fazer lembrar o Juninho Pernambucano). Destaque ainda para o Deyverson, que talvez seja o ponta-de-lança "matador" que falta a esta equipa, e para Sidnei, que sendo claramente jogador da equipa A, está a aproveitar bem esta oportunidade para recuperar a forma (leia-se, perder uns bons quilogramas) e demonstrar que o seu lugar é mesmo a equipa A. 

 

Aproveito para me questionar (embora sem, obviamente, por em causa o mérito do trabalho feito), se não seria de aproveitar a equipa B para dar oportunidades a Alan Kardec (e até mesmo ao guarda-redes Júlio César), apesar de ter alguma curiosidade em Deyverson (enquanto que Mika já demonstrou o seu valor, ao passo que Bruno Varela precisa de amadurecer e a equipa B é uma boa oportunidade para o fazer).

 

E posto isto, agora só quero é ganhar ao Rio Ave!

publicado por tma às 14:06
link do post | comentar
10 comentários:
De D`Arcy a 10 de Novembro de 2012 às 16:07
Cuidado, Tiago, que conforme eu disse, se alguém tem o atrevimento de reivindicar para o Juninho a autoria original dos 'tomahawks' ainda aparecem alguns fãs do CR7 armados em virgens ofendidas ;)
De tma a 10 de Novembro de 2012 às 16:32
Gonçalo, assim sendo volto também a dizer que o único CR que me interessa é o CR2 :-P
(não, não é nenhum jogador de futebol, nem sequer uma pessoa!)
De pge a 10 de Novembro de 2012 às 19:11
Nao tenho conseguido acompanhar com tanta atenção assim a B, mas a ideia que passa é que existe de facto a preocupação não dos resultados mas sim de preparação pra equipa principal.
Só demonstra inteligencia e profissionalismo, deixemos os titulos pra melhor academia do mundo. A nós basta-nos que vão entrando aos poucos na equipa A, 1 ou 2 jogadores.

E la vão caindo os mitos sobre o Jesus, do Melgarejo ja ninguem fala, do Lima ja todos falam, do Enzo ja falam pouco e agora ja nem dos portugueses falam.
Agora pra explicar que nao foi o Jesus que mandou embora o Javi e o Witsel é que é mais complicado.
Ou então deviam preferir ter um treinador que pedisse pra enterrar uns quaisquer 5M num trinco argentino qualquer, pra vir aquecer o banco. Ah não, se fosse assim o gajo era comicionista.
De joaquim lopes a 10 de Novembro de 2012 às 20:15
Um grande jogador em perspectiva e que foi impossibilitado de jogar com os lagartos é Luciano. Não engana. Posição 6 mais que garantida, com um futuro
brilhante.
De Manuel Afonso a 10 de Novembro de 2012 às 21:05
Excelente tópico.
Nem vale a pena dizer muita coisa porque o tma disse tudo o que há de relevante para dizer.
Saliento apenas que a equipa B não serve definitivamente para sermos campeões da segunda liga, e muito menos campeões da segunda circular dos pequeninos.
Os títulos da equipa B chamam-se André Gomes, André Almeida, e outros que estão na calha.

Destes saliento o João Cancelo. Esté verde como muito bem diz o tma, mas gostava de o ver em alguns jogos na Luz sem grandes obrigações defensivas. Tem uma capacidade desequilibradora absolutamente extraordinária.
De moleculasdeamor a 10 de Novembro de 2012 às 21:41
Com total lucidez ... nesta equipa B... temos... GENTE GRANDE!

Mika, Cancelo, Ascués, Sidnei, Rosa, Pimenta, Almeida, Gomes, Cafú, Cavaleiro e Correa... sem dúvida nenhuma... e destes o Rosa é o Maior!
De Miguel M a 10 de Novembro de 2012 às 23:40
Caro tma,

"Falando nas individualidades, gostaria de destacar a "ominpresença" e disponibilidade física de Luciano Teixeira, a capacidade técnica de Cancelo e Cavaleiro (jogadores de grande potencial mas que precisam de amadurecer), a segurança de Mika (mesmo apesar do golo sofrido em Penafiel - ainda que com a atenuante de a trajectoria da bola ter sofrido um efeito imprevisível devido ao forte vento )"

Onde se lê Mika deve ler-se Bruno Varela! Tem sido ele a jogar já há vários jogos atrás...
De tma a 11 de Novembro de 2012 às 00:02
Caro Miguel, tirando os dois últimos jogos, quem tem jogado (salvo um ou outro jogo) é o Mika.
Do que tenho visto, o Mika tem estado bem, apesar me parecer que podia ter feito melhor no primeiro golo sofrido em Penafiel (embora o vento forte tenha alterado a trajectória da bola de forma imprevisível, "empurrando-a" para a baliza).
O Bruno Varela só apareceu de forma consecutiva nestes dois últimos jogos. Teve alguns erros: com o ceportem B (mal posicionado no 2º golo, de livre) e hoje contra a Oliveirense (cujo golo resultou de uma bola que largou). Mas mesmo assim, só jogando é que pode evoluir!
Enquanto que o Mika parece já ter demonstrado o que vale, é importante que o Bruno Varela também tenha as suas oportunidades.
De Phoenix a 11 de Novembro de 2012 às 12:22
Oh que chatice, passou-me a hora do jogo! Pelo que li, jogámos bem, cumpriu-se o objectivo, e se ainda por cima ganhámos ainda melhor :)

Eu vejo o jogos da B com uma emoção diferente dos da equipa principal, como se estivesse a olhar para uma bola de cristal, há ali tanto de Benfica, deliro com cada jogada, cada pormenor, com a atitude dos jogadores, com a categoria do treinador, em relação a este último, faz-me ter saudades de ver um pouco de classe/nível numa flash interview da equipa principal.

É bem verdade que a equipa ressentiu-se da ausência do Jardel e dos Andrés a meio do terreno, mas não deixa de ter uma identidade própria e isso é fantástico.

Tenho poucas dúvidas que se "tivesse o jogo sido contra a equipa principal dessa mesma agremiação" que o resultado tivesse sido outro, ou quase nenhumas.
De N.T. a 12 de Novembro de 2012 às 12:21
Eu não tenho gostado nada do Sidnei , sempre em registos mínimos.
Basta recordar o comportamento que teve Jardel no início da época. A diferença é da noite para o dia. Pena não dar para juntar o potencial de um e o carácter do outro.
Discordo também da utilização de Julio César e Kardec . Apenas iriam retirar espaço a outros jogadores (no caso do guarda-redes temos 2 jovens que ir
ao dividir tempo e jogo, não faz sentido). Só em situações muito particulares, como a que motivou a utilização do Jardel, é que concordo com o recurso ao plantel principal.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds