VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 28 de Maio de 2013

Renovação de Jorge Jesus? (Episódio III)

Obviamente, e como foi comentado no post anterior, a questão do treinador do Benfica é muito mais abrangente que a sua manutenção ou dispensa, como aliás quis deixar entender com o último parágrafo.

 

Para além do mais, as idiossincrasias do futebol português obrigam a que o Benfica tenha de fazer sempre muito mais do que seria exigido, em condições normais, num país normal e num verdadeiro estado de direito, onde a uma certa equipa até a prática do andebol é permitida em jogos de futebol... Ao Benfica estão vedados quaisquer deslizes ou abaixamentos de forma, pois contra o Benfica nunca nenhuma  equipa se lembrará de deixar de fora titulares indiscutíveis, para fazer 'rodar' ex-juniores.

Sabendo disso, o Benfica terá sempre grandes dificuldades em, como diria Béla Guttmann, "ter cu para duas cadeiras" (referindo-se, obviamente, ao campeonato e às competições europeias). E como tal, deverá focar-se primordialmente na conquista do campeonato e aí apostar todas as 'fichas'. Foi isso que aconteceu há 3 anos, quando o Benfica, teve de aplicar a fundo para vencer a Naval, na Figueira da Foz, a poucos dias de ir a Liverpool...

 

No entanto, nesta fase final da época que agora termina, o Benfica apostou forte, em simultâneo, na Liga Europa e no campeonato. Apesar de   o campeonato ser  sempre apontado como prioridade, o certo é que, em função do desejo de estar na final, no jogo da 2ª mão com o Fenerbahçe não foram poupados quaisquer esforços. E isso acabou por ter um preço: o empate  na Luz com o Estoril...
De certa forma, entendo esta opção de alto risco: uma presença numa final europeia traz prestígio e, consequentemente, aumenta a oportunidade de negociar transferências de jogadores por valores elevados (sem sustententabilidade financeira, nem vale a pena pensarmos em títulos...).

 

Mas o risco também se pode traduzir (como veio a acontecer) em perder ambas as competições... Vendo as coisas por outro prisma, a sustentabilidade financeira fica algo desprovida de sentido se o Benfica não conseguir alcançar os objectivos desportivos, que no nosso caso  passam, necessariamente, pela conquista de títulos de Campeão Nacional.

E se Jesus tem responsabilidades ao falhar nesta aposta de alto risco, a direcção tem tantas ou mais responsabilidades, ao aceitar que pudesse ser  comprometida a vantagem de 4 pontos em vésperas de visita ao FCP.

Precisamente porque sabemos que não podemos ter deslizes, não podemos facilitar, em momento algum, na luta pelo campeonato. E nesse aspecto, cabe à direcção do clube garantir, constantemente, que todos estão focados neste  principal objectivo. A conquista de títulos europeus é, obviamente, o sonho de muitos Benfiquistas. Mas não podemos hipotecar a realidade, mesmo que esses sonhos estejam perto de se concretizar... 

 

Por fim, como referi no post anterior, há ilacções que devem ser tiradas da nossa fraquíssima prestação no jogo do final da Taça. Não sendo o jogo que ia salvar a época, era um título que, sem querer fazer desmerecer o  Vitória de Guimarães pela sua conquista (os meus parabéns ao Vitória: um clube com o seu histórico e massa adepta já merecia um trofeu importante no seu palmarés), o Benfica tinha a obrigação de conquistar.

 

Perante tudo isto, a permanência ou não de Jorge Jesus, não sendo um mero detalhe, está longe de ser o  único problema do Benfica na definição do futuro próximo, que passa, necessariamente, por começar quanto antes a preparar a próxima época. Quero começar o campeonato a ganhar (o que já não acontece desde 2004/05...), seja com Jorge Jesus ou outro treinador. Se for Jorge Jesus, acredito que com ele o Benfica vai, finalmente, acabar com esta malapata da 1ª jornada e assim lançar-se numa senda de vitórias. Se for outro, confio que será alguém com, pelo menos, igual capacidade para o fazer.

publicado por tma às 23:50
link do post | comentar
42 comentários:
De Joaquim Rato a 29 de Maio de 2013 às 09:41
Um aviso ao Vieira: se o Jesus sair vai para o porto, e daqui a dois anos quem sai é você. Um outro aviso: alguns daqueles que o aconselham a mandar embora o Jesus, querem o seu lugar.
De Pedro a 29 de Maio de 2013 às 10:36
A meia final na Luz contra os turcos só é problemática porque JJ apostou no mesmo 11 para o jogo com o Estoril. E é aqui que tudo se centra, mais uma vez, nas opções estranhas de JJ.
Numa quinta feira à noite o SLB, após uma época exigente, tem um dos jogos mais desgastantes da época e na segunda feira seguinte, para o jogo mais decisivo da época, JJ aposta no mesmo 11 (excepção ao lateral esquerdo).

O resultado é o que sabemos.
De António Matos a 29 de Maio de 2013 às 11:00
Enquanto "Jesus está nas mãos de Vieira" e, sabendo-se da agilidade do nosso presidente na hora de decidir, assim vai continuar por mais algum tempo, o velho cacique vai cumprindo promessas recentes, contratando os jogadores a quem, além de untar os beiços, prometeu lugares. E vai também colocando, estrategicamente, os seus peões disponíveis de momento. No caso concreto, refiro-me ao "comissário" Pedro Emanuel, que vai treinar o novel Arouca. Não é apenas Jesus -o de lá de cima - que não dorme. O Diabo também não prega olho e só vai passear quando tudo está bem controlado.
De jorge a 29 de Maio de 2013 às 11:08
Não percebo o trauma de Benfiquistas se o JJ for para o porto?! Qual é o problema se isso acontecer para o Benfica?O Benfica vai perder sempre campeonatos se JJ for treinador do porto ? E agora, com JJ está a ganhá-los?.

Todos sabemos que até um cabo de vassoura como treinador do porto, ganha campeonatos! No porto, o treinador, é um posto simbólico que pouco conta. Não estou contra nem a favor na continuidade de JJ. Acho até pouco relevante a questão JJ. O que verdadeiramente me interessa, é o Clube criar estruturas que levem a melhoria de resultados, isso sim, é que é urgente com JJ, ou sem JJ. Deixe-mo-nos de fantasmas, e derrotismos por causa do porto, porque eles são papagaios de papel, com uma nortada de vento forte o papel rasgasse. Não se veja fantasmas de pequeninos ao pé de grandes como é o nosso Clube.Quem assim pensa não vai longe.

Se JJ continuar, há coisas que têm que mudar como por exemplo:
1º- renovar a baliza e toda a defesa.
2º- Rédeas curtas a JJ. Ele é só treinador e não mandão de toda a estrutura desportiva.
3º- Resolver o problema de comunicação do clube.
4-Criar uma estrutura dependente do Presidente, e com absoluta autoridade sobre o treinador.
5º- O Clube tem que escolher os seus comentadores em toda a CS, e se não forem aceites por esta, o Clube desvincular-se e desautorizar publicamente quem por ele intervenha.
6º- Maior agressividade para com todos os órgãos de poder, quer no futebol quer na politica ou justiça.
7º- Ser o mais agressivo com as televisões e rádios sempre contra o Benfica.
8º-Utilizar todos os métodos que os inimigos utilizam e com mais intensidade que eles. Para apanhar as crias de um felino, tem que se penetrar no covil.
9º- Assumir o comando do futebol em todas as instituições e não condescender com lideranças que apenas querem o nosso voto para depois nos cravarem a espada nas costas, não! Isso não pode acontecer como tem acontecido com jogadas de estratégia que não têm resultado.

Depois disto meus caros Benfiquistas, a Aurora de um novo despertar Benfiquista ,rompe no seu esplendor.
De Falancio a 29 de Maio de 2013 às 11:16
Antonio Matos,

Haja pudor!
O SLB andou a comprar jogadores das equipas adversárias na semana que jogava contra eles.....

Essa obcessao torpe pelo FCP é a raiz dos problemas do SLB.
Viu o que disse RG da Silva na segunda-feira? Un individuo que foi ministro e ocupa lugar na direcçao do clube nao pode apelar numa tv a luta assumida pois está a incendiar as pessoas (de ambos os lados) e depois a malta queixa-se de porradas nos jornalistas, de autocarros incendiados, etc...mas querem o quê? Sejamos despertos.
De António Matos a 29 de Maio de 2013 às 11:42
Falancio,
Depois do que ouvi no Apito Dourado, das férias pagas ao Calheiros, dos quinhentinhos " e por aí fora, que queres que pense, quando vejo o clube que foi campeão, a contratar, por atacado, jogadores da equipa que lhes escancarou as portas do título? Que são pura coincidência? Se calhar não acreditas nos maletínes " que, quando as coisas se decidem, transitam pela geografia nacional? Ou és do bom tempo, ou andas a dormir!
De Felicia a 29 de Maio de 2013 às 12:50
Em resposta ao sr. jorge, o trauma dos benfiquistas se o JJ for para o Porto é que para alem de ganhar campeonatos (se o vitor pereira consegue, até eu consigo), é mais uma demonstração da nossa fragilidade ao nível de estrutura, que não conseguiu fazer valer o treinador que tem. Já não seria a primeira vez que isso iria acontecer (ex. Deco). Concordo igualmente com o post. Até à 2.ª mão com o Fenerbace estávamos claramente focados no campeonato e, por acaso, continuávamos a seguir longe na Europa. Com a 2.ª mão toda a gente de repente quer ir à final, e olhó estrilho se não formos, a colocar pressão em tudo e mais alguma coisa, pois bem, chegámos à final e as repercussões não fizeram esperar no campeonato. Há que ter cabeça fria não só o treinador, jogadores e estrutura, mas também os adeptos. e isso enquanto benfiquista, também me irrita que mesmo sabendo que podemos por em cheque o nosso primordial objectivo, fiquemos todos doidos e começarmos com exigências completamente fora de mão e que depois dão nisto. Ou é porque o jesus não poupou ninguem, ou é porque não fomos à final...temos que nos focar também. Agora pergunto, querem ser tipo lagartos? eu nunca me vou esquecer: pegaram de ponta com o paulo bento que foi o unico que fez alguma coisa de jeito e estava a por aquilo na ordem, conclusão: desde aí foi um procissão de treinadores, estrilhos, confusões, vendas mal amanhadas, e o degredo de 7º lugar. Meus amigos, eu quero um Benfica forte, custe o que o custar. E Roma e Pavia não se fizeram num dia. Mais resiliência por favor.
De Manuel Afonso a 29 de Maio de 2013 às 13:16
"Se for outro, confio que será alguém com, pelo menos, igual capacidade para o fazer."

Caro tma, com toda a sinceridade não consigo perceber se está a falar a sério ou a brincar.
Se está a fazer uso da ironia está engraçado.

Mas não é propriamente sobre o JJ que eu queria falar.
Estava mais do que visto que após este final da época se começariam a ver críticas a tudo e a mais alguma coisa. Normal.
É normal e não se pode pedir a nenhum sócio que perca o seu tempo ou gaste os seus neurónios a pensar profundamente na vida do clube.
Elege pessoas para fazer isso, portanto se ganharmos a responsabilidade é delas, e se perdermos a responsabilidade é delas.
Lógico e legítimo. Já não será tanto assim quando se acha que quando tudo corre bem a responsabilidade é do treinador, e quando tudo corre mal passa a ser do presidente, ou o oposto.

Mas para quem quer perder o seu tempo a analizar estas questões com mais algum detalhe, para atribuir culpas tem em primeira instância de saber o que quer de cada responsavel e/ou orgão do clube.
Claro que não me refiro aos que acham que a direcção deve falar quando está calada, e deve estar calada quando fala. Estes na prática não querem nada de ninguém, a não ser que sirvam de válvula de escape ás suas frustrações do dia a dia.

Eu sei o que quero de uma direcção.
-Comunicação a uma só vóz. Não à existencia de periquitos, quanto mais de papagaios.
-Criação de estruturas fortes no apoio aos nossos atletas e treinadores.
-Capacidade de compra e venda de jogadores que nos permita a manutenção de planteis de grande qualidade sem comprometer o equilíbrio financeiro do clube.
-Capacidade técnica e qualidade desportiva necessárias para gerar receitas ordinárias.

Sei o que quero dos atletas
-Dedicação absoluta e máximo profissionalismo. As juras de amor eterno não me interessam em absoluto.

Sei o que quero de um treinador
-Competência técnica
-liderança da equipa que comanda
-qualiades humanas que motivem os jogadores
-potenciação de activos.

Eu já tirei as minhas conclusões vai para 3 anos.
E continuo a pensar no que quero, a ver o que tenho, e a perceber que basta mexer numa simples pedra para que se possam obter melhorias significativas, ou por outras palavras, títulos.
De tma a 29 de Maio de 2013 às 13:36
Caro Manuel Afonso, estou a falar a sério. Normalmente não sou irónico em relação ao Benfica.

Como disse, e bem, a direcção é mandatada para tomar decisões. Como tal, e mesmo apesar de todos os erros entretanto cometidos, a minha expectativa é que, caso a opção seja por um novo treinador, que este tenha capacidade para pegar no que de bom foi feito e melhorar.

Caso contrário, como já disse também, mais vale deixar estar JJ.

Em qualquer dos casos, como também disse o Manuel, é importante que todos falem a uma só voz e, como eu digo neste post, todo o empenho seja colocado em vencer o campeonato.

Já li que JJ sonha em chegar à final da CL, que para o ano será na Luz. É precisamente disto que tenho medo... E é aqui que o papel da direcção é fundamental, para por cobro a este tipo de devaneios e garantir que nunca o objectivo principal poderá ser comprometido em detrimento de sonhos...
De Manuel Afonso a 29 de Maio de 2013 às 13:55
tma, não que tenha importância, mas se quer um treinador com a mesma capacidade do JJ para entrar na nova época com uma vitória, tendo em consideração o seu magnífico registo, e sim, estou a ser irónico, de 3 empates e uma derrota em 4 épocas... não me parece que esteja a ser muito exigente. Antes valia irónico, digo eu.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds