VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Brindemos.

Que 2008 seja um ano glorioso para todos e particularmente para o Glorioso.

publicado por Pedro F. Ferreira às 19:37
link do post | comentar | ver comentários (5)

Homero Serpa

Muitas vezes aqui critiquei (criticámos) os jornalistas desportivos. Por vezes tomei a árvore pela floresta. Reconheço que, como em todas as profissões, também há jornalistas desportivos sérios que não mudam de orientação de acordo com os sopros dos ventos do poder. No entanto, há que admitir que os grandes nomes do jornalismo desportivo têm desaparecido sem deixar herança.

Hoje faleceu um jornalista que, nunca deixando de assumir a sua paixão pelo Belenenses, acabou por dar muitos exemplos de verticalidade.

Que os actuais jornalistas desportivos saibam honrar a cepa de homens como o Homero Serpa.

 

publicado por Anátema Device às 19:29
link do post | comentar | ver comentários (2)
Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Soltas e breves.

Durante todo este tempo em que não há bola no nosso quintal, Camacho deu uma grande entrevista ao jornal O Jogo e Luís Filipe Vieira deu uma extensa entrevista ao jornal A Bola. Mais a norte ninguém deu confiança aos pasquins. Ao invés estes desdobraram-se em loas encomendadas. Que nisto reflicta quem tem o poder de não disparar para os próprios pés.

_____

Já ma tinham tentado vender, mas não a comprara: o possível empréstimo de Mantorras aos Belenenses. Acabei de ouvi-la num canal televisivo. Tenho muitas dúvidas, mas acredito que, a ser verdade, ficaria provado que quem efectivamente manda no futebol do nosso Clube é o treinador. A ver vamos.

_____

Dois jogadores, duas atitudes. Léo chegou a horas, mas veio preocupado com a saúde do seu pai e chateado com a intransigência do Benfica. Entretanto, o Benfica, via Camacho, já se prontificou a dizer que, caso seja necessário e no momento certo, Léo será dispensado para ir visitar o seu pai.

A questão está no momento certo. Há um momento certo para tudo: para renovar um contrato, para não aceitar chantagens bacocas e para dispensar temporariamente um futebolista.

Também há um momento certo para multar um futebolista e foi o que aconteceu com Katsouranis:  chegado fora de horas, mas feliz da vida.

_____

Estou curioso para ver qual o acompanhamento que se fará dos três miúdos emprestados ao Aves. Espero que, finalmente, haja competência nesta área.

_____

Parece-me que um tal de Manelelé foi dispensado por Koeman. Cada um tem o que merece. Pensando bem… talvez não. Koeman merecia um Moretto por clube até ao final da carreira. Ouvi dizer que o Manuel Fernandes continua a queixar-se de dores que ninguém percebe, daquelas que só passam em Inglaterra nas massagistas do seu amigo C. Ronaldo.

_____

Luís Filipe Vieira diz que a máxima é “ano novo, vida nova”. Desconfio que não é ele quem está a tentar contratar reforços, deste modo começo a ter motivos para estar mais confiante.

publicado por Pedro F. Ferreira às 14:53
link do post | comentar | ver comentários (7)
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Camacho e as manhas do Correio da Manha.

Por cá a bola parou, mas o espectáculo continua. Não há futebol, mas os jornais continuam o circo. Ontem, o jornal O Jogo publicou uma interessantíssima entrevista com Camacho.

Hoje, o Correio da Manhã noticia: “Técnico encarnado é candidato a render Luís Aragonês”. Na legenda da fotografia que acompanha a notícia lê-se que “Camacho não esconde o desejo de treinar a selecção do seu país”. Em seguida substitui candidato e desejo por admite: "Camacho admite selecção". Com estas pequenas nuances típicas do chico-espertismo jornalístico luso já o leitor avisado vai contando. Aquilo a que o leitor avisado dificilmente se pode habituar é a títulos bombásticos que vão parir notícias que nem estalidos são.

Ao lermos a notícia, e não é necessária muita atenção, lemos as seguintes palavras atribuídas a Camacho:

- “Sou treinador e espanhol. Mas não quero falar do tema. Acho que a Federação deve manter todo o apoio a Luís Aragonês até ele sair. Devemos saber que é ele o treinador e o contrário seria alterar o rumo normal da selecção e ‘contaminar’ o ambiente.”

- “Já haverá tempo para arranjar um substituto ao Luís Aragonés.”

- “Comigo, Raúl foi sempre à selecção, mas agora é Luís. quem deve decidir e, pelos vistos, prefere outros jogadores”

- “O Real é favorito para ganhar a Liga, está a contratar bem, tem jogadores jovens com muito futuro e gosto da forma sintonizada como está a trabalhar. Alguma coisa mudou e, mais importante que tudo, é que o clube voltou a estar acima das pessoas que o representam.”

 

Estas foram as palavras. Onde é que o jornalista leu a candidatura de Camacho à Selecção? Onde é que estão as palavras de Camacho a admitir a Selecção? Onde é que estão as palavras de Camacho a desejar a selecção espanhola?

Onde é que está o código deontológico do jornalista?

publicado por Pedro F. Ferreira às 13:16
link do post | comentar | ver comentários (17)
Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Um feliz Natal.

Numa época em que se festeja o nascimento do Verbo encarnado que veio dar uma Luz ao Homem, aqui ficam os votos de um feliz Natal para todos os nossos leitores.

publicado por Pedro F. Ferreira às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (6)

Ferreira Queimado

A máxima aspiração de um benfiquista é ser democraticamente eleito para servir o Glorioso como presidente. Ferreira Queimado conheceu essa honra em duas ocasiões. Faleceu hoje.

Será sempre recordado pela família benfiquista.

publicado por Pedro F. Ferreira às 17:54
link do post | comentar | ver comentários (4)
Sexta-feira, 21 de Dezembro de 2007

Sorteio Uefa

Com Nuremberga nos 1/16 e AEK Atenas ou Getafe nos 1/8, acho que não é pedir muito que cheguemos aos 1/4 final, tal como no ano passado. Os adversários estão longe de ser inacessíveis, mas é preciso concentração para não termos um novo Espanyol este ano. Os teoricamente mais difíceis (Bayern Munique, Tottenham, Fiorentina, Werder Bremen, Everton e PSV) ficaram distantes por enquanto e a partir dos 1/4 final tudo é possível.

Quanto aos outros, o clube regional voltou a ser protegido pela sorte (Schake 04), o Braga não deve ter muitas hipóteses com o Werder Bremen e até nem me importaria que os lagartos passassem o Basileia, só para os ver defrontar o Simão outra vez... :-)

publicado por S.L.B. às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (3)

Dicotomia

Da noite para o dia. Foi esta a diferença do Benfica da primeira parte para a segunda. Diferença na táctica, na qualidade de jogo, e sobretudo na atitude dos jogadores em campo. E todas estas diferenças (para melhor na segunda parte) permitiram-nos derrotar folgadamente o Estrela da Amadora, ficando até a sensação de que o resultado final poderia ter sido ainda mais folgado do que o 3-0.

Com quase o mesmo onze do Restelo (a única alteração foi o Binya no lugar do Petit), o Benfica na primeira parte presenteou-nos com um autêntico 'Pesadelo no Restelo - Parte II'. Muita apatia na maioria dos jogadores, falta de comunicação, mau futebol e escassez de ideias resultaram numa exibição atroz. Em termos tácticos os próprios jogadores pareciam estar confusos, aglomerando-se no centro do terreno e atrapalhando-se uns aos outros. A apatia e falta de vontade de correr dos jogadores ficou para mim bem expressa numa jogada em que o Nélson intercepta uma bola junto à nossa área, e de imediato progride no terreno junto à linha. Pouco depois de passar a linha do meio-campo teve que parar e passar a bola para trás, isto porque nessa altura ele já era o jogador mais adiantado no terreno: o resto da equipa ficou toda parada a olhar para ele enquanto subia. O Benfica também jogou praticamente sem extremos: os dois uruguaios passaram o tempo todo a complicar, agarrando-se à bola e metendo-se para o interior do campo, chegando a ser exasperante ver os nossos laterais sem opções para trocar a bola junto à linha (em relação ao Maxi Pereira, devo dizer que durante a primeira parte terá feito uma das exibições mais inúteis e desastradas que alguma vez vi um jogador do Benfica fazer - incluindo o Luís Filipe). Durante estes penosos primeiros quarenta e cinco minutos, apenas dois lances de realce: um cabeceamento do Cardozo a centro do Rui Costa, bem defendido pelo Nélson, e um outro cabeceamento do Rodríguez após uma bonita iniciativa do Nélson na direita, que passou muito perto do poste. E assim se chegou ao intervalo, connosco mais uma vez a dar uma parte de avanço ao adversário.


Na segunda parte vieram as já referidas alterações. Em primeiro lugar, tácticas, com o Benfica a apresentar-se num 4-4-2 bem definido, e com duas surpresas, pelo menos para mim. A primeira foi a saída do Nélson, ficando o Maxi com as funções de lateral direito. Conforme disse, o Maxi foi claramente o pior jogador do Benfica na primeira parte (e tendo em conta quão má foi a nossa primeira parte, isto quer dizer muito), e ter-se mantido em campo pareceu-me um recompensa injusta para tal desempenho. A segunda surpresa foi a saída do Rui Costa, tendo em conta a conhecida dependência que temos dele (eu teria apostado no Binya para sair). Para os seus lugares entraram o Di María e o Nuno Gomes. A diferença notou-se praticamente desde o apito para o início do segundo tempo. A atitude foi completamente diferente, e houve jogadores que se transfiguraram completamente após o intervalo - o Katsouranis foi o caso mais flagrante. Talvez por não podermos recorrer ao subterfúgio de meter sempre a bola nos pés do Rui Costa e esperar para ver o que ele faz, começámos a jogar a toda a largura do campo - desta vez com extremos a sério, com o Di María bem encostado à linha direita e o Rodríguez a fazer o mesmo do lado contrário. Além disso, como também não havia o marcador directo do Rui a segui-lo por todo o lado, a zona no meio-campo à frente da defesa do Estrela ficou mais desanuviada, o que permitiu mais espaço para construirmos jogadas perto da área adversária.


As oportunidades de golo começaram a surgir de imediato. Logo a abrir o Binya enviou uma bola à barra. E pouco depois o golo surgiu mesmo, num cabeceamento do Rodríguez ao primeiro poste, após um lançamento de linha lateral do Binya. Não abrandou o Benfica após o golo, e as oportunidades continuaram a suceder-se: livre do Cardozo a originar uma grande defesa do Nélson, cabeceamento do Katsouranis a passar perto, remate de ângulo apertado do Nuno Gomes a ser sacudido para canto, e na sequência desse mesmo canto, penalti (pareceu-me) claro sobre o David Luiz, que o Cardozo aproveitou para colocar o marcador em 2-0. A pressão continuou, com os nossos jogadores a manterem sempre um ritmo de jogo bastante elevado, jogando-se quase exclusivamente no meio-campo do Estrela, mas só mesmo no minuto noventa surgiu o terceiro golo, com o Nuno Gomes a encostar facilmente após uma assistência do Di María na direita. E ainda deu para mais nos minutos de desconto, pois o Cardozo ainda viu uma grande oportunidade de golo ser negada pelo Nélson, e não sei se não terá sido mesmo penalti sobre o Adu (que viu cartão amarelo por simulação).


Quanto aos nossos jogadores, acho que praticamente só posso falar da segunda parte, já que a primeira foi tão má que quero apagá-la rapidamente da memória. Não sei se foi o melhor em campo ou não, mas um jogador que me agradou durante quase todo o jogo foi o David Luíz. A jogar muito em antecipação, como gosta, trouxe várias vezes a bola controlada para o ataque, enquanto que na defesa esteve sempre atento. Também o Katsouranis, tal como disse anteriormente, fez para mim uma grande segunda parte, actuando como um verdadeiro médio 'box-to-box' assim que se libertou das amarras da posição de trinco puro. Achei que a entrada quer do Di María, quer do Nuno Gomes, foram importantes. O primeiro esteve bastante activo na direita, construiu boas jogadas de entendimento com o Maxi, e culminou a sua actuação com uma assitência para o Nuno Gomes marcar. Além disso veio trazer mais velocidade a um jogo que, da nossa parte, estava quase estagnado no primeiro tempo. O segundo veio causar muito maiores dificuldades à defesa do Estrela com as suas movimentações, alterando o cenário da primeira parte, em que o avançado único era presa fácil, e ainda marcou um golo (o sexto no campeonato). O Léo também fez uma boa segunda parte, e viu o seu nome ser gritado das bancadas da Luz. No final do jogo, com a educação a que nos habituou, deu-nos esperanças que possa permanecer no Benfica. Pela parte que me toca, espero que assim aconteça.

Esta vitória foi importante para travar o ciclo negativo das últimas jornadas, garantindo a passagem de ano no segundo lugar. Fica a preocupação de termos visto uma primeira parte a um nível muito baixo, quando todos esperaríamos que o que se passou no Restelo não voltasse a acontecer. Resta agora esperar que 2008, traga melhores dias nas muitas jornadas que ainda há por disputar no campeonato.
publicado por D`Arcy às 02:46
link do post | comentar | ver comentários (13)

Gostos, desgostos e afins.

Sobre o jogo de hoje (ontem) contra o Estrela da Amadora:


- O que eu gostei de ver: a exibição de Rui Costa.

- O que eu não gostei de ver: a falta de ajuda entre os jogadores e a péssima atitude da maior parte da equipa na primeira parte.

- O que eu gostei de ver: a forma como toda a equipa mudou de atitude na segunda parte com a entrada de Nuno Gomes.

- O que eu não gostei de ver: Maxi Pereira a regressar do balneário – não merecia.

- O que eu detestei ver: o Luisão, capitão de equipa, a correr para o balneário assim que o jogo acabou e sem cumprimentar os adeptos. Foi a primeira vez que lhe vi esta atitude.

- O que eu gostei muito de ver: o Nuno Gomes a chamar os colegas para agradecerem ao público no final do jogo. Infelizmente, apenas três futebolistas o acompanharam.

- O que eu gostaria de ter ouvido: as palavras de Rui Costa no intervalo, antes de ter sido substituído.

- O que eu aprendi: a julgar por muitos comentários de vizinhos de bancada, aplaudir o Léo equivale a assobiar o presidente do Clube.

publicado por Pedro F. Ferreira às 00:18
link do post | comentar | ver comentários (12)
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Toyota! Perceberam?



Por mais que lhe queiram mudar a dimensão, um troféu Toyota será sempre um troféu Toyota e um clube regional será sempre um clube regional.


(link)
publicado por Anátema Device às 18:42
link do post | comentar | ver comentários (6)

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Receio

Passeio

Natural

Pouco

Absurdo

Controlo

Tranquila

Desconcentração

Cinzenta

Frustrante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds