VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 31 de Outubro de 2009

Certezas

Não tenho dúvidas sobre a superior qualidade do nosso Benfica.

Não tenho dúvidas de que para sermos campeões neste futebolzinho de corruptozinhos teremos de sofrer muito, lutar muito e nunca deixar de apoiar e acreditar nos nossos.

Não tenho dúvidas de que Jorge Sousa não terá hoje, ao chegar a casa, o comité de boas vindas que teve depois de ter apitado o jogo de Benfica em Leiria.

Acredito que seremos campeões, de forma limpa e cabeça erguida.

 

[subscrevo inteiramente o post do Onyros que antecede este]

publicado por Pedro F. Ferreira às 23:31
link do post | comentar | ver comentários (22)

Desculpem lá qualquer coisinha...

 ... mas venham-me cá agora com aqueles moralismos de merda dizer que não se deve falar das arbitragens.

publicado por Onyros às 22:42
link do post | comentar | ver comentários (25)
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

Pergunta do dia

Quando o Benfica deu 4 em Belém os meus amigos portistas apelidaram o Belenenses de equipa fraca e sem nível, uma das piores da Primeira Liga.

 

A pergunta que deixo é esta:

 

"Agora que os defrontaram ainda os consideram fracos?"

 

publicado por LMB às 22:59
link do post | comentar | ver comentários (32)
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Jar Jar Sousa

 

 

O desespero é tal que o sistema já manda às urtigas as aparências e a discrição enquanto esperneia e esbraceja enraivecido numa tentativa de manter o status quo. O Vítor Pereira, enlouquecido e pressionado, provoca-nos de forma quase pornográfica.

Recapitulando: o Benfica, no Sábado, mede forças contra um clube que é hoje o principal aliado dos andrades, liderado por um sócio fanático dos andrades e treinado por um sócio fanático dos andrades. O que faltava, de facto, numa perspectiva retorcidamente coerente, era isto: um árbitro da Associação de Futebol do Porto que é sócio fanático dos andrades (e, segundo consta, com ligações bastante estranhas à claque do clube do Guarda Abel), com um historial inacreditável de canalhice contra o Benfica.
 
A fasquia eleva-se de semana para semana, numa tentativa de perceber qual o nosso limite, só para sistematicamente constatarem, frustrados, que não há (limite). Pois muito bem, mandem lá todos os Jorges Sousas que quiserem, ofereçam todas as malas de dinheiro que vos aprouver aos jogadores do Braga/Porto B, montem o circo da imprensa com os palhaços assalariados do costume, encomendem as declarações que muito bem vos der na gana ao cãozinho de estimação do guru do aconselhamento familiar. Até Sábado.
 
Metam toda a carne no assador. A Águia tem fome.

 

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (47)

Flash Interview

Dada a gravidade das acusações proferidas, aqui fica a flash interview de Manuel Machado, no final do jogo da passada segunda-feira, depois de ter sido goleado por 6-1 pelo Benfica.

 

 

É de notar a grande evolução na fluidez de discurso do treinador do Nacional, que durante anos nos habituou ao 'manuelmachadês' cerrado, sendo agora muito mais perceptível aquilo que quer dizer. É notório também que os ares da Madeira lhe têm feito bem, já que anda com muito melhor cara.

publicado por D`Arcy às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (29)

Correcção

 

Andam por aí a circular umas imagens alteradas do senhor nosso treinador, e eu vi-me na obrigação de repor a verdade. A única imagem válida daquele dia é esta e mostra o senhor nosso treinador num gesto que revela a sua correcção relativamente a certos seres humanos. Admirem a sublimidade deste treinador ao dirigir-se aos bípedes que habitam no esterco (sim, no plural). 

publicado por p às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (9)
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Sobre a hipocrisia em linha recta.

Quatro dedos levantados na direcção dos quatro defesas da sua equipa. Eis o gesto de Jorge Jesus que foi interpretado com maior ou menor bondade, a que se seguiu uma explicação que foi interpretada na mesma medida. Um gesto que deu azo a que o moralismo bacoco, parolo e pequeno ressurgisse das entranhas de um povinho que teme as labaredas do inferno enquanto se benze ao saltar as fogueiras do São João.

 

Alguns dos adeptos portistas que, em nome do desporto e dos seus valores, ignoram o gesto de um dirigente desportivo receber árbitros nas antevésperas dos jogos para efeitos de aconselhamento familiar fornecido em providencial envelope são os mesmos que rasgam vestes pelo gesto de quatro dedos levantados por Jorge Jesus.

 

Alguns dos adeptos sportinguistas que, ao verem um presidente “diferente” de um clube “diferente” apresentar futebolistas saltitando enquanto entoa o cântico “quem não salta é lampião”, interpretam o gesto como uma interessante estratégia de agregação das bases são os mesmos que agora se insurgem contra o gesto dos quatro dedos de Jorge Jesus.

 

Alguns dos responsáveis pelo futebol português que ignoram olimpicamente a vergonha que é o facto de a Federação Portuguesa de Futebol ainda não ter adequado os seus estatutos ao novo Regime Jurídico são os mesmos que, em surdina, se preparam para dar uma lição de moral ao futebol. A lição surgirá, exemplar e implacável, suportada no gesto dos quatro dedos.

 

Alguns dos jornalistas que são agredidos, ameaçados, coagidos e pressionados a nada divulgar sobre, por exemplo, as malas de dinheiro que desde o início do campeonato têm sido prometidas a todos (todos!) os adversários do Benfica para que nos consigam tirar pelo menos dois pontitos são os mesmos que, imediatamente, levantaram a pena contra o crime de lesa futebol que foi o gesto dos quatro dedos.

 

Alguns dos benfiquistas embarcaram (certamente devido a valores tão ou mais nobres do que os supracitados) no mesmo discurso. Um houve, num programa televisivo, que chegou a anuir num possível castigo para Jorge Jesus.

 

São todos perfeitos. Como escreveu o heterónimo Álvaro de Campos, no “Poema em Linha Recta”, são «todos eles príncipes - na vida». Eu, tal como Álvaro de Campos, «estou farto de semideuses!»

Fiquem lá com a sua impoluta moral e bons costumes, batam no peito e ufanem-se, puxem dos galões da cartilha das aparências e vão para o raio que os parta!

publicado por Pedro F. Ferreira às 11:32
link do post | comentar | ver comentários (62)
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Rins, matemática e afins!

Sócio, Red Pass, cervejinha antes, bifaninha depois... e tal! Todas essas coisas boas!

Mas este ano não estou a gostar muito de ir ao estádio... passo o jogo no "senta-levanta-senta", golo aqui, golo ali! Um gajo às tantas nem sabe quem marcou os golos!

Ontem ganhámos por 3 não foi? Ãh? 4?

A partir de determinada altura perdi a conta...

Quem marcou?

E o Coentrão jogou?

 

 

publicado por Corto Maltese às 15:51
link do post | comentar | ver comentários (27)

4 dedos

Infelizmente Jorge Jesus já veio explicar que aqueles 4 dedos levantados não eram um sinal para o cretino do Manuel Machado. [link para um site ranhoso]

E digo infelizmente porque cheguei a ler que naqueles 4 dedos estava também o meu grito contra um cretino que ao longo dos anos tem destilado ódio contra o meu clube. No entanto, ainda que fossem para o Manuel cretino Machado, aqueles 4 dedos não representariam a minha revolta, porque, por mim, o cretino levava apenas com um... bem esticado e com a respectiva parelha de acompanhantes.

Fica para a próxima. Por agora, o dedo estica-se na direcção das virgens ofendidas… que lo chupen.

publicado por Anátema Device às 15:15
link do post | comentar | ver comentários (6)

O Sexto Golo

O sexto golo... Na verdade, nada tenho a dizer de especial sobre o sexto golo. A não ser que houve um sexto golo e por causa disso posso estar aqui a escrever "o sexto golo" num jogo do meu Benfica.

 

Há quantos anos não podíamos dizer ou escrever "o sexto golo" num jogo do Glorioso? E este ano já é a terceira vez que o podemos fazer. O sexto golo. (a falta de hábito é tanta que até o D'Arcy na sua crónica "viu" dois "quintos golos").

 

A mim dá-me um gozo do caraças escrever isto. Experimentar várias fontes. O sexto golo. O sexto golo.  O Sexto Golo.  O SEXTO GOLO. O sexto golo. O sexto golo.

 

Querem mais? o sexto golo, o sexto golo, o sexto golo... Não me canso! Só quero é brevemente poder (novamente) escrever O Sétimo Golo!

publicado por Artur Hermenegildo às 11:26
link do post | comentar | ver comentários (16)

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Receio

Passeio

Natural

Pouco

Absurdo

Controlo

Tranquila

Desconcentração

Cinzenta

Frustrante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds