VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Será que comeram lentilhas?

Segundo informação que um leitor nos fez chegar, mas que ainda não pudemos confirmar, hoje almoçaram no Restaurante Anadia, restaurante do Grande Hotel da Curia, três senhores na mesma mesa: um chamado Elias, um outro chamado Carlos, mas conhecido como Carlão, e um terceiro senhor chamado Carlos Freitas.

 

Até aqui nada de especial. E nem o facto de o Carlão e o Elias serem futebolistas da União de Leiria e de Carlos Freitas ser dirigente do Sporting de Braga confere um carácter excepcional ao almoço. Aliás, nem o facto da União de Leiria jogar, na quarta-feira, contra o Benfica confere um significado diferente a este almoço entre três amigos.

 

Há já uns tempos que se diz nos mentideros do futebol que Murilo Maia (empresário de Carlão) e António Araújo (empresário de Elias) deram ordem aos atletas para não se comprometerem com nenhum clube, pois caso assim o fizessem passariam a ver Braga por um canudo.

 

Portanto, certamente que este almoço, a ter acontecido, não indicia nada de especial. O facto de um dirigente do Sporting de Braga ter almoçado com dois atletas da União de Leiria na semana em que a União de Leiria joga com o Benfica só seria relevante se conseguíssemos provar que o almoço teria sido uma pratada de lentilhas e que teria sido pago pelo Freitas. Coisa que certamente não aconteceu, pois as lentilhas não são hábito saudável num futebol que costuma preferir fruta.

 

Pelo caminho, fala-se de túneis e ninguém se preocupará com a ementa deste suposto almoço.

publicado por Anátema Device às 23:35
link do post | comentar | ver comentários (28)

Onda

O primeiro facto a destacar no jogo desta noite é o ambiente fantástico que se viveu na Luz. 52.616 espectadores estiveram presentes, e criaram um clima como normalmente se costuma viver nos grandes jogos europeus. A onda vermelha está em pleno. Depois, claro, a vitória convincente sobre a única equipa que esta época tinha vencido na Luz, que nos mantém colados ao primeiro lugar.

Alguma surpresa pela ausência do Ramires dos convocados. No seu lugar jogou o Carlos Martins. Na defesa, o Fábio Coentrão manteve a titularidade do lado esquerdo da defesa. Entrada forte do Benfica no jogo, com o Cardozo logo no primeiro minuto a dispor de uma boa situação após ser isolado por um passe do Javi, mas logo aí mostrou que não estava numa noite sim, pois demorou muito  tempo a rematar e foi desarmado. O Vitória respondeu bem, com um esquema táctico semelhante ao que lhe trouxe bons resultados no jogo para a Taça. Não é fácil jogar contra eles, porque estão bem organizados na defesa, e depois sabem sair rápido para o contra-ataque. Apesar de algum ascendente do Benfica - até porque o Vitória ficava no seu meio campo à espera do Benfica - o equilíbrio estava a ser a nota dominante na partida, até que aos dezassete minutos o Benfica marcou. Numa incursão pelo centro o Aimar tentou passar a bola ao Cardozo, mas o passe foi interceptado e a bola voltou-lhe aos pés, tendo então ficado isolado e marcado com facilidade. Este golo acentuou o ascendente do Benfica, que parecia capaz de poder aumentar a vantagem. Mas pouco depois da meia-hora acabámos por ser surpreendidos num contra-ataque do Vitória, e o Nuno Assis (goste-se ou não dele, a verdade é que ele é claramente o melhor jogador do Vitória, e hoje fez um grande jogo) aproveitou para fazer o golo do empate, naquele que até a altura seria o primeiro remate do Vitória na partida. O Benfica acusou o golo, e durante alguns minutos voltámos a toada de equilíbrio da fase inicial do jogo, para depois nos últimos cinco minutos voltarmos a pressionar e a ameaçar chegar ao golo, mas sem sucesso.

A segunda parte foi diferente da primeira, e para melhor. O Benfica entrou mais uma vez bem, com maior agressividade e pressionando mais alto, e isto deu frutos logo aos cinco minutos, com o Carlos Martins a aproveitar para marcar com um remate colocado após uma boa iniciativa do Aimar na direita. E o bom momento do Benfica voltou a dar resultados dez minutos depois, mais uma vez através do Carlos Martins, desta vez a finalizar uma boa jogada de ataque do Benfica com um grande remate, ainda de muito longe, a resultar num golão de levantar o estádio. O jogo agora estava bastante aberto, com o Vitória à procura do golo, e esteve perto de o conseguir, mais uma vez pelo Nuno Assis, que viu o golo ser-lhe negado por uma boa intervenção do Quim. Pouco depois, quando ainda faltavam vinte minutos para o final, o Carlos Martins estragou um noite que estava a ser quase perfeita para ele, ao ver o segundo amarelo por uma inútil mão na bola, e deixando-nos reduzidos a dez. Mas esta desvantagem numérica pouco se notou. O Vitória passou naturalmente a ter mais posse de bola, mas o Benfica manteve a organização e conseguiu até criar duas oportunidades flagrantes para aumentar a vantagem. Primeiro foi o Cardozo, a partir completamente isolado desde a linha do meio campo após passe do Di María, a falhar o golo de forma inacreditável, permitindo a defesa ao Nílson. E depois foi o mesmo Nílson, com uma defesa incrível, a negar o golo ao Éder Luís, levando a bola a bater ainda na trave. Só quase no final do jogo o Vitória voltou a ameaçar seriamente a nossa baliza, mas o cabeceamento do Douglas saiu ao lado e manteve-se a nossa justa vantagem no marcador.

O Carlos Martins, com a expulsão, conseguiu estragar uma noite que estava a ser perfeita para ele. Foi pena, mas como a expulsão acabou por não ter resultados nefastos para o Benfica, isso não lhe tira a distinção de melhor jogador do Benfica esta noite. Marcou dois grandes golos, e mesmo durante a primeira parte já tinha sido um dos jogadores mais activos. Bom jogo também do Aimar, com um golo e uma assistência, e no geral muito mais participativo e decisivo do que tinha mostrado nos últimos jogos, após regressar da lesão. Menção também para o bom jogo do Di María. No campo oposto, o Cardozo teve uma noite que de certeza preferirá esquecer rapidamente.
Começou mal o jogo, e isso acabou por dar o mote para o resto da noite. A intervenção mais positiva que teve foi o toque de calcanhar para o Carlos Martins marcar o terceiro golo. De resto esteve quase sempre lento a decidir e a reagir.

Foi mais uma boa vitória frente a um adversário difícil. Temos conseguido ultrapassar estes últimos desafios, potencialmente de dificuldade elevada, com relativa facilidade e categoria. Neste momento é muito difícil travarem-nos.

publicado por D`Arcy às 02:15
link do post | comentar | ver comentários (39)
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Lagartinúteis

Confirma-se: os lagartos não servem mesmo para nada.

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (36)
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

Malas

Agora que o assunto das malas de dinheiro e eventuais incentivos aos adversários do Benfica está na ordem do dia, não deixa de ser interessante recordarmos esta intervenção do Guillherme Aguiar no 'Dia Seguinte':


 

Segundo o Alguidar, 'ainda não era ele dirigente da Liga' quando isto se passava (nota: antes de ser dirigente da Liga, o Sr.Alguidar era vice-presidente do fóculporto). Mas o mais interessante mesmo é o evidente embaraço do senhor quando, após o comentário do Sílvio Cervan 'É uma vergonha', ele parece de repente aperceber-se que terá falado demais. A partir daí a frase-chave do seu discurso passa a ser 'Não sei'. Parece ser mais um caso do peixe (ou neste caso, de um tubarão de águas profundas) a morrer pela boca.

publicado por D`Arcy às 11:30
link do post | comentar | ver comentários (32)

Estás contente por me ver ou tens o plantel do Sportem nas cuecas?

 

Receoso das represálias de Sá Pinto, Salema tenta fugir para a Nova Zelândia disfarçado de alemão e com o plantel e a equipa técnica dentro das cuecas:

www.cmjornal.xl.pt/Noticia.aspx?channelid=00000091-0000-0000-0000-000000000091&contentid=1FCCC8C7-FFA7-4895-B722-FD4D11DF60E9&h=2

 

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 01:20
link do post | comentar | ver comentários (12)
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

Novas escutas

O Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa foi mais uma vez apanhado em escutas telefónicas. Desta vez foi a falar com o jogador Ruben Micael, a combinar uma noticia. E logo a seguir, com Antero Henriques
 
Ruben Micael: Tou!
Pinto da Costa: Ruben fala o Presidente!
RM: Sr. Presidente Alberto Jardim...
PC: Não, o outro!
RM: Professor??
PC: Oh pá... é o Presidente... o teu chefe
RM: Ah... peço desculpa, Sr. Presidente
PC: Olha Ruben, que foi aquela cena que se passou na Luz?
RM: Qual cena presidente... jogámos mal, levámos na boca....!
PC: Não, aquela cena que disseste que se passou no túnel?
RM: Oh, não se passou nada... era só para meter nojo. Estava chateado com a derrota... e pus-me a inventar!
PC: Olha que acho que estás enganado...!
RM: Ah?
PC: Sim... estás enganado. O Jorge Jesus no túnel colocou-te dois dedos...
RM: Oh presidente... não foi a mim, nem foi no túnel e foram quatro dedos. Foi ao mister Machado... e na altura até me ri com a piada do Jesus.
PC: Ruben... escuta... foi a ti, foi, e nada que vem do Benfica tem piada. E escuta, não me voltes a interromper, percebeste?
RM: Desculpe presidente,.....
PC: Então é assim, tu vais dizer isto aos jornais: "Que o Luisão estava a falar com o Cléber. Como o Luisão tinha amarelo, de repente vem o Jesus em direcção ao Cléber e empurrou-o. Como estavas lá perto, disseste ao Rui Costa para pedir ao Jesus para ter calma. Depois vieste embora, em direcção ao balneário, e no túnel aparece o Rui Costa num lado e o Jesus noutro. O Rui Costa a dizer muitos palavrões, repetindo-os várias vezes, e o Jesus põe-te dois dedos na cara. Quando viu que não respondias, afirmas que ele voltou a pôr-te os dois dedos. Terminas a dizer que começaste a rir e foste para o balneário."
RM: Mas isso é mentir....!
PC: Está calado que quem manda sou eu. Anotaste tudo??
RM: Sim, sim presidente......!
PC: Vê lá se fazes isso bem feito, senão acontece-te a ti o que aconteceu ao outro ilhéu, ao Bruno, voltas para a Madeira de carrinho!
RM: Está bem presidente....está bem!
PC: Pronto, bem-vindo ao clube... e se tiveres saudades de uma frutinha tropical para recordar a Madeira, avisa
RM: Obrigado, Presidente
 
Entretanto, Pinto da Costa fala a Antero Henriques
 
AH: Então Presidente?
PC: Olha já falei com Ruben... para ele inventar uma cena no túnel no jogo com o Benfica
AH: Génio...o senhor é um Génio. Ele aceitou?
PC: O gajo fez-se de dificil... mas eu... mostrei quem manda
AH: Um génio Presidente... um génio!
PC: Vá... abraço!
AH: Um génio presidente... um génio!
 

 

P.S.: Estas conversas não passam de mera ficção, inspiradas nas conversas reais tidas entre Deco e Pinto da Costa, e entre Pinto da Costa e Antero Henriques

publicado por LMB às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (18)

Malas de dinheiro, fruta e decoradoras

- Isto é algo que já sabíamos que tem sido prática corrente na maioria dos jogos contra o Benfica (e que já denunciámos tanto aqui como no programa), e é apenas a ponta do iceberg. Talvez alguns agora percebam melhor as declarações histéricas e desajustadas de vários jogadores adversários no final dos jogos com o Glorioso, como os cretinos do Rúben Micael e Peçanha.

Este ano vale, mais uma vez, tudo. Metam lá a carne toda no assador, enquanto fazem sessões espíritas. E a fruta toda que quiserem, já agora. É por isso que os festejos em Maio vão ser ainda maiores. Contra tudo e contra todos, como sempre;

- Por falar em fruta, o Rúben Micael é um moço saudável obcecado por fruta. Sai de uma ilha onde há muita e vai para um clube que a oferece a torto e a direito. Adequadamente, até já faz declarações com melões enfiados no rabo;

- Dá-se um bocado de protagonismo ao Salema e começa imediatamente a fazer cenas em público e a tentar redecorar o Alvalixo ('Querido, Mudei o Estádio'). ‘Ah, devíamos lá ter mais uma taça no Mundo Lagarto’. ‘E os cortinados deviam jogar com a cor das prateleiras’. Tem um ar zangado. Ou partiu uma unha ou rasgou uma meia.

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (29)

O nome do Glorioso projectado no Mundo

Só para completar a ideia da importância do Jogo Contra a Pobreza como forma de projectar o nome do Benfica no mundo, expressa neste post do Artur, aqui vai um exemplo disso mesmo, recolhido da secção de desporto da edição de hoje do "The Times of India".

O facto de o autor do 3º golo dos "Amigos do Zidane" ser indiano foi a nota de destaque...

 

publicado por tma às 06:39
link do post | comentar | ver comentários (4)
Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Desnorteado

(em complemento ao post sobre o MST)

 

O MST é, muito provavelmente, um dos exemplos mais flagrantes de petulância bacoca disfarçada de militância clubista. Acha-se mais esperto que os outros, quando no fundo é um burro de proporções eduardobarrosianas, mas agita a sua deslocada presunção como uma bandeira pejada de erros ortográficos. MST comete o erro habitual dos desonestos presunçosos: acha que os outros é que são burros.

 
Hoje, MST veste mais vez o seu maillot para dar mais um sarau de ginástica à volta da verdade e umas piruetas invertidas sobre a decência, enquanto tentar justificar o injustificável.
Comparar as escutas asquerosas e desavergonhadas do Médium Pinto e sua pandilha com a ridícula escuta em que aparece LFV é, muito simplesmente, estar desesperado. E, lá está, ser profunda e inapelavelmente burro, por achar que os outros é que o são.
MST mente, e mente com todos os dentes que tem na boca (que são, aliás, mais do que merece). Toda a gente sabe que LFV não ligou a ninguém e não pediu rigorosamente nada. O telefonema surge porque LFV não atendeu uma chamada de Pinto de Sousa (agora que penso no assunto, há muito galináceo envolvido nisto), sendo que o Major lhe liga a seguir. E toda a gente sabe que o que está nessa inócua escuta mais não é do que a auscultação que era prática usual fazer-se aos clubes envolvidos (fez-se ao Benfica como se fez ao Belenenses) em jogos da Taça. Aliás, há escutas em que esta mesma situação ocorre com jogos do Clube do Guarda Abel, mas nem foram utilizadas por serem completamente inofensivas e inúteis. É esta a arma de arremesso que MST tem contra LFV? Patético.
 
Mais uma vez as piruetas acrobáticas resultam numa queda desamparada de cara no chão. É capaz de já chegar. Aquela cara (e uso livremente o termo) já sofreu muito. Ao menos que tenha algum sentido de auto-preservação, porque a vergonha, essa, já se foi há muito.
publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (31)

Foi bonita a festa, pá, com a nossa gente!

Foi uma emoção e um orgulho estar ontem no Estádio da Luz.

 

Orgulho-me de ser Benfiquista, de ver o meu Clube associado a uma iniciativa que além de meritória tem impacto mundial, de sermos o primeiro Clube a organizar um destes jogos, orgulho-me de ver a águia Vitória admirada por algumas das maiores estrelas do futebol mundial, de olhar em volta e ver as bancadas cheias maioritariamente de Benfiquistas como eu. Sim, porque foi essencialmente o público Benfiquista que lá esteve.

 

Emocionei-me ao rever em jogo o Humberto, o Néné, o Shéu (que bem que ainda joga, que grande sentido posicional), o Schwartz, o Magnusson, o Chalana, o Mozer, o Veloso, de ver jogadores ainda no activo como Miccoli, Katsouranis e Karagounis que quiseram estar aqui vestidos com o Manto Sagrado (dos que gostei menos de ver ali não vou falar; foi dia de festa, e quem os convidou merece o meu respeito).

 

Foi uma festa bonita; viram-se momentos de futebol com qualidade, como o fantástico passe do Miccoli para o primeiro golo, e alguns momentos mágicos do Zidane, do Káká; rendeu mais de meio milhão de euros para o Haiti; projectou mais uma vez o nome do Glorioso no Mundo.

 

Grande noite de Benfiquismo!

 

publicado por Artur Hermenegildo às 15:28
link do post | comentar | ver comentários (29)

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Receio

Passeio

Natural

Pouco

Absurdo

Controlo

Tranquila

Desconcentração

Cinzenta

Frustrante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds