VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 30 de Abril de 2007

A táctica e a estratégia.

Eu me confesso treinador de bancada. Se fosse ‘treinador’ de comentário televisivo, diria coisas como desenho táctico, basculação(?), verticalidade ofensiva, horizontalidade defensiva, densidade de jogo, profundidade atacante e pérolas afins. Se fosse um treinador como Fernando Santos diria ainda acredito, ainda é possível, estamos tristes, temos de conversar. Mas não, não sou especialista e falo aqui apenas como leigo. Como tal, perdoem-me o atrevimento da ignorância.
Como treinador de bancada, ontem vi um Benfica que vive do querer, da vontade e da entrega de todos os que estiveram em campo e do talento de muitos dos que estiveram em campo. Tenho a sensação de que os nossos futebolistas aprenderam onde se colocar em campo, mas que, depois, aquilo não sai. Parece que a equipa está a vestir um fato que lhe não serve. Chega a ser confrangedor ver como a entrega de futebolistas da estirpe de Léo, de Rui Costa, de Petit ou de Miccoli se esbate perante o nada que é a concretização prática das, certamente belas e envolventes, teorias, tácticas, ideias, conceitos ou seja lá o que for que o treinador tenta implementar. Dizem-me que é a “táctica do losango”. Mas que raio de coisa é essa? É a disposição de quatro jogadores no meio campo e as consequentes movimentações de todos os outros em função desses quatro? Não sei. Sei que, ontem, os rapazitos da outra equipa até iam sabendo o que fazer à bola quando a tinham. Os nossos viviam do querer, da vontade e do talento. Ontem, não empatámos devido à táctica, nem apesar da táctica do losango à F. Santos. Tal como não perdemos este campeonato devido à táctica ou apesar da táctica do losango à F. Santos. Isso seria dar demasiado crédito a uma coisa que ainda ninguém percebeu muito bem o que é.
Assim, tenho de agradecer aos futebolistas este terceiro lugar, tal como tenho de lhes agradecer o empate de ontem. Se eles fossem futebolistas da estirpe dos nossos adversários, estaríamos ainda numa posição pior. Uma vez que são de qualidade e entrega acima do comum, colmatam a falta de orientação da equipa e conseguem levar o Clube até ao terceiro lugar.
Como este post provou à saciedade, de tácticas não percebo e, certamente, cometi muitas injustiças neste arrazoado de prosa.
No entanto, de estratégias tenho, perdoem-me a imodéstia, algum conhecimento. Sei que a estratégia de um Clube é definida pela Cabeça do mesmo. Se a Direcção considera que isto é táctica para manter, então a estratégia seguida parece-me profundamente errada. Se a Direcção do Clube decidir manter, para a próxima época, este responsável pela mísera época que estamos a fazer, passa então a ser um erro estratégico. Esses (os erros estratégicos) são mais perigosos e pagam-se muito caro. A Direcção pagará caro esse erro em futuras eleições e o Clube pagá-lo-á com mais um ano a adiar a vivência da sua real dimensão. Este último é o custo que me preocupa.
publicado por Pedro F. Ferreira às 15:52
link do post | comentar
14 comentários:
De dezazucr a 1 de Maio de 2007 às 23:05
O FS não pode continuar e por amor de Deus, o Veiga não pode voltar. A política desportiva do clube enquanto Veiga esteve cá foi péssima, quem é que Veiga trouxe de jeito? Ninguém, só monos. Jogadores que nem no banco figuram.
Veiga não pode voltar até pela aura poluta que empresta ao clube. Não quero não quero e não quero.

Eu quero outro Benfica. O que é preciso fazermos para fazer chegar a mensagem à Direcção... sorte tiveram eles que as eleições foram no início do ano.

Temos de conseguir fazer chegar a nossa voz à direcção e acredito que 90% dos sócios não quer, da mesma forma como não quiz e repudiou há um ano a contratação do FS... será que a nossa voz não conta? Fodass somos nós que sustentamos esta cambada!

Se os adeptos não se identificam minimamente com o treinador, ele que saia, eu não sou adepto de instabilidade, mas porra, não cumpriu os objectivos e pior sujeitou-nos a imensas humiliações este ano, pois não bastassem as inúmeras chapas 3 sofridas, conseguimos ser eliminados da taça por uma equipa da 2ª divisão que não ganhava um jogo fazia 3 meses!

Basta, basta, basta!!!
De Johnny Rook a 1 de Maio de 2007 às 04:55
Pedro,

Tens razão quanto ao ao LFV. Eu acrescento que já não tenho dúvida que ele julga mesmo que pode fazer o que lhe dá na real gana. O sucesso cegou-o.
Mas o grave da situação é que ele mais alguns compinchas são donos do capital da SAD (e esta é que manda no futebol) e atravessaram-se perante os bancos nos financiamentos. É quase impossível nos tempos mais próximos tirá-lo de lá pela via normal.
É evidente que o clube tem a maioria do capital. Mas isso não chega.

Só temos uma arma; protestar fortemente e, se não resultar, abandonar-mos temporariamente o futebol. Estádio vazio, suspensão do pagamento de quotas e não compar merchandising, cativos, etc (isto até é fácil de fazer agora até Agosto, são 4 meses a pão e água. Infelizmente só assim (os bancos vão logo berrar) podemos exercer o nosso poder de verdadeiros donos do clube.
Acho que nos próximos 2 jogos em casa temos de protestar de qualquer forma.

Vem aí mais um ano do triunvirato; FS, Veiga e Vieira. Jogadores de merda (Cirilos); saída dos melhores e não promoção de qualquer junior´. Estamos em Maio, já me esquecia! Mês de todas as asneiras.
De Anónimo a 1 de Maio de 2007 às 03:39
A táctica do losango é bem simples... é chapa três!!!

JGomes
De Superman Torras a 30 de Abril de 2007 às 20:15
Não sei, mas por vezes dá a sensação de que o clube vencedor, aquele que ultrapassava as adversidades e acabava por vencer, quase que parecendo se dar ao luxo de gostar das adversidades e de muitas vezes as alimentar só para dar mais significado e sabor às vitórias, continua a manter uma destas características mas não a outra.

Compreendes?

É me até um pouco difícil escrevê-lo mas algumas vezes em conversas com amigos meus pomos nos a recordar os últimos 20/25 anos do Benfica e parece que aquilo que exigimos do clube hoje em dia não é propriamente consentâneo com o que ele nos deu ao longo da nossa história como benfiquistas. Onde óbvia e infelizmente não entram as conquistas da década de 60.

Ou seja, a alma de vencedor até admito estar lá, mas já ia sendo tempo de emprestar um corpo a esta alma...
De Pedro F.F. a 30 de Abril de 2007 às 19:55
Superman Torras, não quero, nem gosto, de ser "apocalíptico". As vitórias a que te referes não podem ser algo de passageiro. A cultura da vitória nunca se apaga neste clube. Não pode, está nos genes do nosso Benfica. Está nos nosso código genético. E mais, a vitória só existe quando ficamos à frente de TODOS. Ao contrário de uns clubitos para quem a grande vitória é ficar à frente do MAIOR.
Enfim, quem tem os milhões de adeptos que nós temos, só pode, só existe, só faz sentido manter e perpetuar a alma de vencedor.
De Superman Torras a 30 de Abril de 2007 às 19:50
Vou-me citar a mim próprio (eh eh), porque cai aqui nesta discussão que nem ginjas:

"Boa parte de nós (assumindo que há outros trintões que participam nestas conversas) passaram pela triste experiência de assistir ao declínio do Benfica enquanto clube vencedor, e no fundo penso que todos temos o secreto receio de que as conquistas de há 2 e 3 anos (campeonato e taça respectivamente) estejam destinadas a serem pequenos oasis neste deserto que parecia definitivamente atravessado!

A permanência do F.Santos e a indecisão sobre os mandos e comandos do nosso departamento de futebol (vulgo "politica desportiva") são apenas mais alguns indícios do que aí pode (continuar a) vir..."
De Pedro F.F. a 30 de Abril de 2007 às 19:43
Johnny Rook, nós, os adeptos, não podemos esmorecer. O nosso Benfica, a Instituição, está acima de qualquer momento menos bom. Quem conseguiu sobreviver a Damásio e a JVAzevedo, sobrevive a qualquer adversidade. Tens toda a razão ao dizer que o pior que pode acontecer é o silêncio e o conformismo por parte dos adeptos. Aliás, ao contrário do que diz a actual Direcção, governar sem uma oposição que seja credível e que não seja gratuita na forma de pedir responsabilidades e, também, na forma de reconhecer capacidades e virtudes de uma Direcção é o pior que pode acontecer a uma Direcção que se quer competente. Quando vejo a convicção com que o nosso Presidente diz que FS será, novamente, treinador, não posso deixar de pensar que isso deriva de uma errada sensação de que é impune ao escrutínio das urnas. Enfim, começo a ver aquilo que sempre temi e que decorre de um dos maiores erros históricos do nosso Clube: ter havido apenas UMA lista nas últimas eleições. Sempre pretendi que LFV continuasse como Presidente mas não deveria ter sido eleito sem oposição. Isso é o que acontece em clubes que têm "donos". Começo a temer que, também no nosso Clube, haja quem, apesar de tudo o que de bom fez, se considere "dono". Espero estar enganado...
De Anónimo a 30 de Abril de 2007 às 19:27
Pois é Johnny, e por mim vou falando (e temendo).

Já fui um miraculado do JVA, que me curou de uma doença que eu tinha como incurável (ser doente do Benfica...), depois, felizmente, lá fui tendo umas saudáveis recaídas mas desde há uns tempos, não sei porquê, tenho sentido assim como que a acção destes novos milagreiros, parece-me que à custa dos "santos" comprimidos da marca "instituição", querem ver que é agora que fico curado de vez?!
carlos
De Johnny Rook a 30 de Abril de 2007 às 17:32
Vou repetir aqui o que já afirmei no blog do D'Arcy.

Fiquei estupefacto com as cócoras dos nossos jogadores. Nunca tinha visto tantos ao mesmo tempo!

Nunca uma equipa de futebol de topo teve um tão mau estado físico, como esta do SLB.

Está na altura de tentarmos fazer chegar a nossa voz ao presidente. Ele tem de ouvir. Isto não pode continuar assim. A gestão do futebol profissional é de um amadorismo atroz.

Estou convencidíssimo que esta época fomos nós que a perdemos e não os adversários que a ganharam.

O SLB é o único clube com viabilidade económica e financeira em PTG, logo tem tudo para só ele ganhar e ganhar sempre.

Os porcos estão falidos (ou julgam que o apelo ao Belmiro de Azevedo foi por acaso?)e a mama vai acabar muito em breve. É infalível. Os lagartos que se podem aguentar melhor que aqueles estão aflitos mas vão voltar a ser o 2º clube.

Mas, para que tudo isto seja exequível não podemos ser amadores na gestão do futebol profissional.

O LFV precisa de quem o ajude na gestão do futebol. Contrate o Camacho. É um dois em um: Treinador e director - um general manager!
Com o dinheiro disponível o Camacho sabe quem comprar.

Insistir na asneira FS é simplesmente a desgraça do SLB no curto/médio prazo.

Os sócios e adeptos podem não se manifestar ruidosamente, mas ao contrário do que se poderia julgar, é disto que eu tenho pavor. Sempre tive muito respeito pelas maiorias silenciosas. São as que não falam (as que derrotaram JVA e elegeram João Santos); são as que fazem. E o que podem fazer aqui é tão simplesmente abandonarem o clube. Desinteressarem-se. Não pagar quotas, merchandising, cativos, etc, etc,etc. Pensem nos efeitos disto!
De Luís a 30 de Abril de 2007 às 17:28
Esse losango só serve pra uma coisa, jogar sem alas, afunilar jogo, fazer dos laterais extremos que não são, obrigá-los a cruzar que é coisa que nenhum dos dois laterais do Benfica sabe. Uma coisa é ter um Vitor Paneira a criar automatismos numa ala com preocupações exminentemente ofensivas, cruzando com "vocação", outra coisa é vermos o Nelson a enterrar na defesa e ainda ser obrigado a fazer de ala cruzando invariavelmente para os pés dos defesas porque simplesmente não tem talento pra mais. O futebol tem que ter extremos, ou se trata de um losango à porto 2004(com Pedro Mendes,Maniche,Deco, Alenitchev,Carlos Alberto) com uma qualidade acima da média ou tem de se jogar com alas. Futebol sem alas não é futebol, futebol com laterais mascarados de alas continua a não ser futebol.

Tens toda a razão neste post, o que me deixa extremamente fodido e com vontade de te insultar lol :)

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds