VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 24 de Abril de 2007

A insustentável leveza de ser adepto do Benfica

Estava numa comemoração de três aniversários - filha, mãe e avó - quando começou o jogo do Benfica com o Marítimo. Em cerca de 30 pessoas, fui o único a perguntar se a casa tinha SportTV. Tinha. Sentei-me assim que pude no melhor lugar da sala, mas não fui a tempo de ver o prometedor e pressagioso primeiro lance do Miccoli. De vez em quando, aparecia um ou outro conviva que me perguntava se eu "ainda acreditava". Ri-me e fui respondendo que sim. O problema começou quando os convivas decidiram fazer-me companhia: "é penálti! é penálti: só lá vão com favores!"; "este Quim não joga nada!"; "sem o Simão, não são equipa!"; "quem é que disse àquele Nélson que ele sabia jogar à bola?"; "o Benfica é uma miséria: quando vi os jogos da pré-época na Suiça, decidi que este ano ia ser do Porto - não estou para passar estas vergonhas"; "só coxos"; "olha a Amélia, olha a Amélia... só sabe mexer no cabelo, não joga nada"; "estes dois gregos vieram fazer o quê?"; "no Porto é que eles jogam"; no Sporting é que sabem formar jogadores, o Benfica não". E por aí diante. "Raios! Antes tivesse ido parar a um antro de lagartagem e andrades", pensei. Primeiro golo do Benfica: ninguém festejou. Mas o silêncio durou pouco tempo: "é o segundo penálti: estão a ser levados ao colo, é uma vergonha". E por aí diante, já se sabe. O Benfica marca o segundo golo. Festejei sozinho no silêncio da sala. Quando começou o período de compensação, levantei-me e saí: estava farto e o resultado estava feito. Diligentemente, alguém me foi chamar à rua, porque o Benfica ia marcar um penálti. Quando entrei na sala, estavam doze pares de olhos pregados ao televisor à espera de que o Katsouranis marcasse o penálti. E foi então que eu li nesse brilhozinho magoado dos olhos dos meus convivas a insustentável leveza de ser benfiquista, essa fobia ao poder, ao domínio, esse eterno e insustentável sentimento de culpa por pertencer aos mais fortes. O que leva estes adeptos a criticarem o Benfica é o mesmo motivo que nos leva a dizer instintivamente que temos dificuldade em estacionar o carro quando alguém se queixa de que não tem dinheiro para comprar um carro. Vamos lá, eu percebo esta insustentável leveza, mas não massacrem o resto da malta, ainda que tenhamos um comportamento eticamente reprovável.
publicado por p às 08:11
link do post | comentar
18 comentários:
De tma a 9 de Maio de 2007 às 12:26
Embora atrasado, não queria deixar de comentar este post, porque é um assunto sempre actual: sempre me fez confusão ver benfiquistas a falar do Benfica como se fossem lagartos ou andrades. Mais valia que fossem: sempre faria mais sentido discutir com eles nessa condição...
Ainda assim, o caso em que esta "insustentável leveza de ser benfiquista" me faz mais confusão (mais do que em personalidades mediáticas que, para serem politicamente correctas, sentem-se na "obrigação" de "prejudicar" o Benfica) é o de árbitros como o Pedro Proença: sendo benfiquista assumido, tanto quer ser imparcial que muitas vezes acaba por ser parcial, e sempre em prejuízo do Benfica. Nesse caso, se realmente é benfiquista mas não quer ser acusado de beneficiar o seu clube, mais valia que nem fosse árbitro.
De ze_turkish a 27 de Abril de 2007 às 12:33
Caros Benfiquistas,
Onde estão os posts a dar força à equipa e a animar as hostes para o jogo de Domingo?
A lagartagem está exaltada a falar em "invasões ao galinheiro". Temos que calar essa bicharada repugnante!
De VeRMeLHoVZKy a 25 de Abril de 2007 às 15:25
Ser do Benfica é isso...

Eu sou sócio correspondente+modalidades e tenho todo o prazer, mas toda a gente me diz que devo ser louco!

Pago 150 euros por ano e quem me critica é bem capaz de dar cabo desse dinheiro (e muito mais) em tabaco, alcool rasco e putaria.

Ser do Benfica é ter que ouvir constantes bocas. O benfica tem sempre culpa de tudo... algo que é aproveitado pela gentalha da torre da Areosa para aumentar o Ódio aos benfiquistas.

Mas se já houve momentos em que senti vergonha de ser do Benfica (nos tempos de VAle e Azevedo) hoje tenho todo o orgulho e atiro com factos À cara de quem me achincalha!

1) O clube que mais receitas gera e que consegue se financiar sem ter que vender jogadores e património.

2) O Clube com mais sócios. É verdade que o Presidente pedinchou... mas prefiro que pedinche por sócios do que passe o tempo ao telefone a controlar os seus amigos da arbitragem.

3) O clube Português que mais pontos fez nas competições Europeias nas últimas 3 épocas.

4) O clube com mais desportos representados nas 1ªs divisões e sempre a lutar pelo título (Andebol, Atletismo, BAsquete, Futebol, Futsal, Hoquei, Rugby, Voley)... sem falar no ciclismo e no triatlo!

5) As nossas ideias ("naming", Kit-sócio, etc) foram criticadas mas vejam lá se os que dão 30 milhões de prejuizo não as copiam???

E mais há... só que não me apetece escrever mais.

Se quiserem boas histórias vão ao meu blog!

Abraço,

Vermelhovzky!
De Pedro Neto a 25 de Abril de 2007 às 15:14
O Carlos Silva não defendeu de forma diferente do Nélson Filipe. A arbitragem no hóquei não é de agora, já vem de muito atrás... sendo o pior aquela Final da Taça de 2005 onde o Pedro Gil agrediu 3 jogadores do Benfica e nem um amarelo viu.

Curiosamente foi a mesma dupla de arbitragem deste jogo. Um é "O Afilhado"!
De D'Arcy a 25 de Abril de 2007 às 13:48
Por acaso o Carlos Silva, nos penalties, defendeu-os quase todos de forma ilegal, já que quando os jogadores do Porto rematavam ele já estava adiantado.

Não gosto de levar o espírito da culpabilização dos árbitros que existe no futebol para o hóquei. Além de que, para mim, falar das arbitragens constantemente é uma forma de estar na vida que faz parte da condição de ser lagarto. E não há forma de vida mais rasteira do que essa. Por algum motivo os lagartos quando andam vão a arrastar a barriga pelo chão ;)
De Pedro Neto a 25 de Abril de 2007 às 11:49
A que me custa mais ouvir é, indiscutivelmente, a expressão que o Johnny referiu: "Pagar para aqueles chulos!" Para alguém que ama o Benfica, ouvir isto de um benfiquista é um tanto ou quanto revoltante.

Gostei muito do post, o meu pai é um desses benfiquistas que diz mal de tudo mas que até chora nas grandes vitórias. Mesmo assim foi ele que me levou para esta paixão, e aos pais tudo se perdoa.

Em relação ao desafio do Pedro Ferreira também eu vi uma arbitragem escandalosa no FC Porto-Benfica de hóquei. Não é nada de anormal até porque um deles é afilhado do Ilídio Pinto - sabem quem é, não sabem? Foram 2 penaltys inexistentes e 2 azuis inventados. A forma como se condicionou o Carlos Silva, com um amarelo no penalty decisivo, confirmou o que todos esperávamos.

Eu vi logo que tinhamos perdido o jogo ali. O hóquei nacional é um desporto podre, ainda mais que no futebol.
De Pedro F. Ferreira a 25 de Abril de 2007 às 10:31
D'Arcy, a forma como o árbitro, nos penáltis, condicionou o nosso guarda-redes foi notória. Mais notória se tornou quando, perante movimentos idênticos do guarda-redes deles, não o advertiu nem lhe mostrou qualquer amarelo. Perante o reduzido ângulo que os hóquistas têm para marcar penális, aquele condicionamento ao nosso guarda-redes fez toda a diferença... a diferença entre a bola no poste e a bola que entrou.
De D'Arcy a 25 de Abril de 2007 às 02:39
Pedro, muito sinceramente (e não, NÃO sou um benfiquista 'daqueles', acho que me conhecem suficientemente bem para saberem isso), eu vejo hóquei há muito tempo, vi o primeiro jogo da final, e discordo que a arbitragem tenha sido uma 'palhaçada'. Cometeu dois erros: o penalti assinalado ao Mariano foi excessivo, e o azul ao Vítor Hugo foi mal mostrado (diga-se de passagem que ele também não estava a fazer nada em campo, e o Benfica até jogou melhor depois dele sair).

Mas um jogo de hóquei é muito rápido, tem muito contacto, e não é fácil arbitrar aquilo. Às vezes há muita tendência para levarmos a mentalidade do futebol para o hóquei, e há também muita gente que só vê dois ou três jogos por época e acha-se um entendido na matéria - no pavilhão da Luz esses tipos normalmente são os mais exaltados, e os que se dão ao luxo de berrar 'conselhos' ao Carlos Dantas. Na minha opinião o hóquei dispensa isso. O jogo foi equilibrado (tal como foram os outros dois entre estas equipas esta época - um dos quais eu vi ao vivo na Luz), qualquer uma das equipas podia ter ganho, e o Porto foi mais feliz nos penalties. É tudo, e mais polémicas dispensam-se. Palhaçada mesmo foi apenas o trabalho dos comentadores da RTP2, que foram o mais facciosos que podiam.

Amanhã em princípio lá estarei na Luz para ver o segundo jogo da final :)
De JNF a 24 de Abril de 2007 às 22:10
Graaaaaaaaaaande post. Espectacular. É isso mesmo. A nossa grandeza vê-se na pequenez dos outros perante nós. Já agora, sobre a mão do Petit, vão ao site do antitripa e vejam o video com os lances do ricardo costa, frechaut e petit e dps digam qq coisa.

www.misticagloriosa.blogspot.com
De Pedro F.F. a 24 de Abril de 2007 às 17:59
Artur, tem razão. Aliás, assim que tiver tempo, ou se algum leitor quiser e enviar um texto, gostaria de ver aqui discutida a palhaçada que foi a arbitragem do último fcp-Glorioso em hóquei em Patins.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds