VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 30 de Setembro de 2007

Desilusão

Não tenho grande vontade de escrever este post. Apesar de já ter deixado passar algum tempo, a verdade é que a irritação que ainda sinto em relação ao jogo desta noite persiste, e tira-me a vontade de escrever. E não estou apenas irritado com o jogo em si, estou também irritado com os nossos jogadores e com o nosso treinador. Se há coisa que me irrita quando vejo futebol é burrice por parte dos seus intervenientes. Mais um empate, o quarto em seis jornadas, e mais uma desilusão pela falta de coragem demonstrada. Este não é o Camacho que eu conheço, e este não é o Benfica em que eu me revejo.

Esta noite, e para surpreender, mais uma vez houve um 'baralha e volta a dar' no nosso meio-campo. Há quatro jogadores que embora sejam titulares regularmente, em cada jogo trocam de posição entre eles. Esta noite calhou ao Pereira ficar ao lado do trinco, enquanto que o Rui Costa avançou para as costas do avançado, o Di María encostou-se à direita, e o Rodríguez foi para a esquerda. Na defesa, regressos do Luisão e Nélson. Não começou mal o Benfica, que conseguiu pegar no jogo durante os minutos iniciais, e criar dificuldades ao adversário. Debaixo de uma chuva torrencial, o futebol de passe curto e rápido ao primeiro toque e a toda a largura do campo parecia ser difícil de contrariar, e nesta fase os nossos adversários praticamente limitaram-se a ir afastando a bola das imediações da área. Este início de jogo até me surpreendeu, porque sei que normalmente o clube do Lumiar é perito em adormecer os adversários logo de início, mas nesta fase não pareciam capazes de fazê-lo.

Depois dos vinte minutos, foi-se a chuva, e foi-se com ela o Benfica. E veio a minha irritação. Não percebi, por mais que tentasse, o motivo para uma alteração tão radical na forma de jogar da nossa equipa. As trocas de bola desapareceram, a pressão no meio-campo adversário também, e em vez de sairmos a jogar a bola a partir da nossa área, a jogada mais praticada pelo Benfica eram pontapés do Quim para o meio-campo adversário, onde um desamparado Nuno Gomes via-se e desejava-se para tentar ganhar alguma dessas bolas aos centrais adversários. Incompreensível. A lagartagem raramente joga pelas alas, prefere acumular jogadores no centro do terreno e afogar o adversário aí. Na fase inicial do encontro, enquanto explorámos as faixas laterais, com boas combinações entre os laterais e os médios-ala, obrigámos os jogadores deles a afastarem-se do centro, e por isso jogadores como o Rui Costa ou o Katsouranis conseguiam libertar-se e aparecer frequentemente sem marcação nessa zona. Depois desatámos a optar pelo chuto para a frente e a fazer exactamente o que eles queriam. Claro que com isto qualquer sombra de protagonismo no jogo da nossa parte esfumou-se, e o adversário conseguiu então segurar o jogo como pretendia.

Na segunda parte, o Benfica voltou a entrar bem (mas nada que se comparasse ao início do jogo), e durante o primeiro quarto-de-hora conseguimos criar duas boas oportunidades de golo. Primeiro foi um remate do Rui Costa (tendo em conta que o guarda-redes do Lumiar parece ter alguma dificuldade em remates de longe, acho que poderíamos ter tentado explorar um pouco mais este aspecto) que o Stojkovic defendeu para a frente, tendo depois surgido o Nuno Gomes na recarga a rematar ao lado. No estádio, assim que vi o lance, fiquei convencido que o guarda-redes teria feito alguma defesa miraculosa. Recusei-me a acreditar que o Nuno Gomes não tivesse sequer acertado na baliza. Foi preciso que os meus colegas de bancada me assegurassem que não senhor, o Nuno Gomes tinha mesmo falhado aquilo. Enfim. Logo a seguir, num contra-ataque, o Di María foge à defesa adversária, isola-se descaído sobre a direita, entra na área, e quando eu estava à espera do remate e já preparado para gritar golo, ele resolve tentar assistir o Nuno Gomes e a bola foi cortada. Este lance fez-me perder a tramontana e já não consegui apreciar o resto do jogo, porque continuava a revê-lo na cabeça, e a irritar-me de cada vez que o fazia. Ainda por cima já contra a Naval ele tinha tido um lance praticamente igual, em que entrou sozinho na área e depois tentou assistir o Nuno Gomes, perdendo-se a jogada. Di María, um conselho: quando entrares na área isolado, tenta o golo. Mesmo que chutes ao lado ou o guarda-redes defenda, é preferível a tentares assistir um colega que está marcado. Especialmente se esse colega for o Nuno Gomes.

No resto da segunda parte o jogo foi repartido entre as duas equipas, nunca me parecendo que uma delas conseguisse sobrepor-se claramente à outra. Já na fase final do encontro, após as entradas do Cardozo (porquê a troca de pontas-de-lança, Camacho? Porque não arriscar finalmente colocar dois avançados? Porquê essa cobardia atípica?) e do Adu, o Benfica conseguiu voltar a aproximar-se da baliza adversária, mas sem grandes resultados. Refiro apenas isto porque pelo menos pareceu-me que os jogadores voltaram a mostrar alguma vontade de vencer, após passarem longos minutos a darem a ideia de que estavam mais ou menos conformados com o empate. O empate ficou, e julgo que os dois treinadores devem ter ficado muito satisfeitos com ele, já que durante a maior parte do jogo me pareceu que era o que queriam. Se no caso do Paulo Bento é compreensível, no caso do Camacho já tenho muita dificuldade em aceitá-lo.

Não sei quem jogou melhor ou pior na nossa equipa esta noite. Passei a maior parte da segunda parte num estado de irritação demasiado grande para conseguir discernir alguma coisa concreta. Podia sempre refugiar-me no óbvio e referir o Rui Costa, já que ele nunca joga mal, mas hoje acho até que não houve ninguém que se destacasse muito, quer pela positiva, quer pela negativa. Estou irritado, estou até mesmo triste com o Camacho. Não percebo a falta de coragem. O Benfica não pode insistir em jogar apenas com um avançado, ainda para mais se a esse avançado único não é dado quase nenhum apoio. Tal como já vimos em jogos anteriores, hoje voltou a passar-se o mesmo: o avançando por vezes desloca-se para terrenos laterais ou mais recuados, eu olho para a área, e só lá está o Rui Costa no meio de quatro ou cinco adversários. Assim é muito difícil marcar. Dois golos nos últimos quatro jogos não é produção ofensiva apresentável para o Benfica.

Há muito tempo que não me irritava tanto num jogo.
Antes do jogo, enquanto conversava com o Quetzal Guzman e o J G, que encontrei à entrada para o estádio, já estava com um mau pressentimento, e discutimos precisamente a questão do avançado único no Benfica, e a falta de oportunidades que daí parece resultar. Depois, durante o jogo, não só voltámos a assistir a isto, como ainda por cima o Camacho troca avançado por avançado. Porra, eu prefiro perder a tentar ganhar do que empatar por medo de o fazer! Agora já são oito os pontos de atraso para o líder, e começa a ser uma desvantagem demasiado pesada. É que à sexta jornada do campeonato, conseguimos já não depender exclusivamente de nós próprios para sermos campeões. É triste.

P.S.- Para os que esperavam uma opinião sobre os lances polémicos do jogo lamento, mas não vou fazê-lo. Tenho a minha visão dos lances em questão, e vou guardá-la para mim. Em todos os derbies é a mesma coisa: chega-se ao final e discutem-se mais os lances polémicos do que o futebol jogado. Estou farto disso.
publicado por D`Arcy às 02:18
link do post | comentar
24 comentários:
De S.L.B. a 30 de Setembro de 2007 às 02:36
Revê o lance do Nuno Gomes na TV. O guarda-redes toca mesmo de raspão na bola. Era golo se assim não fosse.
De D`Arcy a 30 de Setembro de 2007 às 02:43
Era golo mas é se o Nuno Gomes lá tivesse chegado e mandado um chutão a sério na bola, em vez de dar um daqueles chutinhos de amelinha. Porra pá, estou mesmo irritado com o jogo de hoje, e para mim não há justificação para um falhanço daqueles.
De bostickface a 30 de Setembro de 2007 às 03:13
axo k na ha muito a dizer o k havia já foi dito por esse colega benfiquista,so tenho pena k nem toda agente pense assim.
Porra já tou farto de todos os anos ver os outros clubes jogarem + ou - e o meu na jogar peva!!!!
chega de falinhas mansas quem axar k a camisola do slb pesa....... rua!!!!
E pq na arranjam 1 treinador com a mentalidade de "mourinho" com certesa k na faltara por ai quem seja.
cya dudes!!!
p.s. so kero ver o k vão fazer no proximo jogo da champions, nem kero pensar!!!
De Emanuel Martins a 30 de Setembro de 2007 às 03:16
Na verdade parece-me que o meu caro consócio viu tudo exageradamente para pior, na vizão benfiquista. Desde o chover torrencialmente (efeito de fim de Verão, não?) às mudanças de Camacho (foi esta a última equipa escalada nestes lugares (sem Luisão, claro) até ao "falhanço do Nuno Gomes, etc.
Na "pré-temporada" que agora estamos a fazer - já se esqueceram que quase metade da equipa tem cerca de 1 mês em Portugal, e o treinador 1 mês e 1 semana? - há que pôr os jogadores a entrosarem-se e criar um modelo de jogo.
Não é culpa dos jogadores se o presidente presumiu que também sabia de futebol, e vai de fazer a gestão do plantel, com a inépcia que se viu (e vê) com o arranjo de um "bode expiatório" Fernando Santos. Camacho, claro, não faz melhor que F.S., só porque grita e gesticula mais, num panorama de desorganização e falta de planeamento da época.
Camacho vale por comparação com F.S, apenas pela empatia e a motivação que para dentro e para fora consegue passar. E ainda bem, senão seria pior...
Quanto ao jogo: houve sempre mais Benfica do que sporting, não obstante estes terem um modelo de jogo consolidado de dois anos, e nós nem isso ainda temos ficando-nos por alguns bons executantes, melhores que os lagartos.
Houve jogadores Benfiquistas com nota positiva. Rui Costa, mesmo a meio gás, pelo desenvolvimento de jogo, quando fugiu a Miguel Veloso(não foi o fim da chuva, foi M.V. que se colou a R.C.); Nelson, enfim determibado e empreendedor, Quim, na melhor época de Benfica, quiçá de sempre, Nuno Gomes, que conseguiu desviar do defesa e do G.R lagarto aquela bola da recarga, como poucos, mas infelizmente...também a desviou da baliza(aquele mergulho para cabecear rente ao poste não é para "amélias é para Nunos). Maxi, qual Petit uruguaio, Rodriguez, determinação, controle de bola e a prometer que quando conhecer melhor os companheiros e tivermos um modelo de jogo, podemos contar com ele.
E sem receio de poder parecer faccioso, Katso jogou a bola no 1º lance, sem que o árbitro possa dizer que não, e recebe a bola contra os braçõs de onde ele não os pode tirar: do corpo, em cima da linha da área (dentro ou fora?). Agora Moutinho vê a bola passar e trava a perna do adversário, com a sua, dentro da área.
Afinal se tivessemos metido um golo e não sofrido nenhum, éramos os melhores do mundo, assim...
Não culpem os jogadores da má gestão desportiva do clube. Deixem-nos ambientar conhecerem o treinador as suas ideias e os colegas, e depois....
VIVA O BENFICA!
N.B.: Ah! Eu não gostei do resultado!......
De pjff1 a 30 de Setembro de 2007 às 03:29
Eu acho que o lance não era fácil, quando o Nuno chegou à bola o Frangovic já estava perto e só dava para marcar desviando. Um chutão iria contra o GR. Compreendo e partilho a irritação, mas eu canalizo a minha para o treinador que não teve "cojones" para tentar ganhar o jogo. Para os que gozavam com os 5 minutos do João Coimbra, pergunto o que acharam do minuto dado ao Nuno Assis? Eu achei brilhante...

AMericano
De Ricardo a 30 de Setembro de 2007 às 03:43
Concordo contigo. A falta de vontade de ganhar é tanta que só dá vontade de ir lá e jogar por eles.

Quanto a Camacho, o óbvio. Aquilo que ninguém parecia ver quando andavam aos pulos pela sua chegada. É um cobarde, um medroso, e não faz qualquer alteração na equipa que dê resultados, ao longo do jogo. Quando uma vez comentei aqui que o Camacho, na sua primeira passagem pelo Benfica, era um treinador com medo, um homem que não arriscava, tive meio mundo em cima de mim. Acho que se torna óbvio para toda a gente. Além da substituição do Cardozo pelo Nuno Gomes, mais irritante ainda é "gastar" tempo precioso no último minutos com uma substituição. É como digo: Camacho tem um lema: "Salir a empatar". Adeus campeonato...
De CristiMAN a 30 de Setembro de 2007 às 04:42
Pois eu acho que até foi um bom jogo da nossa parte. E só não ganhámos porque a besta do Nuno Gomes continua a desperdiçar as poucas oportunidades que lhe surge. Falhanços destes podem valer um campeonato quando se fazem as contas no fim. E porque o estúpido do arbitro achou que tinha que compensar a mão do grego, que na minha opinião não é penalty nenhum, num lance na área com o ADU . Camacho faz o que pode e acredito que ainda vamos ter muitas alegrias. De rastos, com o Luisão de muleta, sem petit , com o Edcarlos aos papeis, e o senhor 9 milhões no banco e deu para quase ganhar ao MELHOR sporting deste ano. Tenham calma...
De António M.Ribeiro a 30 de Setembro de 2007 às 11:13
Amigos benfiquistas da minha fé: entendo que o Camacho não tem culpa nenhuma do sucedido, estando este ou aquele jogador o resultado seria sempre o mesmo. Como também a não teve o Santinhos. O que vos digo é que com o Simão, o Karagounis (e nem era preciso esse "preto matuto" do M. Fernandes) com o Di Maria e o Micolli, iamos longe. Mas alguém tem culpa da incompetência de uma Direccção que parece apostada em enterrar o Clube? Já assim foi com o Vilarinho... no tempo do "criminoso" Azevedo (o único condenado... só ele?) tivemos, por v ezes, bons plantéis que foram sempre desmantelados não se sabe bem porquê nem com que intuitos. Que diabo! Quem não tem dinheiro não tem vícios, lá diz o povo. De que serve ter uma Sad de boa saúde financeira se depois, desportivamente, é este descalabro? Outros há que estando quase na falência, não olham para trás ou para os lados e seguem de vento em popa. Amigos; vi o jogo e também fiquei triste pela miséria que observei, eu que assisti aos tempos de glória e não exagero se afirmar que hoje, Eusébio e companhia, jogavam mais eles só com uma perna do que estes de agora jogam com quatro. Estes "artistas" da brasileirada, argentinada e sul-americanada que vão limpar as matas por via dos incêndios se querem ser úteis a alguém. É o que que dá trazer carradas deles, dos mais baratuchos. Na Liga dos Campiões não vamos ganhar sequer um jogo e cá dentro poucos ganharemos. Já nem sequer estamos ao nível de um Braga, Guimarães e (pasme-se) mesmo de um Belenenses. Alguém irá dizer que estou a debitar asneiras, mas não creio. Quem não tem dinheiro não tem vícios!
De Zé João a 30 de Setembro de 2007 às 11:34
Ninguem gostou do resultado.
A grande conclusão do jogo é esta.
Fc Porto a 8 pontos é a segunda conclusão.
Já estamos nós a entrar em auto-mutilação.
Nós Benfiquistas gostamos disto.
Vamos por partes.:
A nossa "verdadeira" pré-época, infelizmente, começou hà cerca de um mes, especialmente orientada por gente mais competente do que a que começou a época anterior.
Basta ver o que foi a gestão do trabalho fisico de alguns jogadores, nomeadamente a do Cardozo, que está todo roto e tácticamente "desintegrado".
Concordo com o que Camacho diz " como é possivel a recuperação fisica deste jogador não ter sido ponderada anteriormente". Para uns uma desculpa, para outros, especialmente para mim, uma grande verdade. Acrescendo ainda, apesar das diferenças do modelo de jogo entre FS e Camacho serem evidentes, que Cardozo se habilita a tornar num grande "barrete" de 9 milhoes de euros... Não podemos ter um ponta de lança que se limita a procurar espaço para rematar com o pé esquerdo, fora isso é uma nulidade.
Nuno Gomes, aceitando que já não é o mesmo jogador que conheci, está mais lento e foge muito ao choque, agrada-me mais que Cardozo e o jogo da equipa, especialmente o Rui Costa, beneficia mais com ele em campo. À falta de melhor...
De resto os jogadores que chegaram mais tarde, ou seja, os que não foram escolhidos por Veiga e FS, vão ter o seu tempo para a integração total, Binya (o tal que FS ia despachar sem o ter visto jogar, tal é a sua pericia e o seu instinto para lançar jogadores) pode resultar, Rodriguez tem condições e já começou a prova-las, Edcarlos afinal não é assim tão mau quanto isso,Maxi Pereira é talvez um pouco menos prometedor, mas está uns furos acima de betos, eversons... e o melhor é parar por aqui.
Poderia falar de mais jogadores mas não vale a pena, recuso-me a falar de luis filipe, porque o Benfica acima de tudo tem de valer como conjunto.
Estou certo que foram cometidos erros na pré-epoca e que isso está ter reflexos no presente, mas , até porque não nos resta outra alternativa, temo de ser realistas e compreender que a equipa ainda se está a "estruturar" e que para já é o melhor que pode fazer...
Eu compreendo que a falta de ambição de que muitos começam a acusar Camacho, seja mais um discurso realista sobre a capacidade de resposta actual da equipa.
Esperemos que melhore!
Vamos olhar para a frente!

Nota: Eu tambem gostava mais de ter o Mourinho a treinar o Benfica mas á falta de melhor... todos menos o FS!
De BENFICA FC a 30 de Setembro de 2007 às 12:28
D'Arcy
Concordo com tudo o que foi dito (menos com a chuva torrencial).
Naquele lance do remate do Rui Costa com a emenda do Nuno Gomes, espera-se que o avançado entre com tudo. Era lance para ir tudo para dentro da baliza: a bola, o guarda-redes e o avançado.
Camacho, apesar de uma incompreensível aversão ao risco que tem demonstrado, pode queixar-se da inoperância dos jogadores. Jogámos para ganhar e podíamos tê-lo feito.
É legítima a opção de não comentar as lances. Mas acho que, neste momento, é preciso fazer o contrário. O atitude do Paulo Bento, antes e depois do jogo, é inadmissível. Os dirigentes do Benfica estão de mãos atadas (garganta fechada) depois o que se passou na Reboleira e essa fraqueza atiça os abutres. Mais do que comentar os lances, é preciso lutar contra estes abutres.
Saudações gloriosas.
http://benfica-fc.com/slbenfica/

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

Susto

Distinção

Bomba

Ridículo

Amorfo

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds