VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

A ferros

Mais uma vitória arrancada a ferros, conseguida já perto do final do jogo, e em circunstâncias adversas. Mais uma vez, a equipa acreditou, lutou até ao final, e teve a recompensa disso. O ano passado éramos peritos em deixar fugir resultados nos últimos minutos; este ano é o contrário (o que aliás, já tinha acontecido diversas vezes aquando da anterior passagem do Camacho pela Luz).


Há coisas difíceis de explicar. Esta noite na Luz estiveram praticamente 45.000 espectadores. Muitos mais do que no jogo decisivo da Champions contra o Celtic. Pelos vistos a boa exibição na segunda parte desse jogo foi suficiente para motivar o regresso de muitos benfiquistas. Na nossa equipa regressaram também, mas à titularidade, o Edcarlos e o Di María, saindo o Nuno Assis e o Bergessio do onze. Isto significou a subida do Katsouranis para o meio-campo, e o Di María foi jogar novamente para a direita. Em relação ao nosso adversário, deixo um elogio: gostei muito do que vi. Desde o início que nunca se remeteram à defesa, tentaram jogar de igual para igual, e mostraram ter uma equipa muito bem organizada, com bons jogadores. Isto ficou bem patente na forma como o Marítimo iniciou o jogo. Durante os primeiros minutos foram, para mim, a melhor equipa em campo, jogando a maior parte do tempo no nosso meio-campo, e sendo o golo que marcaram logo aos nove minutos (após uma saída idiota da baliza do Quim) um reflexo disso mesmo.

O golo teve o condão de despertar o Benfica, que começou a jogar melhor e a conseguir criar perigo junto à baliza adversária. Acabámos por chegar ao golo após outra idiotice, desta vez do Ricardo Esteves que cortou com a mão um cruzamento do Rui Costa, numa jogada que nem parecia ser muito perigosa (e tive que recuperar do espanto que foi ver, finalmente, o Pedro Proença assinalar um penalti a nosso favor - isto já era algo que nunca pensei vir a ver). A toada do jogo manteve-se após o penalti convertido pelo Cardozo, mas à passagem da meia-hora, num lance de alguma felicidade o Kanu ficou isolado diante do Quim, que o derrubou provocando o respectivo penalti e consequente expulsão do nosso guarda-redes (para mim indiscutível). Entrou o 'especialista' Butt para o lugar do Edcarlos (ao menos assim o Katsouranis voltou para a defesa, e a verdade é que eu me sinto muito mais seguro com ele lá) e este fez juz à reputação, defendendo o penalti do Makukula. Este foi um momento chave do jogo, já que julgo que seria muito difícil ao Benfica recuperar de uma desvantagem frente a esta equipa do Marítimo estando em inferioridade numérica. A expulsão do Quim marcou também o início de um período de equilíbrio no jogo, que se estendeu até ao intervalo. O Marítimo parecia ter ficado atordoado com o penalti falhado, enquanto que o Benfica tentava reorganizar as suas ideias.

Após o intervalo surgiu o Luís Filipe no lugar do Di María. Julgo que a intenção do nosso treinador era a de dar um pouco mais de equilíbrio à equipa, já que o Pereira (bom jogo na primeira parte) adiantou-se no terreno e foi desempenhar funções de médio interior direito, auxiliando o meio-campo e ao mesmo tempo apoiando as subidas do Luís Filipe. E o Benfica até entrou bem na segunda parte, não parecendo acusar a falta de um jogador, embora o Marítimo nunca tivesse deixado de se mostrar perigoso. Este fôlego do Benfica durou cerca de um quarto de hora, após o qual o Marítimo voltou a crescer, assumindo o domínio do jogo. Alguns dos nossos jogadores pareceram acusar algum cansaço (em particular o Rodríguez) e ajudavam pouco nas tarefas defensivas. Mas apesar deste domínio, o Marítimo pareceu sempre estar de alguma forma satisfeito com o empate, e portanto nunca assumiu verdadeiramente a intenção de pressionar o Benfica em busca do golo da vitória. Quanto a nós, à medida que o tempo passava parecia que a equipa ia perdendo lucidez, e apesar de procurarmos a vitória faziamo-lo de forma incorrecta, com os jogadores a agarrarem-se muito à bola (mais uma vez o Rodríguez, e também o Rui Costa, estiveram em evidência nesse aspecto). Mas acabou por ser na sequência de uma iniciativa individual (quase até desesperada) que o Benfica chegou ao golo da vitória. Foi uma jogada incrível do Léo, que foi desde a esquerda até à direita, para depois numa posição de autêntico extremo direito fazer o centro rasteiro que o Adu finalizou com um toque de classe. O americano está a começar a tornar-se o Mantorras desta época: entra perto do final para resolver os jogos.

Claro que o Butt merece ser destacado. Entrou para defender um penalti a frio, e na segunda parte ainda fez mais uma boa defesa a um remate quase à queima-roupa. Para contrastar com a noite desastrada do Quim, ele que tão boa conta tem dado de si ultimamente. Gostei também de ver o Binya (apesar de continuar demasiado abrutalhado na forma como aborda alguns lances, o que me deixa sempre na expectativa que não chegue ao fim dos jogos) e o Léo. Será que dá para assinarem a renovação dele de uma vez por todas? Em contrapartida, o Rodríguez deve ter feito um dos jogos mais fraquitos desde que cá chegou. Também me desagradaram alguns lances do Rui Costa, embora fosse visível que ele teve direito a atenção 'especial' por parte do Marítimo, já que normalmente caiam-lhe em cima dois adversários quando recebia a bola.

Parece que começa a tornar-se tradição os jogos com o Marítimo na Luz serem emocionantes e decididos nos últimos instantes (aquele 4-3 vai ser sempre inesquecível). Este felizmente acabou bem para nós. A equipa ainda terá que melhorar muito, mas agrada-me ver a atitude que têm em campo, e o inconformismo que revelam. Assim, mesmo quando as coisas não correm a nosso favor, acabo sempre por ficar minimamente satisfeito no final.

P.S.- Será que o jogo desta noite foi suficiente para que deixem de repetir a frase feita que o Camacho é 'tacticamente fraco'?
publicado por D'Arcy às 00:43
link do post | comentar
28 comentários:
De Anónimo a 29 de Outubro de 2007
como é lindo demais ver um jogo do Benfica sem bandeiras NN

e como é engraçado andarmos a ter sorte nos últimos tempos em que não há bandeiras ligadas ao neonazismo e holocausto

espero que na Luz se abra os olhos de vez e se afaste em definitivo o mau olhado

De tma a 29 de Outubro de 2007
O momento decisivo do encontro foi, sem dúvida, a defesa do penalty por parte do Butt.
O Benfica, com 10 jogadores, revelou sempre uma excelente atitude (ainda que nem sempre as coisas corressem bem) - melhor do que até sofrer o 0-1, em que parecia estar a "pastar" (infelizmente estes maus inícios de encontro têm-se sucedido...). O Marítimo pareceu, como disseste, manifestar, a partir de certa altura, satisfação pelo empate (mesmo com um jogador a mais), e talvez esperasse a quebra física do Benfica.
Mas ainda que o Benfica tenha tido momentos de algum abrandamento (naturais, para recuperar o fôlego), nunca deixou de pensar na vitória e de acreditar. Nunca quebrou, sobretudo animicamente (que é, se calhar, o mais importante...).
Quanto aos jogadores, concordo com os teus destaques. Em relação ao Rodriguez, apesar de não ter estado nada de especial, não deixa de ser impressionante a sua permanente capacidade de luta. As coisas até podem não lhe correr muito bem, mas nunca desiste.

A vitória foi bem saborosa, mas sem dúvida que há ainda muito a melhorar. A ausência do Petit é notória, e a de um extremo-direito, para equilibrar o plantel, também... a menos que estejam a pensar adaptar o Léo a essa posição :-D

Mas por agora prefiro saborear um pouco esta vitória que tanto custou alcançar.
De Ilegal a 29 de Outubro de 2007
para o anónimo idiota que não gosta das nossas bandeiras. sem faixas, sem bandeiras, sem tambores, nem estandartes estivemos lá em peso e cantámos até não mais, como é hábito. Por enquanto não nos impedem de apoiar. Tu não és ninguém no Benfica percebeste? E o nosso apoio é mais do que reconhecido pelos nossos jogadores e treinador. e isso basta. quem vai lá sempre sabe isso. mete as tuas teorias de historia e simbologia no teu rabo porque da nossa história não sabes tu.
De Lagarto Vermelho a 29 de Outubro de 2007
Admiro a segurança com que falas do penalty . Eu não tenho tanta certeza. É visível que o Quim se encolhe, e tira as mãos, e o contacto, ao nivel do joelho, era inevitável . Ainda por cima o avançado ajudou á festa, como é normal.
Onde não tive duvidas, é no lance sobre o Leo : Penalty .
De Lagarto Vermelho a 29 de Outubro de 2007
Volto á antena para apoiar as palavras do Ilegal: Grande atitude das bancadas, principalmente das Klakes. Empurraram o Benfica para a vitória. Aos microfones da Radio, Luisão não se esqueceu disso
De D'Arcy a 29 de Outubro de 2007
Já vi uma repetição do lance, e é mesmo penalti do Quim. Ele derruba o Kanu com o joelho, não com as mãos.
De D'Arcy a 29 de Outubro de 2007
E sim, é verdade que hoje houve uma atitude muito mais positiva do público da Luz. mesmo quando as coisas correram mal, nunca se ouviram assobios, mas sim apoio à equipa.
De BENFICA FC a 29 de Outubro de 2007
Contrariamente ao que se ouviu no estádio, o árbitro esteve razoavelmente bem (só falhou ao não assinalar penalti sobre o Léo).
Melhor que o árbitro, e bem, pela primeira vez esta época, estiveram os adeptos.
Concordo que o Rui Costa e o Rodriguez estão a baixar de forma.

PS: é irónico, mas se o Pedro Proença não tem mostrado a vermelho ao Quim, e se tivesse mostrado uma amarelo, provavelmente tínhamos perdido o jogo.
http://benfica-fc.com/slbenfica/
De Kruzes Kanhoto a 29 de Outubro de 2007
São vitórias destas que dão moral! E a tiram aos lagartões já iam fazendo a sua festinha!
De Zé João a 29 de Outubro de 2007
Ontem conseguimos aproveitar a nossa capacidade de ajudar a equipa.
Tambem nós, os que estivemos no estádio, temos merito no resultado.
O momento do penalty do Makukula foi algo para recordar.
Sem tirar mérito ao guarda redes, á que reconhecer que a "pressão" que fizemos sobre o jogador adversário foi "assombrosa".
Ele limitou-se a acusar "humidade".
Cumprimos o nosso dever.


Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Confrangedora

Doloroso

Inequívoca

Tristeza

Deplorável

Descanso

Cumprido

Entradas

Regresso

Inadmissível

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds