VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Anacronismo

[Prefácio: este post já está pensado há algum tempo e foi escrito na sua quase totalidade na semana passada. Apesar da muito saborosa vitória frente ao V. Guimarães, até porque foi conseguida frente a 14, acho que permanece actual.]

 

É uma questão em que tenho vindo a pensar desde há uns tempos para cá. Será o Sport Lisboa e Benfica anacrónico? Serão os seus adeptos anacrónicos? Estaremos todos desfasados da realidade? Os tempos estão longe de estar fáceis e, se é verdade que as coisas já estiveram BEM piores (basta recuar uma meia-dúzia de anos), parece que se chegou agora a uma espiral de acontecimentos ou acções que, tendo o objectivo louvável de nos fazer regressar a tempos gloriosos, nos estão ao invés a conduzir a um abismo difícil de sair.

 

Estejamos conscientes do seguinte: ganhar quatro campeonatos em 20 anos não é normal no nosso clube, sendo que em 13 deles (para não dizer já 14) apenas vencemos um. Seis presidentes, quinze treinadores (alguns deles repetentes) e centenas de jogadores depois encontramo-nos no mesmo ponto de há 20 anos atrás. Ganhar títulos, o que nos estava na massa do sangue, passou a ser excepção em vez de ser regra. Alguma coisa certamente falhou ou tem falhado, mas caramba em 20 anos ainda não se percebeu o que é?! Parámos no tempo? Continuamos a viver do antigamente? Não nos conseguimos adaptar aos tempos do futebol moderno? Continuamos com o mesmo discurso “este ano é que é” a fazer lembrar os nossos vizinhos do outro lado da rua. E o que é certo é que apenas temos mais dois campeonatos ganhos do que eles neste período todo. Será culpa dos presidentes, dos treinadores, dos jogadores, dos adeptos? Provavelmente, cada um destes elementos diz (ou pensa) que a culpa é dos outros. É claro que durante estes 20 anos houve um “pormenor” chamado Apito Dourado, mas o problema não está só aí.

 

Daí o título deste post. O ser anacrónico está longe de constituir um defeito para mim, se colocarmos a ênfase ao contrário. Segundo o dicionário, anacrónico é o “que não está de acordo com a época.” Ora, a época é que não está de acordo com o (que sempre foi o) Benfica. Se ganhávamos antes e hoje não, a solução é muito simples: temos que trazer o antigamente até aos nossos dias. Temos que voltar às raízes e perceber o que nos fez ser grandes (e não falo do título recente de “maior clube do mundo”). Os tempos mudaram, mas o Benfica não soube mudar com eles. E porquê? Para mim, a razão é que não respeitou, não se inspirou e não tirou lições da sua história gloriosa. Não me querem convencer que entre 1904 e os anos 80 (quando começou o nosso declínio), o tempo e a história foram imutáveis, pois não? E nesse período nós soubemos mantermos à tona de água, algo que daí para cá claramente não sucedeu. O Benfica sempre foi o clube do povo, respeitador do adversário, cumpridor com as suas obrigações, grande nas vitórias, mas também nas derrotas. O clube em que se um jogador atira a camisola ao chão, não importa ser o mais valioso ou o capitão, é despedido com justa causa e nunca mais veste a gloriosa camisola. O clube que não perdoa a quem o trai e “cospe no prato em que comeu”. O clube cuja camisola tem que ter significado para quem a veste, não é apenas “mais uma”, é uma camisola com história, tradição que já foi envergada por muitos e famosos jogadores e que, portanto, tem peso. O clube cuja mística sempre foi passada aos novos jogadores, porque havia vários guardiões dela no balneário.

 

E o que tem sucedido nos últimos 20 anos? O oposto disto tudo. Só muito recentemente voltámos a ter um conjunto de jogadores que forma uma “espinha dorsal” com pelo menos quatro anos de clube (mesmo assim são só três: Luisão, Petit e Nuno Gomes). No entanto, a quantidade de jogadores que entra e sai (alguns deles cuja “qualidade” nos irá fazer dar voltas nos nossos túmulos) é vergonhosa. Qualquer um veste hoje a nossa camisola. Os contratos com treinadores deixaram de ser respeitados. Há quantos anos não temos um treinador com, pelo menos, duas épocas inteiras seguidas? Há treinadores que nos desrespeitam, fazem chantagem e batem com a porta, e nós vamos tentar buscá-los dois anos depois. Não nos fazemos respeitar nos órgãos próprios e a nossa voz não é ouvida quando somos prejudicados. Aliás, nos últimos tempos nem sequer temos essa “voz”. Não vou continuar, porque os exemplos são infindáveis.

 

Eu quero um Benfica que regresse à grandeza de antigamente e à forma como nessa altura se faziam as coisas. Que não utilize os jogadores e treinadores como junk-food, que serve para matar a fome, mas no fundo faz mal. Eu quero um Benfica que não dispense um João Pereira para ir buscar um Luís Filipe ano e meio depois. Eu quero um Benfica que se lembre que há não muito tempo teve um Harkness, um Escalona, um Pesaresi e um Cristiano antes de pensar em não renovar com um Léo. Eu quero um Benfica que perceba que os ordenados de um Butt e um Zoro eram mais úteis se servissem para aumentar um Simão. Eu quero um Benfica que não contrate jogadores e seis meses depois os mande embora. Eu quero um Benfica que planeie as coisas a tempo e horas e não ande ao saber das marés dos resultados, contestações, imprensa hostil, empresários, etc. Eu quero um Benfica que saiba que para se construir uma grande equipa é preciso tempo, que não nos prometa todos os anos que “este é que é” ao mesmo tempo que contrata uma dúzia de novos jogadores. Eu quero um Benfica sólido que esteja imune às turbulências naturais que os nossos adversários nos tentam provocar. E esse Benfica foi o Benfica que desde sempre existiu, foi o Benfica que os nossos antepassados construíram e que tem vindo a ser destruído de há 20 anos para cá.

 

Com quem ou quando não sei, mas é urgente que “este” Benfica volte o mais rapidamente possível. Sob pena de entrarmos num marasmo e numa espiral negativa impossível de sair.

publicado por S.L.B. às 04:25
link do post
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Exemplar

Madrugadora

Pouco

Inconsistência

Confrangedora

Arrasador

Sofrível

Solidez

Escasso

Profundidade

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds