VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

O Verdadeiro Benfiquista

Nesta minha jovem existência pela esfera que agrega os blogs de inspirações (e aspirações) Benfiquistas, já tive o desconforto de encarar algumas vezes com a expressão verdadeiro benfiquista descarando-se em textos e/ou em comentários. Confesso já que isto irrita-me! E irrita-me porque normalmente quem a utiliza recorre a tal epíteto como arremesso contra aqueles que, segundo tais auto-denominados, deveriam seguir o seu exemplo de iluminação Benfiquista. Ora, esta assumpção de que “o meu Benfiquismo é melhor que o teu” é algo que vai, desde logo, contra o principal pilar da doutrina Benfiquista : um por todos e todos por um (sendo que, para o meu entendimento, “um” é o Benfica e “todos” somos quem lhe dá corpo e alma). Reparem tais “verdadeiros benfiquistas” que a expressão escolhida recorre a “todos” e não aos “que são muito ou pouco” e muito menos aos “verdadeiros”. Não, o lema é TODOS. E “todos” é que são importantes.
 
Para mais, a colagem do valor da verdade ao Benfiquismo não tem qualquer sentido. O Benfiquismo é um estado de alma, um amor, e, como tal, mais do que existir ou não, sente-se ou não se sente. E é no âmago de cada um que arde, ou não, a chama imensa. Não cabe a ninguém externo decidir se ela queima ou se é só fumo. Se existe e é alimentada por uma lasca que seja de sentir, nunca poderá ser falsa. Só quem é Benfiquista poderá deliberar sobre a veracidade do seu existir enquanto um de todos.
 
Depois há certas coisas que me irritam ainda mais no epíteto do verdadeiro benfiquismo. É que, quase sempre, tal elevação é sustentada pela convicção de que só é verdadeiro quem abdica da sua inteligência e capacidade de discernimento. Ou seja, para os “verdadeiros benfiquistas” os falsos são aqueles que “criticam”. O “verdadeiro benfiquista” não. O verdadeiro, aquele que se diz e é mesmo verdadeiro, come e cala. Apoia tudo o que se passa no Benfica de olhinhos fechados, ouvidos tapados e, acima de tudo, boquinha calada. Aliás, a boquinha só se escancara para acusar os falsos, os que querem pensar um bocadinho. Pensar?!?! O verdadeiro benfiquista não pensa. Bate palminhas a tudo o que comece com “B” e acabe em “Enfica”. Irrita.
 
Parece que para se ser verdadeiramente Benfiquista é preciso ser rectilíneo e assentar os argumentos do seu sentir numa base absolutista e redutora de que nunca se pode contrariar ou apontar a nudez deste Real Clube para se pertencer à sua Nobreza. Nada disso, meus amigos. Este clube evoluiu na crítica, no debate dos diferentes sentires, e só através dele se tornou e tornará mais forte.
 

Sobretudo, o Verdadeiro Benfiquista irrita-se com quem põe em causa o seu Benfiquismo ou a sua verdade.

publicado por Carlos Silva às 12:59
link do post | comentar
9 comentários:
De Anónimo a 6 de Março de 2008 às 13:59
É imprescindível por os pontos nos iis de uma vez por todas.

Elocução Apoiada a 100%.
De Ricardo a 6 de Março de 2008 às 14:28
Leão Eça, 100 % contigo. São tão irritantezinhos, tão donos da verdade, tão certos de que eles é que sabem o que é ser do Benfica. À crítica que (nos) fazem por criticarmos o que está mal no Clube, juntava ainda uma outra, que se prende basicamente com o facto de sermos capazes de analisar um jogo, num plano mais "inteligente". Exemplo: ontem vi o jogo do Porto. Achei que o clube tinha sido vítima de uma injustiça sem par, tal foi a diferença de futebol apresentado e espírito combativo entre F.C.Porto e Schalke. Disse-o num blogue. Não é que hoje já me apareceu um desses "verdadeiros Benfiquistas" a dar a entender que eu não sou dos "bons", dos "verdadeiros".

Ou seja, para esta gente, ser-se "verdadeiro Benfiquista" requer, antes de tudo, uma operação que retire o cérebro do "verdadeiro Benfiquista" para que possa dizer todas as alarvidades que lhe vierem ter à boca (ou aos dedos) sem que sinta, por mínimo que seja, um sentimento de culpa e uma mão na consciência. Vivam os "falsos" Benfiquistas, que fazem andar este clube e o fazem evoluir, muito além da boçalidade acrítica de alguns imbecis.
De Artur Hermenegildo a 6 de Março de 2008 às 14:55
Logo no primeiro post que fiz na Tertúlia, após o jogo em casa com o Guimarães, intitulado "Estou preocupado" e onde dava conta da minha preocupação por aquilo que via na equipa (preocupações essas que se vieram a revelar em parte verdadeiras e em parte infundadas, como é natural), tive de levar com esse tipo de críticas vindas de alguns auto-proclamados "donos da verdade e do Benfiquismo".

Por isso, estou 100% de acordo com o teu post.
De Pedro Neto a 6 de Março de 2008 às 15:17
Este post é uma verdadeira lição de benfiquismo. Gostei imenso.
De Jorge Ventura a 6 de Março de 2008 às 16:02
Sem dúvida...somos 6 milhões e nenhum de nós vale mais do que os outros...juntos é que mostramos a nossa força...por isso 100% de acordo com o teu post Leão Eça Cana...eu que vivi em Lisboa 24 anos e que agora estou na Madeira há 19 apenas sinto apenas que é mais difícil quando estamos longe...sofremos mais...!!!
Quero apenas referir o quanto adorei que os andrades fossem eliminados por uns sapateiros parecidos com aqueles que nos iam eliminando a nós...parafraseando o grande Presidente Americano Keneddy ... ich bin ai'm Berliner... and Gelsenkirchen too!!!
De àguia Real a 6 de Março de 2008 às 16:34
Leão Eça Cana

Meu caro, os seus últimos textos têm sido uma agradável surpresa para mim.
A Grandeza do Benfica alicerçou-se na união do todo e no respeito que as criticas e ideias diferentes de alguns sócios, mereciam por parte dos seus dirigentes.
Embora devam continuar a ser expostas e discutidas, julgo que hoje não têm qualquer peso nas decisões da Direcção.
A Democracia - tanto mal lhe fazem - está moribunda e os "carneiros" são fáceis de iludir!
De Águia Real a 6 de Março de 2008 às 16:48
Ricardo

O meu Benfiquismo também me permitiu ver, que o fcp (pequenininho enquanto a máfia estiver instalada) jogou muito mais, e é muito superior ao Schalke 04!
Agora, que me deu um gozo do catrino, ver os andrades ir de vela...lá isso não nego!
De Glorioso11385 a 6 de Março de 2008 às 19:05
Há uns anos, em plena época Vale e Azevedo, ouvi esta pérola, dirigida a mim: "quem critica o Vale e Azevedo, ou é portista, ou é sportinguista, ou é mau benfiquista". Foi das maiores ofensas que me dirigiram. De qualquer modo, embora não classifique ninguém como benfiquista de primeira ou segunda consoante o seu pensamento, faço-o relativamente às atitudes. Não tenho na mesma conta aqueles que são sócios e vão ao estádio sempre que podem e os que, podendo, não são associados do clube, nem vão ver os jogos, optando pelo conforto do sofá, em frente à SportTv (de preferência, em versão pirata). E, normalmente, passam a vida a dizer mal de tudo (presidente, treinador, jogadores), clamando constantemente por melhores aquisições. Estes, confesso, irritam-me. Não consigo achar que vivem o clube como eu. Certamente, não sofrem como eu sofro com as agruras por que constantemente temos vindo a passar.
De Anónimo a 8 de Março de 2008 às 15:00
Isso é tudo muito giro, mas se quiseres um exemplo duma campanha contra a actual direcção do Benfica com os mesmo pretextos que dizes que só usam aqueles cuja incapacidade de pensar os impede de criticar, é só visitares a íliada benfiquista, cuja resposta aos meus apelos a uma visão menos redutora daquilo que se fez de bem(e de fantástico) no benfica, foi "é o trabalho deles".

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds