VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Ora cá estamos outra vez, para mais um episódio de 'Descubra o Choramingas'

 

Começa uma nova época, mas há coisas que são imutáveis. Uma delas é a condição de choramingas hipócrita dos moços da Agremiação de Queques de Camisolas Engraçadas.
 
Senão, vejamos. O Benfica começou mal, é verdade, e empatou com o Rio Ave, que fez pela vida. Não jogámos bem, é um facto (indesmentível), mas a haver um vencedor, caramba, seria o Benfica. Apesar de tudo isto, há dois lances de penalty na grande área do Rio Ave, mas em circunstância alguma os responsáveis do Benfica usam esse argumento como escape para a frustração ou como desculpa para o resultado. O Benfica, como é amplamente sabido, é quem tem mais razões de queixa das arbitragens nos últimos anos. Apesar da permanente carpideira desonesta por parte do sportem, é evidente o clima persecutório ao Benfica por parte dos cães de fila do sistema, como Lucílios e afins. Mas eis que o Benfica, quiçá ingenuamente, começa a época com um esforço de pacificação do clima terrorista que se vive no pântano do futebol português, e não se justifica com erros de arbitragem (que fazem toda a diferença num jogo como o de Domingo).
 
Pois muito bem, e o que faz a agremiaçãozeca do Lumiar, a carraça que vive atracada à nossa grandeza, logo no primeiro jogo, em que ganham 3-1?
Há um lance em que o Polga é bem expulso e o árbitro marca penalty. A justiça da expulsão é inquestionável. O penalty é discutível, mas encontra suporte nas leis do jogo (como, aliás, é referido pelo Rui Cartaxana no jornal cujo nome não deve ser pronunciado – que é normalmente defendido até ao limite do razoável pela lagartagem, mas que agora, como os contraria, é alvo de uma perseguição fundamentalista pela maralha réptil). É um lance que surge quando a lagartagem ganha por 3-0. É insignificante. É ridículo. Não altera a face do jogo, como os penalties contra o Rio Ave alterariam. E o que fazem os queques? Entram em histeria absoluta. O monge retardado mental que treina a equipa quase que tem uma embolia cerebral, a SAD monta uma perseguição ao árbitro auxiliar e suspeito que os sacristas da Juve Leo já devem estar a utilizar tudo o que aprenderam nas acções de formação com os amigalhaços dos Super Porcalhões para aterrorizar o indivíduo e a família. Isto não é inocente. É apenas o início da estratégia de pressão sobre as arbitragens de modo a vender mais uma vez (e é incrível que a comunicação social não esteja farta, mas percebe-se, dado que é controlada exactamente por facciosos da agremiação de queques de camisolas engraçadas) a ideia que o sportem é um coitadinho perseguido pelo sistema, sem perceber que o sportem É parte indissociável do sistema. A avestruz de Alvalade manteve o silêncio em todo o processo Apito Dourado e aninha-se confortavelmente ao lado do Porco da Costa nos camarotes por uma razão. Sim, o facto do whisky correr livremente nos referidos camarotes é um factor de peso, mas a razão principal tem a ver com a protecção. O sportem vende-se como uma prostituta barata. Calam-se quando devem estar calados, beijam a mão ao criminoso, mostram a necessária subserviência, passeiam de mão dada e unem esforços contra o ódio comum, e como prémio de bom comportamento levam um segundo lugar aqui (oferecido pela arbitragem, com os cumprimentos da casa), uma Taça ali, uma supertaça acolá, um jogadorzeco de quando em vez, beneficiam indirectamente da perseguição que o sistema faz ao Benfica, e acima de tudo conseguem aquilo que verdadeiramente os faz correr: que o Benfica não ganhe. Para eles, é verdadeiramente indiferente quem ganhe, desde que não seja o Benfica. Razão pela qual não se importam que seja o FC Porco.
 
Portanto, meus amigos, esperem mais um ano do mesmo. A estrutura de pressão sobre a arbitragem já está a ser montada pela lagartagem e o sistema agradece. O que é que isto quer dizer? Que vamos ter de jogar o dobro, criar o dobro das oportunidades, fazer o dobro dos sacrifícios para ganhar, porque jogamos sempre contra tudo e todos. So what?
 
Trata-se do Benfica: tudo o que seja lutar contra menos que isso é aborrecido.

 

publicado por Carlos Miguel Silva (Gwaihir) às 16:19
link do post | comentar
16 comentários:
De joao a 28 de Agosto de 2008
Mais do mesmo...

nada a que não estejamos habituados,
qq equipa\adepto prefere ver o benfica perder que o seu clube a ganhar.
venha de la essa época, contra tudo e contra todos vamos vencer
De Vermelho Redundante a 28 de Agosto de 2008
Brilhante descrição do pântano em que o futebol português chafurda há 30-anos-30.
Por isso, me irrita que alguns dos nossos ainda tenham algumas virginais ilusões sobre a agremiação do Campo Grande.
Quando se fala no sistema, há uma franja de benfiquistas, que talvez por questões de geração só vê o fêquêpê.
Erro crasso, amigos.
Ambos nos odeiam. Vivem e sobrevivem em função disso.
O sistema nasce do ódio mesquinho e cego, da inveja, do despeito, da raiva de não serem grandes como nós.
Aliados há 30 anos, apenas com uma diferença: os outros são os imperadores, estes, os eunucos.

De zé joão a 28 de Agosto de 2008
Tudo o que for para expor aquilo que eu considero uma das maiores mentiras nacionais, o scp e o pseudo sportinguismo, tem o meu apoio!
Aqui sei corro o risco de perder alguma racionalidade.
Eu tenho-me rido bastante com a "curiosa" concepção do sistema que esta direcção do scp fazº!
Depois de noutros tempos ter afirmado estar na linha da frente contra a "sujeira" que impera no futebol nacional.
Não acredito que o scp tenha peso nenhum no sistema.
No entanto não deixam de ser curiosas as circunstancias em que têm ganho os ultimos campeonatos (jardel, penalties, etc, etc).
Enfim a eles todo o mal lhe acontece e o culpado é sempre o SLB!
Aliás, ontem foram humilhados, para minha satisfação, mas souberam logo arranjar, ou pelo menos tentaram, argumentos para disfarçar o plantel mediocre que têm e a vergonha que passaram!
Sim porque os dois golos na segunda parte foram fruto de um Real que claramente se desinteressou do jogou!
O schuster esteve excelente na conferencia de imprensa!!!!
Mas o que mais me fez rir foi o argumento de alguns hoje: "o Benfica da ultima vez levou 4!!!!"( o que não era dificil com a qualidade de plantel que tinhamos nesse ano!)
Lá está para eles o mais importante não era a humilhação, mas sim o nosso grande amor, o SPORT LISBOA E BENFICA!!!!!!!
De noko a 28 de Agosto de 2008
O Suazo é que é...
De Marreta Vermelho a 28 de Agosto de 2008
Eh pá ! Brindo a este poste de pé e copo na mão ! Não só vai totalmente de encontro ao que penso, como eu próprio não teria escrito melhor.
De luis a 28 de Agosto de 2008
"Se um defensor começa a agarrar um atacante fora da área de grande
penalidade e prossegue a sua acção para o interior da área, o árbitro deve
conceder um pontapé de grande penalidade."

in "Leis do Jogo 2008/2009" pág. 109
www.fpf.pt/portal/page/portal/PORTAL_FUTEBOL/DOCS/REGULAMENTOS/Leis%20do%20Jogo%202008%202009.pdf

o que o Rui Cartaxana refere deve ser errôneo. eu verifiquei todas as ocorrências da palavra "penalidade" nas leis do jogo e isso só se aplica a agarrar, como está supracitado.

de qualquer forma são realmente chorões.
eu ri-me muito do comentário ao jogo no jornal "O Jogo". Os otários dizem que o Fellipe Bastos devia ser expulso por segundo amarelo... isso até era verdade, mas para isso o árbitro tinha de admoestar 6 ou 7 vezes os locais em faltas idênticas, antes disso. o pior cego é o que não quer ver! só por isso chego a ser anti-porto. antes não era mas agora sou, porque os adeptos do porto metem NOJO com a sua atitude! Portista é antónimo de desportista!!!
De Pedro Malaquias a 28 de Agosto de 2008
Caro Gwaihir,

Peço-lhe desculpa, mas este post é o de um verdadeiro fanático.

Não existe qualquer grande penalidade por assinalar a favor do Benfica no jogo contra o Rio Ave. Há um lance com Aimar que até poderia ser discutível, mas caso fosse assinalada grande penalidade, num mesmo lance, mas a favor do Sportem ou dos corruptos, apareceria certamente um post seu a falar do escândalo que foi a arbitragem. Quanto à possível mão (penso que seja o único outro lance), as repetições mostram que a bola toca no peito.

Quanto ao penalty do Sporting, este pura e simplesmente não existe e Rui Cartaxana mostra-se apenas ignorante (penso que e o adjectivo que usa na crónica em causa para qualificar quem não aceite a sua opinião). Ao contrário do que o cronista diz, não é possível uma analogia nessa situação. Caso contrário, veríamos jogadores a sofrerem faltas e a saltar até que conseguissem chegar à area adversária. Aliás, se houvesse analogia seria com o momento em que a rasteira termina (tal como é o momento em que o empurrão termina) e nunca o momento em que o jogador cai.

Claro que o Sporting não se deixa de vitimizar num lance que não tem qualquer consequência para o resto do jogo (Polga seria sempre expulso) e o jogo estava mais do que ganho. Mas isso já é típico do clube do Lumiar.

Há muito que digo: o Benfica tem que jogar o suficiente para ganhar, custe o que custar. E o problema é que o nosso clube tem jogado muito pouco nos últimos anos.

Saudações benfiquistas,
Pedro Malaquias
De Anónimo a 28 de Agosto de 2008
Um Excelente Post que resume o que é a podridão do Futebol Português continuarei a ver e a apoiar sempre que puder o Glorioso na Catedral, fora de casa nem um tusto vai para esses clubes Anti Benfica onde proliferam os roubos e cânticos de insulto ao Glorioso.
De Carlos Miguel Silva (Gwaihir) a 29 de Agosto de 2008
Caro Pedro Malaquias,

O post, desculpe a correcção, é o de um verdadeiro céptico, que está mais que habituado a essa cantilena do ‘O Benfica tem que jogar o suficiente para ganhar, custe o que custar’, por oposição ao comentário de um verdadeiro ingénuo, que é o que o Pedro me parece.
Sim, o Benfica tem de jogar o suficiente para ganhar, mas do outro lado estão equipas de futebol que usam todos os argumentos (e equipas de arbitragem com os seus próprios objectivos), ou acha que jogamos sozinhos, ou que estamos sempre a bater em mortos? O problema é que o Benfica tem que jogar sempre o dobro ou o triplo dos outros para ganhar. No futebol moderno a maioria dos jogos (competitivos) decidem-se nos pormenores. E é quando chega a altura de decidir esses pormenores que o Benfica tem sido sistematicamente prejudicado, e justamente nas alturas chave das épocas. Ou acha que se os inúmeros foras de jogo milimetricamente mal tirados ao Nuno Gomes na época passada que resultaram em golos mal anulados e que dariam vitórias (independentemente de se jogar bem ou não), os inúmeros foras de jogo milimetricamente não tirados ao Lisandro Lopez que resultaram em vitórias e as arbitragens do Lucílio no Bessa e no Alvalixo são tudo coincidências? Se acha, boa sorte, porque ainda vai ter muitas mais desilusões quando alguém lhe disser que o Pai Natal, a Fada dos Dentes e o Coelhinho da Páscoa não existem.
Bastava um ou dois dos foras de jogo mal assinalados, ou um dos penalties que sofremos no Bessa e não foram marcados e se calhar estávamos na Liga dos Campeões. Mas se prefere viver com a cabeça enfiada na areia convencido que o Benfica tem de ter o Batman, o Super Homem, o Homem de Ferro e o Homem Aranha e ganhar todos os jogos por 5-0 para evitar que os erros de arbitragem lhes influencie os resultados, força.

O que acontece é que o Benfica, mesmo jogando mal e não estando bem (e no ano passado jogou muito mal) esteve ainda assim esteve muito perto de garantir o segundo lugar, e foi cirurgicamente prejudicado em lances chave (quando está perigosamente perto de atingir os objectivos mínimos), enquanto que o FC Porco e o Sportem, quando precisam e mesmo jogando mal, têm ajudas extra que lhes dão uma tranquilidade adicional.

Não há aqui espaço para lirismos nem para ingenuidades.
Deixe-me que lhe diga que é exactamente por causa de ingénuos como o Pedro, que vivem na La La Land, convencidos que vivemos no cavalheirismo desportivo do início do século, que o Benfica tem sido sistematicamente comido todos estes anos. Ainda alguns há que fecham os olhos à podridão e acham que o sistema é um mito. Para esses boa sorte para a azia que vão sentir este ano, porque está tudo exactamente na mesma.

Fanático? Sim, sou fanático pelo Benfica. Se isso significa não ser enganado e comido pelos criminosos que controlam o futebol português e estar atento à podridão que nos rodeia, tenho muito orgulho nisso. Antes isso que ser ‘simples’ e inocente o suficiente para acreditar que vivemos num país de gente séria.

p.s. E não me coloque o ónus de posições exageradas. Repare que eu não digo que é penalty. Digo que o penalty é discutível, e encontra suporte nas leis do jogo, caso contrário nem daria azo à argumentação do senhor Cartaxana e a toda a discussão que tem existido. E uso a argumentação do Record para mostrar a ironia de como o jornal não oficial do sportem se pode tornar um alvo da ira da lagartagem quando não os defende cegamente.
De Jorge Ventura a 29 de Agosto de 2008
absolutamente FANTÁSTICO...é realmente tudo aquilo que se passa...só não entendo como é que os viscondes do alvalixo se prestam a esse papel...!!!
Saudações Benfiquistas

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2024

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Apropriado

Despedida

Vergonha

Emendar

Calendário

Poucochinho

Gestão

Curta

Perdido

Frustrante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds