VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

A estranha justiça dos sumaríssimos.

A pedido de Dias Ferreira e Guilherme Aguiar (que se limitaram a cumprir o seu papel de adeptos) a Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa de Futebol Profissional decidiu instaurar um sumaríssimo a Luisão por uma cotovelada que este terá dado em Sapunaru.

 

Não questiono a justiça desta sanção. Questiono os critérios desportivos que conduzem à aplicação de sumaríssimos a futebolistas do Benfica (recordo o Petit e o Derlei, por exemplo) e a não aplicação desses mesmos sumaríssimos, por exemplo, a um futebolista como Bruno Alves que, como toda a gente vê (com a excepção do seu treinador, dos membros da referida Comissão Disciplinar e dos árbitros de três associações – Setúbal, Braga e Porto), considera que tudo (desde a testa aos dedinhos dos pés) é canela e que tudo lhe é permitido. Da mesma forma, não percebo por que motivo os famosos cotovelos do António Leonel (conhecido entre os adeptos como Tonel e entre colegas de profissão por nomes que o decoro me impede de reproduzir) não são alvo de atenção por parte dos membros do referido órgão disciplinar.

 

A tese é a de que as agressões desses sarrafeiros são observadas pelos árbitros e, como tal, não são passíveis de observação por outros órgãos disciplinares. Neste caso, e considerando que os outros órgãos disciplinares consideram que muitos desses lances são passíveis de castigo maior do que o ralhete ou do cartãozito amarelo, qual é o castigo sumário para o árbitro que, vendo, não age em conformidade com o que vê? Nesta actual lógica, compensa ao agressor ser sancionado no momento não pela agressão cometida, mas pelo estranho critério que leva um árbitro a considerar as entradas assassinas de Bruno Alves como “entradas ligeiramente mais viris”. Ou seja, compensa ser um verdadeiro sarrafeiro desde que os árbitros amigos demonstrem claramente que vêem a agressão e não ajam em conformidade, provando, deste modo, a sua dependência do famoso dono de clube que é conhecido por ser corrupto na forma tentada.

 

Olhando para o fenómeno numa outra perspectiva, e como muito bem tem referido repetidamente o benfiquista Fernando Seara, a sanção baseada no visionamento de imagens televisivas faz todo o sentido se, entre todos os competidores, existir equidade no tratamento. Isto implica que em todos os jogos de todas as jornadas esteja presente um igual número de câmaras escrutinadoras. Não sendo isto o que acontece, os futebolistas dos clubes cujos jogos são sistematicamente transmitidos estão a ser colocados num pressuposto desigual perante as regras praticadas pela Comissão Disciplinar da Liga. Este princípio aplica-se a todos os futebolistas com a clara excepção dos dois case study supracitados.

 

Ainda no que respeita às imagens visionadas pelas transmissões televisivas, tenhamos todos a noção de que aquilo a que chamamos vulgarmente “objectividade da imagem” tem um grande grau de subjectividade: em primeiro lugar, está dependente da arte, perícia e competência dos 'cameraman' e, mais do que tudo, está dependente da selecção criteriosa que o realizador faz dessas mesmas imagens. A este respeito, basta ver (perdoe-se-me a ironia da utilização verbo neste contexto) a sonegação de imagens feita, primeiro pelo realizador e depois pelo próprio canal televisivo, da posição de Lucho no momento em que lhe passam a bola antes da atabalhoada atitude de Katsouranis a provocar a grande penalidade que sagazmente o famoso insuspeito Jorge Sousa assinalou. No estádio fiquei com a clara impressão de que o argentino estava fora-de-jogo. Tal como os senhores da Comissão Disciplinar da Liga fiquei com vontade de tirar dúvidas pelas imagens televisivas. Eles, tal como todos nós, tiveram a possibilidade de ver e rever de diferentes ângulos as imagens do lance do Luisão. Pelo contrário, nenhum de nós teve a possibilidade de tirar dúvidas sobre a posição irregular do argentino. Há quem lhe chame critérios, mas todos nós sabemos por quanto se compram esses critérios.

 

Efectivamente, lutamos com armas diferentes um combate que, tal como o caso Apito Dourado provou, se combate tanto fora das quatro linhas como dentro delas. Neste particular, o polvo continua com os tentáculos bem activos.

sinto-me: a viver em Portugal
publicado por Pedro F. Ferreira às 00:12
link do post | comentar
28 comentários:
De Luis Lima a 3 de Setembro de 2008 às 00:26
Exmo. Senhor Presidente Luis Filipe Vieira,

Serve o presente email, para sugerir que contacte os elementos que fazem parte do gabinete juridico
do Sport Lisboa e Benfica, para organizar e aferir da REAL possibilidade de o Nosso clube poder
rescindir o contrato com a Sport Tv por causa da qualidade das realizações aos Nossos jogos, de onde se
constata que são atentatórias e prejudiciais ao mesmo.
Assim para além da rescisão contratual, exigir uma indeminização por danos morais e patrimoniais que nos causaram.

As realizações dos Nossos jogos e dos nossos adversarios directos, constata-se que são estudadas ao pormenor,
pois nas mesmas, nunca existem imagens que sejam a nosso favor e sim o contrario, é facil de perceber o criterio de
e como são as mesmas efectuadas, pois aquando de lances de bola parada a nosso favor para a area dos adversarios,
o angulo e a camara escolhida é sempre a que se encontra mais longe e com ordens para seguir o trajecto da bola,
pois deste modo não mostrar os agarrões e agressões que entretanto os nossos jogadores sofrem, quando é ao contrario,
ou seja, bolas paradas contra nós (livres e cantos) a realização é diferente, foca-se com zoom e a atenção já não é
á trajectoria da bola mas sim á possibilidade de acontecerem lances de agarrões ou outros dentro da nossa area.

Por ultimo dois pedidos mais lhe faço, alguem que pergunte onde está a camara que apanhou o Luisão na possivel agressão ao jogador
do FCP e que não mostra a imagem da possivel deslocação do Lucho no lance que dá a grande penalidade, o local é o mesmo.
Nem uma unica imagem deste lance aparece sobre a colocação do Lucho na altura do passe.

A Direcção do Nosso Grande Clube que peça e mostre a imagem do Jorge Sousa na parte final do jogo, ainda
faltando alguns minutos para o final, a rir-se para o Lucho Gonzalez e a piscar-lhe o olho.

Varios Benfiquistas viram esta imagem na TV em directo.


Certo da defesa dos interesses do Nosso clube, despeço-me com elevada estima e consideração,


Luis Manuel de Lima
Socio Nº105193
De Anónimo a 3 de Setembro de 2008 às 00:37
Aqui está tudo o que eu queria dizer,simples e de uma forma ordenada, datada no tempo e espaço.Cada vez compreendo mais a atitude, embora errada, do Benfiquista que apertou o pescoço ao bandeirinha no passado sábado. Só me apetece dizer: Pobre País, Pobre Futebol, é tudo muito triste o que se passa neste Futebol que dizem ser da Primeira Liga.
Uma recomendação a esta gente: Decrete-se o novo campeão corrupto Já.
De Zé João a 3 de Setembro de 2008 às 00:45
Infelizmente esta Liga começa mal.
Não é pelas lesões da equipa, pois essas são coicidencia e apenas as relaciono com a diferença existente entre os anteriores prepardadores fisicos que passaram pelo SLB e esta máquina que felizmente temos e se chama Pako Ayerastan.
Quem já praticou ou pratica desportos de competição, como eu, sabe porque estas coisas acontecem. Mas como é no SLB, tudo está mal etc, etc. E como se não bastassem alguns adversários e inimigos, tambem alguns Benfiquistas se demonstraram como autenticos atrasados mentais e desconhecedores sobre preparação fisica.
Nas questões de disciplina quero ver qual vai ser o critério da CD da Liga para o resto do ano!
Nem vou acrescentar mais nada!
E sugiro à direcção do SLB que não deixe passar nenhuma infracção semelhante seja de um mija na escada qualquer seja de um grande!
Pois eu estou cansado de ver os jogadores de outras equipas a "trancenderem-se" contra o SLB e nunca serem chamados ás responsabilidades.
Claro que a comunicação social facciosa, especialmente a televisiva que nos vai brindando com comentarios no minimo escabrosos, faz para que isso acontença. Lances semenlhantes de outros clubezecos são sempre vistos como "entradas mais impetuosas" ou "calor do jogo" ou "determinação".
Quando somos nós é sempre por maldade e falta de profissionalismo!
Quando os lagartos invadem o campo após um golo do SLB, tem-se sempre calma, neste ultimo jogo, e eu acho que foi uma má acção, até alguns iluminados sugeriam a possibilidade de despromoção do SLB por coacção à equipa de arbitragem!!!!!!
Sinceramente!!!!!!
Que cambada...
De paul bekas a 3 de Setembro de 2008 às 01:49
Grande Post
Tem todo o meu apoio assim como o luis Lima, muito mas mesmo muito bom. Para mim ste é o melhor Blog do benfica, obrigado queridos amigos, porque aqui na realidade encontramos aquilo que os outros não dizem sobre o Benfica
De Andreslb a 3 de Setembro de 2008 às 02:07
Quero apenas deixar uma crítica ao Sr Fernando Seara porque na maioria das vezes falta-lhe a coragem de pôr o dedo na ferida. Como é referido no post, Guilherme Aguiar e Dias Ferreira espumavam por um sumaríssimo ao Luisão e perante isto o comentador benfiquista não teve a coragem de mencionar os casos mais do que explícitos da época passada por parte do Bruno Alves. Essa pressão tem que ser feita sob pena de, numa próxima vez, ser castigado um jogador bem mais influente do que o Luisão.
De bruno ferreira a 3 de Setembro de 2008 às 02:14
Porque quero ter a certeza de um pensamento que me ocorreu e não estar a dizer mentiras:

João Pereira apanha dois jogos por pisar um adversário...

Quantos apanhou o Bruno Alves na época passada por pisar o J. Moutinho?

Quem souber responder, faça -me esse favor,
De Jorge Ventura a 3 de Setembro de 2008 às 08:56
Excelente post
Pois é estamos todos cansados desta gritante dualidade de critérios...e a procissão ainda vai no adro...temos de ser muito fortes e nos unirmos todos em torno da equipa pois acredito firmemente que esta ainda nos vai dar muitas alegrias...quanto ao resto é estarmos atentos e irmos denunciando...!
Parabéns Pedro e saudações Benfiquistas
De Glorioso Adepto a 3 de Setembro de 2008 às 09:05
Pessoalmente, sou favorável aos sumaríssimos. Não me parece razão plauzível que o facto de haver uns jogos com mais camaras do que outros seja argumento. "Comes with the territory" de jogar num clube como o nosso. Já a questão do realizador, essa sim, é pertinente. Talvez se devesse pôr um árbitro na cabine de realização, para aferir das imagens (não pensei muito nisto, é uma sugestão enquanto escrevo).

Já a questão da discriminação de que somos alvo, aí estou totalmente de acordo. Gostava de saber porque é que os caceteiros mencionados nunca apanham sumaríssimos.



P.S. - E tenham muita atenção ao Rochemback, que tem o hábito de jogar com os cotovelos e nunca ouvi um comentadeiro a referir isso vez alguma...
De Helena Ramos a 3 de Setembro de 2008 às 09:23
Tanto falaram do lance que o resultado só podia ter sido este. Nem me recordo do lance, mas, tal como referes, gostaria de rever o do Lucho e do Lisando, em cima da linha, com muito mais pormenor. Podem dizer que isto é a mania da perseguição, mas foram os árbitros e o fcp que criaram este clima de suspeita.

O meu pai costuma dizer que além de um Apito Dourado, há um Microfone Dourado que muitos tendem a ignorar. Só gostava que dessem tanto destaque às palavras do Ricardo Araújo Pereira como dão, deram e darão às do Aguiar e do Dias Ferreira.


PS - O Tonel tem cotovelos maldosos? Naaa, não acredito... O Bruno Alves andou a bater em alguém? Eu acho perfeitamente normal que um jogador ponha os pitons no pescoço de outro.
De Andre Luis a 3 de Setembro de 2008 às 09:49
Artigo 139.º
Das invasões e distúrbios colectivos com reflexo grave no jogo
1. O Clube cujos sócios ou simpatizantes invadam o terreno de jogo com o propósito de protestar, agredir ou ameaçar
qualquer das pessoas referidas no artigo 138.º, n.º 1, ou provoquem distúrbios que determinem justificadamente o
árbitro a não dar início ou reinício ao jogo ou a dá-lo por findo antes do tempo regulamentar, é punido com
interdição do recinto desportivo por 1 a 3 jogos ou realização de 1 ou 2 jogos à porta fechada e multa de € 10.000
(dez mil euros) a € 20.000 (vinte mil euros).

Artigo 140.º
Da obrigatoriedade de vedação
Nos casos previstos nos artigos 138.º e 139.º os clubes responsáveis são ainda punidos com a medida de segurança de
vedação do terreno de jogo.

Artigo 141.º
Interdição Preventiva
1. Se o relatório da equipa de arbitragem, do delegado da Liga ou das autoridades policiais referir a ocorrência de
factos previstos nos artigos 138.º, 138.º-A e 139.º deste Regulamento ou em legislação especial, o recinto desportivo
do Clube é interdito preventivamente por 1 a 2 jogos, no âmbito do procedimento disciplinar instaurado.
2. A aplicação da medida de interdição preventiva é sempre levada em conta na sanção que venha a ser aplicada ao
clube.
3. O(s) jogo(s) que ao clube interditado caberia realizar como visitado efectuar-se-á(ão) em recinto com vedação e
túnel de acesso aos balneários a indicar pela Liga.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Estocada

Pasteleiro

Massacre

Letal

Justíssima

Confortável

Matura

Sólida

Contra-senso

Confirmação

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds