VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

Soporífero

Mais uma vez, o mais importante foi conseguido. Ou seja, a vitória, os três pontos, o manter a vantagem de quatro pontos sobre os andrades, e aumentar para cinco pontos a vantagem sobre os queques possidónios. Por aí não há queixas a fazer. Quanto à qualidade da exibição, isso já é outra história. Esta noite julgo que assisti ao jogo mais aborrecido do Benfica dos últimos tempos. Foi de tal forma que, durante certos períodos (em especial da primeira parte) cheguei a sofrer de sonolência profunda na bancada da Luz.

Afinal o Quique manteve mesmo o losango da Taça, trocando apenas alguns dos jogadores. Em particular, colocou o Nuno Gomes no lugar do Cardozo, e o Katsouranis no lugar do Binya. Na defesa, regressou apenas o número vinte e cinco para o lugar do Léo. E agora, se quisesse ser bastante preciso, não escreveria mais nada sobre a primeira parte. Porque quase nada se passou. O jogo foi feito praticamente a passo, com a maioria dos jogadores a parecerem demasiado relaxados. O maior sinal de perigo até foi dado pelo Estrela, que num cabeceamento obrigou o Quim a fazer uma boa defesa. Esse acabaria por ser o único remate digno desse nome que o Estrela fez em todo o jogo. Da parte do Benfica, uma jogada meio ao calhas com uns ressaltos pelo meio acabou por proporcionar ao Suazo uma grande oportunidade, mas o hondurenho acabou por rematar disparatadamente. Por falar em disparates, nesse particular aspecto houve a preciosa colaboração do Carlos Martins, que durante todo o tempo que esteve em campo empenhou-se em optar sempre pela solução mais complicada para qualquer situação, e foi coleccionando passes disparatados uns atrás dos outros. Zero a zero ao intervalo, e no ar uma sensação de que a equipa estava numa daquelas noites de 'isto vai acabar por resolver-se'. Pode ser que esta época ainda consigamos ver o Benfica marcar um golito antes do intervalo num jogo para o campeonato, para que as reuniões impromptu da Tertúlia durante aqueles quinze minutos não tenham sempre que ser passadas a reclamar dos jogadores, árbitros, treinador, tratadores do relvado ou, pior ainda, a ouvir o Leão Eça Cana a recordar nostalgicamente os belos tempos em que o Manuel José era o nosso treinador e a nossa equipa dava espectáculo a jogar à bola.

Não sei se o Quique terá barafustado muito com os jogadores ao intervalo, mas a verdade é que eles saíram um bocadinho mais espevitados do balneário. O Suazo começou a fazer umas corridinhas que mostravam que ele até era capaz de ser duas vezes mais rápido que os defesas do Estrela, o Katsouranis despertou estremunhado da sestazita que fez durante a primeira parte, e a equipa até começou a fazer uns quantos passes para a frente, em vez de andar por ali a trocar a bola lateralmente o tempo todo. Nem foi preciso esperar muito: após cinco minutos, estava o golo feito. Passe do Aimar para o interior da área, onde o Nuno Gomes recebeu e, de costas para a baliza e marcado por um defesa, atrasou para a entrada da área onde surgiu o Sídnei a rematar de primeira, com o pé esquerdo, para fazer a bola entrar junto ao poste. Estava feito o mais difícil. Diga-se de passagem que grande parte destas dificuldades foram criadas por nós próprios, já que o Estrela quase nunca conseguiu assumir-se como uma verdadeira ameaça durante todo o jogo, limitando-se a manter a organização defensiva e rechaçando os ataques previsíveis que iam sendo construídos pelo Benfica). Depois do golo, as coisas pareciam querer animar. Houve mais uns fogachos do Suazo, mas pouco depois voltou tudo à sonolência anterior, e depois da substituição do Nuno Gomes então foi uma autêntica pasmaceira até ao final. Claro que subsistiam alguns nervos perante a possibilidade de, com uma vantagem mínima no marcador, algum lance fortuito poder proporcionar ao Estrela o golo do empate. Mas conforme disse, o Estrela não conseguiu incomodar-nos durante quase todo o jogo, e por isso nem sequer chegou a haver alguma ameaça de um lance desse tipo poder acontecer.

Menos maus esta noite, talvez o Nuno Gomes, que mesmo durante os momentos de maior marasmo tentou sempre espevitar as coisas. O Yebda também foi dos mais activos, tal como o Maxi Pereira, que tentou inúmeras incursões pelo seu lado. O nosso número vinte e cinco também não esteve mal, sendo até dos melhorzitos durante aquela soporífera primeira parte. Quando jogamos em losango, os laterais terão obrigatoriamente que ter uma intervenção mais activa nas jogadas de ataque da equipa, e nesse aspecto ambos cumpriram. Quero também agradecer em particular ao Carlos Martins o facto de me ter mantido acordado durante vários dos períodos mais aborrecidos do jogo. Não fosse a irritação pelas sucessivas opções erradas de passe e remates disparatados, e seguramente teria adormecido.

A verdade é que, mais uma vez, mesmo sem jogarmos particularmente bem conseguimos conquistar os três pontos. Isto é muito importante, até porque, apesar de ainda haver muito campeonato pela frente, é sempre motivador ver os andrades e os queques possidónios a uma distância confortável. Agora falta-nos 'apenas' apanhar o imperturbável Leixões para ascendermos à liderança.

publicado por D`Arcy às 00:42
link do post | comentar
38 comentários:
De Simon a 17 de Novembro de 2008 às 00:57
O nosso 25?Desculp...Ele é jogador do Benfica,tanto como Léo ou N.Gomes!Compreendo que n gostes do seu antecedente,mas tratar o J.Ribeiro apenas por 25...é um exagero!
De Nuno Picado a 17 de Novembro de 2008 às 01:12
Mais um jogo fraquinho, fraquinho...

Estou com a impressão que há ali alguns jogadores que não jogam: passeiam. Já alguém reparou na forma como o Suazo recupera no terreno ou se desmarca depois de passar uma bola? Ele não corre. Nem sequer anda em passo acelerado. O homem vai em passinho lento, com toda a calma do mundo. Deve achar que não é preciso abrir linhas de passe ou recuperar a sua posição.
Se lhe colocam a bola em corrida, ai a história já é outra! De qualquer modo, isto não chega. É preciso mais empenho e humildade!

Desculpem lá o desabafo, mas este tipo de coisas faz-me confusão.
De D`Arcy a 17 de Novembro de 2008 às 01:44
Simon, tendo em conta que esse senhor me tratou, como adepto do Benfica, por 'fdp' mais do que uma vez, e que nunca pediu desculpa por isso, muita sorte tem ele em que eu o denomine por 'o nosso número 25'.
De Paulo a 17 de Novembro de 2008 às 08:51
Missão cumprida.
São jogos como este que ainda no ano passado dava empate na Luz...
Força Benfica!!!
De Simon a 17 de Novembro de 2008 às 09:04
Concordo Paulo.Em relação ao D'arcy,ñ concordo,mas aceito.Saudações e parabéns pelo blog!
De Jorge Ventura a 17 de Novembro de 2008 às 09:11
Quando se joga bem a possibilidade de ganhar é mais elevada..felizmente temos ganho muitas vezes jogando sofrivelmente como foi mais uma vez o caso de ontem...por um lado fico contente com as vitórias é claro mas não deixo de ficar terrivelmente preocupado olhando para o futuro...que diabo já era tempo de jogarmos qualquer coisinha que se visse...!!!
Saudações Benfiquistas
De Velho Estilo a 17 de Novembro de 2008 às 09:20
Cheira a "título" trapatoniano...
De Pedro a 17 de Novembro de 2008 às 09:57
Não acho q a exibição tenha sido assim tão má. Tendo em conta q estavamos a jogar em losango, uma táctica ainda muito verde nesta equipa, acho q estivemos bem. Dominámos sempre o jogo, sempre com posse e controlo de bola, bons passes, boas triangulações, boas mudanças de flanco, sem problemas defensivos.

Não posso, de forma alguma, considerar negativa a exibição do SLB. E estas vitórias são importantes pq permitem q a onda continue a crescer.
De DeVante - Legio Aquillae a 17 de Novembro de 2008 às 10:07
Por acaso eu também bastas vezes o chamei de "fdp", não tenciono pedir-lhe desculpas e não espero que ele o faça. Estamos quites neste particular. É jogador do Benfica, está a jogar muito bem e, por isso (apenas por isso) tem os meus respeitos e que continue titular por muito tempo. O lugar é dele...Jorge Ribeiro
De Ped a 17 de Novembro de 2008 às 11:04
Boas

Ja há muito que acompanho este blog, na condição de visitante, no qual aprecio muito as crónicas aqui escritas. Em relação ao jogo com o estrela da amadora, só no fim dos lagartos e dos andrades jogarem com o estrela, é que veremos se a nossa exibição foi mesmo "fraquinha", ou se o nosso adversário é que se portou bem demais... porque no jogo com o leixões toda a gente pensou que o Benfica fez uma exibição "fraquinha", mas no entanto, os outros "2" não fizeram melhor figura com o mesmo adversário... e em casa ainda por cima.

Saudações Benfiquistas
Paulo

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds