VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

O Nosso Lugar

 Aí há uns anos proclamava-se a hegemonia do futebol calculista, frio e feio. A hora do espectáculo acabara. As Grécias deste mundo provavam-no, sendo o símbolo mais perfeito e trágico disso a vitória da equipa de Otto Rehhagel sobre a maravilhosa República Checa de Karel Bruckner no Euro-2004. Mas o mais espantoso é que a reacção ao sucesso das estratégias cinzentas não tomava na maioria dos espectadores a forma de lamento, de saudade, de uma fervorosa opção pelos contrários caminhos do futebol de ataque. Dos campos para as cabeças dos adeptos, a otto-rehhagelização marchava e o próprio futebol murchava. Os teóricos da chatice, que neste caso se confundiam com aqueles que o grande Nélson Rodrigues chamava de "idiotas da objectividade", sorriam, num gesto de ironia suprema, pela falta de razões para sorrir. 

 Foi com alegria, como devem supor, que vi os tais "realistas" levarem com a realidade de um Barcelona, puro espectáculo, conquistador da Europa. Com a equipa de Rijkaard e Ronaldinho e a de Guardiola e Messi, com um pequeno intervalo no meio, o futebol de ataque voltou à glória que lhe é própria. O sorriso dos outros é agora por eles engolido e os pontos de exclamação voltam a descer aos relvados. É ainda com mais alegria que noto que o Benfica do presente embarcou nesta cruzada - bola a rolar, virtuosos a trabalhar e golos lá para dentro. 6-0 em jogos que antes serviam para descansar e grandes exibições de jogadores que antes eram fantasmas de si mesmos. Ver os jogos já não é só paixão, é paixão retribuída. É precisamente essa atitude exclamativa de que falava o ano passado que nos põe num lugar que há muito nos fugia. O nosso lugar. 

publicado por Simão às 11:19
link do post | comentar
10 comentários:
De quetzal guzman a 20 de Outubro de 2009 às 13:40
Acho que o principal problema é muita gente insistir nesta coisa do futebol bonito vs futebol feio, ou futebol ofensivo vs futebol defensivo. Na minha cabeça há bom futebol e mau futebol e o futebol do Barcelona não é bom por ser espectacular. Isso é o extra. O futebol do Barcelona é bom porque é completo, porque é uma equipa que domina os vários momentos do jogo. Mas o futebol do Chelsea de Mourinho também era bom, porque, de uma forma diferente, atingia o mesmo que Guardiola . Se quisermos basear isto apenas no Barcelona, podemos sempre recordar que Guardiola , mesmo com sorte e árbitros, como alguns apontaram, conseguiu resistir ao Chelsea de Hiddink , enquanto Cruyff , por exemplo, foi trucidado pelo Milan de Capello . Para mim tem uma razão muito simples: Guardiola preocupa-se com tudo! E mesmo que o ataque esteja desinspirado, ou que a defesa adversária esteja em bom plano, dota a sua equipa de um equilíbrio que lhe permite retirar proveitos. E nunca vai sofrer goleadas como Cruyff chegou a sofrer na liga espanhola.
Por cá temos um exemplo perfeito de uma equipa ofensiva que, na minha opinião, não era tão boa quanto a pintavam: o Sporting de Peseiro . O Porto do Adrianse era melhor, mas também não me convenceu, porque trucidava 15 equipas do nosso campeonato, mas chegava aos clássicos e à Europa e tudo ruía. O Benfica tinha nesse ano a obrigação de fazer o bi, pena que se tenha distraído em demasia com a Europa e que o balneário tenha sofrido tamanha convulsão em Dezembro.
De CsA a 20 de Outubro de 2009 às 13:55
Boas pessoal!

Tenho uma questão, apesar de ser off-topic, penso ser relevante...

O contrato com o Javi Garcia envolve alguma opção de re-compra por parte do Real Madrid ?

Alguém que me pudesse esclarecer esta duvida?

Cumps
De utopiamaior a 20 de Outubro de 2009 às 18:59
Meu caro amigo,
SIIINNNTTTOOOOOO O MESMO... é este futebol que eu amo, mais do que a vitória eu amo a vitória com arte...
O futebol só é futebol a sério, a valer, quando tem arte nos pés e na cabeça dos atletas e quando existe verdade e desejo de vencer com honra... ESSE É O FUTEBOL MAIOR, o que eu amo intensamente!

Amar a Arte é o desafio para todos os atletas que jogam à bola! É o desafio para todos os adeptos!

Viva o Benfica de Jesus!
De Simão a 20 de Outubro de 2009 às 19:50
É claro que uma equipa que marcasse 5 golos por jogo e sofresse 6 não estaria a fazer um bom trabalho. Claro que o equilíbrio é importante e claro que uma equipa é melhor quanto mais completa for. Mas discordo em absoluto quando se diz que o Chelsea de Mourinho é igual ao Barcelona de Guardiola: este último está num nível muito mais alto. Não me parece escusada a distinção entre futebol feio e futebol bonito, entre futebol defensivo e futebol ofensivo - pela simples razão de que, embora as duas estratégias possam produzir equipas vencedoras, o bom futebol é mais do que ultrapassar a qualquer custo o adversário.

Simão Lucas Pires
De Vermelhusco a 20 de Outubro de 2009 às 23:07
Neste caso concordo com o guzman. Acho ridícula a distinção que é feita entre futebol bom e futebol mau e as pessoas que confundem futebol vistoso com futebol bom. Na minha opinião o Barcelona não foi a melhor equipa europeia do ano passado, mas sim o Chelsea de Guus Hiddink. Quando uma equipa vê 4 ou 5 penalties contra si serem perdoados num jogo então não me venha dizer que merecem ganharem a Champions!
Sabem quem é que também ganhou muitos títulos assim a nivel nacional? Os Porkos.
O Barcelona é o equivalente do FCP a nível europeu. São carregados ao colo pelos árbitros. Ou será que os benfiquistas já se esqueceram como o Barcelona passou os quartos com o Benfica á uns anos? Quando o árbitro em Lisboa não marcou um pénalti claríssmo a nosso favor e num lance exactamente igual em Barcelona foi penálti??
Pode haver muita gente apaixonada pelo Barça mas se olharem objectivamente são estupidamente beneficiados pelos árbitros. Assim qualquer um se dá ao luxo de jogar bonito. Por isso não me falem desses culés que nem sequer admitem que são beneficiados na Europa porque dá jeito a muita gente na UEFA que um clube popular como o Barça seja campeão europeu.
Olhem, o ano que mais vibrei com o Benfica foi quando fomos campeões nacionais e não quando ficamos em segundo com o Fernando Santos apesar de ele ter feito um bom trabalho.
Para mim uma equipa só se deve reocupar em jogar bonito quando já consegue ganhar com regularidade.
No entanto, fico feliz por ver o Benfica jogar bonito e ganhar obviamente.
De godgil a 20 de Outubro de 2009 às 23:33
Parabéns ao autor do post! Por duas razões: a qualidade da prosa e a ideia formulada de relação ideal entre adeptos e clube, que é precisamente a que eu perfilho.
De quetzal guzman a 21 de Outubro de 2009 às 01:05
Simão, n minha opinião apenas são esteticamente diferentes porque o Guardiola consegue dar essa dimensão extra que falas ao futebol da sua equipa, mas ambas as equipas joga(va)m bom futebol. O Chelsea defendia bem, atacava bem, controlava o ritmo dos jogos, era sempre superior, jogava bem e jogava melhor que os outros. Era menos vistoso que o Arsenal, por exemplo, mas no cômputo geral jogava melhor. Eu também prefiro o Barcelona do Guardiola, mas isso não invalida que equipas com um futebol menos apoiado, ou com menos preocupações estéticas, joguem bem. Como a Juventus do Lippi ou o início do Milan do Ancelotti, para dar outros exemplos de topo. Claro que ter jogadores de top facilita, e muito, a tarefa do treinador.
De tma a 21 de Outubro de 2009 às 10:05
Simão, para começar, saúdo o teu regresso à escrita na Tertúlia!

Quanto ao post em si, estou inteiramente de acordo. Ainda assim, acrescento que, no que se refere ao Benfica, entre jogar "feio" e ganhar ou jogar "bonito" e perder, claramente prefiro a primeira.
Felizmente o Benfica tem conseguido conciliar a eficácia com o espectáculo, o que é fundamental para criar um clima de confiança na equipa e para cativar os adeptos, o que é essencial para que se estabeleça uma relação simbiótica entre ambos :-P
E o mais importante, é que o espectáculo surge em função da eficácia: a preocupação é sempre ganhar e é dessa atitude vencedora mantida ao longo dos 90 minutos (e não apenas em algumas partes do jogo) que decorrem o bom futebol e os muitos golos que o Benfica tem marcado.

No entanto, não deixa de ser irónico que no mesmo dia em que escreveste o post, o Barcelona tenha perdido em casa para CL contra uma equipa teoricamente inferior e que claramente privilegiou a eficácia em detrimento da espectacularidade. Mas embora o Rubin tenha tido alguma sorte, a vitória não foi meramente fruto do acaso.
De André a 21 de Outubro de 2009 às 16:11
A nomeação do Vasco Santos para o SLB-Nacional é escandalosa e pode mesmo ser entendida como uma provocação ao SLB! Lembram-se do SLB-Setúbal da época passada? Lembram-se do FCP-Leixões já desta época em que Vasco Santos não assinala logo no início do jogo uma falta perigosa a favor do Leixões e depois inventa o penalty da tranquilidade para o FCP?

Além disso o histórico de Vasco Santos é bem conhecido... está inclusivamente implicado nas certidões do Apito Dourado.

Nomeação estranha, cirúrgica por isso atenção, muita atenção MESMOO
De paulinho a 21 de Outubro de 2009 às 16:17
O Chelsea do Mourinho??Por favor...aquele mesmo Chelsea que em 2005 defendeu atras do meio campo um jogo inteiro em Camp Nou e com tamanha "caganeira" só perdeu 2-1? Por favor por favor....

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds