VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2014

Aberto

Vitória bastante sofrida num jogo de luta e com qualidade muito abaixo daquilo que se espera na Champions. A vitória acabou por sorrir-nos com mais um golo do suspeito do costume, mas também poderíamos ter perdido ou empatado, porque o jogo foi equilibrado e poderia ter caído para qualquer uma das equipas, ainda que com ligeira superioridade do Benfica, que conseguiu construir mais oportunidades de golo.

 


Relativamente ao jogo com o Rio Ave, duas alterações no onze: Jardel no lugar do Lisandro, e Derley no lugar do Lima. Quanto ao jogo, nem sei como posso conseguir escrever muito sobre ele. Achei-o francamente mal jogado, e acho que já vi jogos da nossa equipa B na segunda liga com mais qualidade. Os primeiros minutos até prometeram, com o Benfica a entrar relativamente bem devido sobretudo a algumas boas iniciativas do Gaitán, e com uma boa oportunidade desperdiçada pelo ultimamente desastrado Salvio. Mas depois disso o jogo depressa caiu para um nível muito pouco aceitável, com jogadores como o Salvio ou o Talisca muito desastrados, a perder bolas atrás de bolas e quase sem acertar um passe. Apenas o Enzo me pareceu ir mantendo lucidez e tentando empurrar a equipa para a frente de forma mais organizada. Oportunidades nem vê-las, e a bola a passar a maior parte do tempo na zona do meio campo a saltitar de uma equipa para a outra, com nenhuma delas a parecer ter muita vontade de arriscar. Sobretudo o Mónaco, que claramente entrou em campo interessado em manter o empate e eventualmente explorar algum contra-ataque ou erro do Benfica para obter algo mais. Só mesmo a fechar a primeira parte é que voltou a haver emoção, numa enormíssima oportunidade de golo que surgiu nos pés do Gaitán, após aquela que terá talvez sido a melhor jogada que o Benfica construiu durante todos os noventa minutos. Mas o Gaitán acabou por demorar um bocado e o remate foi desviado já no limite por um defesa.

 

 

A segunda parte continuou a ser mal jogada, mas foi bastante diferente da primeira. O jogo ficou muito mais partido, com vários remates à baliza de parte a parte. Numa fase inicial foi mais uma vez o Benfica quem tomou a iniciativa, mas depois de uns dez ou quinze minutos foi o Mónaco quem passou para cima. O Gaitán nesta fase parecia já estar em condições físicas bastante longe das desejáveis e ajudava pouco na defesa, limitando-se quase a correr apenas quando tinha a bola nos pés. Atrás dele o André Almeida claramente não estava a conseguir dar conta do recado - e o Jardel ajudava à festa - e o seu adversário directo (Ferreira-Carrasco) fazia dele o que queria, resultando daí que era pelo nosso lado esquerdo que o Mónaco ameaçava quase sempre. Numa dessas investidas foi este jogador a obrigar o Júlio César a uma enorme defesa, que nos salvou de males maiores e manteve o resultado em branco (já na primeira parte tinha feito uma enorme defesa, mas o lance foi anulado por fora de jogo). Na entrada para a fase final do jogo, e numa altura em que já jogávamos com dois avançados após a troca do Samaris pelo Lima, o Benfica voltou a aparecer mais no ataque e acabou por ser recompensado a oito minutos do final, com um golo do inevitável Talisca. No seguimento de um canto, desvio de cabeça do Derley ao primeiro poste e o Talisca surgiu completamente sozinho na zona do segundo poste para fazer o golo. Este era mesmo jogo para ser decidido por um único golo, e portanto a vitória já não nos fugiu, ainda que um disparate do Jardel pudesse ter deitado tudo a perder - resolveu fazer a parvoíce de tentar agarrar a bola depois de cair, esquecendo-se que o árbitro por acaso nem tinha assinalado falta e ainda que estava dentro da área.

 

 

O jogador que mais me agradou foi o Enzo, que foi sempre um dos jogadores mais lúcidos durante todo o jogo, e aquele que os companheiros procuravam para organizar jogo. O Gaitán deve mais uma vez ter-se sacrificado pela equipa, porque me pareceu que claramente estava bastante longe da sua melhor condição física. Ainda assim foi importante nas acções ofensivas quando teve a bola nos pés. Gostei também do Luisão, e o Talisca melhorou da primeira para a segunda parte. Não gostei nada do André Almeida esta noite, que teve demasiadas dificuldades com o seu adversário directo e concedeu demasiadas facilidades pelo seu lado. O Salvio continua a atravessar uma fase má, e a desperdiçar demasiadas jogadas por insistir num individualismo excessivo.

 

Esta vitória em conjunção com o resultado no outro jogo significa que voltou a estar tudo em aberto no grupo. A manutenção na Champions está apenas à distância de um ponto, e qualquer uma das equipas à excepção do Leverkusen poderá seguir em frente, cair para a Liga Europa, ou ficar eliminada. Mas creio que para o Benfica poder manter qualquer tipo de aspirações concretas, terá que pontuar na Rússia.

publicado por D`Arcy às 00:44
link do post
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds