VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 8 de Janeiro de 2017

Cirúrgica

Foi uma exibição quase cirúrgica da nossa equipa e uma vitória importantíssima nesta caminhada, num dos campos mais difíceis da nossa Liga, contra um dos adversários mais complicados de defrontar. 

 

 

No onze inicial a principal nota de destaque foi a inclusão do Jonas e do Salvio no onze inicial. Não muita surpresa pela escolha do Jonas, porque já está recuperado há algum tempo e tem vindo a somar minutos e a ganhar ritmo, mas o Salvio já foi mais surpreendente, tendo em conta que já não jogava há algumas semanas (desde o jogo contra o Sporting). Mas ambas as escolhas acabaram por se revelar acertadas. Logo desde o apito inicial que foi fácil ver porque motivo o Vitória está a fazer um bom campeonato e é uma equipa difícil de defrontar. Tentam pressionar alto e em todo o campo, jogam com muita agressividade (no bom sentido) e os seus jogadores lutam por cada bola como se fosse a última. E por isso mesmo os minutos iniciais deixaram a ideia de que teríamos pela frente uma tarefa muito complicada. Só que a nossa equipa, em jogos nos quais é mais pressionada, costuma ter a capacidade para jogar de uma forma muito organizada, mantendo sempre a calma e sabendo esperar pelas ocasiões para ferir o adversário. E por isso mesmo, apesar da tentativa constante de pressão por parte do Vitória, nunca, em qualquer momento do jogo, fiquei com a sensação de que o mesmo estava sequer perto de fugir ao nosso controlo. Mesmo quando tivemos a infelicidade de perder o Fejsa, por lesão, ainda na fase inicial do jogo. É que quase de seguida, na primeira verdadeira ocasião de golo que construiu, o Benfica foi letal e colocou-se em vantagem. O lance começa numa bola ganha pelo Mitroglou no meio campo adversário, que esperou pela corrida do Salvio para lhe endossar a bola. O argentino correu pela direita, entrou na área, ultrapassou o adversário directo e fez o passe atrasado para o Jonas marcar, com a bola a tocar ainda na trave. O golo aconteceu aos dezanove minutos, e a reacção do Vitória resumiu-se praticamente a um remate à malha lateral da nossa baliza, quase imediatamente a seguir ao golo, na sequência de um par de maus alívios da nossa defesa. O Benfica continuou completamente tranquilo no jogo, e à beira do intervalo ampliou a vantagem, num contra-ataque conduzido pelo Jonas, que na altura certa passou a bola para o Mitroglou. À entrada da área o grego fez uma recepção perfeita e depois colocou a bola na baliza com um remate rasteiro e colocado, que nem saiu com muita força. E aparentemente quase sem grande esforço, o Benfica saía para intervalo com uma vantagem importante.

 

 

Esperava uma entrada forte do Vitória na segunda parte, na procura do golo que relançasse o jogo. E a segunda parte teve de facto sinal mais do Vitória em termos de posse de bola e domínio territorial. Pressionaram ainda mais alto e conseguiram de forma eficaz atrapalhar a nossa saída de bola. Mas o sinal mais do Vitória foi mesmo basicamente isso, porque depois não o conseguiram traduzir em muitas ocasiões de golo, pelo que o Benfica nunca passou por qualquer tipo de sufoco. Na retina ficaram-me apenas dois lances de maior perigo por parte do nosso adversário: um remate de primeira desferido já no interior da área, que passou muito por alto, e um cruzamento/remate que obrigou o Ederson a uma boa intervenção (a bola seguramente entraria na baliza). O Benfica, mesmo saindo poucas vezes para o ataque, quando o fazia era com muita segurança, e conseguiu assim criar até mais e melhores ocasiões para marcar do que o Vitória. Por três vezes conseguimos colocar um jogador em frente ao guarda-redes e em condições de marcar. Mas o Douglas opôs-se com eficácia às tentativas do Mitroglou, Pizzi e Salvio. Nas situações do Mitroglou e do Salvio, em particular, se os nossos jogadores tivessem sido um pouco menos egoístas talvez tivéssemos marcado mesmo - o Mitroglou tinha o Jonas sozinho no meio, e o Salvio tinha o Mitroglou solto na mesma posição. A pressão que o Vitória tentou exercer teve os seus custos, e à medida que o jogo se foi aproximando do final o nosso adversário foi progressivamente recuando a linha de pressão, até que nos minutos finais o Benfica já era capaz de controlar sem grandes problemas a posse da bola, rodando-a pelos pés dos nossos jogadores enquanto o tempo se escoava. No final, ficou mesmo a sensação (talvez um pouco enganadora) de que a vitória tinha sido relativamente fácil de conquistar.

 

 

Destaque maior para o Jonas no seu regresso à titularidade na Liga. O melhor jogador da Liga Portuguesa está de regresso. Um golo, uma assistência, e o reeditar da dupla letal com o Mitroglou. Tal como disse no jogo contra o Vizela, o rendimento do grego muda completamente com a presença do Jonas. Mas também, tendo em conta a classe do Jonas, acho que qualquer jogador beneficia por jogar ao lado dele. Foi também um jogo enorme do Luisão. O nosso capitão esteve simplesmente insuperável a liderar a nossa defesa. E o Samaris entrou bem no jogo, não nos deixando a lamentar a saída do Fejsa.

 

Confesso que encarava este jogo com alguma apreensão. Parecia-me ser daqueles jogos em que, a bem da Nação, o Benfica deveria perder pontos. É que a Nação tem andado bastante abespinhada nos últimos dias, e uns pontitos perdidos pelo Benfica seriam remédio santo para acalmar as hostes. Mas este Benfica é demasiado competente para se deixar afectar por todo o ruído que tentam criar, e vai seguindo o seu caminho rumo aos objectivos traçados. E cumprida a primeira parte da 'missão' Vitória, há que preparar a segunda com cuidado, porque normalmente dois jogos seguidos contra um mesmo adversário significam complicações adicionais no segundo jogo. E este Vitória não é um adversário qualquer.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:54
link do post | comentar
7 comentários:
De antonio fonseca a 8 de Janeiro de 2017 às 09:03
Bom dia,

Boa vitória num jogo bem conseguido perante um bom adversário e num dos campos mais difíceis de passar.

Este jogo a meu ver é dos mais importantes na caminhada para o título. Na época passada em comentários com amigos, eu previ que ao ganharmos em Guimarães as portas para o titulo estavam abertas. Espero que este ano a minha "profecia" se mantenha.

No capítulo exibicional gostei das prestações de Sálvio (bom regresso) e de Jonas (parece-me recuperado). Lindelof parece estar a pagar o ruído que está a ser feito com a possível ida para o MU com algumas hesitações.

De resto agradou-me imenso que os andrades tenham encostado em Paços de Ferreira. Coitados mesmo com a coação sobre os árbitros não conseguem ganhar. Não falaram da arbitragem sobre o penálti não assinado contar eles por mão de um defesa de seu nome teles.

Agora apontar agulhas para o próximo embate com o vitoria de Guimarães, porque esta taça é também importante, como as demais.

Saudações benfiquistas.
De Manuel Afonso a 8 de Janeiro de 2017 às 10:39
Cirúrgica e de bisturi bem afiado, caro D'Arcy.

É um gosto para quem gosta de analisar o jogo olhando para as questões tácticas e estratégicas, ver a equipa do Benfica jogar.
Nem sempre as coisas saem bem, nem sempre a qualidade dos adversários nos permite impor o nosso jogo, mas sempre, sempre, podemos contar com uma equipa que sabe a cada minuto o que fazer em campo.
E depois temos jogadores, muitos, que devido à sua qualidade são letais no momento de decidir.

Esta foi uma semana absolutamente patética para os nossos adversários.
Tão patética que fora os fanáticos que vivem desligados da realidade, terá envergonhado até os adeptos do antense e do lumiarense.

Um antense que faz 2 pontos num grupo de apuramento da taça da liga e diz que a culpa é de um árbitro.

Um lumiarense que ajavarda o final de um jogo de futebol recuando 30 anos no tempo, a propósito de uma arbitragem que no limite os terá beneficiado.

Uma comunicação social que tenta imbecilmente esconder o penalti ao minuto 71, esquecendo-se que agora vivemos na era das redes sociais.

Uma comunicação social que promove Madureiras a respeitáveis comentadores com tempo de antena. Neste país até macacos chegam a doutores.

E finalmente, jornaleiros que com medo do monstro que estavam a criar, de repente descobriram as vantagens da ponderação e da paz no futebol. Como qualquer reles sanguessuga, têm que ter o cuidado de não matar o hospedeiro. Incompetentes deste calibre não têm hipótese de se agarrar a mais nada.


No final disto tudo, lá o antense poderá gritar vitória.
Tanto se queixavam de não ganhar por os árbitros não assinalarem penaltis a seu favor, que agora não perderam por o árbitro não assinalar um penalti contra si.
Os pontos são os mesmos. 1 apenas. Mas esta vitória ninguém lhes poderá tirar.
Tão, tão, tão ridículos.

De Henrique Teixeira a 8 de Janeiro de 2017 às 11:05
Jogo muito inteligente produzido pelo Benfica, do qual resultou uma muito saborosa vitória nesta difícil deslocação ao reduto da 5.ª melhor equipa portuguesa. O jogo revestia-se de tanta dificuldade que caso o Benfica não ganhasse, o mesmo não constituiria surpresa. De certeza que os nossos principais adversários alimentavam grandes esperanças de verem diminuir os seus atrasos nesta jornada. Felizmente o nosso glorioso não só ganhou como ainda logrou aumentar o avanço pontual sobre o adversário que considero o mais perigoso na luta pelo título.
Depois da alegria desta grande vitória, sentir outra passadas duas horas foi imensamente agradável.
Para o jogo da próxima terça -feira estou com um misto de receio e de confiança.
De Águia Real e Eterna a 9 de Janeiro de 2017 às 15:52
N A T U R A L Í S S I M A. Venceu o Maior e o Melhor. Nada a dizer a não ser que poderíamos ter marcado mais golos, embora também pudéssemos ter sofrido um ou dois por ABÉBIAS do nosso sector defensivo. Vale-nos aí, na maior parte das vezes, o nosso SUPER-Guarda Redes EDERSON, que às suas enormíssimas qualidades junta o profissionalismo total e, vê-se e sente-se bem, o seu grande BENFIQUISMO. Já não o trocava pelo também muitíssimo bom Oback.

Ademais, noto que só não gostei que Rui Vitória apenas tivesse dado cerca de 3 minutos de jogo ao nosso jovem e grande jogador Zivckovic, esse sérvio maravilha nos seus cruzamentos de pé esquerdo a parir do lado direito do ataque do Benfica, que se tivermos um BOM CABECEADOR que ATAQUE AS BOLAS NA ÁREA ADVERSÁRIA, irá proporcionar muitos e bons golos para o nosso BENFICA que nos garantirão grandes e importantes VITÓRIAS.

Quanto à APITADORAGEM do lagartinóide algarvio nuno almeida, que não sendo nem de perto nem de longe como as do antigo e ASQUEROSO /LEPROSO apitador ovigário malquerença que sempre nos roubou ´s GRANDE E À AMERICANA, foi mais do mesmo, isto é, cumpriu o que através da HEDIONDA PRESSÃO que aos apitadores é feito pelos nossos INIMIGOS oporco corrupto e riporting de alvaLADRA, MANDA O "DEC.LEI" por esse dois clubecos redigido: EM CASO DE DÚVIDA, APITA-SE SEMPRE CONTRA O BENFICA. Neste caso até foi mais longe porque existiram mesmo faltas feitas pelos jogadores vimaranenses que, PASME-SE, foram marcadas contra o nosso Benfica.
Isso acontece porque à PRESSÃO ENORME E HEDIONDA que é feita pelos nosso INIMIGOS aos apitadores, NÓS BENFICA não temos capacidade para fazermos a CONTRA-PRESSÃO, para DESCONSTRUIR AS MENTIRAS que esses dois clubecos e os seus "pontas de lança" todos os dias inventam contra o nosso Glorioso Clube, pois temos uma Direcção e um Presidente que não PIAM nem MIAM, e que só o farão em forma de lamento no caso de a CASA ARDER TODA, ou seja no caso de ROUBADOS PERDERMOS O CAMPEONATO.

Isso é o que eu LAMENTO.
Se formos a ver as coisas com ABSOLUTA SERIEDADE, sem BENFIQUISMOS e sem outros "ismos", o Nosso BENFICA é de longe o clube mais PREJUDICADO de todos so que disputam as provas em Portugal. Digo mesmo que somos roubados em Poertugal dez vezes mais do que o somos na Liga dos Campeões.
Mas, PARADOXALMENTE, o que passa para a OPINIÃO PÚBLICA, por incessante linguajar de mentiras contra o nosso Clube, e sem nós nada fazermos para FORTEMENTE CONTRADITAR esses ASQUEROSOS MENTIROSOS PROFISSIONAIS, é que o Benfica é que é o beneficiado!!!!!!!!!!!

É isso que é preciso DESCONSTRUIR, como muito bem o fez o nosso treinador Rui Vitória antes deste jogo em Guimarães, pois se ele estivesse à espera que fosse o que faz de nosso Presidente ou algum elemento da sua Direcçãozinha de PAUS MANDADOS a tomar POSIÇÃO FIRME E INDUBITÁVEL em defesa intransigente do BENFICA, bem que poderia esperar não digo sentado.. digo DEITADO.

É isso que me irrita. É ver o meu GRANDE, GLORIOSO E INIGUALÁVEL SPORT LISBOA E BENFICA SEM DEFESA DE QUEM O DIRIGE, e por isso eu - eu e muitos Benfiquistas como eu com quem convivo diariamente - nos nossos jogos em Portugal, o que mais tememos não são os onze adversários. O que mais TEMEMOS e que nos põe o coração a trabalhar a 200% são as APITADORAGENS ANTI-BENFICA.

Para amanhã no mesmo palco de Guimarães, agora para a Taça da Liga, mais um lagartinóide ODIENTO E RASTEIRO foi nomeado, o apitador REPUGNANTE carlos xistra. Se se lembrarem da rábula por ele cometida e que levou à expulsão do nosso antigo jogador italiano MICOLI num jogo por nós disputado em pleno estádio da Luz, podem bem considerá-lo um ser ABECTO E ASQUEROSO.

Continuo a dizer: Só VENCEREMOS E CHEGAREMOS À GLÓRIA SE A NOSSA FORÇA, DETERMINAÇÃO E EMPENHO EM DEFENDER O NOSSO INIGUALÁVEL CLUBE FOR MAIOR, BEM MAIIOR DO QUE O ÓDIO DESSES CABRÕES do "riporting clube do porco".

TOCA A ENCHER NO PRÓXIMO SÁBADO A NOSSA CATEDRAL DA LUZ.

BENFICA BENFICA BENFICA Sempreeeeeeeeeeeeeeee o Maior e o Melhorrrrrrrrrrrrr
De Luís Manuel a 10 de Janeiro de 2017 às 00:05
Olá D'Arcy, e muito obrigado pelo teu post.

Foi um jogo muito difícil e a nossa vitória é incontestável, mas foi alcançada graças a um enorme espírito de equipa, a muita determinação e entreajuda, e à muita maturidade dos nossos jogadores, que souberam aproveitar as oportunidades para marcar na primeira parte e depois gerir bem o jogo na segunda parte. Verdade que o Vitória jogou muito bem nessa segunda parte, mas isto é assim mesmo, o adversário também joga, e este Vitória é de facto uma excelente equipa. O que torna a nossa vitória ainda mais importante. Na minha opinião, jogámos contra a segunda melhor equipa da liga. O Vitória joga muito bem - e, ao contrário do que vi em anos anteriores, não o faz com uma agressividade negativa. Joga construtivamente. Houve momentos do jogo em que, tenho de reconhecer, foram eficazes. Nesses momentos soubémos ser organizados, soubémos suster o ímpeto do adversário. E podíamos realmente ter marcado. Só não o fizemos por aquilo que já apontaste no teu post.

Inteiramente de acordo com os destaques individuais a que fazes referência. Mas tenho que salientar também o Ederson, esteve muito bem! E só espero que a lesão do Fejsa não seja grave. Confesso que a sua saída logo nos primeiros minutos me deixou apreensivo. Caramba, não temos sorte nenhuma. Não há jogo em que não tenhamos um jogador lesionado. Que ele e todos os outros voltem bem depressa, mas tenho gostado muito de todos os que entram. Todos se empenham ao máximo e dão o máximo. O Samaris, o André - que no sábado não teve vida fácil mas nunca vira a cara à luta. Gosto muito do nosso espírito de equipa. Muito importante a nossa vitória. Percebo a desmoralização de muita gente com este resultado, mas nós estamos na luta. É bom que se perceba isso. Teremos exibições boas e menos boas, pode acontecer que sejamos surpreendidos uma ou outra vez, mas estaremos sempre na luta. Podem vir com todas as campanhas mesquinhas e miseráveis, podem vir com anões, grunhos e macacos, podem fazer desaparecer - como por encanto - imagens de penáltis não assinalados que cometeram contra os seus adversários (e perante o silêncio dos seus adversários), mas nós estaremos na luta. Não sei se ganharemos ou não este campeonato, não sou o Zandinga, mas tenho a certeza que vamos lutar para o ganhar, e sem gritarias, sem insultos, sem ódios, sem ironias cretinas e próprias dos que nunca deixarão de ser chefes de claque. Temos de trabalhar muito e muito para ganhar a qualquer adversário, e acredito que os nossos jogadores estão cientes disso.

O jogo (de hoje) contra o Vitória, para a Taça da Liga, vai ser ainda mais difícil. Espero ainda mais dificuldades. Teremos de fazer um grande jogo, porque o Vitória é de facto uma excelente equipa.

Força, Benfica!

De António Madeira a 10 de Janeiro de 2017 às 00:10
Olá, D`Arcy.
Tal como referiste, ficou a sensação de que esta saborosa vitória foi relativamente fácil de conquistar, algo que está muito longe da verdade.
Não só pelo que o Guimarães produziu, e foi muito, nomeadamente na exploração dos nossos flancos e de bolas para o Soares, como pela forma simples e fria como o Benfica em meia-dúzia de toques chegou aos golos e construiu outros lances de perigo.
A verdade é que a confiança desta equipa é tremenda, não só animicamente, como nas suas próprias capacidades. O Rui disse-o claramente, e não foi a primeira vez, que a equipa soube interpretar aquilo que se pedia para este jogo e é aí que está a grande diferença deste Benfica para o rolo compressor (e até para o da época passada). Este Benfica estuda o adversário e, sabendo do plantel fantástico que tem à disposição, coloca as suas peças em jogo sem quaisquer pudores ou hesitações. A forma como controlámos o segundo tempo (exceção feita aos primeiros 10 minutos em que poderíamos ter sofrido um golo) é a prova de que não é preciso correr à maluca os 90 minutos, muitos deles sem conseguir manter a bola mais do que 30 segundos, como acontecia com o outro, para ganhar jogos e ter os jogadores aptos para outras frentes.
Neste jogo, estive particularmente atento ao Cervi, um jogador que sabemos ser explosivo e acutilante, mas que quase não "se deu por ele". Porém, quanto a mim, foi um dos elementos-chave, e não foi por acaso que ficou em campo todo o jogo. A forma como ele se movimenta defensivamente sem bola, revela um trabalho estupendo da equipa técnica, e não é por acaso que o Rui já o elogiou publicamente quanto à sua rapidez de aprendizagem.
Jogar com dois jogadores no meio-campo, sendo que um é PIzzi, que tem Jonas à sua frente, e ter um Cervi que defende como nenhum outro extremo no plantel é um trunfo importantíssimo para jogos destes, porque, sacrificando-se, permite que outros artistas como Pizzi, Jonas e Salvio possam ter maior liberdade e alimentar a acutilância e eficácia dos da frente.
E cada vez tenho mais orgulho nesta equipa. Sem alaridos, sem estandartes de guerra, sem chinfrins, vai fortalecendo o grupo e a nossa fé neles.

A primeira volta termina sábado e só com muito trabalho e respeito pelo adversário poderemos iniciar a segunda metade do campeonato com a confiança necessária para encarar os duros desafios que temos pela frente e conquistar os títulos que o Clube merece. Todos à Luz!

Força, Benfica!
De ÁGUIA GENIAL a 11 de Janeiro de 2017 às 19:54
GANHAMOS BEM!
É CONTINUAR A GANHAR TODOS OS JOGOS.

FORÇA BENFICA!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Pouco

Longe

Arraial

Panaceia

‘Feeling’

Pequeno

Miséria

Normalidade

Selado

Horrível

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds