VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 15 de Dezembro de 2019

Confortável

Mais uma vitória incontestável, completa com goleada construída pelos suspeitos do costume e com uma novidade, e exibição bastante convincente. Parece que voltámos ao hábito de chegar ao final dos jogos e apesar do resultado dilatado ainda ficamos a pensar que podiam ter sido mais.

 

 

Voltámos a apresentar o mesmo onze dos últimos jogos, que tão boa conta tem dado de si. Pela frente apanhámos a equipa sensação do campeonato, que apesar da má sequência de resultados nos últimos jogos ainda se mantém no terceiro lugar. O Famalicão tem mostrado ser uma equipa que gosta de jogar um futebol positivo e foi assim que entrou no jogo - apesar da tendência excessiva para o seu guarda-redes atrasar as reposições de bola. Tentavam sempre sair a jogar, atacavam com vários jogadores e havia sempre a intenção de colocar pressão sobre a saída de bola do Benfica. No ataque a tendência era quase sempre fazer a bola chegar aos alas, com o Fábio Martins a tentar quase sempre concluir as jogadas em que intervinha. O Benfica foi aquilo que tem sido nos últimos jogos. Muita capacidade de construção no meio do campo, com o Gabriel nos passes longos e o Taarabt no transporte de bola, Pizzi e Chiquinho muito móveis, e na direita um Tomás Tavares cada vez mais confiante a aparecer mais frequentemente nas acções ofensivas - o corredor direito, onde o Chiquinho também aparecia regularmente em trocas constantes com o Pizzi, foi hoje tão ou mais activo do que o esquerdo, quando normalmente o Grimaldo costuma ter muito mais preponderância no outro flanco. Durante os primeiros minutos tivemos a sensação de um jogo relativamente equilibrado, onde apesar do ligeiro sinal mais do Benfica o Famalicão ia conseguindo manter a organização defensiva e dar sinais de vida no ataque. Pouco antes da meia hora conseguiram mesmo um remate que obrigou o Vlachodimos a aplicar-se, mas esse acabou por ser quase uma espécie de canto do cisne do Famalicão no jogo. Isto porque a partir desse momento a superioridade do Benfica tornou-se simplesmente avassaladora e as ocasiões de perigo começaram a aparecer em catadupa, de tal forma que o golo do Benfica acabou por ser uma inevitabilidade. Depois de várias ameaças sérias, quase sempre pelos pés do Pizzi, o golo apareceu a seis minutos do intervalo. Jogada pela direita com o Tomás Tavares a libertar o Chiquinho, que depois fez o cruzamento rasteiro para uma finalização fácil do Vinícius na zona do segundo poste. Até pareceu fácil.

 

 

No regresso do intervalo o Benfica voltou a fazer aquilo a que nos tem habituado nos últimos jogos: uma reentrada muito forte no jogo, que resultou rapidamente num segundo golo. O Taarabt até já tinha ficado muito perto de marcar antes disso, mas o remate em zona frontal saiu perto do poste. Já o inevitável Pizzi não desperdiçou uma bola solta na mesma zona, depois de um alívio a um cruzamento do Chiquinho, e rematou de primeira de pé esquerdo para o golo. A superioridade do Benfica no jogo era nesta altura quase total, e naturalmente voltou a antecipar-se uma goleada. O terceiro golo surgiu novamente dos pés do Pizzi - momento antes já o Tomás Tavares tinha desperdiçado uma ocasião soberana para o fazer. Mais um passe do Chiquinho, da esquerda para a direita do campo, e dentro da área o Pizzi controlou com o pé direito, tirou um defesa do caminho e rematou de pé esquerdo para o fundo da baliza. Faltava ainda quase meia hora para o final, mas o jogo estava mais do que resolvido. O Famalicão nunca baixou os braços e tentou sempre atacar na procura de um golo que pudesse relançar alguma dúvida no encontro, mas o Benfica estava demasiado confortável no jogo para que pudesse passar por demasiados calafrios - a situação mais complicada foi uma bola metida em profundidade para as costas da defesa que obrigou o Vlachodimos a sair da baliza para se antecipar de carrinho ao adversário à entrada da área. O Benfica estava tão confortável que deu para o Bruno Lage dar minutos ao Seferovic, Jota e até ao Caio. Nos minutos finais o jogo ficou de tal forma partido, com o Famalicão a colocar tanta gente a atacar, que havia dois cenários possíveis: ou o Famalicão chegava finalmente ao golo que tanto desejava, ou o Benfica marcava o quarto num contra-ataque. Mas era esta segunda possibilidade que parecia muito mais provável, e depois de termos desperdiçado algumas ocasiões para a concretizar, no último minuto conseguimo-lo. Saída rápida com o Pizzi a solicitar o Caio na esquerda, que depois de entrar na área rematou para o primeiro poste e assim fez o seu primeiro golo oficial pelo Benfica - e se não quisesse rematar, tinha o Seferovic e o Pizzi completamente à vontade no segundo poste para encostar.

 

 

O homem do jogo é obviamente o Pizzi. Dois golos e uma assistência, e poderia ainda ter sido muito melhor se na primeira parte estivesse com a mira mais afinada, ou fosse um pouco menos egoísta - pelo menos num par de ocasiões optou pelo remate mas creio que teria feito melhor em passar para o Vinícius no meio. O Chiquinho é um jogador muito importante nesta táctica, e hoje provou-o com duas assistências 'e meia'. Passes para o primeiro e terceiro golos, e o segundo resulta da intercepção a um cruzamento seu. Voltei a gostar bastante da dinâmica imprimida pela dupla do meio campo, com ambos os jogadores a mostrarem também muito empenho na recuperação da bola. O Tomás Tavares continua a crescer de jogo para jogo, e hoje terá feito a sua melhor exibição pela equipa principal, o que é ainda mais assinalável quando apanhou como adversário directo um dos jogadores que se tem destacado nesta fase inicial do campeonato, Fábio Martins. Convém não esquecer que ele tem 18 anos, ou seja, ainda é júnior. Uma palavra final para o Vlachodimos. Está cada vez mais confiante e sóbrio na baliza. Como guarda-redes de equipa grande não tem muito trabalho, mas tem-se mostrado sempre muito atento quando é chamado. Se o Benfica não sofreu golos em 10 dos 14 jogos do campeonato, também é muito a ele que isso se deve.

 

Missão cumprida e temos a garantia de passar o ano confortavelmente instalados no topo da tabela. Agora espero que o Benfica saiba transportar este bom momento no campeonato para a taça, porque até agora não o temos sabido fazer - as exibições nas outras competições têm deixado muito a desejar. O adversário da próxima quarta-feira será certamente um osso duro de roer, e vamos precisar do melhor Benfica para seguir em frente.

tags:
publicado por D`Arcy às 05:23
link do post | comentar
3 comentários:
De António Madeira a 15 de Dezembro de 2019 às 16:46
Olá, D`Arcy.

Grande jogo ontem, a lembrar os melhores da mítica época passada, com a equipa toda a jogar solta, alegre e em perfeita sincronia. Que pena estar longe e não poder ver tal espetáculo ao vivo!
Escrevi aqui no início da época que, entre lesões devido à carga inicial e ao relvado, entre as adaptações necessárias numa equipa que perdeu dois dos seus melhores jogadores e inclusão dos elementos recém-chegados, era mais que normal que só começássemos a carburar a sério em novembro/dezembro, como tem sido habitual nos últimos anos, fruto da única política possível para o nosso Clube, dada a realidade do futebol atual.
A verdade é que desde que o onze estabilizou, principalmente a dupla de meio campo e a dupla de ataque, a equipa está demolidora. E ainda falta o Rafa...
Depois, há aquele clique que se dá com a massa adepta que nos dá um balanço praticamente imbatível, aquela sintonia que, quem cá anda há muitos anos sabe, nos torna unos e muito mais fortes.
Quanto ao jogo de ontem, o melhor foi, obviamente, o grande Pizzi, seguido muito de perto pelo Taarabt, pelo Chiquinho e pelo TT. Claro que a equipa se exibiu toda a um grande nível, mas o que este miúdo de apenas 18 anos tem feito é extraordinário. A maturidade e a personalidade que exibe em campo, aliado, claro está, à sua qualidade física, torná-lo-ão num grande defesa direito. A este respeito, que orgulho ver uma linha defensiva de miúdos, com dois centralões de qualidade extraordinária e mais o Grimaldo que é a máquina que sabemos. Todos com cláusulas altas, todos com contratos a 100% com o Benfica, todos focados e tranquilos quanto ao seu futuro. Aí está mais uma promessa falhada daquele que veio para destruir o Benfica. Crescer, vender para poder cimentar o projeto e reter os principais talentos vindos do Seixal. Aqui está a prova que quem muito porfia sempre alcança, apesar de todos os escolhos e alarido à sua volta.
Agora, é apoiar, deixarmo-nos de divisões espúrias e estúpidas e acreditar neste projeto, nesta equipa, nestes jogadores e neste treinador de uma vez por todas!
Quarta-feira, teremos de estar focados e ao nosso melhor nível para vencer uma equipa motivada e que tem bons jogadores, apesar do seu treinador.
Como escreveu o João Gonçalves no seu blogue:
"Ainda bem que vivi o suficiente para ver este ciclo e este jogo. Aproveitem este Benfica."
De Luís Manuel a 15 de Dezembro de 2019 às 23:24
Olá D'Arcy, e obrigado pelo post.

Boa análise ao jogo, com a qual estou inteiramente de acordo. A equipa está muito confiante, com excelente entrosamento entre todos os sectores, joga em bloco, defende e ataca com critério, os jogadores estão soltos e disputam cada lance com uma frescura física que eu, sinceramente, julgava não ser possível após o ciclo de jogos muito difícil para a CL e Liga - e que seria normal não ter, porque nem sempre se pode jogar bem, ganhar e chegar-se ao fim dos jogos sem demonstrar cansaço. A verdade é que voltámos a ganhar com toda a justiça, fazendo uma excelente exibição e sem demonstrar quebras físicas. Parabéns a toda a equipa e equipa técnica, porque o trabalho realizado tem sido manífico. A primeira meia hora não foi fácil porque o Famalicão se apresentou muito bem, mas quando entrou o primeiro golo a nossa equipa ganhou muito mais confiança e a segunda parte foi excelente. Obrigado também aos 50.000 que estiveram na Luz.

Agora é como dizes: temos que transportar este bom momento para a taça. Seria muito bom fazermos novamente uma boa exibição e passar à próxima eliminatória, mas se não for possível fazer essa exibição, então que ganhemos com justiça e passemos à eliminatória seguinte. Até porque, se as previsões meteorológicas estiverem certas, na quarta-feira vai chover intensamente à hora do jogo, e não é possível praticar-se bom futebol com tanta chuva. Além do mais, vamos enfrentar um excelente adversário, sempre muito difícil em casa ou fora, que está muito motivado. Todo o cuidado é pouco, e a nossa equipa já deve estar consciente disso mesmo. Temos de estar muito concentrados.

Força, Benfica!
De Dias Pereira a 16 de Dezembro de 2019 às 22:36
Boa noite.
Foi, de facto, uma vitória justíssima, e confortável - como refere o post... - fruto de uma exibição segura, e convincente, num jogo que começou algo difícil, mas que, por acção da equipa, e das contingências do momento, se foi tornando fácil.
Apesar de tudo, não foi uma exibição perfeita, nem foi tão fácil quanto o score final deixa transparecer. Prova disso é o facto de só termos conseguido marcar no final da primeira parte, depois de termos aturado um adversário sempre muito incómodo...
O facto de termos marcado logo a abrir a segunda parte também ajudou a resolver o jogo, sendo que, depois desse momento, passámos a estar menos assertivos na disputa dos lances e, ao mesmo tempo, voltámos a exibir uma tendência que é reincidente, que é a de ligarmos o complicómetro, passarmos a jogar com rodriguinhos absolutamente desnecessários, exibindo inúmeras habilidades circenses e, na sequência disso, perder lances e desperdiçar ocasiões de criar perigo, ou finalizar com sucesso. E, por via disso, ficámos a dever a nós próprios mais um ou outro golo...
Como escreve o anfitrião, agora é esperar que a equipa saiba dar continuidade ao bom momento, já na 4ª feira, no jogo da Taça de Portugal, com o Braga. Mas, para isso, será fundamental não repetir os primeiros minutos de jogo do passado sábado, nem o ocorrido no período posterior ao nosso segundo golo, no mesmo jogo. E, claro, muito menos as posturas inaceitáveis e os desempenhos paupérrimos dos jogos da Taça da Liga, da Champions League, ou dos anteriores jogos do campeonato...
Espero que se alcance tal desiderato, para bem do Benfica e, também, para se contrariarem as minhas mais sombrias previsões.
Força, Benfica!
Viva o Benfica!
Saudações benfiquistas!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Estocada

Pasteleiro

Massacre

Letal

Justíssima

Confortável

Matura

Sólida

Contra-senso

Confirmação

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds