VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 27 de Setembro de 2020

Curto

Quem tiver assistido a este jogo não achará estranho que eu comece por escrever que uma vitória por 2-0 frente ao Moreirense foi um mau resultado. É que o desperdício foi a nota dominante, e não é exagerado dizer que uma vitória por cinco ou seis golos de diferença seria mais ajustada ao que se passou em campo. Por isso os 2-0 são um resultado muito curto.

1.jpg

Nem sei o que posso escrever. Em relação ao jogo de Famalicão fizemos apenas uma alteração, forçada, que foi a troca do Taarabt pelo Pizzi. De assinalar também a braçadeira de capitão envergada pelo Rúben, mesmo com o André Almeida e o Pizzi na equipa. Para mim o Rúben já a merecia há muito tempo, mas neste caso infelizmente parece ter sido apenas uma forma de nos despedirmos dele, porque deverá estar de saída. Dentro do campo, foi um jogo de sentido único. Muita velocidade, muita agressividade de toda a equipa na recuperação da bola - perdi a conta ao número de vezes que vi a bola a ser recuperada por um dos nossos jogadores mais adiantados - e ocasiões de finalização a surgirem quase desde o apito inicial. Infelizmente, a pontaria esteve pouco afinada e houve muita falta de frieza. O Moreirense ficou enfiado quase dentro da área durante a maior parte do tempo porque foram mesmo obrigados a isso. Chegámos ao golo aos vinte minutos, pelo Rúben Dias na sequência de um canto marcado pelo Everton - o Pizzi ter deixado de marcar todas as bolas paradas é um pormenor relevante. Um momento agridoce se pensar que provavelmente foi o último golo que vi o Rúben marcar pelo Benfica. Já nessa altura tínhamos construído ocasiões suficientes para este poder ter sido para aí o terceiro golo.  E peço desculpa por ser repetitivo, mas não consigo mesmo encontrar muito mais para escrever sobre o jogo, porque só me lembro do Benfica a falhar ocasiões umas a seguir às outras, e o resultado a manter-se inacreditavelmente em aberto durante tanto tempo. À beira do intervalo o Darwin isolou-se e meteu mesmo a bola na baliza, mas o golo foi bem anulado por posição irregular. Na segunda parte foi sempre mais do mesmo e os nervos a aumentarem sempre que pensava que um jogo em que a nossa superioridade era tão evidente podia não ser ganho caso houvesse algum lance fortuito a beneficiar o Moreirense. Tivemos que esperar até dez minutos do final para finalmente descansarmos, quando o Darwin arrancou imparável pela direita até à linha de fundo e ofereceu a bola para o Seferovic (que tinha entrado para o lugar do Waldschmidt) empurrar para a baliza. Tenho a certeza que a maior parte de nós terá exclamado 'Finalmente!' quando isto aconteceu.

2.jpg

Descontando a parte da finalização, destaco o Rafa, o Darwin e o Everton pelo muito que trabalharam durante todo o jogo. Constante movimento, inúmeras recuperações de bola, e os principais responsáveis pelas muitas ocasiões criadas. Destaque também para o nosso capitão Rúben Dias pelo golo que desatou o nulo. Num jogo destes, se já fiquei uma pilha de nervos estando nós a ganhar por 1-0 nem quero imaginar o que seria assistir a todo aquele desperdício se estivéssemos empatados.

 

Se se confirmar a saída do Rúben, desejo-lhe as maiores felicidades porque merece e trabalhou para isso. Em treze épocas no Benfica, e dos muitos jogos que o vi fazer (incluindo antes de chegar à equipa principal) não vi um único em que não ficasse com a sensação que tinha dado tudo e defendido a nossa camisola como só alguém que a sente e percebe o significado dela pode fazer. Um exemplo para todos, incluindo muitos que estão ou estiveram à frente dele na hierarquia de capitães. Compreendo a venda, mas isso não significa que não fique lixado com ela, como fiquei quando vendemos o Félix, o Renato, o Semedo e muitos outros. Infelizmente, ver sair aqueles que mais admiramos ou que vemos como referências já se tornou rotina desde que as leis do mercado tomaram conta do futebol. Quanto aos adeptos, nós ficamos agarrados a uma equipa com plantéis com os quais cada vez sentimos menos afinidade (e a eventualidade de recebermos refugo do Manchester City, ainda por cima com um passado pouco desejável, acentua mais este sentimento).

tags:
publicado por D`Arcy às 22:39
link do post | comentar
1 comentário:
De Ricardo a 28 de Setembro de 2020
Excelente post ! +1

Em relação a isto: "Quanto aos adeptos, nós ficamos agarrados a uma equipa com plantéis com os quais cada vez sentimos menos afinidade (e a eventualidade de recebermos refugo do Manchester City, ainda por cima com um passado pouco desejável, acentua mais este sentimento)."...infelizmente é mesmo assim 😔. E acho q com JJ essa vai ser a sentença futura.

A venda do Rúben Dias era impossível de não a concretizar...a não entrada na Champions, apenas acelerou ainda mais o processo.

O refugo do City, vai ser mais uma frase para ouvir nos comentários da SportTV: "Otamendi, antigo central do FCP"...mas se fosse o Eric Dier ou o Rúbem Semedo, era..."antigo central do SCP"🤮

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Incontestável

Talento

Qualidade

Cinzenta

Curto

Vendaval

Fracasso

Balanço

Regresso de Jorge Jesus

Treinador interino

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds