VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 22 de Agosto de 2016

Desgarrada

Fizemos uma exibição desgarrada e com pouca chama durante 80% do jogo e fomos, sem surpresas, punidos com um empate.

 

 

Claro que na maior parte das vezes uma exibição menos conseguida do Benfica ainda dá para criar ocasiões suficientes para ganhar um jogo (e a haver um vencedor neste jogo, só poderia ser o Benfica) mas se tivéssemos jogado mais tempo com a atitude que mostrámos nos últimos quinze minutos provavelmente não estaríamos a lamentar os dois pontos deitados fora. É que ao fim de uns vinte minutos de jogo já eu estava a perceber que só muito dificilmente venceríamos o jogo. A equipa jogava com muito pouca velocidade, perante um adversário que se fechava atrás, com um guarda-redes que engatou para uma boa exibição, e cujos jogadores se deixavam cair como tordos, sempre com a respectiva falta a ser assinalada quer existisse mesmo ou não - 'critério largo' era apenas quando os nossos jogadores caíam. A opção hoje tomada de colocar o Pizzi como apoio mais próximo do avançado (jogou o Salvio na direita) claramente não resultou - o Pizzi hoje estava naqueles dias em que complica quase todas as jogadas e dá sempre um toque a mais na bola. As ocasiões que o Benfica conseguia criar vinham quase todas de bolas paradas, porque em bola corrida raramente conseguíamos chegar com velocidade suficiente à frente para provocar grande aflição à defesa do Setúbal.

 

No regresso para a segunda parte, mais do mesmo. Tendo em conta a forma como o Setúbal jogava, seria muito complicado conseguir criar grandes desequilíbrios a jogar com o ritmo que apresentámos. E quando, mais ou menos a meio desta segunda parte, parecemos começar a melhorar um pouco, sofremos um golo infantil, numa falha de marcação básica após um livre despejado de longe para o interior da área. Apesar do mau jogo que fizemos, uma derrota era um castigo demasiado pesado e o Benfica finalmente reagiu. Mesmo que tenha sido mais em desespero e com o coração, arriscámos tudo o que havia para arriscar, lançaram-se para dentro do campo todas as opções de ataque que havia no banco (o Jiménez e o Gonçalo Guedes foram úteis e mexeram com o jogo, o Carrillo foi, sem surpresas para mim, inútil) e a oito minutos do final chegámos ao empate num penálti marcado pelo Jiménez, a punir uma falta clara sobre o recém-entrado Gonçalo Guedes. Ainda havia tempo suficiente para procurar a vitória, que poderia mesmo ter acontecido nos minutos finais: depois de um livre muito bem marcado pelo Grimaldo, defendido pelo Varela, a recarga do Lindelöf levou a bola a bater na barra e depois a cair quase sobre a linha de golo, mas ninguém foi capaz de dar o toque final para dentro da baliza.

 

Em suma, não gostei do que vi. Nem da atitude demasiado mole da equipa durante grande parte do tempo, nem da qualidade do futebol apresentado, nem da falta de soluções para ultrapassar a forma como o adversário se fechou atrás. Foi dos jogos menos conseguidos da nossa equipa a que assisti nos últimos meses, e como acontece sempre que baixamos o nível, fomos imediatamente punidos pelo resultado. A atitude terá que ser necessariamente muito diferente no próximo jogo, a visita ao Nacional. Até por razões históricas: que eu me recorde, nunca o Benfica conseguiu ser campeão numa época em que não tenha ganho na Madeira ao Nacional.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:01
link do post | comentar
10 comentários:
De ZE a 22 de Agosto de 2016 às 00:56
ARBITRAGEM

Já se sabia que com um classico à terceira jornada
o sistema não iria permitir o benfica eventualmente
se isolasse na classificação

esta arbitragem VERGONHOSA porque muito habilidosa
entrou para travar o SLB tal como no ano passado

marcou o penalti porque tinha que ser
e atenção marcou-o porque o setubal estava a ganhar
porque se o resultado estivesse a zeros provavelmente nao
marcaria como fez no ano passado

só que a partir do empate foi um festival de malandragem

faltas contra o SLB que não eram
e faltas evidentissimas a favor do SLB não assinaladas
(aquela do Guedes é vergonhosa)

e para queimar tempo uns amarelos a setubalenses ridiculos
só para demorar uma eternidade a apontar no bloco
numa altura em que o Benfica corria contra o tempo

na verdade quando o Benfica estava a apertar nos minutos finais
foi quando o artista entrou em campo como força de bloqueio

preparem-se porque eles a querida liga
não aceitam o tetra do SLB
tetra que nem no tempo do Eusebio nos deixaram ganhar

enquanto isso o clube do Tonel e dos depósitos na Madeira
mamou nos três últimos jogos oficiais
com três apitadores verdes

hugo miguel, xistra, hugo miguel

se dúvidas havia bastaram duas jornadas
para ver a rosa dos ventos da arbitragem

este sr apintador não tem condições para apintar jogos do Benfica nem do PORTO
ISSO ESTÁ CLARINHO
De Pedro Ribeiro a 22 de Agosto de 2016 às 02:07
Conservadorismo e excessivas cautelas do nosso treinador. Laterais atrás, construção pelas laterais, ausência de jogo interior, muita gente atrás na primeira fase de construção. Na segunda parte solta um bocado a equipa. Francamente, não percebo este medo, Rui Vitória ainda não se parece um treinador de equipa grande. Uma ala direita com Lisandro, Semedo e Salvio a roçar o medíocre. Jogadores que jogam de costas para o jogo, na direcção da linha lateral. Aos poucos, RV abandona o 4-4-2, e o que aí vem não parece bom. Ninguém se mostra no meio, Horta muito atrás (por opção do treinador), Pizzi curto e com dificuldades em aparecer nos espaços certos para dar apoio aos colegas. Grimaldo, de longe, a nossa melhor unidade hoje (tanto a defender como a atacar). Cervi e Mitroglou a sofrerem com a ausência de jogo ligado e colectivo ofensivo do Benfica.
De Anónimo a 22 de Agosto de 2016 às 02:29
A exibição não me surpreendeu em nada. Na verdade, embora eu desejasse ver outra coisa, foi uma exibição na linha das últimas, sem velocidade, sem intensidade e sem qualquer fio condutor minimamente racional. A equipa joga muito ao ritmo das opções individuais, sendo que hoje, como nos últimos jogos, foram muitas as idiotices e o desacerto individual.
Rui Vitória decidiu uma equipa improvável, com protagonistas a ocupar posições improváveis. E o resultado foi, naturalmente, muito mau. Pizzi como segundo avançado não lembrava ao diabo. Sobre a ala, nem sempre joga o que se exige e o que a equipa precisa; como segundo avançado não jogou rigorosamente nada, duarnte todo o tempo que esteve em campo. Cervi tem que mudar o chip, porque isto aqui não é como na Argentina e, como tal, não se pode entreter com "rodriguinhos" que não resultam em nada, a não ser na perda da bola e, em muitos casos, numa queda para o relvado; além disso, mesmo que fosse um Maradona, tem de ajudar na manobra defensiva. Mitroglu tem que mexer consigo e voltar a jogar ao nível a que jogava antes de assinar contrato. Sálvio tem que entender que, para continuar a ter lugar na equipa, precisa de renovar os seus recursos técnicos, porque os adversários já conhecem todas as suas fintas e já não perdem lances. O mesmo se aplica a Nélson Semedo que cada vez perde mais bolas, deixando depois o flanco a descoberto para os contra-ataques adversários.
E por falar em Nélson Semedo, uma palavra para a defesa, que voltou a cometer erros primários. O golo sofrido foi absolutamente ridículo, porque obtido directamente de um livre convertido sobre a nossa faixa lateral esquerda, a uns bons 35 metros, e porque entrou na baliza sem que Lindelof interceptasse a bola, como devia, e sem que Júlio César se fizesse ao lance, sem que nenhum adversário tocasse na bola. Lindelof tem culpa no lance, e Júlio César, como em outras ocasiões, foi objectivamente incapaz. É por isso que espero o regresso, quanto antes, de Edersson...
Tal como o d'Arcy, não gostei nada do que vi.
Infelizmente, não estou nada convencido que as coisas venham a mudar no imediato.
Rui Vitória tem um discurso "politicamente adequado", mas... é preciso que tenha muito mais do que isso! É preciso que ponha a equipa a jogar um futebol eficaz e consistente, de maneira que os resultados não dependam excessivamente da inspiração individual de cada um e das contingências da situação.
Saudações benfiquistas!
(José C. S. Branco)
De RedRyan a 22 de Agosto de 2016 às 08:18
Ora bem. Primeiro tem de haver mais atrevimento do Treinador e por consequente na equipa. Um empate agora ate pode ser bom porque há muito que se sabe somos uma equipa a abater. Sabendo nos isso e melhor que nos apliquemos já do que depois. O excesso de confiança por jogarmos em casa e por ser o Setúbal e muito mau. Agora, temos de corrigir este enorme borrada. Vamos la mostrar que podemos e sabemos fazer melhor e sobretudo que podemos ganhar jogos como antes. Não gostei de como jogamos e muito menos da nossa atitude em campo. Temos de perder a arrogância e ser trabalhadores. Ninguém ganha jogos só por sermos o Benfica. E por fim... adeptos e sei la mais quem... acabem com a ideia latina que perdemos jogos por causa do arbitro. Perdemos pontos por culpa própria. Eu aceitaria quando o treinador fala do arbitro se o jogo for contra um dos outros que lutam pelo titulo. Agora um Setúbal que luta no máxima para disputar provas Europeias e que não tem nem metade do orçamento do Benfica, por favor, acho como desculpar a nossa incompetência. Ontem fomos incompetentes.
De Carlos Bento a 22 de Agosto de 2016 às 09:11
O melhor do SLB/VFC foi mesmo o comentario lucido de D'arcy, representa bem o meu desencanto durante 80 mn. de jogo, pela falta de acutilancia, de quase todos os jogadores, para nao falar de falta de atitude, nao me revejo neste Benfica a jogar em casa perante quase 60.0000 espectadores, sendo que, a grande surpresa da noite tenha sido o nosso treinador esconder-se na arbitragem.
De ÁGUIA GENIAL a 22 de Agosto de 2016 às 22:03
EXIBIÇÃO MISERÁVEL E O ÁRBITRO A PREJUDICAR O ENORME COM INFLUÊNCIA NO RESULTADO.
É PRECISO ACORDAR DENTRO E FORA DE CAMPO, É PRECISO MAIS E MELHOR.

FORÇA BENFICA!
De Redpower a 23 de Agosto de 2016 às 07:57
Não concordo com quase nada do que aqui foi dito.

Passados dois dias e reagindo a frio analiso da seguinte forma: vi empenho dos jogadores, mas pouca arte, e ao mesmo tempo um tal hábito de ganhar que creio que todos pensavam que mais cedo ou mais tarde o golo chegava. Chegou primeiro o do Setúbal e mesmo após chegarmos ao empate, num penalti que não o é, já agora (vou ser sacrificado por dizer isto, mas o Gonçalo Guedes tem uma queda para o teatro, o que é uma pena porque a qualidade como jogador é muito grande), e depois aquele golinho que já todos conhecemos dos descontos bateu na barra...

Quanto a arbitragem, concordo que teve alguns pequenos erros e depois um grande que foi só dar 4 minutos de descontos num jogo com tantas paragens. Daí a justificarmos tudo com a arbitragem, acho que é um bocado arrogante da nossa parte benfiquista, porque o Vitória de Setúbal bateu-se muito bem e fez por merecer o resultado. Do nosso lado tenho a dizer que estamos tão habituados que o estádio nos empurre para a vitória que encostamo-nos a isso à espera que a coisa se resolva. É preciso trabalho e qualidade. A segunda faltou-nos no domingo.

Se deixarmos a arrogância de lado e formos com humildade para cada jogo, acredito agora na equipa como acreditava antes.

VAMOS BENFICA!
De jorge a 23 de Agosto de 2016 às 18:32
Estou com azia.
O Benfica tem que perceber que os jogos são para ganhar a partir do apito do arbitro.
Rui Vitória que não invente, porque quando não inventa normalmente ganha.
O Benfica desrespeitou os 60 e tal mil que foram ao estádio,e isso, não nos agrada de forma nenhuma.
Perder dois pontos como foram perdidos para os gajos do lado deixa-me com os cabelos em pé, ainda por cima com um jogo difícil de resultado imprevisível dos nossos rivais a uma jornada.
Rui Vitória, estriba-te, porra, e tem juízo.
De Rui de Carvalho a 24 de Agosto de 2016 às 11:00
Saudações Benfiquistas

Aguardei pelo final do jogo Roma-Porto para alertar para "pequenos pormenores" relativos a 2º jornada do nosso campeonato e Liga dos Campeões.
1ª Liga - Assistimos na semana que precedeu o jogo Benfica-Setubal a um interesse "inusitado" na "transferência" do Luisão na "contratação" do Rafa na saída do "Manel na entrada do Joaquim e por ai fora. Relativamente ao Setubal nem uma palavra de NINGUÉM a chamar a atenção para a qualidade do adversário para as dificuldades que se iriam apresentar (e apresentaram em grau bastante elevado), enfim um motivar de interesse e atenção para a Equipe e associados não se deixarem levar no remanso de uma facilidade criada com a intenção de desviar o foco de onde o mesmo nunca deveria ser desviado.
Não posso aceitar que se coloquem todas as culpas no homem de negro (teve uma atuação na 2ª parte de nítido prejudicar a nossa Equipa) mas o Benfica deve estar preparado para estas situações (tal como na época passada e marcar sempre mais um golo que o adversário).
Esta época vai ser muito, muito mais difícil que a transata pelos motivos que todos devem conhecer ( Investimento -não só financeiro como em mais vertentes- do SCP e FCP, para obstar ao 4º titulo Tetra, mas mais importante para as suas cores é a sua própria sobrevivência que esta em jogo com a possibilidade do Glorioso manter a sua Chama Eterna Viva (TETRA) e assim afastar potenciais investidores, simpatizantes, sócios e entrarem numa espiral de decadência que os arrastara para uma situação de grande dificuldade e com grandes possibilidades de se transformarem em algo de só ganharem a espaços de 7/8 anos com todas as consequências atras descritas.

Portanto é imperioso criar/alertar a Equipa e os associados/simpatizantes para um sentimento de grande dificuldade e palhaçadas diárias/semanais da concorrência.

Já agora gostaria de deixar a minha opinião sobre os programas de comentário televisivo dizendo que discordo TOTALMENTE da presença de "representantes" do SLB nesses programas, criando assim a hipótese de sobrevivência para quem tal mal fala do Glorioso.

Se nos afastarmos, recusarmos a nossa presença, a sua sobrevivência sera curta ou então mudam a sua filosofia.

Relativamente a Liga dos Campeões quero deixar um Abraço Solidario com o Nosso Rui Gomes da Silva, pois limitou-se a exprimir um sentimento dos nossos adversários relativamente a recentes jogos do SLBenfica, transportando apenas esse sentimento no sentido inverso.


Obrigado pelo espaço e VIVA O BENFICA

SEMPRE FIEL
SEMPRE BENFICA
De João Pereira a 26 de Agosto de 2016 às 02:32
Olá a todos!

Acho que com Rui Vitória, até hoje, nunca fomos uma equipa "inteligentemente" organizada. Acho que as coisas têm resultado muito mais pela qualidade individual dos jogadores (quando temos de início o melhor onze) do que por haver uma tática concreta. Quando tínhamos JJ como treinador toda a gente sabia o que era jogar "à JJ" mas eu sinceramente não sei até à data o que é jogar "à RV". Já agora, toda a gente consegue ver como o Sporting com 2 médios, tal como nós, consegue preencher o miolo de forma exímia, aproximando os extremos do meio, enquanto que nós temos sempre 2 médios a léguas dos extremos. Já para não falar das segundas bolas, questão em que muito falhamos...

Gostava que o D'Arcy comentasse a minha opinião. Obrigado!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds