VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 14 de Abril de 2022

Dignos

Seria necessário marcar três golos em Anfield para conseguirmos dar a volta à eliminatória. Era pouco provável, mas conseguimo-lo. Infelizmente a defesa voltou a comprometer e por isso acabámos por ser eliminados. Mas conseguimos ser dignos na eliminação e podemos sair de cabeça erguida com a nossa prestação na Champions esta época.

3.jpg

Conforme referido, era preciso marcar e por isso não houve qualquer autocarro. Perante um Liverpool que fez descansar vários titulares (mas cujos substitutos chegariam e sobrariam para vencer a maioria dos seus jogos) o Benfica apresentou-se a jogar da forma como seria mais habitual em qualquer jogo da nossa liga, com o Diogo Gonçalves no lugar do Rafa e sem particulares cautelas defensivas. Alinhámos num esquema táctico semelhante ao apresentado contra a B SAD, com o Taarabt ao lado do Weigl e o Gonçalo Ramos no vértice mais adiantado do triângulo do meio campo. O Liverpool tomou naturalmente conta das operações, mas o Benfica tentava sair em transição sempre que recuperava a bola e deixava a ideia de que poderia mesmo marcar, tendo o primeiro sinal de perigo sido dado pelo Everton, com um remate de fora da área que levou a bola a passar muito próxima do poste com o Alisson já batido. Só que a forma como defendemos é o nosso grande problema, e aos vinte e dois minutos o Liverpool colocou-se em vantagem num lance quase igual ao que lhes tinha dado a vantagem na primeira mão. Canto do lado direito da nossa defesa, marcado com a bola a fugir da baliza, e o Konaté a saltar entre os nossos centrais para cabecear, fazendo outra vez a bola entrar bem junto ao poste. A resposta do Benfica foi dada com um golo anulado ao Darwin logo no minuto seguinte, por fora-de-jogo do uruguaio, mas fica pelo menos na retina a boa finalização dele com o Alisson pela frente. Podíamos ter sofrido o segundo golo em duas ocasiões, mas numa delas o Vlachodimos fez uma grande defesa ao um remate do Díaz depois de ter deitado o Weigl, e na outra o cabeceamento do Firmino desviou nas costas do Vertonghen e saiu por cima. E assim chegámos ao empate dez minutos depois do golo do Liverpool. Um desarme do Milner ao Diogo Gonçalves acabou por oferecer a bola ao Gonçalo Ramos, que em frente ao Alisson finalizou com um bom remate, forte e colocado. A defesa do Liverpool jogava subida no terreno e deixava bastante espaço nas suas costas, mas cometia alguns erros na organização da linha defensiva que nos permitiam tentar explorar esse espaço. Até ao intervalo, foram do Liverpool as melhores situações para voltar a marcar, primeiro num contra-ataque depois de uma muito má falha defensiva do Benfica, que deixou um espaço enorme no meio da defesa que bastou ao Liverpool chutar a bola para a frente para aproveitar. O Firmino tentou servir o Díaz, mas no momento exacto o Grimaldo fez um corte fantástico para evitar o golo. Depois, mesmo a acabar a primeira parte, num remate do Keita de fora da área que fez a bola tirar tinta ao poste.

1.jpg

Ao intervalo o Benfica trocou o Diogo Gonçalves pelo Yaremchuk e como habitualmente encostou o Darwin à esquerda. Na fase inicial o jogo esteve muito morno, disputado a um ritmo bastante lento e sem ocasiões para nenhuma das equipas, mas já sabemos que nunca podemos estar completamente tranquilos quando defendemos da forma habitual, porque os disparates acabam sempre por surgir. Ao fim de dez minutos, portanto, o Liverpool marcou, em mais um lance digno para aí dos distritais. O Vlachodimos saiu aos pés do Díaz, que não tinha conseguido controlar bem uma bola que lhe fora passada, mas desajeitadamente não a conseguiu agarrar. Com a bola ali solta e sem pressão de ninguém, o melhor que o Vertonghen se lembrou de fazer foi um alívio pífio que deixou a bola nos pés do Diogo Jota sobre o vértice da área do outro lado. Depois o Jota apenas teve que passar a bola (ou falhar o remate, não sei bem) para o Firmino aparecer à vontade ao segundo poste para encostar (o Vertonghen, dando sequência ao primeiro disparate, depois deve ter achado que marcar o avançado não valia a pena). Ainda mais confortável no jogo, o Klopp fez entrar os habitualmente titulares Salah, Fabinho e Thiago, e dez minutos depois do segundo golo chegou ao terceiro. Mais uma falha defensiva que só se pode classificar de grotesca, e mais um golo sofrido numa bola parada. Livre marcado desde o lado direito da nossa defesa, bola metida no segundo poste, Otamendi a falhar o cabeceamento de forma patética, e o Firmino a passar entre uns estáticos Gilberto e Gonçalo Ramos para marcar mais uma vez à vontade. Parecia que estava tudo acabado e que até deveríamos começar a preocupar-nos com a possibilidade de uma goleada, dadas as facilidades concedidas na defesa, mas a resposta do Benfica foi excelente e até surpreendente. Já com o João Mário em campo no lugar do Taarabt, aos setenta e três minutos uma boa saída a jogar do Benfica viu o Vertonghen colocar a bola nos pés do Grimaldo sobre a linha do meio campo, e depois a assistência do espanhol saiu perfeita para isolar o Yaremchuk, que ultrapassou o Alisson e marcou. O golo foi inicialmente invalidado por fora-de-jogo, mas o VAR reverteu a decisão. Animou-se a equipa e animaram-se os nossos adeptos que a acompanharam, que durante todo o jogo não se cansaram de manifestar o seu fantástico apoio, e oito minutos depois do golo do Yaremchuk, o Benfica empatava o jogo. Grande passe do Weigl a desmarcar o João Mário nas costas da defesa, que não conseguiu controlar bem a bola mas esta sobrou para o Darwin e o uruguaio, sobre a esquerda, marcou com um toque de classe de primeira a desviar a bola do Alisson. Mais uma vez, golo anulado pelo auxiliar e decisão revertida pelo VAR. E foi o Alisson quem evitou que o jogo entrasse em ebulição logo no pontapé de saída do Liverpool, porque o Gilberto recuperou imediatamente a bola, lançou o Paulo Bernardo (tinha entretanto substituído o Gonçalo Ramos) pela direita, e o cruzamento largo deste desde a linha de fundo foi finalizado pelo Darwin com um pontapé fantástico de primeira que obrigou o Alisson a mergulhar para ir defender a bola bem juntinho da base do poste. Já no perído de descontos, novamente o Darwin a marcar, mas desta vez o auxiliar lá acertou mesmo uma e o golo foi bem invalidado por posição irregular do uruguaio.

2.jpg

O Darwin é naturalmente um dos maiores destaques. Marcou apenas um golo que valeu, mas teve quatro finalizações no jogo, todas de grande classe. Em frente a um guarda-redes de nível mundial como é o Alisson, marcou três em três, sempre com qualidade, ainda que duas tenham depois sido invalidadas. O remate que o Alisson defendeu é outra finalização ao alcance de poucos, e se tem entrado acho que ele ficava já em Inglaterra. Neste momento o Darwin é daqueles jogadores que nos faz ficar entusiasmados mal a bola lhe chega aos pés, porque imediatamente antecipamos alguma coisa especial. Já tinha saudades de ter um jogador assim no Benfica. Outro grande destaque no Benfica foi o Grimaldo. Da defesa foi o único que esteve a um nível superior, tendo fechado sempre bem o seu flanco, evitado um golo quase certo, e ainda feito a assistência para o segundo golo. O pior para mim foi mesmo a dupla de centrais. O Benfica tem neste momento um central de grande nível, Veríssimo, e os que jogaram ontem já estão na fase descendente das suas carreiras. Para mim seria uma boa medida para a próxima época arranjar um central para fazer dupla com o Veríssimo, e não continuarmos a apostar nestes dois.

 

Segue-se no domingo a visita à equipa da junta de salvação bancária. O terreno já está naturalmente preparado, tendo previsto há duas semanas quem seriam os árbitros nomeados para o jogo: Fábio Veríssimo no campo e o inefável Hugo Miguel no VAR, pela décima segunda vez(!) num jogo do Benfica esta época. Não que eu ache que o Benfica seja o grande favorito para esse jogo, mas assim já temos a garantia de que começamos o jogo com o campo inclinado. Com uma dupla destas, por exemplo, não tenho dúvidas que o Benfica ontem teria perdido 3-0 porque os nossos três golos, que tiveram todos que passar pelo crivo do VAR, seriam invalidados após uma minuciosa escolha do frame certo e de uma linha traçada de forma cirúrgica para descortinar uma unha em fora-de-jogo (este mesmo VAR já no jogo da primeira volta anulou um golo ao Darwin por 4 centímetros). Mas tal como neste jogo, temos que jogar pela honra do nosso emblema, e espero que a exibição de ontem e comunhão com os adeptos (que será a mesma no domingo) sirvam de motivação adicional para esse jogo.

 

P.S.- Também ontem os nossos miúdos foram dar um (previsível) amasso à melhor academia do mundo, que pode pelo menos celebrar o feito de pela primeira vez na história ter chegado aos quartos de final da UEFA Youth League. Já nós, juntamo-nos a Chelsea, Real Madrid e Barcelona como recordistas de presenças nas meias-finais (quatro) e já somamos três presenças na final, faltando-nos mesmo é o título que já merecemos há algum tempo. Naturalmente que as justificações chovem, inventando coisas como os jogadores do Benfica já jogarem juntos há muito tempo, enquanto que os pobres bancários só se juntaram para este jogo (só pode dizer isto quem não acompanhe de todo os jogos das camadas jovens, já que a nossa equipa na Youth League é também formada por um misto de jogadores que alinham nos juniores, Sub-23 e equipa B). O que eu vi foi uma enorme (e esperada) diferença de classe, e até os prodígios que desceram da equipa principal dos bancários para vir ajudar neste jogo (os laterais Gonçalo Esteves e Nazinho, e o famoso Essugo) foram dos que mais comprometeram, pois os nossos extremos Pedro Santos e Diego Moreira fizeram deles o que quiseram e foram os homens do jogo, enquanto que no meio campo o Martim Neto e o Cher N'Dour mandaram naquilo tudo.

tags:
publicado por D'Arcy às 13:56
link do post | comentar
4 comentários:
De Luis Agostinho a 14 de Abril de 2022
É verdade. Saímos de forma digna e com honra, mas, como é possível sofrer aqueles golos? E continuamos a sofrer golos em todos os jogos. TODOS. O Vertonghen esteve mal, mas o Otamendi esteve muito, muito mal. O que também não compreendo é o tempo de jogo dado ao Diogo Gonçalves...a extremo.

Vamos caminhando para o fim da época e começa a ser altura de ir dizendo adeus ao Darwin. É a nossa sina. Sai logo quem se destaca um pouco, e ficamos com a mediocridade. Somos um clube muito grande, de um país pequeno, pobre e mesquinho, dominado por máfias de interesses.

Próxima jornada, além da ressaca europeia, vamos levar com a dupla de viscondes, verdíssimo no apito e macron no bar. O saporim bem disse que não ira perder mais nenhum jogo...ele lá sabe do que está a falar. O clube da "junta de salvação bancária" (excelente!) aprendeu com os fruteiros a não deixar nada ao acaso, e contam com toda a colaboração do fontelas e seus muchachos, e até da estrutura do Benfica, que, mansa, permite que tudo nos façam, selado com abraços e beijinhos no fim.

Enquanto isso, o antigo presidente do SLB anda a escrever um livro com dois jornalixeiros da cofina. E isso, na minha opinião, explica muita coisa, para quem ainda tivesse alguma dúvida. As minhas dúvidas ficaram completamente dissipadas quando soube que ele tinha aberto as portas do Estado da Luz ao padrinho da fruta.

Saudações Benfiquistas
De BI-CAMPEÃO EUROPEU a 15 de Abril de 2022
Subscrevo na íntegra todo o seu comentário, caro Luís Agostinho. Vê-se à distância da Galáxia Andrómeda que, além de você ser um verdadeiro Grande Benfiquista, é uma pessoa com inteligência acima da média.
Os meus parabéns sinceros, e toda a saúde do Mundo para si e todos os seus.

Quanto ao inefável vieirita dos pneus, nosso ex-"presidente", eu sempre disse que esse indivíduo era um ESCARRO.
Infelizmente, como podem todos ver, a razão estava do meu lado.

Quanto ao post anterior sobre o nosso jogo com o belenenses SAD, eu não participei porque fiquei tão ENOJADO com o que se passou no V. Guimarães - fc penalty - ainda por cima sem uma reacção forte dos "dirigentes" do nosso querido slBenfica - , que tive que fazer um enorme esforço para me abstrair e direccionar os meus pensamentos para outras latitudes.

Como é possível, duas faltas claras do ESCABROSO MERGULHADOR taremi - faltas cometidas por ele, pois é ele quem vai de encontro ao guadar-redes do V. Guimarães, e este é um elemento do jogo que está dentro do relvado e não é obrigado a meter-se num buraco do mesmo para o porco "jogador" dos andrades passar -, como é possível, dizia eu, essas duas faltas claríssimas contra o fc penalty, serem tranformadas em dois penalties a favor desse ASQUEROSO clubezeco?!?!?!

Eu sei porque é que isso é possível e vou dizê-lo aos Benfiquistas:
Isso é possível e perfeitamente "natural", porque, como há muito venho dizendo, em Portugal não há gente de tomates, o que existe é COVARDOLAS, MEDROSOS E ESCRAVOS do fc penalty, a começar pelos "árbitros" que, não sendo capazes de serem Árbitros, covardemente se deixaram transformar em autênticos APITADORES AMESTRADOS E FORMATADOS para levarem aquele clubezeco num ANDOR GIGANTE a caminho do "título"!!!!!

Senão vejamos: desde o início deste "COMPRIONATO" que esse clubezeco é DESCARADAMENTE FAVORRECIDO E LEVADO AO COLO, os os palermóides dos "dirigentes" lisboetas dos dois maiores clubes do país, o nosso Benfica e o riporting de alvaLADRA, COVARDEMENTE NADA DIZEM E A TUDO ASSITEM CALADOS E QUIETINHOS E COM O RABINHO METIDO ENTRE AS PERNAS!!!!!!

Quanto ao nosso querido slBenfica - que é o que verdadeira e unicamente me interessa - quero dizer aos seus dirigentes, e principalmente ao Presidente Rui Costa, que não vale a pena contratar um Treinador verdadeiramente capaz e competente, e jogadores competitivos, valentes, verdadeiros profissionais e de indiscutível valor e qualidade, se não formos capazes de acabar com a verdadeira MÁFIA anti-Benfica que entrega os campeonatos ao seu cliente - o tal de fc penalty -, mesmo sem estes terem começado a jogar-se!!!!

Uma VERGONHA INCOMENSURÁVEL, o Maior e Melhor Clube português deixar-se ficar de cócoras e sem nada fazer, neste ESCABROSO, ASQUEROSO, MENTIROSO E VIGARISTA futeboleco PORCOguês!!!!!

Apregoar-se aos Benfiquistas que vamos lutar para sermos Campeões nas condições que atrás referi, e que são de autêntica VIGARICE contra o nosso slBenfica, ou é ser-se mesmo muito tanso, muito tótó, muito pacóvio e inocente, etc,etc,etc,... ou então é pactuar com a vigarice e aldrabiçe, e com isso andarem a enganar os próprios Benfiquistas!!!!

É este o meu pensamento. Gostaria que o mesmo estivesse completamente errado e que as competições fosse ganhas por quem de facto fosse melhor e as merecesse.

BOA PÁSCOA COM TODA A SAÚDE DO MUNDO para todos os BENFIQUISTAS, mesmo aqueles que infelizmente não compreendem os meus comentários.

BENFICA BENFICA BENFICA................. Sempreeeeeeeeeeeee... mais do um um Clube, um ideal e uma forma leal e honesta de estar na vida.

Benfica Benfica Benficaaaaaaaaa a única referência que realmente interessa.
De Luís Manuel a 15 de Abril de 2022
Olá D'Arcy, e obrigado pelo post.

Não consigo explicar por que razão, mas tinha tanta, tanta esperança que fosse a nossa noite em Liverpool! Talvez por tudo quanto nos aconteceu esta época e que não vale a pena referir (erros nossos e também de bandidos que nunca deixaram de nos tentar encostar às cordas, dentro e fora do campo), tinha uma secreta esperança que, mesmo com dois golos de desvantagem, fosse possível dar a volta à eliminatória. E palavra de honra, se não fossem os disparates defensivos e absurdos mais uma vez cometidos, acho que teríamos conseguido. E teríamos dado uma lição à arrogância do Liverpool e do seu treinador, que achou que eram favas contadas. Mas não podemos ter, como centrais, dois jogadores que, como dizes, estão na fase descendente das suas carreiras. Já elogiei aqui o Otamendi, tem tido bons desempenhos, não lhe aponto nada à atitude, pelo contrário: luta, dá tudo o que tem, mas a idade não perdoa e não é com ele que podemos contar no futuro. E não sei o que dizer do Vertonghen, no segundo golo que sofremos. Nem eu, com meio joelho e a idade que tenho, faria dois erros inacreditáveis como os que ele fez no espaço de segundos. Foi esse segundo golo que quase inviabilizou uma possível remontada. É o inaceitável alívio/passe para o adversário que faz, e o não atacar a bola quando percebe que cometeu um erro e ainda pode tentar remediá-lo! Não podemos ter um central que vem aqui em busca de uma reforma descansada e dourada. Para cometer erros grosseiros em jogos decisivos, mais vale meter um miúdo da B, que aprende com os erros, tem margem de manobra no futuro e não recebe um salário impensável para um Clube como o Benfica . Não é a primeira, a segunda ou a terceira vez que o Vertonghen faz coisas destas. Já não tem andamento para isto.

Mas como gostei de ver o Liverpool à rasquinha quando empatámos, e quando o Darwin fez aquele remate que nos daria o 3-4! Foi extraordinário, empolgante e arrebatador ver como não baixámos os braços e a perder 3-1 empatámos 3-3. E os nossos adeptos... aquilo foi uma coisa absolutamente incrível. A calarem os ingleses, a apoiarem o Benfica até ao fim... lamento tanto que não tenhamos conseguido passar. O Benfica é enorme. Enorme. Tem adeptos de uma crença, de uma dedicação invulgares em todo o mundo. Tanta gente que foi a Liverpool em prejuízo das suas vidas pessoais, em prejuízo das suas condições de vida. Que emoção ver todos os nossos adeptos a cantarem o nosso hino e o "Eu amo o Benfica", em vez de insultarem as mães dos nossos adversários, em vez de desejarem que o avião da Chapecoense fosse o dos nossos adversários. Como gostaria de ter estado ontem em Liverpool!
De Luís Manuel a 15 de Abril de 2022
Quem foi a única equipa portuguesa a vencer em Liverpool (ao campeão europeu em título, já agora)? E a única a marcar 3 golos em Liverpool? Os jornaleiros já se esqueceram disso? Quantas batatas é que o clube da fruta levou contra o Liverpool, nos últimos jogos que jogou contra os ingleses? E, já agora, porque não sei se isto é impressão minha: vi o jogo na tvi, e sempre que o Liverpool criava uma ocasião de perigo a excitação do pé-de-microfone era imensa: "pode marcar o Liverpool", "pode ser mais um", foram as expressões que ouvi. O pé-de-microfone é inglês ou português?

Muito obrigado a todos os jogadores que honraram o nosso símbolo e nunca viraram a cara a luta. Muito obrigado, do fundo do coração, a todos os nossos incríveis adeptos.

Agora... já sabemos que no próximo jogo nos espera um campo inclinado, tal como disseste, e com dois artistas inclinadíssimos. O Hugo faz-me sempre lembrar o Eduardo Barroso atrás de um ecrã, a decidir contra o Benfica e a esfregar as mãozinhas de contente. O Verdíssimo é uma espécie de braço armado do pasteleiro, quando este não pode dar o seu contributo nos nossos jogos. Mas paciência, pelo menos já sabemos o que nos espera e temos de ir à luta. Contra tudo o que nos aguarda.

Força, Benfica!

P.S.: Subscrevo tudo o que escreveste no teu P.S. Mas, se vires o jogo outra vez, com olhos de ver, constatarás que a sorte esteve do nosso lado. A melhor escola de futebol de todo o mundo teve quatro percalços e nós aproveitámos esses deslizes. Fomos uns sortudos... Fora de brincadeiras, que grande demonstração de qualidade dos nossos jovens. É verdade que a Juventus vai ser muito difícil de bater, mas vamos jogar com eles olhos nos olhos. Há muitos jovens nesta equipa, e na equipa B, que podiam já estar a jogar na A. Precisam de jogar, precisam que lhes dêem oportunidades. Rúben, Renato, Guedes, Ramos, Semedo, Bernardo, Cancelo, não precisaram de "rodar" coisa nenhuma. Isso é conversa para boi dormir. Têm qualidade, querem mostrar serviço, estão no pico da força e resistência. Apostem neles! Ou preferem contratar trampa que nos custa milhões de euros e vem mandriar ao sol de Lisboa?!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Hiato

Formação

Exemplar

Brilhante

Brio

Dignos

Darwin

Erros

Incómodo

Extraordinário

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds