VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 12 de Setembro de 2021

Eficácia

Foi um festival de eficácia, e graças a isso o Benfica goleou nos Açores e viu a sua vantagem para os mais directos rivais aumentar em dois pontos, ficando mais confortável no topo da tabela.

2.jpg

Os compromissos das selecções forçaram algumas alterações na equipa, com o Lucas Veríssimo a ter que fazer um contra-relógio para chegar a tempo de jogar - como estará impedido de jogar em Kiev para a Champions, foi submetido a este esforço. Já o Otamendi, ficou em Lisboa, avançando o Morato para a titularidade. Nota ainda para o regresso do Diogo Gonçalves ao onze, e para a estreia a titular do Rodrigo Pinho, a maior surpresa na constituição inicial da equipa. Em termos tácticos houve alguma inovação, já que em vez de um mais habitual tridente ofensivo pareceu-me que jogámos com uma dupla de pontas-de-lança e com o Everton mais solto atrás deles, com a missão de jogar entre linhas. Sobre a primeira parte, infelizmente pouco há de positivo a dizer. Tivemos uma enorme superioridade na posse de bola, mas fomos completamente inofensivos no ataque, incapazes de encontrar soluções de finalização. O Santa Clara, com a pouca bola que tinha, conseguia ser mais perigoso em contra-ataques através de futebol directo. Foi com alguma felicidade que não nos vimos atrás no marcador, depois de vermos uma bola embater na barra no seguimento de um livre directo mesmo à entrada da área, que resultou de um corte muito perigoso do Vlachodimos quando um adversário se ia isolar. Só perto do intervalo é que o Grimaldo descobriu o Rodrigo Pinho com um passe para as costas da defesa e este, descaído sobre a esquerda, entrou na área e bateu o guarda-redes com um remate forte que entrou junto ao poste mais próximo. Uma vantagem feliz e que o Benfica pouco justificava nessa altura.

1.jpg

A segunda parte foi uma história completamente diferente, que começou a ser escrita com a entrada do Rafa precisamente para o lugar do jogador que tinha desfeito o nulo. Já o escrevi antes, acho que o Rafa é o maior desequilibrador que o Benfica tem no plantel. Quando não há espaços, ele inventa-os, e a mobilidade dele consegue criar o caos nas defesas adversárias. Depois, a incrível eficácia do Benfica neste jogo continuou a mostrar-se - uma excepção, já que normalmente estamos mais habituados ao desperdício constante. Por isso a história da segunda parte pode escrever-se com os golos que o Benfica foi marcando, que lhe permitiram controlar o jogo completamente à vontade. Aos cinquenta e quatro minutos, passe do Everton a solicitar a corrida do Darwin, que se escapou à defesa e perante o guarda-redes finalizou facilmente. Dois minutos depois, o Rafa recebeu a bola vinda do Weigl, na rotação libertou-se da marcação e ainda de fora da área desferiu um remate forte e colocadíssimo, que fez a bola entrar junto ao poste com o guarda-redes pregado ao relvado. Aos sessenta e dois, o Darwin libertou-se sobre a esquerda e fez um remate meio enrolado que conseguiu tabelar em dois defesas e assim trair o guarda-redes. E finalmente aos sessenta e oito, com o Santa Clara já derrotado e quando já tínhamos trocado o João Mário e o Darwin pelo Gedson e o Yaremchuk, fechámos o resultado. Passe do Gedson a desmarcar o Grimaldo na esquerda e cruzamento tenso e perfeitamente medido para que o Yaremchuk se antecipasse ao defesa e ao guarda-redes e empurrasse para a baliza. Depois foi só mesmo gerir até final e deu para assistirmos à estreia do Lázaro, embora pouco se tenha visto nos minutos que esteve em campo.

3.jpg

O melhor em campo foi para mim o Grimaldo, com duas assistências, a primeira das quais ajudou a desatar um nó que se previa cada vez mais complicado. O Rafa é outro dos destaques por ter revolucionado completamente o jogo com a sua entrada, tendo marcado o golo mais bonito da tarde. Os centrais estiveram bem, mas acho que o Morato merece ser mencionado por ter mais uma vez dado uma resposta muito convincente e mostrado que é uma opção perfeitamente válida sempre que um dos titulares estiver indisponível. No meio campo, o João Mário fez o jogo mais discreto desde que chegou ao Benfica, mas em compensação o Weigl esteve muito bem.

 

Estamos sozinhos no topo com um registo perfeito. E com os principais rivais a quatro pontos, isto significa que vão certamente começar os habituais ataques e acusações de favorecimento, com o intuito de criar o clima a que assistimos durante toda a época passada, porque esse é o cenário ideal para os nossos adversários - em caso de dúvida, decide-se contra o Benfica. A diferença é que esta época voltou a ouvir-se a voz benfiquista nas bancadas, e isso ajuda a diminuir a impunidade e o à vontade com que isso era feito. De qualquer maneira a situação actual não é caso para excessos de confiança: a época passada também começámos com cinco vitórias de enfiada e à sexta jornada - precisamente contra o Boavista, o nosso próximo adversário - caímos estrondosamente e depois foi o que se viu. É preciso continuar neste caminho e a fazer o nosso trabalho, sem ligar às provocações e distracções que nos atiram.

tags:
publicado por D'Arcy às 22:12
link do post
De Anónimo a 13 de Setembro de 2021
Caro D'Darcy
Filme prefeito sobre o jogo.
O preocupante é a continuidade das duas faces do Benfica nos 90 minutos.
Com o Tondela, o Santa Clara, o Moreirense, o Arouca vai dando.
A continuar assim o pior virá quando apanhar equipas mais fortes que não perdoam estas abébias.
Nota-se que há jogadores que não sabem o que é o Benfica.
Sugiro que passem uns vídeos da nossa equipa feminina, para que a equipa senior masculina saiba o que é sofrer, lutar e jogar no Benfica e sentir o Benfiquismo.
Sócio há 27 anos, hoje mais Benfiquista que ontem.
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Confrangedora

Doloroso

Inequívoca

Tristeza

Deplorável

Descanso

Cumprido

Entradas

Regresso

Inadmissível

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds