VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

Ensaio sobre a lucidez

Sobre o empresário Jorge Mendes, diz Wallace, jogador emprestado pelo Braga ao Mónaco: "Disse-me para me preocupar em jogar o meu futebol, porque fora de campo ele resolvia tudo. E eu sei que estando bem e, com a força que ele tem fora de campo, com certeza vai dar tudo certo". É difícil encontrar tanta lucidez num jogador apenas.

publicado por p às 22:30
link do post | comentar
10 comentários:
De Bicuda a 3 de Setembro de 2014
http://www.theguardian.com/football/shortcuts/2014/sep/02/jorge-mendes-football-agent-transfer-deadline-day-di-maria-man-utd-costa-chelsea
De Manuel Afonso a 3 de Setembro de 2014
Sim. Também me parece que é uma afirmação bastante lúcida.
Parece-me a mim, e certamente a quase toda a gente.
De tão óbvia nem me parece merecedora de atenção, logo concluo que por detrás deste post esteja subjacente uma crítica, e agora especulando, acredito que negativa.

E aí reside a parte que eu ainda não consegui perceber. Ou porque sou burro, ou porque não alinho em ondas quando não me conseguem explicar, ou eu perceber, de onde vêm e porquê. E isto por muito bonitas que possam parecer ou por muito que na moda possam estar.

Não consigo perceber a diabolização que é feita do Jorge Mendes por grande parte dos Benfiquistas.
Se me falarem dos intermediários de futebolistas em geral, talvez eu ainda perceba. Se bem que a intermediação no futebol, ainda assim, esteja bastante mais regulada do que noutras actividades económicas, que afectam a nossa vida de forma muito mais sensivel, em muitos casos aumentando os custos de venda ao consumidor de produtos essenciais, como os produtos agrícolas, de forma pornográfica sem qualquer escrutínio ou preocupação da população em geral.

Agora a pessoalização do Jorge Mendes como exemplo de tudo o que está mal nos negócios do futebol, não entendo.
Aliás, desde que o Benfica escolheu o Jorge Mendes como principal parceiro nas nossas contratações, construimos planteis de grande qualidade, muito superiores aos que tinhamos antes de estabalecida esta parceria, e conseguimos criar um diferencial entre o valor total de compras e o valor total de vendas que corresponde a uma mais valia muito significativa, o que como se sabe, também estava longe de ser uma realidade.

Mas como eu gosto de aprender, alimento a esperança de ser desta que alguém me vá conseguir explicar isto de uma forma racional.




De p a 3 de Setembro de 2014
Manuel Afonso,

chamei ao post "Ensaio sobre a lucidez", o que significa, genericamente, que o texto a apresentar dará mostras de lucidez. O Manuel concorda comigo, por também achar, tal como o Wallace e toda a gente, que é evidente que o Jorge Mendes tem força fora de campo. Muita força. Aliás, há quem diga que ele é o empresário mais poderoso. Ora, de uma maneira geral, eu não tenho uma ideia muito cândida do comportamento dos empresários, porque entendendo, de uma maneira muito básica, que o futebol se joga dentro das quatro linhas e a força fora de campo é (deveria ser) secundária (excepto, talvez, a força dos adeptos). Mas isto é a visão de um gajo ingénuo. No entanto, o Manuel concorda comigo, pois deixa uma crítica subliminar ao comportamento "em geral" dos empresários, como se houvesse um problema inerente à profissão, como , por exemplo, se fossem desonestos. Ora, o maior desonesto é o pior de todos, certo? Quanto à parceria a que alude, e concentrando-me apenas neste ano em particular, porque é o que nos interessa (certo?), o Jorge Mendes representa os seguintes jogadores que saíram do Benfica nesta época: André Gomes, João Cancelo, Ivan Cavaleiro e Bernardo Silva. Representa no Benfica os seguintes jogadores actualmente: Bebé, Nelson Oliveira e Pizzi. Isto se não me falhar nada. Ora, não vejo aqui a mais-valia a que alude.

Já disse que não tenho uma visão tão cândida dos empresários quanto a sua, mas admito estar errado. Agora, aquilo de que eu não me esquecerei é do assédio absolutamente pornográfico de que foi alvo o Enzo Pérez durante este mês, por parte de um clube que pertence a um amigo do Jorge Mendes (aliás, o Jorge Mendes foi intermediário nesta compra), em particular pelo treinador desse clube (que é representado pelo Jorge Mendes), e por alguns jogadores, como é o caso do André Gomes (que é representado pelo Jorge Mendes). Pergunto: não acha que haverá jogadores melhores que o Enzo Pérez por 25ME? Não digo para o Benfica, em que o Enzo é absolutamente central porque está completamente integrado (eu considero-o o jogador mais influente no Benfica), mas para outros clubes.

Caro Manuel, isto é apenas uma opinião, se eu tivesse certezas acha que as punha num blogue? Entregava tudo às autoridades.
De Manuel Afonso a 4 de Setembro de 2014
Caro Pedro

Não me parece que tenha percebido assim tão bem o que disse.
Começando pelo facto de eu concordar consigo por achar que os intermediários, seja de que área económica forem, são por princípio desonestos. Não acho nada.

São por princípio fuguras pouco simpáticas, lá isso são. Ninguém aceita muito bem que um intermediário ganhe dinheiro por estar envolvido num processo em que é vendido algo que não é dele e que não é ele que compra.
É assim com jogadores de futebol, com casas, com batatas e com tudo o resto.

Não acho que a minha visão desta realidade seja a oposta da sua, ou pelo menos da que admite poder ser a sua, ingénua. Não acho mesmo nada que estaja a ser cínico. Apenas pragmático. Não me apetece mesmo nada ter que apanhar as batatas na horta. Prefiro compra-las no supermercado, mesmo pagando a n intermediários no processo.

E nestes n, muitos serão honestos, limitando-se a prestar um serviço que é requesitado e necessário. E também não estou a ver muito bem como é que esta minha opinião pode ser encarada como cândida, mas tudo bem.

Relativamente à questão das mais valias económicas, vai-me descupar mas este ano em particular não é de todo o que nos interessa. Pode ser o que lhe interessa a si, mas eu perfiro ter uma visão mais alargada dos factos e menos imediatista.
Ainda assim, a ser verdade o que se diz por aí, sendo que eu tenho sempre sérias dúvidas sobre o que se diz por aí, os jogadores que sairam renderam ao clube 55 milhões contra os 18 milhões (considerando 100% dos passes) que custaram os que entraram. Custa-me perceber que não veja aqui nenhuma mais valia.

Para finalizar, vamos deixar as coisas um pouco mais claras. A teoria é que o Jorge Mendes tentou enfraquecer o Benfica para beneficiar o Porto. É a isto que se refere, não é?
Deixe que lhe diga, agora sim, está a ser extremamente ingénuo.
O Jorge Mendes, como bom intermediário que é, tem uma e só uma prioridade. Ganhar dinheiro. E para ganhar dinheiro, ou se preferir não deixar de ganhar dinheiro, não se mete em conspirações dessa ordem.
Disto tenho eu a certeza. Em Portugal se há clube que a prazo lhe pode dar dinheiro a ganhar é o Benfica. Não foi sendo burro que chegou onde chegou, e se eu sei isto, mais sabe ele. Nunca poria em risco a relação que tem com o clube para entrar em joguinhos desses que são inventados para entreter adeptos.

P.S. - Também na questão Enzo Perez discordo de si. Não, não acho que tenha havido no mercado um 8 com as suas características que pudesse ter sido adquirido por menos de 25 milhões.
De p a 4 de Setembro de 2014
Manuel Afonso,

"A teoria é que o Jorge Mendes tentou enfraquecer o Benfica para beneficiar o Porto. É a isto que se refere, não é?". Não. Leia com atenção o que escrevi.

"Ainda assim, a ser verdade o que se diz por aí, sendo que eu tenho sempre sérias dúvidas sobre o que se diz por aí, os jogadores que sairam renderam ao clube 55 milhões contra os 18 milhões (considerando 100% dos passes) que custaram os que entraram. Custa-me perceber que não veja aqui nenhuma mais valia." Não acredita, mas vai usando como argumento? Não compreendo. Eu vejo as coisas assim: saíram 4 jovens promessas da formação do Benfica e entraram um jogador que apenas foi para o MU para que o MU pudesse pagar ao JM o que lhe devia em comissões sem o pagamento ser ilegal em Inglaterra, um jogador que não vingou num clube mediano em França e um jogador que era suplente num clube mediano em Espanha. E sim, tenho uma visão imediatista das coisas: que terá interessado a Hitler os antigos acordos estabelecidos com a Rússia se a partir de certo momento se tornaram inimigos?

Em relação ao Enzo Perez, os clubes europeus andam todos cegos e só o Valencia é que consegue ver o potencial do jogador, é isso? Seja.

Agora vamos ao que interessa. É preciso haver intermediários? Sim, é. É certo que, não entrando eles em jogos, só lhes interessa o dinheiro (o próprio Manuel afirma isso mesmo), não é? É evidente, portanto, que há forças exteriores às quatro linhas que são exercidas em função de interesses unicamente monetários e não desportivos, que são cada vez mais importantes. Certo. O Jorge Mendes representa, talvez, a maior força exterior neste momento, uma força, recordo, unicamente movida por dinheiro, que investe ou não nos clubes de acordo com os interesses monetários, acabando por desequilibrar o já muito frágil equilíbrio entre as equipas europeias. O dinheiro desvirtua o futebol, o Jorge Mendes é o representante máximo disso mesmo, agora até eu acho que é motivo para diabolizar o homem. Um treinador num clube sem dinheiro não e livre de fazer as escolhas que quer, mas sim as que um empresário que investiu no clube quer.

De Manuel Afonso a 4 de Setembro de 2014
Caro pedro

Quem disse que os jovens da formação sairam foi você, não eu. Fazendo fé no que disse e nas notícias que circulam, hipoteticamente terão saido pelo dinheiro que referi.
Nada de muito relavante, no entanto. As mais valias de que falei estão documentadas nos relatórios e contas dos últimos anos, por isso não vale a pena perdermos tempo a discutir se o homem já foi à lua.

Eu percebo a parte em que se refere aos poderes económicos em redor do futebol, dentro do futebol.
E os empresários até são meninos neste jogo. Os fundos nem piranhas chegam a ser quanto mais tubarões. As organizações mafiosas que dão pelo nome de UEFA e FIFA é que dominam o negócio como querem.
E evidentemente que desde que transformaram o futebol num negócio puro e duro, prospera quem tem dinheiro e definha quem não o tem.
Que isto tem que ser revisto, que isto destrói a competitividade, que isto aniquila a maior beleza do futebol, que não existe em nenhuma outra modalidade, a imprevisibilidade, parece-me por demais evidente.
Até aqui acho que estamos todos de acordo.

A partir daqui é que a sua retórica, na minha opinião, falha por completo.
A começar não há nenhum mal em que um homem de negócios tenha como prioridade o lucro. Antes pelo contrário.
E qualquer bom homem de negócios, o Jorge Mendes na sua área é o melhor, sabe que para ter lucros, para ganhar dinheiro a médio e longo prazo, tem que servir bem os seius clientes. Isto não se trata propriamente da invenção da roda.

Daqui retiro que "diabos" são os empresários como o do Oblak. Esse e muitos outros da mesma espécie, é que para ganharem uns tostões agora, JÁ, perdem clientes e representados, porque no final prejudicam invariavelmente os seus interesses.
O Jorge Mendes até calha a ser chamado pelos clubes, quando surgem estas situações de ruptura, para ajudar na sua resolução.

Juro que vou tentar dizer isto de uma maneira que não soe demasiado paternalista, mas desde já peço desculpas por aquilo que me parece ir ser um completo falhanço.
Os treinadores de clubes sem dinheiro não compram os jogadores que querem por causa dos empresários.
Os treinadores de clubes sem dinheiro não compram os jogadores que querem porque não têm dinheiro.



Como não conheço o Jorge Mendes de lado nenhum, nem recebo comissões do senhor, termino aqui a sua improvavel defesa.







De p a 4 de Setembro de 2014
Manuel,

se a sua escrita estiver sem gralhas, a dimensão paternalista da parte final do texto escapa-me completamente. Mas não se preocupe em explicar, porque também encerrarei a minha discussão com este comentário (e esta observação é válida para o que escreverei daqui para a frente, encare o comentário como uma rebeldia filial em busca de afirmação edipiana - é para o lado que durmo melhor).

"Quem disse que os jovens da formação sairam foi você, não eu.". Mau, estão lá? Fazem parte do plantel? Fui agora mesmo ver e não estão...

"As mais valias de que falei estão documentadas nos relatórios e contas dos últimos anos". Eu disse que me interessava este ano, ou seja, 2014/2015.

"Eu percebo a parte em que se refere aos poderes económicos em redor do futebol, dentro do futebol". Caro Manuel, não é "a parte", é o texto, é o âmago do texto inicial. Lamentavelmente, o Jorge Mendes é uma face visível dessa dimensão, daí ter aproveitado o comentário do Wallace para falar disso mesmo. Se reler, a conversa derivou apenas porque o próprio Manuel o fez.

"As organizações mafiosas que dão pelo nome de UEFA e FIFA é que dominam o negócio como querem". Estratégia para entreter adeptos. Não foi isso que lhe chamou? Tem provas disso? Ou acompanha a onda que está na moda?

Sobre o Jorge Mendes, também leio muita coisa nos blogues, e, para mim, dado que não há provas de nada, há apenas indícios, temos duas opções: ou lemos esses indícios como se o Jorge Mendes fosse o diabo ou lemos esses indícios como se o Jorge Mendes apenas quisesse ganhar dinheiro. O Manuel incorre no mesmo erro que aponta a quem diaboliza o Jorge Mendes: não tem provas e fundamenta o que diz naquilo que é a SUA leitura dos indícios.



De Manuel Afonso a 4 de Setembro de 2014
""As organizações mafiosas que dão pelo nome de UEFA e FIFA é que dominam o negócio como querem". Estratégia para entreter adeptos. Não foi isso que lhe chamou? Tem provas disso? Ou acompanha a onda que está na moda?"

Quer mesmo resposta ou é também só retórica? Ou afirmação edipiana, como preferir.
Pelo sim pelo não, devo dizer que as minhas provas são os MIL MILHÕES de euros existentes em contas da FIFA. E estou a falar apenas de dinheiro que está documentado.
Ora uma associação sem fins lucrativos (certamente a única com mil milhões de euros em numerário apenas), que tem como missão estatutária a divulgação e apoio do futebol amador, que como tal está isenta do pagamento de impostos em todo o globo, e que lucra despudoradamente com o investimento feito por estados em organizações de campeonatos do mundo e afins,impondo os seus interesses económicos ás leis de paises sobranos, deve ser apelidada como? (esta é mesmo retórica, para não haver dúvidas).
Para mim como organização mafiosa, e são estas as minhas provas.

E já agora, apelidar alguém de "Diabo" sem ter quaisquer provas do que diz, não é transmitir uma opinião. É difamar alguém.
E isto é válido para o Jorge Mendes, para o Luís Filipe Vieira, e para toda a gente.





De p a 5 de Setembro de 2014
Manuel Afonso,

Já reparou que o Jorge Mendes é um agente... FIFA? Sim, está associado a uma instituição comprovadamente mafiosa! Afinal, o homem que apenas quer ganhar dinheiro (como o Manuel afirma) exerce a sua profissão ao abrigo de uma instituição criminosa (como o Manuel afirma). E isto não é uma difamação, é uma dedução lógica deita a partir daquilo que o próprio Manuel afirmou, embora me pareça que o Manuel queira diabolizar o Jorge Mendes.

Mas o Manuel não percebeu o post e quis vir aqui embirrar com a onda de benfiquistas que diaboliza o Jorge Mendes. Honestamente, essa onda merece-me, no mínimo, o benefício da dúvida. Talvez porque faça parte do nosso ADN enquanto povo, sermos desconfiados de tudo o que possa ter um leve travo a esturro. E porque é esse o assunto que lhe interessa (não, não lhe vou dar o prazer de abrir a porta Luís Filipe Vieira), reafirmo aquilo que já disse: desconfio do assédio do Valência ao Enzo Pérez e parece-me que o Jorge Mendes está associado a isso. E não estou a difamar o homem. Para o difamar, teria de lhe apontar um crime, e eu não o fiz. Talvez o sucesso do Valência o beneficie a ele também, e, nesse caso, beneficiar o Valência é ganhar dinheiro. Certo. Certíssimo (não estou a ser irónico). Acontece, porém, que o benefício do Valência é, objectivamente, prejudicial ao Benfica. Ao nosso Benfica. E isso custa mais. E pode dizer que a minha retórica não tem fundamento nenhum, porque se o Jorge Mendes prejudicasse o Valência e beneficiasse o Benfica (como já terá, de acordo com o que afirma, feito no passado), eu estaria calado. Racionalmente, continuaria a reprovar essa atitude, é certo, mas isto do futebol tem pouco de racional.

Ainda em relação ao Valência, tem aqui uma boa lista de jogadores transferidos neste defeso:

http://www.doentesporfutebol.com.br/mercado-europeu/

Se não for muito tendencioso, encontrará pelo menos um punhado de jogadores melhores que o Enzo por menos de 25 ME. O Valência também encontraria...

Vou sublinhar para ficar claro: não há jogador melhor que o Enzo para o Benfica por esse preço, mas é PARA O BENFICA.


Por fim, deixe-me ser abertamente paternalista. O Manuel afirma convictamente que "tem a certeza" de que o Jorge Mendes não se mete em conspirações, embora não o conheça. Está, portanto, ingenuamente a acreditar com uma fé impressionante num homem que não conhece de lado de nenhum. Tiro-lhe o chapéu, porque é uma lógica argumentativa irrebatível, contrariar os seus comentários é quase como mostrar a um crente que Deus não existe. Para se informar melhor, dou-lhe umas pistas (não vai encontrar quaisquer ilegalidades): pesquise sobre jogadores-promessa dos finais dos anos 90, alguns deles considerados MVP em muitos jogos de torneios internacionais, alguns até considerados melhores jogadores de campeonatos de juniores, e tente perceber por que razão a carreira deles acabou como acabou. Esforce-se, tente falar pessoalmente com eles, são pessoas acessíveis. Tenho a certeza, com uma fé inabalável, que aprenderá umas coisas.
De Vermelho Directo a 11 de Setembro de 2014
Última hora: temos avançado!
http://directovermelho.blogspot.pt/2014/09/esta-feito-jonas-no-benfica.html

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Obrigação

Banco

Exemplar

Madrugadora

Pouco

Inconsistência

Confrangedora

Arrasador

Sofrível

Solidez

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds