VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Evidente

Uma vitória tão evidente quanto natural, e o espelho fiel da enorme superioridade da equipa do Benfica sobre a do Boavista. Nem mesmo uma noite menos inspirada do melhor marcador do campeonato evitou mais uma goleada.

 

 

Durante toda a semana pairou a incógnita sobre a presença do Jonas neste jogo. Mas ele foi mesmo presença no onze inicial, que voltou a contar com o Rafa na posição do Salvio. O nosso início de jogo não foi tão pressionante como tem sido, mas não foram necessários muitos minutos para ficar convencido que dificilmente a vitória nos escaparia. Porque bastava a bola ir até à esquerda que o trio Grimaldo-Cervi-Zivkovic mostrava que estava em mais uma noite inspirada, e que era quase impossível o Boavista travá-los. As triangulações entre eles acontecem a uma velocidade vertiginosa e são feitas quase de olhos fechados, de tal forma que provavelmente nove em cada dez investidas por aquele lado vão acabar com um jogador a isolar-se em direcção à área ou a ganhar a linha de fundo para servir alguém à entrada ou no interior da área. O Boavista, por seu lado, até tentava de forma vã pressionar a nossa saída de bola mas o sucesso era nulo. E em termos ofensivos ficava-se pelo mesmo rendimento: nem um remate, nem uma jogada sequer de perigo - o que era também uma consequência natural de quase não terem bola. De qualquer forma era necessário traduzir a nossa superioridade em golos, porque recordava-me bem do que aconteceu no jogo da primeira volta, em que dominámos por completo a primeira parte, fomos para o intervalo com a magra vantagem de um golo, e depois quase sem saber como o Boavista deu a volta ao resultado e deu-nos a nossa única e extremamente injusta derrota no campeonato. 

 

 

Foi naturalmente pelo lado esquerdo que surgiu uma grande ocasião para ganhar vantagem, quando o inevitável Cervi foi derrubado dentro da área com quinze minutos decorridos. Mas o Wagner conseguiu defender o penálti marcado pelo Jonas (não me pareceu mal marcado, simplesmente o guarda-redes adivinhou o lado e fez uma boa defesa). Mas não foi preciso esperar muito pelo golo, que surgiu apenas três minutos depois: canto marcado na esquerda pelo Cervi, cabeceamento do Jardel a devolver a bola para a zona do primeiro poste, e cabeçada para o golo do Rúben Dias (e se não fosse ele, ainda lá estaria o André Almeida para finalizar). Se há algo a apontar à exibição do Benfica no primeiro tempo, foi o facto de apesar de ter tanto domínio, ter enfeitado demasiado as jogadas junto da área adversária. É certo que não é fácil encontrar espaços para rematar frente a um adversário que defende quase todo o tempo com onze, mas pareceu-me que houve situações em que exagerámos nas tabelas e nos passes quando parecia mais aconselhável o remate, mesmo de fora da área. Porque ainda estava escaldado com o jogo da primeira volta, desejava pelo menos mais um golo antes do intervalo, e foi mesmo a fechar a primeira parte que ele apareceu. Mais um canto do Cervi na esquerda, desta vez a encontrar o Jardel bem no centro da área para um cabeceamento colocado e sem hipóteses de defesa. Apesar da dinâmica apresentada e da enorme superioridade sobre o Boavista, foi em dois lances de bola parada que conseguimos marcar. E apesar do Boavista meter onze jogadores dentro da área para defender os cantos, não conseguiram marcar eficazmente o melhor cabeceador da nossa equipa.

 

 

A ganhar por dois ao intervalo frente a um adversário incapaz de atacar, a perspectiva era naturalmente de uma goleada. Mas os minutos iniciais até acabaram por mostrar um pouquinho de Boavista, que conseguiu mesmo fazer finalmente um remate no jogo - foi um remate disparatado e que não causou perigo nenhum, na sequência de um pontapé de canto marcado 'à futsal' com um balão para a entrada da área a pedir um remate de primeira, mas foi para todos os efeitos um remate. Achei que houve um período durante o qual o Benfica perdeu dinâmica no ataque, talvez por culpa da experiência de, primeiro, trocar os extremos, e depois disso ter o Pizzi a jogar mais sobre a esquerda e o Zivkovic sobre a direita. A coisa funciona melhor quando temos os três canhotos perto uns dos outros, parece-me. O que é certo é que houve ali um período em que o jogo ficou demasiado partido para o meu gosto. Não que isso se tenha traduzido em qualquer pressão da parte do Boavista, mas achei a nossa equipa um pouco menos ligada e a dar mais espaços no meio campo, com o jogo numa toada de parada e resposta em que toda a gente parecia ter demasiado espaço e tempo para jogar. Por vezes até deu a sensação de alguma sobranceria, já que as situações mais complicadas para nós resultaram de erros individuais: numa o Jardel deixou-se desarmar perto da área, e na outra uma má reposição de bola da parte do Varela acabou num remate que passou perto do poste. E houve tempo também para a tradicional má saída a um cruzamento pelo nosso guarda-redes, que deu origem a alguma confusão na nossa área até que o Varela agarrasse finalmente a bola. Mas depois voltámos à fórmula inicial, e tudo regressou à normalidade. O Jonas não estava mesmo num dia inspirado e falhou um par de situações que normalmente concretizaria, mas os defesas do Boavista acabaram por fazer o trabalho por ele, e num lance às três tabelas fizeram com que uma bola cruzada pelo Grimaldo acabasse dentro da própria baliza. Foi aos setenta e sete minutos, e logo a seguir o Jonas cedeu o lugar ao Jiménez. Que ainda foi atempo de marcar, mesmo sobre o minuto noventa, aparecendo à boca da baliza para emendar um bom passe rasteiro do André Almeida. E não fosse o João Carvalho (tinha entrado para o lugar do Pizzi) ter decidido tentar ele próprio o golo e poderia ter marcado um segundo, já que estava em posição privilegiada para receber o passe.

 

 

Destaques óbvios para o Cervi (duas assistências e ainda um penálti que foi desperdiçado), Grimaldo e Zivkovic. Os três baixinhos canhotos são o motor do futebol ofensivo da equipa e quando jogam desta forma é praticamente impossível travá-los. A quantidade de lances de perigo que conseguem criar é tanta que mais cedo ou mais tarde um golo acaba por surgir. Destaque também para a dupla de centrais, que tal como contra o Rio Ave acabou o jogo com dois golos distribuídos entre si. A isto o Jardel somou uma assistência e o Rúben um par de bons cortes a evitar males maiores, como no lance em que o Jardel perdeu a bola. Menção ainda para o Fejsa, importantíssimo como sempre, e para o André Almeida, que apesar de ainda haver quem seja incapaz de lhe reconhecer a importância e o valor que tem, insiste em desempenhar a sua função de forma exímia. Hoje somou a sexta assistência para golo na Liga, a somar a dois golos marcados - nada mau para um defesa lateral. E se aqueles que insistem em colocar um defesa direito como prioridade absoluta em qualquer janela de transferências se derem ao trabalho de consultar os dados estatísticos sobre a eficácia dele nas acções puramente defensivas, são capazes de ter uma surpresa.

 

Mais uma etapa ultrapassada com distinção e mais uma demonstração de vitalidade da nossa equipa. Estamos a atravessar o momento de forma ideal para enfrentar a fase decisiva do campeonato, e se o conseguirmos manter certamente teremos uma probabilidade enorme de celebrar no final. 

 

P.S.- Mais uma exibição deplorável do jovem prodígio verde da arbitragem nacional. Depois do magnífico desempenho como VAR no último derby, hoje voltou a mostrar que pelo menos um critério mantém: mãos dentro da área nunca dão penáltis a favor do Benfica. Já o critério disciplinar, parece ser avisar os adversários do Benfica e amarelar os jogadores do Benfica. Só ele conseguirá explicar como é que o Boavista conseguiu acabar o jogo sem um amarelo enquanto que os jogadores do Benfica viram dois por lances sem qualquer perigo disputados ainda dentro do meio campo adversário. Parece-me mesmo que o critério que ele segue é em qualquer lance em que o possa fazer, decidir a favor do adversário do Benfica. A forma como ele conseguiu transformar uma cacetada no Cervi em canto quando o jogador do Boavista nem toca na bola é digna de qualquer manual de arbitragem.

tags:
publicado por D`Arcy às 03:28
link do post | comentar
13 comentários:
De Manuel Afonso a 18 de Fevereiro de 2018 às 09:41
Já há uns bons anos que não havia um apitador que me fizesse perder o juízo. Pois este cabrão conseguiu. Mas não vale a pena falar disto. Já se sabe que vai ser assim até ao fim, com abutres pretos escolhidos à medida.

E também se sabe que os nossos adversários vão ser sempre assim. Com um banho de bola bem tomado na primeira parte e a perder por dois, basta o Benfica tentar diminuir o ritmo, como seria normal, para ver os Boavistas deste campeonato a darem tudo o que têm e mais o que não têm, em vez de poupar energias para o próximo encontro.
Enquanto adepto agradeço, que se é para correr a defender, mais vale correr a atacar, e assim lá se viu mais 30 minutos de futebol atacante e mais 2 golos de um Benfica cada vez mais entusiasmante.

O que é preciso agora e sempre, é ignorar todo o ruído e toda a imbecilidade com que tentam destabilizar diáriamente a equipa.
O que é preciso é manter a humildade, que nunca pode ser dissociada de uma enorme confiança e querença na vitória.
O que é preciso é respeitar o próximo adversário, o Paços de Ferreira, por ser o único que nos pode fazer frente, sendo que respeitar em alta competição é dar tudo o que temos e sabemos desde o primeiiro minuto de jogo.

O que é preciso é sermos Benfica, dentro e fora do campo, e deixar os mesquinhos e os vendidos a falar sozinhos, entregues ao seu novo messias, o trinca bolotas.
É incrível como as peças encaixam, e estes lambe cús de jornaleiros e afins acabam com o messias que criaram e tudo fizeram para merecem.
De antonio fonseca a 18 de Fevereiro de 2018 às 10:30
Bom dia,

Mais um belo comentário que subscrevo na integra.

Pessoalmente começo por mais uma exibição miserável ao nível do lagarto tiago que apitou o jogo. D`Arcy já disse tudo, nada mais a acrescentar. Sobre a vitória é inquestionável e merecida.

As exibições menos conseguidas de Jonas e de Rafa não ofuscam a nossa vitória.

Saudações benfiquistas.
De Anónimo a 18 de Fevereiro de 2018 às 14:14
Habilidoso, este Tiaguinho! Mas foscanhou-se, porque ontem não demos hipóteses à boiada coligada, não demos confiança a porcos - apesar de gostarmos de coiratos.
Duas perguntas: o Varela não é capaz de estar concentrado durante os 90 minutos ? E quanto tempo por semana treinará as «saídas»?
Mais uma: o Jonas ainda não percebeu que a paradinha e remate para a esquerda (ainda por cima com pouca força) já está mais que estudada, vista e revista pelos guarda-redes? Ó Jonas, assim, nunca mais marcas um! Acorda, pá!
De E Pluribus Unum a 18 de Fevereiro de 2018 às 23:42
Mais uma grande vitória. INCONTESTÁVEL. Devo contudo dizer - por ser verdade, ou pelo menos a verdade de que eu me apercebo -, que a nossa exibição apesar de conter entrega total por parte de todos os jogadores - talvez Bruno Varela esteja a destoar -, enferma de inconsequente, repentinos abaixamentos de nível e concentração, algumas abébias a facilitar a progressão dos adversários, etc,etc,etc,.. e muitas vezes finalização ou atabalhoada ou rápida demais, o que nos leva a não conseguir marcar golos que parecem QUASE FEITOS!!!

Jonas é JONAS, mas a marcar penalties não chega nem aos calcanhares de RAÚL JIMÉNEZ.
Demasiadas falhas seguidas na marca dos ONZE METROS, para um jogador do seu nível e das suas responsabilidades perante a equipa, e os SÓCIOS E ADEPTOS do nosso Glorioso Clube. O Nosso BENFICAAAAAAAAAA.
O que eu sofri nos momentos anteriores quando ele se dirigiu para a bola no penalty marcado contra o riporting de alvaLADRA na nossa Catedral, que felizmente foi CONVERTIDO EM GOLO e nos evitou uma DERROTA HUMILHANTE em nossa própria casa contra esses ASQUEROSOS E ESCABROSOS osgas / lagartinácios FILHOS DA PUTA a quem eu ODEIO PROFUNDAMENTE.

QUE ALÍVIO QUANDO A BOLA ENTROU MESMO NA BALIZA DO patrício, E VI OS NOSSOS JOGADORES A SALTAREM E A SE ABRAÇAREM DE ALEGRIA!!

Há já muito que eu vinha dizendo a amigos meus BENFIQUISTAS - só tenho e só quero amigos Benfiquistas e mais nada, pois abomino quem apoia corruptos e não "entende" o meu Benfica -, que o Jonas, embora os fosse convertendo em golos, andava a marcar os penalties sem convicção e sem confiança. Demasiado tenso e nervoso nos momentos de os converter.
Felizmente eles lá iam entrando, mas isso era também por fruto da sorte e até da pouca "esperteza" dos guarda-redes.
Pois é, mas a SORTE NÃO DURA SEMPRE.
Jonas quando chuta a bola, ao contrário do Raúl Jiménez, já só vai com os olhos focados na bola e não vê a posição do guarda-redes, pois se visse teria tempo para rematar a bola para o lado contrário do voo do guarda-redes que, também neste caso contra o Boavista já lá estava à espera da bola ainda antes de o Jonas rematar!!!!

Oh Jonas, pede umas lições ao Jímenez, pois ele é teu colega, é jogador do nosso Benfica, e querer aprender, aprender sempre, só pode ENGRANDECER e nunca diminuir quem o quiser e tiver força de vontade para o fazer.

Este foi um jogo "fácil" que sempre seria ganho dado a diferença de nível das equipas, mas em jogos com equipas mais a sério, é IMPERDOÁVEL jogadores do Benfica falharem estas oportunidades mâximas que são quase 80% GOLO.

Positivíssimo, os esquerdinos e pequeninos F. CERVI e ZIVKOVIC, e o dextro RAFA que precisa de mais jogo para desenvolver as suas capacidades e de avançados tipo JÍMENEZ para APANHAREM OS SEUS CRUZAMENTOS RÁPIDOS para o interior da área adversária.
Raúl JIMÉNEZ, precisa e MERECE mais do que dez minutos de jogo.
O golo que marcou é o GOLO TÍPICO de um "RELÂMPAGO" dentro da área adversária.
Provavelmente os defesas centrais do Boavista só o viram já depois de ele ter marcado o golo. GOLAÇO. Parabéns grande MEXICANO. Tens a RAÇA, QUERER E AMBIÇÃO próprias do BENFIQUISMO. O Rui Vitória que ABRA BEM OS OLHINHOS e te dê mais, muito mais tempo de jogo. Não é só Utilizar o jogador quando está À RASCA!!

Negativérrimo: A APITADORAGEM. Eu já tinha avisado e dito e redito que este OSGA /lagartnóide FILHO DA PUTA é um SONGA, um LOBO com pele de cordeiro, daqueles que roubam pela calada, com certa subtileza, etc,etc,etc,..
Decidiu sempre, sempre sempre CONTRA O BENFICA. Não me admira que assim seja pois nós mesmo e a nossa FRAQUÉRRIMA Direcção até já dizemos que já " ESTAMOS HABITUADOS"!!!
Habituados o CARALHO. O Benfica, pela sua GRANDEZA, FORÇA, PRESTÍGIO, SERIEDADE, O MAIOR EM PORTUGAL, etc,etc,etc, não pode ter uma direcçãozeca que pense desta maneira, que seja RESIGNADA e ENCOLHIDA, e que não tenha COLHÕES para defender apenas e só A VERDADE E O BENFICA.

Se são uns INCAPAZES, ENTÃO ruaaaaaaaaaa
RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. O Benfica está para além de qualquer direcção ao presidente. O Benfica é uma RELIGIÃO. Pelo menos é a MINHA RELIGIÃO até à hora da minha morte. Depois não sei o que virá.
OSGA tiago martins, MANDA-TE ABAIXO DA PONTE 25 ABRIL SEU FILHO DA PUTA.

SLB4EVER AND EVERRRRRRRRRRR
De Dias Pereira a 19 de Fevereiro de 2018 às 01:30
Boa noite.
Excelente a crónica do D'Arcy. Quem não tivesse visto o jogo, poderia ficar totalmente esclarecido ao ler o que aqui escreveu.
Este foi, provavelmente, o jogo que me pareceu mais fácil de resolver, nos últimos tempos. O nosso adversário de ontem é uma equipa verdadeiramente paupérrima, sem o mínimo de qualidade. Ainda não consigo perceber como é que perdemos o jogo no Bessa, onde o desempenho do Boavista foi, na melhor das hipóteses, ao nível do que teve ontem...
Apesar da vitória, clara e indiscutível, decepciona-me bastante o facto de a equipa não manter um registo e uma atitude constantes durante toda a partida. Quantas vezes mais será necessário passarmos por apuros, decorrentes dessa bipolaridade exibicional, para que percebam, de uma vez por todas, que não podemos, nunca, dar oxigénio aos adversários? O modo como, por vezes, estamos em campo, é quase de sobranceria para com o adversário: não corremos, deixamos que joguem, complicamos o que é fácil, optamos por correr riscos desnecessários, enfim... fazemos o que não deve, nunca, ser feito.
O adversário de ontem até era do mais pobre que temos no nosso campeonato, mas se, por acaso, marcam um golo naquela primeira metade da segunda parte, poderia vir a ser muito complicado. Ainda um destes dias via, na BTV, o Valdemar Duarte fazer referência a isso mesmo: que o Benfica não se podia retirar do jogo, só pelo facto de já estar em vantagem. Dizia Valdemar Duarte que o Benfica não se podia voltar a pôr a jeito, porque isso podia vir a ser fatal...
E, a propósito do menos bom do jogo, tal como refere o D'Arcy, também a mim me deixa irritado a quase invariavelmente ineficaz conclusão das jogadas. É verdade que fizemos muitos remates, mas foram sempre sem grande perigo, sempre na sequência de tabelas escusadas, de adornos desnecessários e que permitiram a recolocação ou a oposição mais capaz dos adversários. É preciso descomplicar, jogar de forma rápida, fácil e eficaz.
E é preciso que os nossos atletas estejam sempre focados, que não incorram nos disparates de entregar a bola nos pés dos adversários, que se façam aos lances, que não se encolham...
Os próximos jogos serão fundamentais para o resto da época. Devo dizer que não acredito muito que as coisas se componham a jeito de podermos lutar efectivamente pelo campeonato. Porque não dependemos só de nós, e também porque como já se percebeu, há muito, o circo está montado para emergirem os malabaristas e os ilusionistas, e para soltarem os macacos nos números finais do espectáculo. Mas também porque o Benfica não é capaz de ser regular, coreáceo, autoritário e consequente no seu futebol. Quando vejo um jogador feito, quase no fim da carreira, falhar 3 (!) penalties num curto espaço de tempo, não consigo ter crença suficiente no amanhã...
E, a propósito de Jonas, devo dizer que continuo a manter a convicção de que a imposição da sua presença nos coarta um pouco as hipóteses de sermos mais eficazes na manobra ofensiva. Jonas não tem poderio físico para se impor às defesas - ontem, por exemplo, não me lembro de um lance que tenha ganho no confronto directo... - está muito perdulário nos duelos individuais e complicativo na hora de decidir. Estou convencido que se tivéssemos Jiménez na frente de ataque seríamos sempre mais perigosos. Raúl é um ponta-de-lança exímio, com codícia pela baliza, joga bem de cabeça, tem faro de golo, procura sempre os espaços onde se faz a diferença, e é fisicamente mais possante do que Jonas. Acredito que Jiménez só precisa de jogar com mais regularidade para nos ser bastante útil.
De resto, um reparo - ou melhor, outro... - à nossa baliza: precisamos, urgentemente, de cuidar daquela posição. Varela talvez venha a ser um guarda-redes de futuro - embora não acredite muito... - mas hoje não é, decididamente, o guarda-redes que o Benfica precisa. Um erro, tolera-se; falhas não forçadas, continuadas, e reincidentes, não se podem aceitar passivamente. É a minha opinião.
Destaco pela positiva o Cervi e o Zivkovic, mas também, na mesma grandeza de consideração, o André Almeida. Grande atitude e uma garra "à Benfica"! Nos precisamos, decididamente, é de muitos Andrés. Se formos todos Andrés, não há Tiagos que nos tramem!
Saudações benfiquistas!
Viva o Benfica!
De António Madeira a 19 de Fevereiro de 2018 às 13:33
Olá, D`Arcy.
Obrigado por mais esta tua crónica. Não resta muito por dizer quanto ao jogo, mas gostava de referir uma coisa de que me apercebi pouco depois de termos passado ao 4-3-3. Já não sei em que jogo foi, mas sei que não foi no primeiro nem no segundo deste esquema, que todos os adversários passaram a pressionar (quase que por decreto) logo à saída da nossa área, estendendo toda a equipa no campo, fazendo uma marcação quase homem a homem até ao meio-campo. Se na primeira vez a nossa equipa pareceu atrapalhada, o que se compreende, pois nunca tinha sido posta à prova nesses moldes, vejo-a agora muito mais confiante para sair a jogar, para queimar linhas e chegar rapidamente à área adversária com a bola no chão. Isto mostra trabalho, sobretudo, mas também cada vez mais confiança dos jogadores no modelo tático e no que está a ser feito. Para além de conseguirmos desmontar o adversário mais facilmente, com triangulações rápidas à esquerda ou jogo mais vertigionoso à direita, os adversários chegam à segunda parte muito mais cansados, pois têm de correr mais atrás de nós, em vez de esperarem por nós acantonados, como acontecia com o 4-4-2. É a velha história da manta e dos pés, com, uma vez mais, o Rui a demonstrar toda a sua capacidade de adaptação, de ajuste das peças no tabuleiro, de motivação do grupo e gestão das expectativas individuais e prol do todo.
Agora, foco total no jogo da Mata Real, onde, como sempre e para sempre, os castores passarão a ser uma equipa temível, cheia de estatísticas ao nível dos maiores tubarões durante a semana, para passarem a ser uns "abre-pernas" e uns "vendidos" após o jogo connosco. Oxalá assim seja.


PS: mais uma vez, o jogo acaba já com muita gente nas escadarias ou fora do estádio. Cito apenas o João Gonçalves, no seu blogue Red Pass: "... onde é que vocês vão com tanta pressa a partir dos 70 e muitos minutos? O que é que há lá fora assim de tão importante que eu não saiba? Caramba, é o Benfica que está a jogar, ainda por cima a golear, o que é que há assim de tão importante que supere o prazer supremo de ver o Benfica na Luz? Nunca conseguirei entender. Por mim, ganhávamos os jogos todos por 3-0 com golos aos 89, 91 e 93 minutos só para lixar a malta que sai antes do final. "
De E Pluribus Unum a 19 de Fevereiro de 2018 às 14:18

Mais uma vez lhe tiro o meu chapéu, caro Dias Pereira, ao seu EXCELENTE E TOTALMENTE FIEL À VERDADE comentário.
PARABÉNS. PARABÉNS. PARABÉNS.
Alguém que o leia e seja próximo do treinador Rui Vitória, o faça chegar a este para que o LEIA E RELEIA e o passe aos jogadores.
Não a todos, porque como fica explícito no seu comentário, Franco Cervi, Zivkovic e André Almeida não precisam, mas todos os outros jogadores deveriam lê-lo e relê-lo a fim de melhorarem as suas prestações nos relvados. em defesa do nosso Inigualável MANTO SAGRADO VERMELHO. O nosso Glorioso Benfica.

Relativamente ao guarda-redes Varela, não me lembro nos meus 60 ( SESSENTA ) anos de Benfiquismo de ver um titular da nossa baliza tão frágil e inocente, sendo apenas razoável entre os postes mas de FRAGILIDADE ASSUSTADORA para os Benfiquistas fora dos mesmos, isto é nas saídas a cruzamentos e na leitura de jogo.
Bastas vezes demora uma ETERNIDADE a sair da baliza porque simplesmente não sabe e nem nunca vai saber, ler o jogo.
Nesse aspecto, Ederson Moraes está à sua frente Anos Luz de distância.

Uma vergonha, num ano tão DECISIVO E DETERMINANTE. Num ano do PENTA e em que somos COVARDEMENTE ATACADOS por toda a espécie de CRIMINOSOS MENTIROSOS, termos um presidnetezeco que nos apresenta esta equipa com tantas e tantas FRAGILIDADES.

DUVIDO, MAS DUVIDO MESMO SERIAMENTE, eu, e muitos dos Benfiquistas com quem vivo o BENFIQUISMO diariamente, se L.F. Vieira é mesmo BENFIQUISTA, ou se não passa mais de um CHICO ESPERTO que fez do nosso Glorioso BENFICA o seu "modo de vida"!!!

Ainda agora vejo na capa do pasquim correio da merda - vejo apenas on-line pois não compro esse ESTERCO -, QUE fRANCO cERVI já pode ir por 40 milhões de €uros!!!!!!
FODA-SE l.f.vieira, você não pode ver o PAPEL A VOAR que fica logo a espurmar-se!!!!!

Se o nosso MELHOR JOGADOR, O MAIS RAÇUDO, O QUE DÁ SEMPRE TUDO EM CAMPO, aquele que mais parece ser BENFIQUSTA desde pequenino, aquele que é tecnicamente superior, etc,etc,etc, só vale 40 milhões, então a figurinha que faz de nosso presidente é mesmo uma autêntica FOSSA que só tem ESTERCO NA CABEÇA.
Recomece a vender pneus e deixe o BENFICA para os VERDADEIROS BENFIQUISTAS.
Foda-se que vieirita de merda que não é capaz de defender o Benfica e só quer vender jogadores a pataco.

SE FOSSE UM VERDADEIRO BENFIQUISTA, NEM QUE NESTE ANO AS CONTAS DESSEM PREJUÍZO - que seria depois recuperado - o nosso BENFICA TERIA DE SER CAMPEÃO DE CERTEZA ESTE ANO. PENTA-CAMPEÃO.

Este presidentezeco "dirige" o Benfica como se estivesse a dirigir uma fábrica de sabonetes ou chiclets.
Indivíduo FRIO, MOLE, JULGA-SE O CENTRO DO UNIVERDO E ARREDORES, E SOBRETUDO MEDROSO E INCAPAZ DE DEFENDER E FAZER RESPEITAR O MAIOR E MELHOR CLUBE DO PAÍS.

O BENFICA PARA SER REALMENTE GRANDE E CAMPEÃO CÁ NA PARÓQUIA E SEMPRE CANDIDATO REAL A SER CAMPEÃO EUROPEU RECISA DE MUITO, MAS DE MUITO MELHOR PRESIDENTE E DIRECÇÃO.
às vezes me pergunto onde chegariam os osgas lagartinácios ou os corruptos do oporco se tivesse a INIGUALÁVEL MASSA ASSOCIATIVA DO BENFICA e as RECITAS DO BENFICA, e o que seráimos nós se tivessemos apenas a grandeza desses dois clubecos.

BENFICA SEMPREEEEEEEEEE O MAIOR E O MLEHORRRRRRRRRRRRRRRRRR
De E Pluribus Unum a 19 de Fevereiro de 2018 às 14:20

Mais uma vez lhe tiro o meu chapéu, caro Dias Pereira, ao seu EXCELENTE E TOTALMENTE FIEL À VERDADE comentário.
PARABÉNS. PARABÉNS. PARABÉNS.
Alguém que o leia e seja próximo do treinador Rui Vitória, o faça chegar a este para que o LEIA E RELEIA e o passe aos jogadores.
Não a todos, porque como fica explícito no seu comentário, Franco Cervi, Zivkovic e André Almeida não precisam, mas todos os outros jogadores deveriam lê-lo e relê-lo a fim de melhorarem as suas prestações nos relvados. em defesa do nosso Inigualável MANTO SAGRADO VERMELHO. O nosso Glorioso Benfica.

Relativamente ao guarda-redes Varela, não me lembro nos meus 60 ( SESSENTA ) anos de Benfiquismo de ver um titular da nossa baliza tão frágil e inocente, sendo apenas razoável entre os postes mas de FRAGILIDADE ASSUSTADORA para os Benfiquistas fora dos mesmos, isto é nas saídas a cruzamentos e na leitura de jogo.
Bastas vezes demora uma ETERNIDADE a sair da baliza porque simplesmente não sabe e nem nunca vai saber, ler o jogo.
Nesse aspecto, Ederson Moraes está à sua frente Anos Luz de distância.

Uma vergonha, num ano tão DECISIVO E DETERMINANTE. Num ano do PENTA e em que somos COVARDEMENTE ATACADOS por toda a espécie de CRIMINOSOS MENTIROSOS, termos um presidnetezeco que nos apresenta esta equipa com tantas e tantas FRAGILIDADES.

DUVIDO, MAS DUVIDO MESMO SERIAMENTE, eu, e muitos dos Benfiquistas com quem vivo o BENFIQUISMO diariamente, se L.F. Vieira é mesmo BENFIQUISTA, ou se não passa mais de um CHICO ESPERTO que fez do nosso Glorioso BENFICA o seu "modo de vida"!!!

Ainda agora vejo na capa do pasquim correio da merda - vejo apenas on-line pois não compro esse ESTERCO -, QUE fRANCO cERVI já pode ir por 40 milhões de €uros!!!!!!
FODA-SE l.f.vieira, você não pode ver o PAPEL A VOAR que fica logo a espurmar-se!!!!!

Se o nosso MELHOR JOGADOR, O MAIS RAÇUDO, O QUE DÁ SEMPRE TUDO EM CAMPO, aquele que mais parece ser BENFIQUSTA desde pequenino, aquele que é tecnicamente superior, etc,etc,etc, só vale 40 milhões, então a figurinha que faz de nosso presidente é mesmo uma autêntica FOSSA que só tem ESTERCO NA CABEÇA.
Recomece a vender pneus e deixe o BENFICA para os VERDADEIROS BENFIQUISTAS.
Foda-se que vieirita de merda que não é capaz de defender o Benfica e só quer vender jogadores a pataco.

SE FOSSE UM VERDADEIRO BENFIQUISTA, NEM QUE NESTE ANO AS CONTAS DESSEM PREJUÍZO - que seria depois recuperado - o nosso BENFICA TERIA DE SER CAMPEÃO DE CERTEZA ESTE ANO. PENTA-CAMPEÃO.

Este presidentezeco "dirige" o Benfica como se estivesse a dirigir uma fábrica de sabonetes ou chiclets.
Indivíduo FRIO, MOLE, JULGA-SE O CENTRO DO UNIVERDO E ARREDORES, E SOBRETUDO MEDROSO E INCAPAZ DE DEFENDER E FAZER RESPEITAR O MAIOR E MELHOR CLUBE DO PAÍS.

O BENFICA PARA SER REALMENTE GRANDE E CAMPEÃO CÁ NA PARÓQUIA E SEMPRE CANDIDATO REAL A SER CAMPEÃO EUROPEU RECISA DE MUITO, MAS DE MUITO MELHOR PRESIDENTE E DIRECÇÃO.
às vezes me pergunto onde chegariam os osgas lagartinácios ou os corruptos do oporco se tivessem a INIGUALÁVEL MASSA ASSOCIATIVA DO BENFICA e as RECEITAS DO BENFICA, e o que seríamos nós se tivéssemos apenas a "grandeza" desses dois clubecos.

É caso para se REFLECTIR.

BENFICA SEMPREEEEEEEEEE O MAIOR E O MLEHORRRRRRRRRRRRRRRRRR
De António Matos a 19 de Fevereiro de 2018 às 16:15
A presente temporada, foi preparada em cima dos joelhos. Entre os vários erros cometidos, destaca-se a inércia - para não lhe chamar incompetência -, que envolveu o preenchimento da vaga de guarda-redes, deixada em aberto pela saída do titularíssimo Ederson. O que se passou e a forma como se resolveu, melhor dizendo, como não se resolveu o assunto, nem precisa de ser recordada, tão viva ela ainda está nas nossas mentes. O resultado, está à vista. Temos 3 guarda-redes: um com idade a mais, outro com idade a menos e o actual dono da baliza, em cuja capacidade para ocupar o lugar, poucos benfiquistas acreditam.
De Luís Manuel a 21 de Fevereiro de 2018 às 23:48
Olá D'Arcy, e obrigado pelo teu post, com o qual concordo por inteiro. Fizemos uma exibição muito boa, gostei muito da dinâmica da nossa ala esquerda com o contributo do Zivkovic, que está a melhorar cada vez mais. Tenho de admitir que estava com algumas dúvidas quanto a ser ele o substituto do Krovinovic, e fico muito satisfeito por dar o braço a torcer. Talvez não tenha a mesma capacidade física, mas tem uma excelente qualidade de passe, e começa a defender igualmente bem, e a lançar bem o ataque.

Foi muito importante o golo do Jardel no fim da primeira parte, tal como golo do Rúben logo a seguir ao penálti falhado. Muito bem os nossos centrais. Na segunda parte emperrámos um pouco, mas aos poucos conseguimos estabilizar. Foi pena o João Carvalho não ter percebido a posição do Jiménez (que aliás tinha iniciado a jogada, recuperando uma bola e desmarcando o próprio João), pois poderíamos ter marcado o quinto golo. O Jiménez entrou muito bem, deu outra dinâmica e velocidade ao jogo. Acho que poderia ter entrado de início, porque o Jonas esteve muito apagado, o que é natural. Nesse aspecto, e pese embora toda a admiração que tenho pelo Jonas, quando um jogador está a meio gás é melhor não arriscar, e fazê-lo descansar. Há muitos benfiquistas que não gostam do Jiménez, mas já teve golos decisivos nos dois últimos campeonatos e na CL, e ultimamente, sempre que tem entrado, tem estado bem. Concordo com todas as apreciações individuais que fizeste, e lembraste bem a importância do Fejsa e do André.

Agora é concentração total e absoluta no jogo contra o Paços. É sempre um jogo muito, muito difícil. Vencemos mais uma batalha, temos de nos preparar para outra. Estamos com uma boa dinâmica, e vamos continuar!

Força, Benfica !

PS: Bem como VAR, bem como árbitro de campo. Nada a apontar.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Normalidade

Selado

Horrível

Sem comentários

Cruel

Competente

Batalha

Masoquismo

Péssimo

Fácil

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds