VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2018

Festa

 

Mau tempo, mau relvado, mau futebol, bom resultado. Pelo menos na perspectiva que ganhámos o jogo e passámos aos quartos-de-final da Taça de Portugal. Fez-se a festa da Taça em Montalegre, deram-se minutos aos menos utilizados e o Conti marcou o golo da vitória ainda na primeira parte, depois de um pontapé de canto marcado pelo Zivkovic. Poderíamos ter pelo menos marcado mais um golo, mas o guarda-redes adversário esteve inspirado e no final o Montalegre ficou com a pequena alegria de ter sido derrotado apenas pela margem mínima. O Benfica deveria reflectir o facto do nosso futebol ter estado quase ao nível do de uma equipa do terceiro escalão. As vitórias têm vindo a a somar-se, mas não parecemos ver qualquer efeito motivacional daí resultante, e a bitola exibicional tem-se mantido inalterada.

 

Nada mais a dizer sobre este jogo - não me apetece, e o que jogámos nem sequer tem muito mais a dizer. Espero que no próximo jogo, frente ao Braga, possamos manter a sequência de vitórias. Se voltarmos a jogar mal e o jogo acabar com uma vitória por 1-0, ficarei encantado.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:13
link do post
De Dias Pereira a 20 de Dezembro de 2018 às 02:08
Boa noite.
Mais um jogo disputado, mais um total enxovalho ao Benfica. E ao futebol!!!
Não consigo compreender como é que alguém minimamente responsável consegue continuar com a cabeça enfiada na areia, fingindo que nada se passa...
Não há mais nada que se possa acrescentar ao que já todos temos dito. A não ser que o grau da miserabilidade do nosso futebol continua em crescendo. Até onde subirá, já não arrisco adivinhar...
Deixo apenas uma reflexão, acerca de uma situação em que tenho vindo a matutar, desde há algum tempo. É que, vejo nos nossos jogadores, um fio condutor que me leva ao Rui Costa.
Eu explico. O jogador-tipo do nosso plantel é alguém que, tal como Rui Costa, apresenta défices físicos e morfológicos, privilegia a técnica e não está muito virado para as tarefas defensivas, e sente prazer a jogar... desde que isso não custe muito suor. Ou seja, pretende ser maestro, mas não se dispõe muito a transportar o instrumento!
(Recordo-me de Rui Costa quando começou a jogar na equipa principal, e de como eu desatinava com ele quando se armava em Maradona e acabava por perder a bola, por ser batido por falta de capacidade física, ou ainda quando se dedicava a importunar os adversários com os olhos, marcando-os e pressionando-os de longe, de muito longe. Ninguém se admirou quando, na sequência dessas primeiras aparições, acabou cedido ao Paços de Ferreira...)
Se, à equipa em que o treinador já deu provas, mais que evidentes, de incapacidade para conduzir o conjunto de jogadores - para não ser mentiroso ao usar o termo "equipa"... - em que já se percebeu que acabou toda e qualquer cumplicidade entre técnicos e jogadores, e em que já ninguém acredita nos outros, nem em si mesmo, se juntar o facto de só termos músicos - ou aspirantes a Maradonas - e haver um défice, catastrófico, de carregadores de piano, então fica muito mais fácil perceber como é que não somos capazes de resistir a equipa nenhuma... desde que ela seja de uma grandeza idêntica, ou superior, aos absolutos colossos futebolísticos que são o Sertanense e o Montalegre...
Apenas para memória futura, como está na moda dizer-se, registo que hoje, para sacudir a pressão do temível adversário - que até se permitiu driblar os (sim, os) defesas e desperdiçar uma oportunidade de empatar, no final do jogo, chutando sobre a trave... - voltamos a acabar o jogo com a habitual táctica do pontapé lá para a frente, onde, às vezes, aparecia o Seferovic, ou o Castillo... depois do minuto 90!
Se me dissessem que um realizar cinematográfico surrealista tinha feito um filme com uma cena destas, eu diria, abismado, que seria preciso muita imaginação para elaborar um cenário semelhante!
Acorda, Benfica! Acordemos, benfiquistas!
Viva o Benfica!
Saudações benfiquistas!
De D`Arcy a 20 de Dezembro de 2018 às 08:48
Muitas incorrecções nesse seu comentário. O Rui Costa nunca foi cedido ao Paços de Ferreira. Quando deixou de ser junior, foi cedido ao Fafe por empréstimo. E isso aconteceu ainda antes dele ter feito qualquer aparição na equipa principal. Ninguém, a não ser quem seguia os jogos da equipa de juniores, sabia quem era o Rui Costa quando ele foi para Fafe. Depois de fazer a primeira época de senior em Fafe houve o campeonato do mundo de sub-20 em Lisboa, em 1991, no qual o Rui Costa foi uma das figuras de destaque. E foi então que o Eriksson decidiu que queria que o chamassem de volta, tendo na época de 1991/92 feito a sua estreia na equipa principal. De onde só saiu no final da época de 1993/94, para a Fiorentina. Portanto ele não foi emprestado a nenhum Paços de Ferreira (ou qualquer outro clube) como consequência de se 'armar em Maradona'.
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds