VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2018

Frustração

Uma oportunidade desperdiçada para conquistarmos três pontos na luta pelo campeonato. O sentimento da maioria dos benfiquistas no final deste jogo deve ser de frustração por não termos conseguido reflectir no resultado final a nossa superioridade em campo, tendo durante vários períodos do jogo praticamente vulgarizado o crónico campeão anunciado pelo menos nas últimas quarenta pré-epocas.

 

 

Nem vou falar muito do futebol jogado, porque fomos superiores ao nosso adversário quase de todas as maneiras e feitios. Fomos superiores a jogar em 4-3-3, a jogar em 4-4-2, a jogar em 3-5-2, e até a jogar praticamente com tudo à molhada, com apenas um central em campo, o Salvio a fingir que era lateral, e o André Almeida a fazer três posições. O Sporting (que mais uma vez teve a delicadeza de não respeitar a tradição da escolha dos campos - é a equipa da primeira divisão que mais frequentemente faz isto na Luz) colocou-se em vantagem aos dezanove minutos numa jogada de insistência pela esquerda que terminou num cruzamento para o cabeceamento do Gelson, e pouco mais mostrou depois disso - teve uma flagrante ocasião para marcar o segundo golo perto do intervalo, e nada mais. O Benfica teve a infelicidade de ver o Korvinovic acertar no ferro quando parecia ser mais fácil marcar, e ainda ver a recarga passar ao lado com a baliza escancarada - isto na sequência de um penálti grotesco do Coentrão, que foi olimpicamente ignorado pela dupla de lagartos a arbitrar no campo e em frente à televisão. Na segunda parte então o nosso adversário não existiu em termos ofensivos e passou a maior parte do tempo a cerrar fileiras junto à área, segurando a vantagem com unhas e dentes e deixando o Bas Dost como espectador privilegiado na frente. O Benfica teve o domínio territorial, teve mais posse de bola, mais remates, mais ocasiões de golo, mais cantos, tudo menos mais golos, infelizmente. Podemos queixar-nos, e muito, da má finalização em vários lances. E depois apanhámos também pela frente a dupla temível Hugo 'Macron' Miguel e Tiago Martins. 

 

 

A nomeação destas duas criaturas (para quem não sabe, e não se deixem levar pelas várias tentativas da parte dos avençados do Sporting para demonizar o Hugo Miguel, são os dois árbitros mais lagartos - e são lagartos mesmo, não são sportinguistas; eu tenho amigos que trabalham com o Hugo Miguel e sei do que falo - que existem na primeira categoria) já não deixava antever nada de bom. Aqui dou o braço a torcer e digo que estamos muitos, muitos anos atrás do Sporting nestas coisas. Se uma arbitragem como a de hoje tivesse acontecido ao contrário, o berreiro seria tal que daqui a 25 anos ainda ouviríamos os ecos. Assim sendo, vai uma aposta que amanhã as primeiras páginas vão destacar o 'excelente espectáculo a que se assistiu'? Só à quarta - sim, quarta! - mão flagrante na bola dentro da área, ao minuto noventa, é que tivemos finalmente direito a beneficiar de um penálti - que o Jonas converteu, evitando assim uma injustiça ainda mais atroz no resultado. Em relação ao Hugo Miguel, só a título de exemplo da sua coerência, foi ele o VAR que confirmou o célebre mergulho do Bas 'Louganis' Dost nos minutos finais do jogo do clube do seu coração contra o Setúbal esta época. O lance hoje entre o Jardel e o Coentrão? Tudo normal (note-se que eu nem estou a dizer que seria lance para penálti, mas que seria muito mais falta do que o mergulho canhestro do Bas Dost no referido jogo, era de certeza). Só numas continhas rápidas, assinale-se que no somatório dos dois últimos jogos que fizemos contra os eternos perseguidos e prejudicados pelas arbitragens, ficaram seis(!) penáltis por assinalar contra eles, e empatámos ambos os jogos.

 

 

A atitude de toda a equipa foi excelente, todos os jogadores lutaram até à exaustão para contrariar um destino tão injusto e hoje deixaram-me orgulhoso. O treinador merece elogios também, fez tudo o que podia para tentar ganhar, e na altura em que nada mais havia a fazer senão correr todos os riscos foi isso mesmo que se fez. Justo o reconhecimento ao Cervi no final com a eleição de melhor em campo por tudo aquilo que lutou, mas seria igualmente justo se essa distinção fosse para vários outros jogadores. Como o Krovinovic, que fez um jogo fantástico, ou o André Almeida, que foi lateral direito, central e trinco num jogo desta importância sem sequer pestanejar. O Rafa entrou muito bem no jogo, e se soubesse manter este nível seria um excelente 'reforço' para a segunda metade da época.

 

O título ficou mais difícil, porque a desvantagem para o topo aumentou para cinco pontos e deixámos de depender exclusivamente de nós próprios, isto num campeonato em que cada vez mais parece que as equipas do topo vão perder muito poucos pontos contra as chamadas mais pequenas. Mas se soubermos manter, mais até do que a qualidade, a atitude mostrada esta noite perante as adversidades que encontrámos, de certeza que estaremos na luta até ao final.

tags:
publicado por D`Arcy às 01:42
link do post | comentar
23 comentários:
De E Pluribus Unum a 4 de Janeiro de 2018 às 02:53

Grande GOLEADA em jogo jogado. Números de 1-1 são uma mentira sobre o que se passou no relvado.
A acrescentar ainda, o facto de termos jogado contra 15 ou 16.

Temos uma Direcção e Presidente que aceitam tudo sem pestanejar.
Por isso não admira que se invente faltas e faltinhas contra nós Benfica, e que para que se marque um penalty claro a nosso favor, seja preciso existirem 4 (quatro)!!!!!
UMA VERGONHA. Este campeonacozico não merece o nosso Glorioso BENFICA.

Tenho amigos meus que até dizem que se o nomeador de apitadores nomeasse o TRINCA BOLOTAS burro de parvalho ou o bimbo da bosta do oporco corruptus para APITADORAR este jogo, a nossa Direcçãozinha e Presidentezinho aceitavam docilmente sem um PIO.

Continuo a bater na mesma tecla: Como é possível um Clube tão grande, o ENORME de Portugal não ter gente que o saiba defender de facto e a sério?!?!
Para mim a solução era RADICAL: Informar o Governo e a federaçãozeca que iríamos pedir aos espanhóis para disputarmos a LIGA ESPANHOLA. Seríamos mais ricos e poderosos e livravamo-nos desta escumalha VERDE E AZUL com que somos obrigados a partilhar relvados.
PUTA QUE OS PARIU. Odeio-os de morte. CABRÕES, VIGARISTAS, CALUNIADORES, LADRÕES CHANTAGISTAS, MANIPULADORES DA VERDADE, ETC,ETC,ETC, a essa ESCÓRIA só lhes desejo a MORTE.

Quanto ao jogo, o caro D'Arcy disse praticamente tudo em poucas palavras. Parabéns. A equipa hoje, muito embora tivesse alguns pequenos lapsos em termos defensivos, como por exemplo a concessão de demasiados espaços aos INIMIGOS na recepção da bola, esteve GLOBALMENTE BEM.
Faltou-nos apenas alguma acutilância no ataque e um pouquinho de sorte, para ganharmos a este QUINZE do riporting de alvaLADRA.

Para mim todos os nossos jogadores hoje foram DIGNOS de envergarem o nosso MANTO SAGRADO VERMELHO.
A perderem INJUSTAMENTE desde muito cedo, NUNCA SE VERGARAM, NUNCA DESISTIRAM E MASSACRARAM o riporting de alvaLADRA, como toda a gente viu e muito bem disse o nosso Krovinovic no final do jogo.
É assim mesmo que se fala. é preciso ENTERRAR esses lagartinóides e reduzi-los à sua insignificância.
Krovinovic, logo seguido de Cervi, foram para mim os jogadores de maior rendimento e com VONTADE INSUPERÁVEL de fazer JUSTIÇA no jogo.
O teeinador Rui Vitória esteve muito bem nas substituições.
João Carvalho não engana ninguém. Tem pés e cabeça de CRAQUE.
Precisa apenas de ganhar confiança e força, epara isso tem de jogar mais vezes mais minutos, muitos minutos.

Que ninguém deserte. Nós que amamos o BENFICA temos o DEVER E A OBRIGAÇÃO de o DEFENDER CONTRA TUDO E CONTRA TODOS.
Apesar de termos um Presidente e Direcção de MEDROSOS, LENTOS E MANSINHOS, mesmo assim temos o DEVER DE DEFENDER O BENFICA E AINDA COM MAIS FORÇA E TENACIDADE.

CONTRA A MENTIRA. CONTRA A MANIPULAÇÃO. CONTRA A CALÚNIA E DIFAMAÇÃO. TODOS PELO BENFICA.
Que ninguém - passem a mensagem - compre o pasquim do ESCABROSO otário ribeiro, o correio da MERDA que está aliado à máfia verde-azul anti-Benfica, e que VERGONHOSAMENTE vive de publicitar páginas de PUTAS PÔDRES E TRAVESTIS que até devia envergonhar quem lê esse pasquim.

Eu sou um MILITANTE DO MEU BENFICA. Não, não sou o PATO que lhes dá de comer para os ouvir dizer mal do meu Benfica. Pior ainda, dizer mal, muito mal, com MENTIRAS.
Eu sou uma ÁGUIA. Uma ÁGUIA REAL E ETERNA.
SOU DO BENFICA ATÉ MESMO DEPOIS DA MORTE. PARA TODO O SEMRPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE.

BENFICA BENFICA BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
De marcorijo a 4 de Janeiro de 2018 às 09:29
Boas ;

Ontem ficou provado que este ano temos uma equipa curta e que a época foi mal planeada, senão tinhamos ganho o jogo facilmente.
Faltou- nos, nos momentos certos alguma calma e maturidade.
Devo dizer que toda a equipa fez um bom jogo , mereciam melhor sorte pelo esforço que fizeram.
Fomos roubados pelo árbitro e seus lacaios e pelo VAR.
O treinador esteve bem nas substituições.
Tudo isto é verdade, mas não trata da "azia" deste empate -
Não vou evidenciar nenhum jogador , pois todos mereçem nota posiitiva, realço a entrada do Rafa.
Estamos numa situação mais dificil, mas continuamos na luta.


Saudações benfiquistas
De Artur Hermenegildo a 4 de Janeiro de 2018 às 11:47
Espero que quem gere o nosso futebol esteja a preparar uma intervenção no mercado que ajude a colmatar lacunas, dentro das nossas possibilidades, e não, como tem sido hábito, já a "esfregar as mãos" com a possível venda dos activos de qualidade que ainda nos restam, comose comprovou ontem.

Nos anos anteriores, as más decisões e prioridade às vendas foram sendo superadas, felizmente, mas claramente que isso não pode durar sempre.

E não, neste momento não tenho confiança no discernimento e eficácia da nossa gestão do futebol. Oxalá esteja enganado.
De Dias Pereira a 4 de Janeiro de 2018 às 13:16
Bom dia.
Estou a comentar no meu intervalo para almoço, depois de ontem me ter recolhido com um sentimento de enorme frustração e extrema revolta. Pelo que foi o jogo, pelo modo como o jogámos, pela maneira torpe como fomos escandalosamente roubados pela arbitragem e, também, pela "anestesia" que este dérbi aplicou na nação benfiquista.
Sofremos um golo que, apesar de milimetricamente irregular, nenhuma equipa que aspira ao que quer que seja pode sofrer. Tenho registado, por inúmeras vezes, que Grimaldo não tem lugar na nossa defesa. É relativamente interessante a atacar, mas muito, muito, muito mau a a defender. E ontem não o foi só no lance do golo adversário...
Depois de estarmos em desvantagem, a atitude da equipa merece aplauso, porque foi atrás do prejuízo. O nosso problema é não temos a mesma atitude quando não estamos em prejuízo. E não foi só ontem que foi assim...
O que a equipa teve em atitude, depois de estarmos em desvantagem, nunca teve em qualidade, nem em coerência e eficácia, no futebol jogado. Ou seja, continuámos a ser paupérrimos no aproveitamento dos lances de bola parada; desperdiçámos situações em que deveríamos ter sido mais velozes e acutilantes, e jogámos para os lados e para trás; decidimos quase sempre mal, quer individual, quer colectivamente, nas acções ofensivas; e fomos realmente muito maus na finalização, durante todo o jogo, e nunca fomos verdadeiramente assertivos e decididos nas inúmeras situações de finalização dentro da área adversária.
Apesar da maior posse de bola, e da vantagem registada em todos os dados estatísticos, a verdade é que nunca fomos capazes de, em jogadas de futebol corrido, ameaçar realmente a baliza adversária, fruto do nosso estilo macio, e inconsequente, de jogar futebol - seja por uma razão identificada, seja por qualquer outra circunstância ainda por descobrir. E se não fosse o penalty assinalado já sobre o minuto 90, o prejuízo seria ainda maior.
Se é verdade que fomos escandalosamente roubados - e, a propósito, não soubemos ainda tirar qualquer proveito desse incontestável facto, mau grado umas "cócegas" feitas ontem à noite pelo Rui Vitória, após o jogo... - também é verdade que esses factores (nomeações, arbitragens, ...) nós não conseguimos controlar. Os que podemos controlar, que são a nossa qualidade de jogo, a acutilância e eficácia do nosso futebol, continuamos a não fazer valer. E, por via disso, estamos objectivamente fora da disputa de mais esta competição -a que nos sobrava... - não só porque não dependemos apenas de nós para a vencer, mas também porque os nossos adversários estão a controlar muito melhor todos os aspectos importantes - dentro e fora de campo... - e nós estamos a "milhas" de distância do que seria necessário para podermos discutir o que quer que seja. Como o prova a época miserável - no dizer de DSO é "atípica"... - que temos feito!
Por último, uma referência à "anestesia" que este dérbi aplicou à nação benfiquista. É que, depois do jogo de ontem, muitos vão querer acreditar - "Acreditem, caralho!", LFV em AG - que afinal o rei não vai mesmo nú, e que com um ou outro "remendo" que lhe vão aplicar sobre o corpo - nú!... - ainda será possível fazer um fato a contento da cerimónia. Pura ilusão de quem não vê o que está à vista de todos, ou que não quer ver, de todo!
Ontem, no final do jogo, uma grande maioria dos adeptos aplaudiu a equipa. Como estão as coisas nos dias de hoje, meu Deus...
Quando o Benfica era realmente o Benfica, o aplauso poderia aconteceria, muito naturalmente, mas apenas para premiar o esforço e a entrega; mas a reprovação, e o desagrado, ocorreriam inevitavelmente, porque a qualidade objectiva e o resultado foram maus! É esta a grande diferença entre o Benfica, grandioso, avassalador e respeitado, de outros tempos - nos quais, até, nunca fomos tetracampeões... - e o Benfica, comum, arrastado e desrespeitado, dos dias de hoje...
Enquanto tiver forças para isso, vou continuar a pugnar por um Benfica grandioso, avassalador e respeitado, dentro e fora do campo, e vou continuar a opor-me, com todas as minhas forças, a um Benfica "spotinguizado", frágil e incapaz de se impor e recolher sucessos!
Saudações benfiquistas!
Viva o Benfica!
De E Pluribus Unum a 4 de Janeiro de 2018 às 16:27

Com toda a sinceridade:
O BENFICA PRECISA DE MUITOS, DE MILHARES DE DIAS PEREIRAS.
MAIS QUE ÓPTIMO, SERIA SUBLIME SE APARECESSE UM NA PRESIDÊNCIA DO CLUBE.

Os meus parabéns e um grande ano de 2018, extensivo a todos os Benfiquistas.

BENFICA BENFICA BENFICA..... Sempreeeeeeeeeeeeeeee o Maior e o Melhorrrrrrrrrr.

P.S. Caro Dias Pereira, será que alguém em toda a Direcção do nosso Benfica terá a sua LUCIDEZ?!?!

Para mim, ninguém. são todos uns INCAPAZES.
De Ogamaras a 4 de Janeiro de 2018 às 17:43
Porra, felizmente que só há um Dias Pereira, e só um E Pluribus Unum, ou Águia Imperial, ou Zica, ou lá como se chama o gajo. É todos os anos isto. E isto é quando já somos tetra, vencedores da Taça de Portugal, vencedores da Super Taça. Isto só a época passada.
Sinceramente já enjôa. Que vão morrer longe
De Manuel Afonso a 4 de Janeiro de 2018 às 18:37
Saí do aeroporto direitinho para o estádio, para o meio dos meus. Onde é sempre um prazer estar.

Vir aqui não é prazer nenhum. Vais-me desculpar Guachos, mas não é mesmo. É obrigação, para não deixar que só falem os benfiquistos taliban que infestam as redes sociais num evidente serviço contra o Benfica.
Se só sobrar esta gente por falta de pachorra dos Benfiquistas, será muito mais facil que cada vez mais se vejam títulos como o do dia de hoje na nem de borla.

"Apaixonante, como o futebol devia ser sempre."

Não tenho a mínima dúvida. Para esta gentalha jornaleira o futebol devia ser sempre assim. Com o Benfica a ser roubado de forma indecente.
E haverão sempre os benfiquistos que na altura em que o Benfica sofre o maior ataque da sua história, ache que isto é que está bem. Quem está mal é o clube.

Falar de futebol? Do masacre que a equipa mal preparada, sem jogadores, sem treinador, sem nada, providenciou ao putativo campeão nacional e preferido dos mérdia?

Será que os benfiquistos que para aqui andam também acham que o Benfica sem jogadores, sem treinador, sem nada, também tem obrigação de ganhar ao melhor futebol do planeta e arredores, mesmo contra o golo do adversário em offside, e com 3 penaltis do tamanho do ego do brunalgas não assinalados a seu favor?

Será que ao menos no dia de hoje, depois do roubo de ontem e da vergonha de hoje nos mérdia, os benfiquistos vão defender o que dizem ser o seu clube, em vez de o atacarem como de costume?
Eu poupo-vos a suspance. Nem precisam de ler.
Um cretino será sempre um cretino, e um taliban será sempre um enorme filho da puta.
De António Madeira a 4 de Janeiro de 2018 às 18:43
É uma pena que depois de ler mais uma excelente crónica do D`Arcy, fiel ao que se passou dentro das quatro linhas, os mesmos do costume venham aqui encher este blogue de linhas contra a equipa e a direção no melhor jogo que o Benfica fez num dérbi nos últimos anos.
Não sei se deva sentir pena ou indignação, mas cheira-me que a indiferença será o melhor remédio.
Compreende-se. A lição de Benfiquismo que levaram durante e no fim do jogo ainda lhes deve estar entalada entre os entrefolhos, e tudo culpa do ladrão do Vieira e do professor de ginástica que orienta a equipa de honra.
Não há nada a fazer, são os velhos do Restelo, totalmente alienados daquilo que realmente interessa, absortos nos seus ódios de estimação e na incapacidade de amarem algo que realmente os transcende.
Um fala num jogo que não viu, o outro elogia-o e já o põe na presidência do clube durante muitos anos. Talvez a loucura se alastre, ou talvez sejam a mesma pessoa, mas pelo sim, pelo não, o melhor é não dar muita relevância a quem, de forma contínua, só suscita vergonha alheia.

Quanto ao jogo, não sou de vitórias morais. Fico capaz de hibernar quando perco pontos, especialmente contra sapos, mas ontem houve Benfica, respirou-se Benfica, viu-se futebol nas pernas daqueles jogadores, todos sem excepção, que esmagaram a soberba de quem vinha convencido que nos iria cuspir na própria casa. E de certa forma, conseguiram-no, num jogo digno de um campeonato de andebol, mas com menos golos.
No meio de tanta indignação e desalento, fica na retina a resposta que os Benfiquistas deram de pé à equipa no final, uma reação que espero que possa alastrar a todos os campos, lares, tabernas, cafés e casas do Benfica de todo o mundo, porque todos seremos poucos para a luta que vai ser dura até ao fim. E não tenham dúvidas, a luta será até ao fim.

Força, Benfica! Dá-me o 37!
De Sérgio a 4 de Janeiro de 2018 às 19:43

A propósito do comentário do Dias Pereira, já elogiado por uma outra pessoa que talvez nem benfiquista seja, deixo aqui a minha discordância. É que dizer-se que "nunca fomos capazes de, em jogadas de futebol corrido, ameaçar realmente a baliza adversária" não corresponde à verdade e este não é certamente o jogo da época onde essa crítica deva ser colocada. De facto vi vários lances de bola corrida que só não entraram na baliza por extrema infelicidade e por cortes à margem das leis. Tivémos bolas tiradas em cima da linha com o guarda redes batido, tivémos uma bola à barra e o remate defendido com a cara e o braço do Coentrão também ia para a baliza. E também foi de uma jogada corrida. O Sporting marcou um golo de uma bola de ressalto que foi caprichosamente cair certinha na cabeça do Gelson. O Benfica marcou o golo no aproveitamento de uma bola parada. Sim penalty também é um lance de bola parada.

Também fiquei espantado em saber que um Benfica avassalador era um Benfica de outros tempos que nunca ganhou um tetra-campeonato. Ao contrário do que se diz, o Benfica é respeitado (aliás é o clube com melhores patrocínios). O ser difamado por 2 clubes em união de facto não significa que o Benfica não seja respeitado. Tanto assim é que ainda recentemente o porta-voz do G15 veio recentemente condenar o comportamento do Sporting e do Porto e elogiar o comportamento do Benfica na liga de clubes. Se Sporting e Porto precisam de se unir e de fazer o maior jogo sujo de que há memória usando os seus peões na comunicação social para fazer uma difamação de larga escala em relação ao Benfica, após ter roubado correspondência privada, isso é efetivamente um sinal de que o Benfica está realmente avassalador. E guarde lá as suas conclusões em relação ao campeonato que as contas fazem-se no fim. O Benfica ainda não perdeu a época. Teve algumas prestações péssimas noutras competições mas se vencer o campeonato, esta época fica para mim como uma das mais importantes da história do Benfica. E ainda vamos muita a tempo disso. E temos adeptos que acreditam. Eu sou um deles.
De Luís Manuel a 4 de Janeiro de 2018 às 22:05
Oá D'Arcy, e obrigado pelo teu post.

A sensação que fica é de enorme frustração, porque desperdiçámos dois pontos na luta pelo título e podíamos ter goleado a maior potência desportiva nacional (pelo menos é isso que eles escrevem na relva do estádio deles quando jogam contra nós). Durante praticamente 80 minutos, com um futebol bem jogado, com enorme entreajuda e espírito de sacrifício, deixámos atarantada a melhor equipa deste país há várias décadas, e que cá como nas competições europeias tem sido vítima de uma conspiração que a tem impedido de conquistar muitos e merecidos títulos. O VAR veio enfim trazer a verdade desportiva ao futebol português, e portanto é de esperar que finalmente a maior potência desportiva nacional tenha caminho aberto para ganhar jogos e títulos (este ano, e ainda não terminou a primeira volta, já houve verdade desportiva nos jogos da maior potência desportiva nacional contra o V. de Setúbal - o treinador do Vitória nem abriu a boca para comentar um estranho lance ocorrido quase no fim do jogo -, Moreirense, Rio Ave, Braga e Benfica.) Só para acrescentar ao que dizes sobre o H. Miguel: foi ele também o árbitro de um célebre P. Ferreira X Porto, em que começou por assinalar um penálti contra o Paços quando um jogador do Porto mergulhou um metro antes da grande área.

No entanto, é preciso dizer que falhámos demasiadas ocasiões de golo, e não se pode falhar tanto. Que continuamos a aproveitar mal as bolas paradas. E dito isto, quero dar os parabéns aos nossos jogadores pela enorme exibição que fizeram, pela luta, pelo espírito de grupo, pela enorme crença que demonstraram. Aquilo que me dói é ver uma equipa que tem tantas qualidades, com jogadores de tanta qualidade (reconheço porém que nada comparável à maior potência desportiva nacional, orientada por um treinador de topo - palavras do próprio) reduzida à luta pelo campeonato. Que pena os erros cometidos, mas paciência, o mal já está feito e podemos sempre aprender com os erros que cometemos.

O nosso treinador esteve muito bem. A substituição do Pizzi pelo Raúl foi acertada e as outras substituições foram de alto risco - quando ele as fez pensei que poderíamos sofrer um golo em contra-ataque, mas se não as fizesse toda a gente o criticaria. Mas a maior potência desportiva nacional estava de tal forma atarantada que nem isso conseguiu explorar. Rafa e João Carvalho entraram muito bem. De acordo com as apreciações individuais que fazes.

O título ficou muito mais longe, mas não impossível. Teremos duas deslocações muito, muito difíceis nas próximas jornadas. Se mantivermos este empenho, esta entreajuda e esta qualidade poderemos ganhar esses jogos e dar mais um sinal de que não vamos ceder na nossa luta. Muito obrigado a todos os benfiquistas que ontem na Luz foram incansáveis no apoio. Mereciam tudo e muito mais. Paciência. Vamos continuar a lutar. Têm de nascer muitos Grunhos e muitos Pintos para nos derrubar.

Agora é concentração total no jogo do próximo domingo.

Força, Benfica !

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Cinzenta

Frustrante

Lamentável

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds