VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2019

Magra

A primeira mão das meias-finais da Taça acabou com uma vantagem magra para nós, resultado de um jogo bastante diferente daquele que se disputou em Alvalade, como aliás era esperado.

 

 

Para além da alteração na baliza, houve outra mudança no onze, tendo entrado o Salvio para o lugar do Rafa, o que obrigou à deslocação do Pizzi para a esquerda. Percebeu-se desde o início que o objectivo do Sporting para este jogo era jogar para uma eliminatória a duas mãos, ou seja, conquistar um resultado que permitisse deixar a decisão da eliminatória em aberto para a segunda mão. E isto passou sobretudo por duas coisas: jogar com linhas mais recuadas e manter o mais possível a posse da bola. Não com a intenção de fazer algo de concreto com ela - o Sporting foi quase sempre inexistente no ataque durante toda a primeira parte - mas sim sobretudo com o fim de impedir que o Benfica a tivesse. Assistimos por isso a períodos prolongados de posse de bola na zona defensiva do Sporting, com a bola a circular entre os defesas e o guarda-redes e correndo o mínimo de riscos possível. Para tal até assistimos ao Bruno Fernandes a jogar muito mais recuado, ao contrário do que é habitual, cabendo ao Wendel o papel de apoiar o avançado. Outra das vertentes passou também, como aliás era mais do que previsível, por anular o João Félix seja de que forma fosse - começou logo com uma pantufada por trás que valeu um cartão amarelo praticamente no primeiro minuto, mas depressa o Sporting percebeu que tinha rédea mais ou menos livre para fazer o que quisesse, até porque uma boa parte das vezes nem falta era assinalada. O Benfica tentava aproveitar as situações em que recuperava a bola para trazê-la rapidamente até ao ataque, mas o desvio do Pizzi para a esquerda e a entrada do Salvio retiraram eficiência à equipa nesse aspecto. O Pizzi foi um jogador mais apagado na esquerda e o Salvio é um jogador que tem demasiada tendência a agarrar-se à bola, quando as melhores transições do Benfica são normalmente feitas com bolas ao primeiro toque a passar por vários jogadores. Ainda assim, como que para contrariar isto, o golo do Benfica, surgido aos quinze minutos, passou precisamente por estes dois jogadores. Uma perda de bola sobre a linha do meio campo deixou a bola nos pés do Salvio, que a conduziu até à entrada da área a depois passou-a para o Pizzi na esquerda. Depois de flectir para o meio, o Pizzi deixou para a entrada do Gabriel que, vindo de trás, rematou de primeira para o golo. Mesmo em desvantagem, o Sporting pouco mudou na sua forma de jogar e o jogo foi quase sempre aborrecido, com diversas paragens - jogadores como o Bruno Fernandes ou o Acuña passaram o jogo a atirar-se para o chão para arrancar faltas, que eram a forma mais frequente do Sporting fazer a bola chegar até à nossa área. De assinalar também a lesão do Jardel, que significou a estreia absoluta do Ferro pela nossa equipa principal para refazer a dupla que durante anos formou nos escalões de formação com o Rúben Dias.

 

 

A segunda parte também poucas novidades trouxe. 1-0 era um bom resultado para o Sporting levar para a segunda mão e por isso não havia grandes pressas ou vontade de correr muitos riscos a chegar à frente. O jogo estava numa toada em que parecia que nada iria mudar, e o Benfica acabou por fazer a alteração óbvia e trocar o Salvio pelo Rafa, refazendo o esquema que tinha apresentado em Alvalade. A meio desta segunda parte, e numa altura em que honestamente nem sequer o justificava grandemente, o Benfica marca o segundo golo. Um cruzamento tenso do Seferovic na esquerda atravessa toda a área do Sporting sem que ninguém lhe toque e vai ter com o João Félix do outro lado. Depois a nova tentativa de cruzamento acaba por fazer a bola desviar no Illori e acabar dentro da baliza do Sporting. Isto já era um desvantagem pouco simpática para eles levarem para o segundo jogo, e aí finalmente subiram os níveis de pressão. O Bruno Fernandes e o Acuña intensificaram também as quedas, e num misto de livres assinalados a torto e a direito e uma maior assertividade, o Sporting passou a aparecer mais perto da nossa baliza. Tiveram apenas uma grande ocasião de perigo, num remate creio que do Wendel que fez a bola passar perto do poste, mas regra geral parecia pouco provável que conseguissem chegar ao golo, a não ser que algum dos sucessivos livres despejados para a área resultasse nalguma coisa. Por outro lado, também me pareceu que o Benfica descansou demasiado cedo e ficou satisfeito com o resultado. Ainda forçámos um pouco a seguir ao segundo golo e ameaçámos chegar ao terceiro mas depois, e sobretudo a partir da troca do Pizzi pelo Cervi, fomos ficando conformados e à espera que o jogo caminhasse para o final. Um erro, porque mais uma crise de ciática do Bruno Fernandes (na fase final os livres foram-se sucedendo a um ritmo incessante) resultou num livre bem ao seu jeito na zona frontal, que ele converteu na perfeição - tenho algumas dúvidas no entanto se a colocação do Svilar terá sido a ideal. O que significou acabar o jogo a ver os sportinguistas a festejar uma derrota, o que não deixa de ser uma imagem interessante.

 

 

Melhor do Benfica o Gabriel, que continua a mostrar o acerto do investimento que fizemos nele. À subida exibicional dos últimos jogos, onde mostrou a sua importância quer na recuperação da bola, quer na organização de jogo, finalmente acrescentou-lhes o golo. Sempre foi um médio com golos no seu jogo, e estava a faltar-lhe isso no Benfica. O João Félix não conseguiu ser o jogador decisivo do jogo anterior, muito por culpa da carta branca que foi dada aos adversários para o travarem de qualquer maneira - tivessem sido assinaladas as faltas sobre ele com a mesma facilidade com que os sucessivos mergulhos do Acuña ou do Bruno Fernandes foram recompensados com livres e talvez a nossa vitória tivesse sido mais folgada. O Salvio foi um erro de casting para este jogo.

 

Tal como no jogo anterior, ganhámos mas chego ao fim do jogo com a sensação de que foi pouco. O Sporting foi uma equipa bastante melhor do que no jogo anterior, e nós não estivemos tão bem, mas mesmo assim tínhamos capacidade para conseguir um resultado mais confortável. De qualquer maneira, isto em nada afecta as nossas legítimas esperanças em qualificar-nos para a final.

tags:
publicado por D`Arcy às 01:05
link do post | comentar
6 comentários:
De Anónimo a 7 de Fevereiro de 2019 às 11:31
É incrível como certas jogadas dão falta e outras semelhantes é "deixar andar".
Também é incrível ver gente que acha que qualquer toquezinho no meio-campo é falta, dizer que abalroar um guarda-redes fora da pequena-área não é falta.
De E Pluribus Unum a 7 de Fevereiro de 2019 às 13:08
Tens toda a razão, caro Benfiquista.
contra o nosso querido BENFICA marca-se tudo, tudo, tudo, até mesmo "faltas" que simplesmente não existem, mas que os apitadores corruptos domesticados pela MÁFIA ANTI-BENFICA inventam porque querem que elas "existam"!!!!!!

Isso acontece - e vai continuar a acontecer, só os mais lorpas é que acreditam que não -, enquanto tivermos uma figurinha DECORATIVA COVARDE E MEDROSA a fazer de nosso Presidente que a tudo assiste sem sequer ser capaz de dar um PIO!!!!.
O COVARDOLA não dá um PIO nem sequer deixa ninguém do Benfica dar esse PIO. O PIO da REVOLTA.

Vejam a postura PASSIVA E RESIGNADA dos nossos jogadores nos relvados: são vítimas de entradas violentas e não reagem, o "Capitão" da equipa é um COVARDE que nem sequer é capaz de confrontar o apitador domesticado e formatado para prejudicar o BENFICA, por tudo e por nada mar am falats contra o nosso Benfica, etc,etc,etc,...

Ora, tudo isto acontece porque as ORDENS para os nossos jogadores serem PASSIVOS E RESIGNADOS, enfim para mesmo no caso do apitador lhes espetar uma chapada na cara eles lhes oferecerem a outra face, etc,etc,etc,... essas ordens, dizia eu, vêm todas da chamada "estrutura", comandado por esse COVARDOLA E MEDROSO / MANSO incomensurável l.f.vieira.
ESSA É QUE É A VERDADE.
Por vontade desse l.f.vieira - o PALERMA autor dos blusões horrivelmente pretos sem o nome SAGRADO do nosso Glorioso Benfica nas costas - o Benfica já deveria ter retirado a ÁGUIA REAL do seu símbolo e lá colocado um ANJINHO com asinhas de borboleta.

Podem muitos gostar, e até AMAR essa MERDA com duas patas de burro l.f.vieira. EU DETESTO-O. DETESTO-O PROFUNDAMENTE POR ELE SER UM COVARDE QUE NÃO É CAPAZ DE DEFENDER E FAZER RESPEITAR O BENFICA, que é o Maior e o Melhor Clube de Portugal e o ABONO DE FAMÍLIA do futeboleco PORCOguês.

Vejo jogadores dos maiores clubes da Europa como o Real Madrid, Barcelona, Bayern Munique, Juventus, M. United, etc,etc,etc, a protestarem e a pedirem JUSTIFICAÇÕES aos apitadores quando se sentem INJUSTIÇADOS, vejo os capitães dessas equipas a confrontarem os mesmos apitadores pelas suas decisões absurdas, etc,etc,etc, e no nosso Benfica, que é o Maiior clube de Portugal e também um dos maiiores da Europa não se vê nada disso?!?!

O que se vê?! Vê-se RESIGNAÇÃO e ACEITAÇÃO de todas as BARBARIDADES cometidas contra o nosso Clube.

Este presidentezeco é MANSO E COVARDE, e está a infectar a Massa associativa e Adepta com essas suas "virtudes".

Que vá atrás do seu querido rui DERROTA para as Arábias e que dê o lugar a um HOMEM DE TOMATES, BENFIQUISTA 24 HORAS POR DIA, COM CAPACIDADE, FORÇA, INTELIGÊNCIA, ETC,ETC,ETC, PARA EFECTIVAMENTE DEFENDER E FAZER RESPEITAR O NOSSO QUERIDO SPORT LISBOA E BENFICA.

Cito aqui uma MÂXIMA" de um grande Filósofo, salvo erro, Indiano:

"Todo o mal que acontece no Mundo só é possível porque os Homens de Bem nada fazem para o impedir".

Digo eu: Acertou na "MOUCHE".

BENFICA BENFICA BENFICA....... Sempreeeeeeeeeeeeeeee MAIIOR E O MELHORRRRRRRRRRRRRRRR... mesmo com esse acagaçado e MOSCA MORTA l.f.vieira, a fazer de conta que é Presidente do Clube.

De Dias Pereira a 8 de Fevereiro de 2019 às 19:07
Boa tarde.
Confesso que fiquei bastante desiludido com o jogo, tanto pela qualidade do futebol que voltámos a apresentar durante largos períodos da partida, quer, até, pelo próprio resultado que, face à conjuntura, me parece curto para o que foi o jogo e, sem dúvida, nos deixa muito condicionados para o jogo da 2.ª mão. E, nessa altura, uma qualquer arbitragem à lá Artur Soares Dias, à lá Luís Godinho, para a qual não faltarão candidatos - Xistra, Veríssimo, Tiago Matias, Hugo Miguel, Paixão, Capela, Jorge Sousa... e tantos outros - facilmente nos colocará fora da final do Jamor...
Não estava à espera de um jogo tão fácil como foi o de Alvalade - onde o resultado foi, para o Sporting, bem melhor do que a exibição produzida... - mas não esperava que voltássemos a cometer uma série de pecados no nosso futebol, que me pareciam estar a ser paulatinamente irradicados.
De facto, voltámos ao futebol mais lateralizado, ao desacelerar propositado do jogo, à postura de dar mais espaço ao adversário e de o deixar ter bola e jogar ao seu ritmo. Bem como retomámos os níveis de idiotice, falta de esclarecimento e de ineficácia na zona da verdade. E o resultado disto tudo foi não ter resolvido o jogo quando, com 2-0, tivemos algumas ocasiões para marcar, facilmente, o terceiro golo, bem como termos sido castigados com um golo, marcado de livre, a quase trinta metros da baliza, em zona frontal, e ainda termos passado por mais um ou outro susto, nos últimos minutos de jogo.
Claro que sem Luís Godinho a empurrar-nos para trás as coisas provavelmente também teriam sido muito diferentes. Escamotear-nos um penalty claro, deixar os adversários darem-nos bordoada - que o diga João Félix... - desde o primeiro minuto, não assinalando faltas claras a nosso favor e, em simultâneo, assinalando tudo contra nós, mesmo sem que tenham existido infracções, acaba sempre por fazer mossa...
O adversário pode, também, contar com Svilar a ser altamente comprometedor no livre que deu o golo ao adversário, com um Pizzi a perder uma enormidade de lances, com um Salvio a jogar sempre muito a passo, com um João Félix a preocupar-se mais em ganhar faltas do que em ser rápido e eficaz, com um Seferovic a parecer estar a voltar ao seu período mais negro, com um Samaris a ter demasiados lapsos de concentração e a comprometer desnecessariamente, enfim... com uma série de ajudas que apenas não tiveram consequências mais gravosas porque o Sporting foi, mesmo, uma equipa fraca e inconsistente.

(continua...)
De Dias Pereira a 8 de Fevereiro de 2019 às 19:08
(... continuação)

Como já escrevi, recentemente, transtorna-me o silêncio ensurdecedor da direcção do Benfica, e da SAD, ao que tem sido a prática corrente da arbitragem, e videoarbitragem, nos nossos jogos, A falta de pudor, e o descaramento, com que se lesa o Benfica, é um atentado ao clube, aos seus sócios, adeptos e simpatizantes, bem como ao futebol português e à dignidade de um país.
E, perante esse escândalo desmesurado, está tudo mudo e quedo, impávido e sereno, como se nada estivesse, de facto, a acontecer...
Que a comunicação social, numa larga escala manipulada e controlada por alguns clubes e pelas máfias do nosso futebol, e alguma dela constrangida e condicionada por esquemas e protagonistas com que se envolveu, faça tábua rasa do que se passa, acho incontornável!
Mas que aqueles cujo fim primeiro, imediato e constante, é a defesa do Benfica e dos seus interesses, continuem a assobiar para o lado, acho pura e simplesmente vergonhoso, degradante e, até mesmo - por que não dizê-lo?!... - criminoso!
E a situação, genuinamente sentida pelos benfiquistas, é tal que não me espantaria nada que, um dia destes, num qualquer centro comercial deste país, alguém cometa um acto que leve um qualquer Hélder Veríssimo, Artur Soares Dias ou Luís Godinho, a ter de marcar, com urgência, uma consulta para recomposição da dentição frontal...
Será disto que os nossos dirigentes, responsáveis pela continuada defesa do Benfica, estão à espera?
E em vez de estarem inevitavelmente voltados para a nossa defesa, denunciando, criticando e exigindo que nos tratem com justiça, que nos respeitem, e que cumpram connosco as mesmas regras e normas que usam para outros, os nossos dirigentes não vacilam, nem demoram, a apontar armas à BTV e aos seus colaboradores quando, em momentos mais emotivos, deixam escapar comentários - sem dúvida infelizes... - sobre quem se nos dirige, ou aos nossos, sem o mínimo de dignidade e num clima de continuado incentivo ao ódio e à violência.
Tenham vergonha na cara! Tenham muita vergonha na puta da cara!!!
A família benfiquista não é arruaceira, mas também não é assim tão cristã que aceite dar a outra face quando nos esbofeteiam...
E a família benfiquista não é, também, decididamente, desprovida de inteligência. E já toda a gente percebeu que estes dirigentes muito mais facilmente se dispõem a defender fulano, beltrano ou cicrano, do que o próprio Benfica...
Vamos acordar, benfiquistas!
Viva o Benfica!
Saudações benfiquistas!
De E Pluribus Unum a 10 de Fevereiro de 2019 às 12:37
Caro dias Pereira, você está CARREGADÍSSIMO de razão.
subscrevo INTEGRALMENTE este seu comentário com relevo ainda maior para a segunda parte do mesmo.

De facto e para concluir temos uma autêntica direcçãozeca de ABSOLUTA MERDA. DE ABSOLUTOS MEDROSOS. DE ABSOLUTOS COVARDES.

Detesto-os quase tanto como detesto o corrupto-mor bimbo da bosta do oporco e os seus escravos domesticados de alvaLADRA.

O nosso querido e amado SPORT LISBOA E BENFICA precisa de gente muito melhor. Precisa de GENTE A SÉRIO E DE TOMATES e que de facto sinta de verdade o Clube.

Este vieirita dos pneus e os seus clones são uma autêntica MERDA.
Nem que morressem e voltassem a nascer 1000 vezes, alguma vez chegariam a ÁGUIAS REAIS. Não passam de uns periquitos MANSOS, MEDROSOS E INDEFESOS.

A prova está em que NINGUÉM neste paíseco da TRETA, tem medo de apequenar e prejudicar o nosso Benfica, seja dentro ou fora dos relvados!!
Não é por acaso que os nossos jogadores são obrigados em todos os jogos a jogar contra 16 (DEZASSEIS) adversários!!!

Tudo isto é CULPA de um "Presidente" e uma "Direcção" de INCAPAZES E MEDROSO E COVARDES, que estão no Benfica apenas para "resolverem" a sua vidinha.

RUA COM ESSA MERDA TODA E QUE SEJAM OS VERDADEIROS BENFIQUISTAS A CONDUZIREM OS DESTINOS DO NOSSO INIGUALÁVEL CLUBE.

Somos os MAIORES E OS MAIS FORTES, mas com este vieirita dos pneus e os seu parceiros clones domesticados da direcçõzeca, acabamos por ser os MAIS FRACOS, OS MAIS ROUBADOS, etc,etc,etc,..

ESSA É QUE É A VERDADE.

RUA COM ESSES COVARDOLAS TODOS QUE SE "ABANCARAM" DO NOSSO GLORIOSO E INIGUALÁVEL CLUBE.

RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
RUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

BENFICA SEMRPEEEEEEEEEEEEEEEEEEE O MAIOR E O MELHORRRRRRRRRR
De João Dentes a 10 de Fevereiro de 2019 às 22:39
Esqueceu-se da perdida incrível do Wendell isolado frente ao Svilar , e para mim o João Félix e muito franzino.... De resto gostei da análise

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

#Reconquista

Um

Crer

Proveitosa

Pujante

Deplorável

Firme

Soberba

Complicado

Merecida

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds