VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 11 de Janeiro de 2020

Massacre

A prova de que não há jogos ganhos à partida. Apesar de favoritíssimo no papel, o líder Benfica teve que suar as estopinhas para arrancar a vitória frente a um Desportivo das Aves que está isoladíssimo no último lugar da tabela. Mas bem podemos queixar-nos e nós próprios por todo este sofrimento, porque a finalização esta noite foi simplesmente atroz.

 

 

Algumas surpresas no onze: face à suspensão do Taarabt, o Weigl foi titular. O Jota e o Seferovic ocuparam os lugares do Cervi e do Vinícius. Houve também o regresso do André Almeida após lesão, que ocupou o seu lugar na direita e relegou para o banco o jovem Tomás Tavares. O jogo iniciou-se com o Benfica no comando, conforme esperado, mas com o Aves, onde alinhavam três ex-jogadores nossos (Mangas, Estrela e Zidane), a explorar quase sempre o adiantamento do Grimaldo para contra-atacar por esse lado. E foi precisamente por aí, já depois de um primeiro aviso, que surgiu o golo deles, aos vinte e dois minutos. O Ferro foi à dobra, entrou à queima e acabou ultrapassado pelo iraniano Mohammadi, que depois progrediu em direcção à baliza e finalizou com um remate forte de ângulo muito apertado. A partir deste momento, o Aves acabou no jogo em termos ofensivos e passámos a assistir a uma inacreditável sucessão de ocasiões de golo falhadas por parte da nossa equipa. Em várias delas houve mérito quer do guarda-redes Beunardeau, que teve uma noite incrivelmente inspirada, quer dos defesas do Aves, que conseguiam de alguma forma interceptar os remates no limite, cortar bolas em cima da linha, ou antecipar-se aos nossos jogadores. Mas noutras o demérito foi muito nosso, com finalizações a deixarem muito a desejar - como a situação em que o Pizzi recebeu um passe do Grimaldo e, completamente sozinho na marca de penálti atirou para fora, ou as várias situações em que o Seferovic conseguiu sempre acertar no guarda-redes quando estava isolado. Fosse como fosse, o certo é que fomos para o intervalo a perder.

 

 

Regressámos para o segundo tempo já com o Vinícius no lugar do Jota - o Pizzi foi encostar-se à esquerda e o Chiquinho foi para a direita. A segunda parte foi simplesmente exasperante. Um daqueles jogos à antiga, com o Aves a jogar nos 25 metros à frente da sua baliza, completamente dedicado à defesa e sem qualquer tipo de iniciativa de ataque. Infelizmente, o avassalador volume ofensivo do Benfica (foram mais de 30 remates e 17 pontapés de canto) continuava a esbarrar na determinação dos jogadores do Aves e a ser sabotado pela deficiente finalização dos nossos jogadores. Findo o primeiro quarto de hora o Cervi entrou para o lugar do Weigl, dando à equipa um pendor ainda mais ofensivo - o Chiquinho foi para o meio e o Pizzi regressou à direita, ficando o Gabriel como médio mais recuado. Nesta altura assistia-se mais a um jogo de probabilidades: com tanto volume ofensivo, o cenário mais provável era mesmo que o Aves acabasse por ceder e a bola entraria finalmente na baliza. Mas isso só aconteceu a quinze minutos do final, num penálti marcado pelo inevitável Pizzi. A falta foi cometida sobre o Vinícius e o Pizzi não tremeu - o penálti teve mesmo que ser muito bem marcado, porque o Beunardeau adivinhou o lado e acho que ainda deve ter tocado na bola com a ponta dos dedos. Conseguido o empate, o massacre não abrandou - e massacre é mesmo o único termo que consigo encontrar para descrever o jogo (e também aquilo a que a nossa paciência foi sujeita) Há muito tempo que não via tanto caudal ofensivo num jogo, infelizmente para tão pouca produtividade. O golo da salvação acabou por aparecer ao minuto oitenta e nove, e o herói improvável foi o André Almeida (que chegou a ser expulso pelo Xistra, valendo a intervenção do VAR para reverter a decisão). Depois de uma sequência de três pontapés de canto seguidos, o Cervi entrou na área pela esquerda, colocou a bola no meio para o Vinícius, e este de costas para a baliza trabalhou bem e deixou-a para o remate do André Almeida, que ainda assim só entrou porque a bola ainda tabelou num defesa do Aves que tentava o corte em desespero.

 

 

Para mim o homem do jogo foi o Vinícius. Entrou ao intervalo e esteve nos dois golos do Benfica. Boas exibições do Rúben Dias e do Gabriel, e o Weigl deixou boa impressão enquanto esteve em campo, sobretudo se tivermos em conta que apenas tem uma semana de trabalho com a equipa. O Ferro teve uma exibição sofrível, já que fica ligado ao golo do Aves. O Seferovic foi simplesmente pavoroso na finalização, capítulo no qual foi aliás acompanhado pelo Pizzi.

 

São mais três pontos e quinze vitórias em dezasseis jogos. Não foi daqueles jogos que me tivessem deixado muito satisfeito, mas estaria mais preocupado se a equipa tivesse jogado mal e não fosse capaz de criar ocasiões. Assim a minha insatisfação deve-se sobretudo ao mau aproveitamento das situações criadas - normalmente tanto desperdício paga-se caro. Depois da eficácia que nos valeu os três pontos em Guimarães, hoje estivemos no extremo oposto da escala.

tags:
publicado por D`Arcy às 05:07
link do post | comentar
6 comentários:
De Redpower a 11 de Janeiro de 2020
Ponto positivo foi o coração que a equipa teve, plenamente de acordo com o D'Arcy. Ponto negativo, para além da má finalização, foi o facilitismo a nível defensivo na primeira parte. Creio que a equipa acreditou que o Aves não teria grandes ambições ofensivas, e até podia ser que não tivesse, mas quando se estende o tapete vermelho como nós fizemos, claro que eles não se fizeram rogados e só não fizeram o 2-0 porque não calhou. Infelizmente, esta tendência que temos de deixar o adversário agigantar-se continua a aparecer. Esporadicamente, mas continuamos a deixar que aconteça. Sem querer desvalorizar o Aves, mas um Benfica mais concentrado e organizado não teria dado o avanço que demos ao Aves ontem.

De qualquer forma, e não querendo dar um tom negativo a uma vitória, parabéns à equipa pelo coração que teve e por mais uma vitória que tão bem soube.

Fantástico Lage que conquistou 100 pontos em 105 possíveis!!!

VIVA O BENFICA!!!
De Henrique Teixeira a 11 de Janeiro de 2020
Face aos maus jogos do Benfica após a paragem de Natal e à não perda de pontos do Porto nas últimas deslocações estou agora menos otimista na conquista do título.
Nunca pensei sofrer tanto como neste jogo aparentemente fácil com o virtualmente despromovido Aves! Para mim também Vinícius foi o homem deste jogo impróprio para cardíacos.
Há situações preocupantes no Benfica: Por exemplo: falta de defesas centrais credíveis alternativos aos titulares; falta de um 2.º guarda-redes de confiança para os jogos da Taça; falta de mais um finalizador eficaz, já que Seferovic, Chiquinho e Jota não o são. No que concerne ao 2.º guarda-redes lembro que na época passada o Benfica foi eliminado da Taça pelo facto do Svilar não ter defendido os defensáveis remates do Bruno Fernandes. Zlobin também não oferece confiança. Não poderia o Benfica trocá-lo por Beunardeau compensando o Aves com o dinheiro correspondente à mais valia? Já estou a temer o jogo da próxima terça-feira por ter quase a certeza que ele vai estar na baliza.
Depois vem o jogo com o Sporting em Alvalade para o campeonato.onde o Benfica tem que ir ganhar. Mas para que tal aconteça terá que voltar aos grandes jogos.
Saudações Benfiquistas.
De BI-CAMPEÃO EUROPEU a 11 de Janeiro de 2020
Caro Henrique Teixeira, os seus medos e apreensões são totalmente justificáveis.
Nós a defender somos uns autênticos lingrinhas. A equipa só consegue destruir as jogadas do adversário dentro da nossa grande área ou muito perto dela e o nosso meio-campo é um "PASSADOR".

O golo do Desp. das Aves só é possível pelo mosca morta do Ferro não saber entrar à bola e se deixar comer como um anjinho naquela jogada, agravado pelo facto do "Beckenbauer" Rúben Dias não ser lesto a fazer a dobra ao seu colega de defesa Ferro, ficando parado atrás a ver o jogador do Aves transportar a bola dentro da nossa área sem a mínima oposição, e a fazer o golo como quis e quando quis!!!!!

E reparem que o Ferro não é a primeira vez que faz essa abordagem aos lances. Simplesmente tem tido a sorte de os adversários não terem finalizado com sucesso. Ficou batido INAPELAVELMENTE, o adversário ganhou-lhe logo três metros de avanço no terreno, e depois faz o golo à vontade ficando o anjola Ferro a esbracejar todo fodido, nem sequer se dando conta que ele foi o principal culpado de termos ficado a perder 0-1 naquele momento. Ao Rúben "Beckenbauer" Dias atribuo-lhe 30% de culpas por não saber ler a jogada e feito a dobra em tempo ao seu colega.

Cabe ao treinador e/ou treinadores ensinar e corrigir estes jovens atletas, pois não basta umas palavrinhas e umas palmadinhas nas costas. É PRECISO TRABALHAR A SÉRIO e com COMPETÊNCIA. Numa palavra: É PRECISO TRABALHAR À BENFICA.

Quanto aos avançados, Seferovic ganha o "prémio" do avançado que melhor passa as bolas aos guarda-redes adversários.
O Benfica precisa de melhor, MUITO MELHOR.
Com um verdadeiro CABECEADOR a integrar o número de nossos avançados, por exemplo o nosso ex-jogador RUI ÁGUAS, neste jogo contra o Aves teríamos feito pelo menos DOIS GOLOS DE CABEÇA.
Repito: somos uns PIGMEUS a jogar as bolas aéreas na área do adversário.

Infelizmente a nossa "estruturazona" parece que só vê centro-campistas à frente para daqui a pouco estarem a estorvarem-se uns aos outros!!!!

Gosto muito do Grimauldo, mas por favor não o ponham a marcar livres directos. É que para fazer passes aos guarda-redes até a minha bisavó é capaz de o fazer melhor.

Mais a sério, é de uma tristeza e incompreensão sem limites, um Clube como o nosso Benfica, o Maior e o Melhor Clube de Portugal, não ter um verdadeiro CABECEADOR e um jogador - pelo menos um - que realmente saiba marcar com eficácia um livre directo!!!!!
Em 1896 livres directos, temos sempre a esperança que o 1897 nos ofereça um golo a nosso favor!!!!

Ademais, não gostei de ver o jovem e grande talento Tomás TAVARES ser relegado para o banco para dar entrada ao lento e trapalhão André Almeida, que tendo a sorte de marcar o golo da vitória, não esteve mal no jogo, mas acho o jovem TOMÁS TAVARES, melhor, MUITO MELHOR.
Mais rápido, melhor leitura de jogo, mais técnica, enfim, mais tudo, só que no Benfica quem manda são os "nomes" e o jovem Tomás Tavares contra isso não pode nada, e lá foi relegado para o bano dos suplentes!!!

CERVI, CERVI, CERVI, CERVI, CERVI.... sempre CERVI.
Este pequenino GRANDE jogador, é a ALMA DO BENFICA.
Parece que nasceu BENFIQUISTA, tal é a sua aplicação e entrega à luta pelo nosso Glorioso Clube!!!!

E ao que parece, havia na nossa "estruturazona" comandada à lá vieirita dos pneus quem o quisesse DESPACHAR para a Argentina, apenas não tendo feito pela vontade irredutível do jogador querer continuar de ÁGUIA ao peito!!!!

Em relação à APITADORAGEM, mais uma XISTRALHADA.
Penalty claríssimo sobre Seferovic ao qual o apitador de serviço escravizado pelo oporco corruptus fez VISTA GROSSA.
O penalty cometido sobre o nosso Carlos Vinícius foi felizmente do tamanho da ponte Vasco da Gama, e mesmo assim foi quase um "milagre" o apitador não XISTRALHAR de novo como o fez no primeiro caso.

P.S. para os jogos do oproco corruptus só falta mesmo o conselho de apitadoragem nomear o senil bimbo da bosta para a pitar e arranjar dois adjuntosdo sérgio CAGALHÃO para fazerem de bandeirinhas.
Conclusão: melhor jogador do oporco no jogo Moreirense - oporco foi o apitador da casa corrupta, artur soares dias.

E o Benfica a fazwer de conta de que njão se passa nada!!!!
ATÉ QUANDO?!?!?!

BENFICA SEMPREEEEEEEEEEEEE o Maior e o Melhorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

De Luís Manuel a 11 de Janeiro de 2020
Olá D'Arcy, e obrigado pelo post.

Disseste tudo, excelente análise ao jogo. Que sofrimento! A nossa (adeptos) capacidade de sofrimento e resistência foi testada até aos limites. Bem sei que a equipa podia ter feito muito melhor, o desperdício na finalização foi inacreditável, mas mesmo assim valeu pelo coração que teve. Os jogadores acreditaram sempre. Ganhámos na raça, como disse o Rúben, que, na minha opinião, é um excelente defesa-central. Nunca vira a cara à luta, e ontem esteve perto de marcar. O Ferro cometeu um erro, é verdade, mas quantas, quantas exibições de categoria já lhe vimos fazer? Um jovem jogador que entrou ainda nem há um ano para titular, vindo directamente da equipa B? Eu gosto muito do Ferro, e tem ainda muito para progredir. Neste momento, não o trocava por nenhum outro central. Quem, nas nossas profissões , não cometeu erros no primeiro ano?

Em resumo, e é como dizes: não há jogos ganhos à partida contra ninguém, e ainda bem que tivemos de passar por este, que serve de aviso. Outros jogos assim acontecerão ao longo do campeonato, fora ou em casa. Lembro-me, assim de passagem, no primeiro ano com Jorge Jesus, em que nós, excelente equipa com tantos jogadores de enorme qualidade postos à disposição do treinador, ganhámos nos últimos minutos à Naval 1º de Maio com um golo do Javi García.

Página virada. Parabéns aos jogadores pelo empenho e por nunca terem deixado de acreditar. Agora é concentração total e absoluta no jogo com o Rio Ave, que vai ser bem difícil. É Taça, é uma competição que queremos muito ganhar, a equipa está ciente disso, e o Rio Ave coloca sempre muitas dificuldades a qualquer equipa grande. O Rúben Dias pediu a comparência dos adeptos, a equipa precisa do nosso apoio.

Força, Benfica!
De Dias Pereira a 12 de Janeiro de 2020
Bom dia.
Já não há mais como dourar a pílula...
O nosso futebol chegou a um nível tão baixo - e, até, tão constante... - que já nem se pode falar de um mau jogo que ocorre entre períodos de maior fulgor, ou de mais constância. Na verdade, o que acontece é que, no meio de uma continuidade, muito acentuada, de mediocridade, ineficácia e inconsistência, lá aparece um jogo em que as coisas correm um pouco contra a corrente e se vê algum futebol, se regista alguma eficácia ou se verifica alguma consistência no jogo da equipa...
Mas isso é, mesmo, aquele oásis que, muito de quando em quando, nos surge, no meio do deserto que é o nosso futebol, para nos mitigar um pouco a sede...
Podem continuar a teimar em não querer ver o que está à vista de todos - e que todos veem!... - que isso não vai alterar a realidade das coisas. O nosso futebol é miserável, ineficaz, inseguro, pobre, enfadonho, enfim... um massacre para os corações e para a alma dos benfiquistas. Digo, dos benfiquistas à maneira antiga, daqueles que não jantam quando o Benfica não ganha...
Infelizmente, o nosso actual futebol é, mesmo, confrangedor. Seja a jogar, em nossa casa, com o último classificado, seja a jogar no reduto de uma qualquer equipa de meia-tabela... do primeiro escalão, ou de outro qualquer!
Continuamos a ser (muito) permissivos a defender - os jogadores do Aves até pareciam os do Liverpool, a trocar a bola em passes curtos e em progressão... - e muito pouco assertivos na abordagem dos lances, em todo o campo. Continuamos a jogar muito para os lados e para trás, com alguma posse de bola, mas sem progredir no terreno e, até, por vezes, invertendo o sentido do nosso movimento, prescindindo de progredir em direcção à baliza adversária, para voltar a trazer a bola para a nossa zona defensiva, sem qualquer objectivo aparente...
A atacar - o que fazemos sempre com pouca gente!... - somos invariavelmente lentos, previsíveis e anjinhos, e, quando temos situações para finalizar - seja de bola corrida, seja em lances de bola parada - fazemo-lo sempre de forma ineficaz, com pouca intensidade ou falta de direcção, ou da maneira mais abstrusa que se possa imaginar...
Com o Aves, fomos tudo isso! Defendemos (muito!) mal, demos espaços para o adversário jogar em todas as zonas do campo, fizemos passes para sítios onde estavam colegas de equipa imaginários, finalizámos as jogadas com um nível de qualidade e proficiência idêntico ao de uma qualquer equipa dos distritais de parvalhosa-da-serra... e acabámos por empatar através de uma grande penalidade que, se fosse marcada contra nós, daria pano para mangas...
E, (muito) mais tarde, em cima do final da partida, lá marcámos o golo da vitória através do (mais que) improvável André Almeida, num remate frontal, no coração da grande área, após uma jogada muito embrulhada, e com a bola a desviar num defesa adversário antes de, traindo o guarda-redes, entrar na baliza. Mas ainda fomos a tempo de ter de suportar um assalto final do último classificado da Liga - que tem praticamente garantido o bilhete de regresso à 2.ª liga... - que nos encostou às cordas e beneficiou de alguns lances de bola parada que nos podiam ter custado pontos...
Este foi o jogo - real! - a que assistimos na Luz. na passada 6.ª feira!
Quem não viu isto, viu um jogo virtual, eventualmente imaginado à medida dos seus desejos e anseios...

(continua...)
De Dias Pereira a 12 de Janeiro de 2020
(... continuação)

Como as coisas não vão mudar - porque não parece haver vontade de as alterar, nem protagonistas capazes de dar corpo a essa mudança... - o futuro do nosso futebol, a curto e a médio prazo, é muito, muito negro! Oxalá me engane, mas vamos sofrer dissabores nas várias competições. E alguns vão custar muito a digerir...
Claro que, enquanto os benfiquistas vão sofrendo, e muito, com o momento do nosso futebol, outros continuam impávidos e serenos na sua caminhada de ascensão social, e/ou política e/ou económica, à conta das relações que privilegia e/ou das comissões que embolsa ou das negociatas para as quais se posiciona...
No resto, é continuar a abraçar os Xistras desta vida, para que sintam suficientemente à vontade para tentar expulsar os nossos jogadores logo que tal se afigure possível!...
... E dar público apoio aos que, posicionados em lugares-chave, possam ser pontas-de-lança nas situações a que se possa estar exposto, por via dos pecados da vida pessoal - mesmo que esses putativos pontas-de-lança não cuspam nas mãos para prejudicar o Benfica...
... E continuar, denodadamente, a tudo fazer para tapar o Sol com a peneira, porque este é ano de eleições e cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém...
Por outro lado, há que desatar a comprar jogadores - mesmo que alguns nunca venham a entrar no estádio, nem para ver um jogo das bancadas!... - e nunca baixar a guarda no enaltecer dos "recordes" que se vão batendo com o novo treinador...
... Sempre com a esperança de que os benfiquistas não percebam a miserável qualidade do nosso futebol e as paupérrimas campanhas que, objectivamente, vimos fazendo, dentro e fora de portas... apesar do "... treinador mais rápido a chegar aos 100 pontos na Liga..." e "...das 15 vitórias em 16 jogos..." ou do raio que os parta!...
Gostaria de estar completamente equivocado, mas creio que o futuro nos vai presentear com muitos insucessos e grandes desilusões. Àqueles que estão iludidos, claro...
Vamos a acordar, Benfica! Acordem, benfiquistas! Vamos acordar!!!
Viva o Benfica!
Saudações benfiquistas!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desoladora

Desperdício

Macia

Sucesso

Lisonjeiro

Incompetência

Sofrimento

Douradinho

Desleixada

Preguiçoso

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds