VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quarta-feira, 1 de Março de 2017

Morno

Em dia de aniversário, um resultado positivo num jogo morno e pouco conseguido da nossa equipa deixou-nos com muito boas perspectivas de apuramento para o Jamor. Apesar do Benfica ter sido quem mais procurou a vitória, a qualidade do nosso jogo foi sofrível e isso ajuda a explicar a vitória arrancada quase no último suspiro contra um adversário que mostrou tão poucos argumentos.

 

 

Houve mudança na baliza, onde jogou o Júlio César, no centro da defesa, onde o Jardel substituiu o Luisão (também nas funções de capitão) e no meio campo, tendo jogado o Filipe Augusto e o Carrillo em vez do Pizzi e do Salvio. A exemplo da segunda parte contra o Chaves, foi o Zivkovic quem apareceu mais frequentemente a jogar atrás do avançado, e o Rafa encostado à esquerda. O Benfica, na minha opinião, fez um jogo em 'decrescendo'. Pareceu-me que entrámos relativamente bem e a jogar com alguma velocidade, mas ao longo do tempo a intensidade foi diminuindo e a segunda parte foi quase toda jogada a meio gás, com excepção dos últimos minutos. O jogo para mim fica inevitavelmente marcado por (mais) um desperdício inacreditável do Rafa logo nos minutos iniciais - tivesse esse golo sido marcado e provavelmente o jogo seria muito diferente. Depois de receber a bola, à vontade, e perto da linha da pequena área, o Rafa conseguiu acertar com a bola nas mãos do guarda-redes. Não consigo sequer considerar aquilo uma defesa, para mim é um falhanço mesmo porque era uma ocasião ainda mais flagrante do que um penálti. O Estoril jogava simplesmente para o empate, na esperança que algum erro do Benfica lhe proporcionasse um improvável golo, e um disparate do Júlio César, em que entregou a bola a um adversário, quase que satisfez esse desejo - felizmente não havia qualquer adversário no meio para aproveitar o centro quando a baliza estava completamente desguarnecida. O Benfica, apesar de ter mais bola e atacar mais, poucas ocasiões criava mas acabou por chegar ao golo aos trinta e seis minutos, pelo inevitável Mitroglou, que ao segundo poste desviou um cruzamento perfeito vinda da esquerda da autoria do Zivkovic. 

 

 

Pensei que o jogo estaria mais ou menos encaminhado, mais ou menos um golo para o Benfica, mas apenas quatro minutos depois o Eliseu cometeu um penálti perfeitamente escusado, ao interceptar um cruzamento com o braço, e o Estoril empatou. Nesse lance o Filipe Augusto lesionou-se e acabou substituído pelo Pizzi. A segunda parte foi, na sua maioria, um bocejo. O Estoril continuava a mostrar-se interessadíssimo num empate que o deixava já em desvantagem para a segunda mão, e o Benfica não parecia lá muito interessado em correr muito para ganhar o jogo. Muitas trocas de bola na zona do meio campo entre os médios e os defesas, quase sempre sem qualquer tipo de progressão no terreno. De relevante, do lado do Estoril um remate cruzado do Kléber que passou perto do poste, e do nosso (ainda) mais uma perdida do Rafa em boa posição. Só nos minutos finais, e já com as presenças do Cervi e do Jiménez em campo (saíram o Rafa e o Carrillo) é que as coisas se animaram um pouco. O Mitroglou deu o aviso, mas o remate após passe atrasado do Cervi falhou a baliza por pouco depois de tabelar num defesa. Mas marcou mesmo a um minuto do final, numa jogada em que o Eliseu, de calcanhar(!) desmarcou o Cervi pela esquerda da área e este fez o passe para o centro, onde o Mitroglou com um toque parou a bola e com outro marcou. Já ouvi dizer que estava adiantado, mas de onde eu estava no estádio é impossível confirmar isso. E antes do apito final foi por centímetros que o Zivkovic, numa cabeçada em salto rente à relva depois de um cruzamento do Cervi, não fez o terceiro golo. Como é fácil notar, há um ponto em comum nestas três situações que referi: o Cervi esteve envolvido em todas elas.

 

 

O Mitroglou, e como vem sendo hábito ultimamente, é o homem do jogo. Apesar de alguns cruzamentos sem nexo, gostei do Zivkovic, que foi sempre dos mais activos no jogo, inclusivamente em recuperações defensivas. O Jardel também fez um bom jogo e a entrada do Cervi foi importante, pois mexeu com um jogo que estava praticamente estagnado - custa-me um pouco a perceber a sua súbita perda de protagonismo relativamente à fase inicial da época. É certo que o Zivkovic recuperou da lesão e se tornou uma opção válida, mas por exemplo o Rafa ainda não deu muitos exemplos que justifiquem estar à frente do argentino nas escolhas. Acho que já escrevi isto antes, mas o Rafa é, muito provavelmente, o pior finalizador que eu já vi jogar pelo Benfica. Pode ter outras qualidades que serão úteis à equipa, mas meter a bola na baliza é definitivamente um ponto muito fraco do seu jogo.

 

Ficámos com a eliminatória bem encaminhada, mas agora é preciso voltar a focar atenções no campeonato. E será necessário jogar bem mais e melhor do que isto para trazermos os três pontos da visita ao Feirense. Porque senão só estamos mesmo a convidar dissabores.

tags:
publicado por D`Arcy às 01:10
link do post | comentar
13 comentários:
De Pipocas a 1 de Março de 2017 às 02:43
Completamente de acordo com à questão do Cervi. Um tipo com uma grande técnica, um fôlego de 7 gatos (a atacar e a defender), um bom marcador de golos (marcou 5 ou 6 e um de cabeça...) e um agitador do jogo, como o era o Guedes, o Salvio (antes das terríveis lesões) e o Renato.
Repare-se que mal entrou fez 3 passes mortais para golo, só sendo aproveitado um pelo Mitroglou.

PS- Quanto às lesões, esperemos que o novo Chefe do Departamento Clínico, ex-médico do corpo clínico do Barcelona, ​​tenha mais sorte e .... saber, para tratar os feridos mais rapidamente ... em todas as modalidades, não só no Futebol
De antonio fonseca a 1 de Março de 2017 às 07:40
Bom dia,

De acordo com o comentário do moderador.

A apreciação ao jogo está perfeita, bem como a apreciação sobre as exibições dos jogadores. Acrescento só mais isto, Cervi é superior ao Rafa porque apresenta tudo aquilo que Rafa não tem dado, velocidade e passes bem conseguidos. Para mim Rafa ainda não demonstrou a sua real valia, e Cervi tem estado a ser preterido injustamente.

Para sábado teremos que jogar com total aplicação e velocidade para conseguir os três pontos.

Saudações benfiquistas.


De RyanRed a 1 de Março de 2017 às 10:47
Bom.... a parte boa foi conseguir ganhar. A parte má foi ter sido difícil ganhar. Temos de ver se arranjamos maneira de jogar muito mais melhor. desculpem a linguamgem mas comeco a ficar sem paciencia com a nossa maneira de jogar esta epoca. Ainda nao desencantamos nenhum jogador. O ano passado vieram uns 3 ou 4. desta vez...
Quanto ao golo sim é fora de jogo. Não gosto de ganhar assim porque somos capazes de muito melhor mas serve. Espero que seja que tenha sido a ultima vez esta epoca. Ok... e que ate ao final o SLB consiga vencer todos os jogos.
De Águia Real e Eterna a 1 de Março de 2017 às 14:04
Vitória NATURAL da única equipa que poderia e deveria - tal como aconteceu -, ganhar este jogo.
Jogo em que se viu o bom e o menos bom do nosso Benfica.

Capacidade técnica superior, boas trocas de bola mesmo por entre um emaranhado de jogadores adversários, jogadores muitos, a mostrarem qualidade para fazerem a diferença, boa entrega ao jogo, mesmo que esta entrega se tivesse ficado pelo quanto baste, etc,etc,etc, foram as habituais evidências positivas da nossa equipa.

Pelo aspecto negativo destaco a nossa fraca meia-distância, a incrível facilidade com que perdemos jogadas no último terço do terreno, a absurda falta de eficácia na concretização do golo em zonas muito perto, ou mesmo dentro da pequena área adversária, a pouca convicção no ataque à bola por parte dos nossos "cabeceadores" nos mais que muitos cruzamentos efectuados pelos nossos alas, etc, etc,etc, e alguns pormenores defensivos, os quais temos de eliminar e não dar a mais pequena das "ABÉBIAS" aos adversários.

Ganhámos com um golo em "fora-de-jogo" MILIMÉTREICO, mas devemos destacar que por cada lance desses, em que por OBRA E GRAÇA do Espírito Santo somos beneficiados, acontecem 100 (CEM) vezes mais lances do mesmo tipo em que somos PREJUDICADOS. Essa é que é a REALIDADE e é preciso que os nossos responsáveis no-la digam com TODAS AS LETRAS.
No entanto a jornaleirada dos diversos pasquins refere-se a isso cheia de peito e dando um ênfase exagerado a esse golo com a finalidade de DESMERECEREM o nosso Benfica.
Na semana passada o riporting de alvaLADRA ganhou no mesmo campo e ao mesmo adversário - que pouco mais fez em campo do que CORPO PRESENTE -, por 0-2 com os respectivos golos a serem obtidos em fora de jogo o primeiro, e o segundo de penalty imediatamente precedido de fora-de-jogo do bas-dost, em que o fiscal de linha (árbitro auxiliar) fez que nada viu.
Neste caso a jornaleirada também fez VISTA GROSSA e quase nada disse sobre o assunto.
À GRANDE PUTA PÔDRE QUE OS DEFECOU A TODOS.

Gosto de ver Eliseu jogar, e mais ainda gosto de o ver jogar no nosso Benfica.
É um jogador à BENFICA, daqueles que "dá tudo o que tem" em campo, e tem muito. Ao contrário da maioria dos Benfiquistas sou dos que apoio a 100% todos os jogadores com a ALMA do Eliseu.
Isso não me impede no entanto de considerar muito negativa a sua exibição de ontem. Além da sua natural e permanente entrega ao jogo e do toque de calcanhar para Franco Cervi assistir Mitroglou no nosso segundo golo, Eliseu esteve desastrado pois fez um penalty inadmissível num jogador com a sua qualidade e experiência e limtou-se em termos ofensivos a fazer alguns "remates"/passes ao guarda-redes adversário!!!

Quanto ao Rafa, discordo da análise do DÁrcy. Rafa é mesmo um GRANDE JOGADOR. Rafa é dos que mais qualidade tem para quando menos se espera fazer uma grande jogada individual e resolver uma partida.
O que Rafa não pode é centrar a bola e ser ele próprio a cabecear para o golo. O que digo de Rafa aplica-se também a FRANCO CERVI. Cervi que INJUSTAMENTE tem sido relegado para segunda opção, mas que pelo menos merece mais tempo de jogo, não apenas meia dúzia de minutos.
Ainda quanto ao Rafa, Sr. DÁrcy, aquele seu remate dentro já da pequena área ou em cima da respectiva linha que vai directo ao guarda-redes, acontece porque a bola está no ar e ele remata muito rápido pois ali pode aparecer num décimo de segundo um adversário a tirar a bola. O azar dele foi o esférico ir na direcção do guarda-redes. De resto FEZ TUDO BEM.

André Horta ajudou-nos a não perdermos o jogo no campo do LADRÃO, (1-1). É grande jogador e GRANDE BENFIQUISTA, assim como Bernardo Silva, Gonçalo Guedes, etc,etc,etc,.
Pergunto: Porque tem sido sempre RELEGADO para a bancada?!?!?!

Os LADRÕES do oporco continuam a acusar o nosso Benfica das suas próprias práticas DESONESTAS que lhes são intrínsecas, e fazem parte do seu ADN de vigaristas.
Pergunto: para quando uma resposta FIRME E PODEROSA a desmascarar esses CORRUPTOS, que se "isto" fosse Inglaterra, França, Alemanha, etc,etc,etc, tinham sido aquando do APITO dourado/AZULADO condenados a descer à 3ª DIVISÃO??!!

BENFICA BENFICA BENFICA sempree. sozinho mas com o APOIO TOTAL E INCONDICIONAL dos seus Sócios e Adeptos a lutar CONTRA TUDO E CONTRA TODOS, será sempre o MAIOR.
De Manuel Afonso a 1 de Março de 2017 às 21:12
Achas mesmo que foi mal conseguido? Eu não achei nada. Jogamos mais uma vez o suficiente para ganhar num jogo em que até nem era necessária a vitória.

Estou certo que toda a estrutura do clube está envergonhada com a forma como a equipa tem estado a jogar, e pede desculpas a todos os sócios e adeptos descontentes pela presença nas meias finais da taça de Portugal, pela passagem da fase de grupos da champions, pela embaraçosa vitória nos oitavos da champions sobre uma equipa ainda há uns meses imbatível, e pela liderança isolada do campeonato nacional.
Daqui para a frente tudo fará para obter resultados mais do gosto destes sócios e adeptos da internet, tais como os conseguidos na taça da liga desta época.

Agora a sério, espero que se tratem de lagartos e tripeiros disfarçados. Quero acreditar que a estupidez tem limites.
De D`Arcy a 2 de Março de 2017 às 08:35
Estou satisfeito com o resultado, mas não consigo focar-me apenas nos resultados e assobiar para o lado enquanto finjo que está tudo perfeito. Estive na Amoreira e achei sinceramente que o Benfica jogou mal, em particular durante grande parte do segundo tempo. Este Benfica sabe e pode fazer bem melhor, até porque já nos deu bastantes exemplos esta época disso. Se a teoria é que jogou apenas o q.b. para ganhar pela margem mínima, então eu a isso chamo sobranceria ou negligência. É o tipo de atitude que pode resultar em dissabores. Basta para isso um golpe de azar em que o adversário marca um golo. Como aconteceu em Setúbal, por exemplo.
De Manuel Afonso a 2 de Março de 2017 às 11:25
Caro D'Arcy, estás a misturar alhos com bugalhos.
Uma coisa são jogos do campeonato, que valem todos 3 pontos, que se forem perdidos nada há a fazer para os recuperar.
Outra coisa é um jogo fora da primeira mão da taça de Portugal, em que mesmo que corra alguma coisa mal, haverá sempre a segunda mão para dar a volta.

Se para os nossos jogadores já é compreensivelmente difícil manter os níveis de concentração competitiva e de motivação máximos para jogos do campeonato contra, por exemplo, o Feirense, particularmente tendo que jogar de seguida contra o Borussia, então nestas circunstâncias ainda pior.

E já se sabe que para os Estoril, Feirense, Chaves e por aí fora desta vida, jogar contra nós é o jogo das suas vidas. Até se dão ao luxo de pouparem 5 titulares contra o lumiarense num jogo do campeonato, mesmo estando na luta pela manutenção, só para estarem fresquinhos para um jogo contra nós numa eliminatória da taça de Portugal, que sendo disputada a duas mãos, teriam para aí 5% de hipóteses de passar.

Mas agora com o Feirense, sendo difícil ou fácil, é o trabalho dos nossos jogadores. Ter a cabaça no sítio, cientes das dificuldades que vamos ter, com a máxima concentração e focados na vitória. Sem pensar em mais nada.
O que vai estar em disputa vão ser pontos, que uma vez perdidos jamais poderão ser recuperados.
Esta lição está interiorizada, bem como outra que parece escapar a parte dos adeptos. O que conta mesmo são os resultados.
De Luís Manuel a 2 de Março de 2017 às 15:58
Olá D'Arcy, obrigado pelo teu post.

Não foi um jogo bem conseguido. Mas poderia tê-lo sido, e poderia ter sido resolvido em pouco tempo, ou pelo menos logo na primeira parte, se a intensidade colocada no jogo tivesse sido mais forte, e a concretização muito mais eficaz. Assim, expomo-nos sempre, e sem necessidade alguma, a um golpe de sorte do adversário. Concordo com o teu post e apreciações individuais.

Agora é novamente concentração total no joco com o Feirense. Vai ser muito mais difícil do que este, e as condições do terreno não serão estas. Teremos de ser muito fortes para alcançar uma vitória que será bastante importante, e seguramente que a nossa equipa está consciente disso mesmo. É capaz de ser um daqueles jogos-batalha que teremos pela frente. Por isso, força Benfica !!
De Francisco Pereira a 2 de Março de 2017 às 17:13
Olá D' Arcy.

Estou de acordo com a tua descrição do jogo, por isso aproveito para alertar para certas coisas relacionadas com os resultados do nosso BENFICA.

Claro que também diria que tinha gostado que o árbitro tivesse invalidado o nosso segundo golo, dado que isto não era para o campeonato e tinhamos outro jogo disponível na Luz. Digo isto, concordo que devemos sempre jogar para ganhar, mas o pequeno pormenor da validação do golo foi o gáudio de todos os ANTI, comunicação social, pró-portistas e do Zbording.

Pensei em tudo isso no próprio momento do golo, estou farto das contabilidades, o nosso Clube foi e bem, reclamar no Conselho de Arbitragem, agora os ANTI já dizem que fomos beneficiados com o Chaves, até (imaginem!!!!) com o Braga e agora com o Estoril e, é incrível, já estão a subtrair a favor do Porto e Sporting. Já falam que quando fôr o Benfica-Porto vão invadir a LUZ e já se diz que alguém já conseguiu uma (especial ....) reserva dos bilhetes do último jogo do campeonato Boavista-Benfica. Dizem que são quase todos para o Porto. Bom, isso, pode ser boato.
O pior, é o que já estão a fazer todas as bocas dos ANTI, sobre a parvoíce que, segundo eles, foi a reclamação do Benfica que, ao contrário do Porto e Sporting, continua a ser beneficiado.
De resto, estou preocupado, olhando para a utilização de Carrillo e Rafa, que somam as maiores despesas do BENFICA, estão a tirar o lugar, talvez na tentativa de os venderem, dizia, a tirar o lugar, por exemplo, a Cervi e Ca. O Rafa, de que gosto muito, estou a reparar cada vez mais, que é COMPLETAMENTE CEGO do pé esquerdo, não apenas no remate mas até nos passes de pequeno toque, inclusivé. Isto, reduz-lhe o valor para menos de metade. Gastaram essa fortuna nele e os OLHEIROS não viram o SOUSA que jogava no Guimarães e agora no Porto.

VAMOS A VER SE NÃO NOS ROUBAM O CAMPEONATO, DE UMA MANEIRA OU OUTRA.
JOGADORES BENFIQUISTAS, VAMOS A ARREGAÇAR AS MANGAS JÁ, EM VILA DA FEIRA.
VAMOS GLORIOSO.

De Francisco Pereira a 3 de Março de 2017 às 01:38

Tinha-me me esquecido:

Apanhei-me a sonhar que, em várias equipas que defrontam o Benfica, há sempre um ou dois jogadores moldados para agredirem violentamente ou com garantia de lesão, principalmente os nossos jogadores médios defensivos,
organizadores e atacantes, principalmente ao Feja, Samaris, Pizzi, N.Semedo, Sálvio, etc., para terem sempre a equipa do BENFICA com poucas hipóteses de mandarem no seu jogo.
Até parece, não parece ???!!!!
Temos indo remediando, como podemos, os problemas gerados.
E hà mais que se fixa na minha cabeça, sempre que vejo os jogos.

VAMOS VENCER TUDO E TODOS, MORREMOS EM CAMPO SE PRECISO, ATLETAS BENFIQUISTAS. COM MUITO ESFORÇO VAMOS VENCER.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds