VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Passeio

O Benfica não mostrou quaisquer sequelas da eliminação da Taça a meio da semana ou do esforço extra a que tinha sido obrigado, ao jogar um prolongamento reduzido a dez unidades, e acabou por transformar esta visita a Tondela num verdadeiro passeio.

 

 

Foi mesmo com quase o mesmo onze do jogo em Vila do Conde (a excepção foi a obrigatória troca do Luisão pelo Lisandro) que o Benfica entrou em campo. Os minutos iniciais até chegaram a fazer crer que teríamos uma noite complicada. O Tondela entrou no jogo fiel aos princípios que o Pepa tem apresentado esta época, a jogar sem exageradas cautelas defensivas e a pressionar alto. A equipa mudou mesmo o esquema táctico habitual, abdicando do segundo avançado para colocar mais um médio, muito provavelmente com a intenção de anular os nossos médios criativos. Mas ao fim de dez minutos o Benfica já tinha conseguido assentar o seu jogo e começou a impor-se com toda a naturalidade. Agressividade na procura da bola - muito importante pressionar imediatamente o jogador do Tondela que tinha a bola, para cortar logo as saídas para o ataque - jogadores próximos uns dos outros, laterais muito ofensivos, combinações rápidas a explorar os flancos e bastante dinamismo no jogo. Depois foi não sermos traídos pela falta de eficácia, como aconteceu noutros jogos, e o resultado começou a construir-se naturalmente. Porque dos dez minutos de jogo para a frente, só deu Benfica no jogo. O primeiro golo apareceu aos dezassete minutos, depois de um cruzamento largo do André Almeida que foi encontrar o Pizzi junto ao poste mais distante, com tempo para controlar a bola e rematar rasteiro para o golo. Nove minutos depois o resultado aumentava, desta vez na sequência de uma jogada pelo flanco oposto. Cruzamento do Grimaldo após tabela com o Pizzi e o Salvio cabeceou no centro da área, sem sequer precisar de tirar os pés do chão. O terceiro golo foi a forma ideal de encerrar uma primeira parte na qual o Benfica foi dono e senhor do jogo. Foi já no período de compensação, na melhor jogada de toda a partida, em que a bola andou pelos pés do Krovinovic, do Jonas, do Cervi, do Salvio, e acabou com um passe artístico deste para um remate cruzado de primeira do Pizzi, a colocar a bola junto ao poste mais distante e bem fora do alcance do guarda-redes. Simplesmente perfeito.

 

 

A segunda parte do Benfica foi naturalmente bem mais relaxada. Sem nunca perder o controlo do jogo, tirámos obviamente o pé do acelerador. O Tondela ao intervalo até tinha revertido para o esquema mais habitual de dois avançados, mas isso não teve qualquer influência no desenrolar dos acontecimentos, apesar de ter tido uma reentrada na partida a mostrar muita vontade de fazer melhor. O Benfica continuava perfeitamente tranquilo no jogo e a sensação que se tinha era a de que nem seria preciso acelerar muito para que surgissem mais golos, porque mesmo num ritmo mais controlado, as ocasiões acabariam por surgir. O Jonas estava estranhamente ainda em branco, mas a situação ficou corrigida à hora de jogo. Uma jogada estudada na marcação de um canto, que aliás o Benfica já fez esta época. O canto foi marcado pelo Grimaldo e a bola foi enviada rasteira para a zona central do limite da área, onde o Jonas surgiu a rematar de primeira para o golo. Depois deste quarto golo pareceu-me que o Benfica reduziu ainda mais o ritmo de jogo. Com tudo mais do que resolvido, trocámos o amarelado Fejsa pelo Samaris, e a equipa parecia mais apostada em trocar a bola à espera que o tempo fosse passando, por vezes até com toques de sobranceria - a superioridade no jogo era tão evidente que os excessos de confiança acabam por acontecer. Acabou por acontecer um golo do do Tondela a um quarto de hora do final, num erro da nossa equipa. Um mau passe do Krovinovic quando estava pressionado fez a bola passar fora do alcance do Jardel e ir para os pés de um adversário, que progrediu em direcção à baliza, ultrapassou facilmente o Lisandro, e fez o remate que o Varel ainda conseguiu defender. Mas não segurou a bola e esta seguiu para uma recarga fácil à boca da baliza. O golo serviu para despertar um pouco a nossa equipa e não é que fosse propriamente uma necessidade, mas rapidamente foi reposta a diferença. Apenas quatro minutos depois, o Jonas voltava a marcar, assistido pelo Pizzi depois de um bom passe do Salvio para as costas da defesa adversária. No fundo, uma espécie de confirmação daquilo que se percebia: que o Benfica tinha tudo perfeitamente controlado que que lhe bastaria apenas acelerar um pouco mais para causar perigo.

 

 

Os melhores neste jogo foram, para mim, o Pizzi e o Salvio. Não distingo entre os dois, porque para mim estiveram ambos a um nível muito elevado, com golos, assistências e intervenção directa em quase todas as jogadas de perigo. Destaque também para os dois laterais, muito ofensivos e interventivos no ataque (somaram três assistências entre eles, duas para o Grimaldo e uma para o André Almeida). Outro bom jogo do Krovinovic, a quem destaco sobretudo a leitura de jogo, com uma grande capacidade para ocupar os espaços certos, mas acho que pode evoluir um pouco na questão de por vezes ter tendência para se agarrar demasiado à bola - quando a soltar mais rapidamente poderá dar mais dinamismo às nossas jogadas de ataque. Gostei também do Cervi (conforme disse no início, gostei bastante do nosso jogo pelas alas, por isso é natural que destaque os laterais e os extremos) e uma menção inevitável para o Jonas, que somou mais dois golos ao registo fantástico que leva esta época.

 

Na minha opinião nem sequer jogámos particularmente melhor do que o fizemos a meio da semana em Vila do Conde. As grandes diferenças foram uma muito maior eficácia no ataque, ao nível do que se exige aos nossos jogadores, e mais agressividade a defender, o que terá certamente contribuído para que o adversário não precisasse de meia oportunidade para marcar um golo. A nossa consistência esta época tem deixado muito a desejar, mas espero que os últimos jogos sejam uma indicação de que a solidificação dos processos associados ao novo esquema táctico seja uma realidade.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:07
link do post | comentar
10 comentários:
De Dias Pereira a 18 de Dezembro de 2017 às 01:27
Boa noite.
O jogo desta noite agradou-me bem mais do que os anteriores. Pelo resultado, e também porque, a espaços, nem parecíamos a mesma equipa.
E digo, a espaços, porque em determinados períodos se notaram debilidades que tantas desilusões e fracassos nos têm causado.
O título que o D'Arcy deu ao post - "Passeio" - parece-me um bocadinho injusto para a própria equipa. É que, na realidade, jogou-se hoje, em larga parte do jogo, com muito mais empenho, querer e assertividade do que na esmagadora dos jogos anteriores; daí que, em vez de um passeio, considero que hoje houve foi muito mais trabalho e empenho. Depois, também houve a felicidade que em anteriores ocasiões não existiu. Por exemplo no primeiro golo do Pizzi, em que o remate, de ângulo difícil, até nem especialmente bom e acaba por passar por entre as pernas do defesa e do próprio guarda-redes do Tondela. O guardião, aliás, não defendeu praticamente nada (ao contrário do Cássio, na 4.ª feira...) e os defesas também não perturbaram muito, verdade seja dita. No segundo golo, por exemplo, o Sálvio nem precisou de levantar os pés do chão para cabecear...
Mas a equipa, enquanto o quis fazer - repito, enquanto o quis fazer!... - teve momentos de bom futebol. Por exemplo, o segundo golo do Pizzi é uma delícia para quem gosta de futebol, tal como o passe do Sálvio que o isola, ou o cruzamento do Cervi.
O problema é quando a equipa não quer. Ou quando facilita, que vai dar ao mesmo...
De facto, a segunda parte trouxe uma equipa muito mais relaxada, desconcentrada e voluntariamente (muito) mais lenta, a cometer "pecados" já muitas vezes vistos recentemente.
Foi, então,altura para voltarmos a ver os adversários a progredirem sem grande oposição até à nossa área defensiva, muita passividade e permissividade na abordagem dos lances, a bola mais vezes entregue aos adversários, por imperícia ou facilitismo, excessivo individualismo, decisões impróprias e precipitadas, enfim... todo um "cardápio" que infelizmente está muito conhecido nos tempos mais recentes.
A consequência mais imediata foi o erro do Krovinovic, em zona proíbida, que redundou num passe para o ataque do Tondela, com o Jardel a ser uma vez mais lento e ineficaz, o Lisandro apanhado em contra-pé a não fazer mais do que o que fez, e com o Varela a largar a bola, depois de uma boa defesa, e assim a permitir que a recarga fosse bem sucedida. Aliás, também o Varela, qua tem estado relativamente eficaz - ou, pelo menos, não tem cometido muitas "fífias"... - ia comprometendo pouco depois, ao repor a bola directamente para os pés de um adversário, na zona frontal, a meio do nosso meio campo defensivo.
Valeu o segundo golo do Jonas, três minutos depois, para repor a diferença e apaziguar os ânimos dos adversários.
Espero que, como defendem alguns, nomeadamente os benfiquistas mais optimistas, a equipa venha rapidamente a consolidar processos neste esquema de jogo que parece ter vindo para ficar. Creio, contudo, que será imperioso, também, uma mudança radical no modo como a equipa se comporta ao longo de todo o jogo, não podendo, de forma alguma, desconcentrar-se, facilitar ou, de qualquer outro modo, permitir que o adversário tenha a sua tarefa facilitada, porque isso nos será fatal.
Dois dos problemas que, quanto a mim, subsistem com mais evidência e causam mais mossa, são a equipa defender habitualmente mal, de forma macia e com os jogadores a serem lentos, e o risco desnecessário nos passes realizados no nosso meio campo defensivo, tanto em situação de contenção como nas saídas para o ataque. Esse risco corrido de forma desnecessária tem tido "custos", como ainda hoje foi o caso do golo do Tondela.
Depois destes 5-1, a semana vai começar mais risonha. Espero que se mantenha assim depois da 4.ª feira...
Saudações benfiquistas!
Viva o Benfica!
De Dias Pereira a 18 de Dezembro de 2017 às 02:08
(Off topic)

Boa noite.
Peço desculpa pelo comentário que vou aqui deixar, e que não tem nada a ver com o post de hoje.
Serve apenas para, a propósito de alguns comentários deixados no espaço do anterior post, clarificar que venho aqui ler o que o D'Arcy escreve essencialmente porque gosto do que escreve, e, por vezes, dar a minha opinião a propósito do que é uma das minhas grandes paixões, senão a maior: o Benfica.
Não venho aqui para me travar de razões com quem que seja - que nem conheço!... - nem para trocar o juízo com ninguém.
E quando retorno ao comentário é porque acho que o devo fazer, ou seja, quando considero que isso vale a pena. Portanto, sou eu quem decide a quem devo responder, ou que considerações adicionais devo fazer. Como é óbvio, não troco argumentos com quem me parece não ser merecedor desse debate...
Já somei a sexta década de vida - sendo que todo esse tempo foi, desde que me lembro, de grande paixão e fervor clubístico pelo Benfica... - sou sócio no activo desde há (apenas, com muita pena minha...) cerca de vinte anos, e não tenho o hábito de ofender ninguém, muito menos de forma gratuita e quem não conheço.
Quem viveu, e venceu, a ditadura fascista, conhece bem o valor da liberdade e, por isso, respeita a diferença de opinião e a liberdade de expressão. Mesmo se essas opiniões parecem ser radicalmente contrárias ao que se defende. Por princípio, e em nome da liberdade que eu prezo, e defendo, até admito o direito à existência de organizações como aquela cujos membros ficaram conhecidos por Talibãs (talibã, ou taliban, derivado do árabe talib , que significa estudante...), que são os seguidores de uma entidade que é "... um grupo islamita militar afegão que pretende aplicar as leis do Alcorão em todos os aspectos da sociedade." (in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, on line).
Ao vir aqui a este blog, e ao deixar as minhas opiniões, não tenho quaisquer propósitos diferentes do que aqui referi, nem tenho qualquer agenda pré-definida nem condicionada pelo que quer que seja. E como tenho de trabalhar para viver, não passo todo o tempo sentado ao teclado do computador.
Só a paixão pelo Benfica justifica este meu devaneio...
Saudações benfiquistas!
Viva o Benfica!
De Manuel Afonso a 18 de Dezembro de 2017 às 11:29
Fiquei profundamente sensibilizado com o que aqui foi escrito pelo Dias Pereira.
Tão, mas tão sensibilizado, que decidi fazer um pequeno apanhado que ilustra de forma clara o que diz de si próprio...

"...não tenho o hábito de ofender ninguém, muito menos de forma gratuita e quem não conheço.
Quem viveu, e venceu, a ditadura fascista, conhece bem o valor da liberdade e, por isso, respeita a diferença de opinião e a liberdade de expressão. "

...usando apenas os últimos 4 tópicos aqui da Tertúlia.

"...ver o Benfica entregue a medíocres e a incapazes, a dirigentes chupistas, a técnicos incompetentes e incapazes e a jogadores inaptos e malandros."

"Agora, e só agora, depois de termos batido no fundo, é que os manuéis já se convenceram que afinal não há glutões no Presto, e que o Pai Natal é uma lenda..."

"...até me dá náuseas o modo como um fulano de aspecto ridículo, com cabelo pintado de louro no cucuruto e de olhos pintados, qual "rabeta" de 5ª categoria..."

"Claro que haverá sempre quem venha continuar a defender o indefensável e a chamar tudo e mais alguma coisa a quem se recusa a aceitar a mediocridade e o insucesso como naturais. Mas esses, ao contrário do que fazem questão de gritar para todos os lados, não são benfiquistas, certamente."

"E como tenho de trabalhar para viver, não passo todo o tempo sentado ao teclado do computador."

Dias Pereira, a maior ofensa que aqui praticas, e é permanente, é a ofensa à inteligência de quem tem dois dedos de testa.
Dedica-te mas é ao que fazes de melhor, prever o apocalipse que nunca mais chega, e pára com as "boquinhas".
Se tens 60 anos, é idade mais que suficiente para teres juízo.


Falando daquilo que me interessa, hoje que vamos ter o tasco mais sossegado, como acontece sempre que o Benfica ganha e joga bem, passemos ao futebol.

Foram oito anos e meio a comer com um esquema táctico horroroso, graças ao mestre das tácticas e à herança que deixou.
E foi com um esquema táctico horroroso que conquistámos títulos atrás de títulos, particularmente nos últimos 4 anos, graças a um conjunto de atletas sempre em mutação, mas sempre de qualidade extraordinária, e de uma estrutura de apoio à equipa exemplarmente organizada.

O Rui Vitória, como excelente treinador que é, percebeu este ano que a equipa não estava com a disponibilidade física e mental para que as coisas continuassem a funcionar. Percebeu que havia desgaste emocional, que levou a falta de confiança nos processos, e mudou.
Mudou para aquilo que ele sempre quiz, digo eu.

Desde que começámos a jogar em 4-3-3, fizemos 4 jogos para o campeonato e um para a taça de Portugal, isto com a equipa tipo.
Setúbal em casa, antense fora, Estoríl em casa, Rio Ave fora e Tondela fora.
A equipa jogou bem em todos estes jogos. E ontem já se viram algumas movimentações que eu estava à espera de ver.

É que isto não se muda quase uma década de rotinas em meia dúzia de jogos. Não é fácil. As coisas não acontecem do pé para a mão. É preciso muito trabalho e muita paciência.
Ontem já se viram os extremos na área à espera da bola, não a levar a bola até à área. Isto é essencial para se jogar em 4-3-3. Já se viu um dos médios a movimentar-se dentro da área e não a romper para a área.
São dinâmicas que se vão aprendendo, e nós estamos a aprender depressa.

E chegou a hora de separar o trigo do joio.
Deixo um apelo a todos os Benfiquistas que não apoiam esta direcção, que não defendem este treinador, mas que não são fundamentalistas, para apoiarem incondicionalmente a sua equipa.
Chega de dizer mal de tudo e de todos a toda a hora. Para isso servem os dragartos e os taliban.
O Benfica não precisa de mais rui silvas e de mais simões. Precisa de tranquilidade, de colo até ao final da época. E no final da época discute-se o que correu mal e bem, e quem é de se elogiar ou de se culpar.

Nós estamos na luta pelo título, e vamos continuar a estar. Até ao fim. Nada justifica a paranoia que se instalou por aí, muito por culpa da comunicação social que temos.
E no fim, num ano destes, em que fomos atacados por tudo o que é lado, ninguém se vai esquecer de quem pegou em armas para defender o Benfica, de quem pegou em armas para alinhar com os nossos inimigos, e de quem ficou a limpar as armas à espera de ver o que isto dava.




De Henrique Teixeira a 18 de Dezembro de 2017 às 12:28
A uma das melhores exibições da época correspondeu o melhor resultado até esta jornada alcançado fora de casa. Gostei do que vi, principalmente na primeira parte.
Espero que este jogo tenha sido o clique que nos leve a resultados positivos continuados para podermos chegar ao penta. Todos sabemos que é muito difícil mas se formos competentes e consistentes acredito que possamos lá chegar.
Até porque também acredito no desgaste das competições europeias que os nossos adversários terão, bem como na possibilidade de lesões que não têm tido e no abaixamento de forma dos seus jogadores mais influentes.
Vamos ter esperança e esperar também que não sejam factores extra-jogo a decidirem o campeonato.
De Taliban a 18 de Dezembro de 2017 às 14:50
Queria apenas perguntar ao Taliban Manuel o que é que ele queria ser se não fosse mesmo burro. É mesmo mais idiota do que o emplastro que aparece atrás das câmaras de televisão.
De Manuel Afonso a 18 de Dezembro de 2017 às 16:04
O que é que eu queria ser, taliban?
Eu digo-te antes o que é que não gostava de ser.
Esmagado pelo teu brilhantismo e inteligência. Não tens 60, pois não?
De E Pluribus Unum a 19 de Dezembro de 2017 às 00:01

Vitória normal, aliás mais que normal foi um vitória naturalíssima, como era de esperar.
Continuo a ver no entanto AZELHICES em muitos momentos do jogo, mormente no sector defensivo, pois o meio-campo também ajuda muito pouco.

Varela é razoável entre os postes, digamos que cumpre os mínimos, mas é muito lento e indeciso quando tem de sair dos postes.
Nesse particar está a ANOS LUZ de atraso em relação ao ex-nosso EDERSON MORAES.

Se de facto quer ser guarda-redes do Benfica tem de treinar muito para melhorar os aspectos menos bons. Para começar, que veja e reveja vídeos de jogos do Ederson e que aprenda, aprenda muito, pois isso só lhe trará grandes benefícios. A ele e à nossa equipa.

Outra coisa que me irrita é ver jogadores do Benfica - Fejsa, Lizandro Lopez - a imitarem os nossos adversários e recorrerem a jogo subterrâneo, tais como estaladões, pisões e agarranços, etc,etc, etc,.. que só os DESVALORIZA E DESPRESTIGIA e causa grandes estragos à equipa.
Lizandro Lopez por exemplo fez neste jogo um penalty ABSOLUTAMENTE ESTÚPIDO E DESNECESSÁRIO, que felizmente os apitadores não viram.

Alguém com voz de comando que se imponha e faça ver que eles são JOGADORES DO BENFICA, e têm de ter qualidade para JOGAR FUTEBOL com os pés, peito, canela, joelho, cabeça, etc,etc,etc, e não COM AS MÃOS E OS BRAÇOS.
De BANALIDADES, de simuladores e caceteiros está já este pobre campeonato cheio.

É IMPERIOSO que os jogadores do BENFICA marquem a diferença.
A DIFERENÇA PARA MELHOR.

Quanto à apitadoragem - detesto este apitador SONGA /lagartinóide tiago martins - , viu-se momentos em que o Benfica foi prejudicado, mas a verdade é que já vi apitadoragens em jogos nossos 10000 vezes pior, e sempre contra nós Benfica.

Quarta-feira na nossa Catedrala "música" vai ser outra.
O jogo é para a Taça da Liga ( 19:15 horas), e o opositor é o Portimonense de Vítor Oliveira.
Atenção que esta equipa corre muito, tem jogadores de bom nível técnico - há lá um japonês que devia chegar ao Benfica pois é um belo jogador, tipo ratinho como o nosso Simão Sabrosa - , e é comandado por um verdadeiro treinador de Futebol.
Por isso há que entrar no jogo ACORDADO e manter sempre em alta os níveis de atenção e concentração.
O Portimonense no domingo passado foi "passear" a alvaLADRA contra o riporting lá do sítio, aliás como é normal , mas contra nós vão aparecer 100 vezes mais rápidos e agressivos, não deixando os nossos jogadores sequer receber a bola.

Cuidado BENFICA. Se eles dizem que dão 200 à hora, nós temos de dar 500.
Se tal não puder ser na dinâmica de jogo, que seja em ATENÇÃO E CONCENTRAÇÃO, para que o futebol praticado possa ter um nível condizente com uma equipa do nosso Benfica.

Isso será o bastante para ganharmos o jogo.

Viva o Maior. Viva o Melhor. VIVA O BENFICA. Sempreeeeeeeeeeeeee
De Francisco Pereira a 19 de Dezembro de 2017 às 00:05
Olá D´Arcy.

Concordo com tudo o que disseste desta vez, mas não vou ser tão esfusiante como tu, embora adorava ainda vir a ser esta época. Mas, já me conheces daqui, sou muito, mesmo muito pessimista !!! Isso, não quer dizer, como sabes, que não esteja sempre a pedir aos santinhos e a fazer sacrifícios tremendos, a fim de poder ver ou saber, que o Benfica ganhou.

Sabes também que gosto sempre de apontar os pontos que pareceram mais negativos. Feliz, muito mesmo, com a vitória, mas o que me importa é que não se comentam os erros e as ausências de "modus operandum" que por vezes acontecem.

Neste jogo, que não vi, já que não quero ter Sport Tv e """tenho raiva a quem tem""", mas tenho a Benfica TV, de hà vários anos já. Vi vários resumos em várias televisões e comentários, estes apenas na Bola TV e na BTV. Nos outros lados ficava doente, plagiando o Dr, Pragal Colaço, """"o que atrai e chama a atenção é O HOMEM QUE MORDEU O CÃO e NÂO O CÃO QUE MORDEU O HOMEM """", como ele diz também , o que importa é o share, é o que nosso povinho parece gostar e é, acima de tudo, o que interessa aos patrocinadores e logo à própria comunicação social quase toda, em especial ao Grupo CM TV, J.Record, Correio da Manhã, Rev. Sábado, Tvi´s, etc. , etc., etc.....
Pois dos resumos e comentários citados, reparei que logo no início,como dizes um bocadinho atribulado, vi aquele jogador estrangeiro do Tondela falhar, felizmente, o alvo e depois não entendo, no golo que sofremos quem, além do Jardel e do Lisandro, que defesas laterais, etc,. apareceram ali para entendermos mesmo condescentemente, como aparecem na imagem, após a defesa do Varela (que devia ter sido para canto), apenas dois jogadores do Tondela, muito calmos, a pensarem, quem empurra a bola lá para dentro, tu ou eu ????!!!!. Depois há aquilo que já estou farto de te dizer, neste jogo deu para o Jonas aparecer no fim, a marcar porque, repito, ele, apesar da sua superclasse, anda cá por trás, a trabalhar, mas a sentir a falta do tal """TIPO CARDOSO"""" que não existe no Benfica, para ele se sentir mais livre.
Mas, este jogo, mesmo para o Jonas foi, ao que parece, por muito mérito do Benfica mas consequente fraqueza do Tondela, foi bastante frutífero. Para mim, além de gostar de bom futebol, não era nada mau que o Benfica ganhasse todos os jogos, até ao fim do campeonato, mesmo sem ser brilhante.

Mudando de assunto, também vi um dos advogados DAS REGRAS DOS JOGOS - BTV a explicar aquele email, cujo título difundido dava a ideia que o Benfica é que estaria a ameaçar árbitros, quando o desconhecido que o enviou, deixava claro, para qualquer pessoa, ignorante que fosse, que deviam depois de sofrerem as consequências, irem pedir aos senhores do BENFICA que os livrassem das desgraças que sofreriam. Enfim......., é tudo muito difícil de enfrentar, inclusivé para equipa e técnicos de futebol do Benfica, que quando os outros não forem beneficiados o ganhador será o Benfica e quando o Benfica não for prejudicado, idem, idem, aspas.......os árbitros pagarão sempre muito caro por isso......., preso por ter cão preso por não ter.
FECHEM OS OLHOS E OS OUVIDOS, NAÇÃO BENFIQUISTA.
VAMOS PARA A FRENTE GLORIOSO, EM GRANDE ESFORÇO, CONTRA TUDO O QUE SERIA INIMAGINÁVEL.
VIVA O BENFICA.



De Luís Manuel a 19 de Dezembro de 2017 às 20:59
Olá D'Arcy, e obrigado pelo teu post.

Foi bom termos regressado às vitórias depois da eliminação da Taça de Portugal. Nesse jogo só fomos eliminados porque não nos empenhámos a fundo na primeira parte, que foi excelente, mas que nos devia ter dado mais um golo. Em Tondela voltámos a praticar um excelente futebol, com solidez defensiva (excepção feita a uma ou outra asneira - é bom que o Lisandro não seja tão impetuoso nalguns lances, porque de facto cometeu penálti num deles, na minha opinião) e bons movimentos atacantes. Como este ano já alterámos o melhor e o pior no espaço de semanas, é preciso aguardar para ver se este novo processo táctico está a ser bem assimilado. Temos jogadores de qualidade e acredito no crescimento da nossa equipa. De acordo com as apreciações individuais que fazes.

Agora é concentração no jogo contra o Portimonense.

Força, Benfica !
De E Pluribus Unum a 20 de Dezembro de 2017 às 07:24

"Fechem os olhos e os ouvidos nação Benfiquista"!!!!!!!!!!!!!!

Oh Francisco Pereira, isso é METER A CABEÇA NA AREIA como faz o avestruz. O Benfica não é o avestruz, o Benfica é ÁGUIA. ÁGUA.ÁGUIA.ÁGUIA.

Então se o começarem a DIFAMAR, ROUBAR, etc,etc,etc, o sr. FECHA OS OLHOS E OS OUVIDOS E DEIXA ANDAR?!?!

Por essa MENTALIDADE FRAQUÉRRIMA de quem não sabe defender-se, é que somos ATACADOS E DENEGRIDOS com as mais ESCABROSAS MENTIRAS por qualquer CRIMINOSO deste país que se sente como PEIXE na água a atacar o Benfica, pois tem ABSOLUTA CEEREZA de que o Benfica é muito MOLE, MUITO PACHORRENTO, MUITO BRANDO.
Também não admira, tendo o Benfica o "Presidente" que tem que se passeia por este NINHO DE VÍVORAS, HIENAS, CROCODILOS, etc,etc,etc, que é o campeonacozeco PORCOguês como se estivesse a passear nos jardins HIPER-SEGUROS do Palácio da Raínha de Inglaterra.
Quando acordar da LETARGIA e MANSIDÃO e ver a realidade das coisas nem peles vai ter. só lhe vão restar os ossos.

Mais uma: Diz o corrupto-mor deste país da TRETA bimbo da bosta que, e paço a citar "PROMETO CONTINUAR A LUTAR PELO FUTEBOL PORTUGUÊS"!!!!!

Isto é a DESFAÇATEZ e o GOZO TOTAL, ou então o corrupto-mor de tão senil, já não se ENXERGA.

E os covardolas jornaLIXEIROS comem e calam e continuam a abanar o rabinho à espera do ossinho.

E o que faz o Benfica e os seus "dirigentes"?!?! NADA.NADA.NADA.NADA.
Todos CALADOS de CÓCORAS, SUBMISSOS, vencidos, ETC,ETC,ETC, quando têm todos os melhores argumentos baseados em factos para DESMASCARAR E ENTERRAR DE VEZ esse bimbo corrrupto.

Só lhe falta dizer que a Terra é Maior do que o Sol ou que os submarinos voam e os aviões andam submersos na água!!!!!
Se o fizer, lá teremos os jornaLIXEIROS, a dizer ámen,ámen, ámen e a abanar o buraquinho mais o rabinho ao corrupto-mor.

Que tristeza. Em qualquer Inglaterra, Espanha, França, Alemanha, etc,etc,etc,.. esse catedrático da mentira já há muito que estava na CADEIA e tinha sido desprezado e gozado pelos adeptos do futebol.
Aqui, nesta terrinha de "cegos" e COVARDES SUBMISSOS o homenzinho REINA, mas REINA como quer e lhe apetece. Uma espécie de MONARQUIA ABSOLUTA em que faz o que quer e lhe apetece.

Somos um verdadeiro país e povo da TRETA. Essa é a verdade.

Falando ainda do jogo, quero dizer ao Luís Manuel que as tácticas podem ser por vezes importantes para se ganhar. Sim, isso é verdade, mas o problema do Benfica não são as tácticas. O problema do Benfica é a DINÂMICA - ou melhor a falta dela - , e a recorrente APATIA MENTAL em que bastas vezes a nossa equipa mergulha.

Os nossos jogadores, exceptuando um ou outro caso até são melhores do que os nossos adversários e os dois INIMIGOS oporco e riporting.
O que eles não são é MAIS LUTADORES, MAIS GUERREIROS, MAIS TENAZES E CONSTANTES na luta para defender o nosso Benfica dentro dos relvados.

Em relação ao treinador, Rui (Vitória???) gostaria muito, muitíssimo mesmo de ter o OPTIMISMO do Manuel Afonso, fazendo votos que esse OPTIMISMO se confirme e que cheguemos ao Penta.
Infelizmente não possuo essa espécie de DOM, e julgo que o Manuel Afonso está mais numa de EXERCER o seu DOM DE CARIDADE para com o nosso treinador.
ESPERO SINCERAMENTE ESTAR COMPLETAMENTE ENGANADO.

Acima de tudo e de todos, só um e apenas UM. O Glorioso e Inigualável SPORT LISBOA E BENFICA......... Sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Normalidade

Selado

Horrível

Sem comentários

Cruel

Competente

Batalha

Masoquismo

Péssimo

Fácil

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds