VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2014

Personalidade

Creio que gostei de tudo o que se passou no jogo esta noite. A começar pelo resultado, claro. Mas também das escolhas do treinador, fazendo uma verdadeira rotatividade do plantel e, mais importante para mim, demonstrando pelo menos hoje por actos a afirmação de que a prioridade é a Liga. Gostei da resposta que as 'segundas escolhas' deram neste jogo. Gostei ainda de ver o regresso do Salvio. Mas acima de tudo, gostei da grande demonstração de personalidade e maturidade que a equipa deu, conseguindo ignorar completamente e, imperturbável, até silenciar o suposto ambiente difícil que os gregos iriam criar.

 

 

Apenas quatro jogadores daquele que será nesta altura o onze-tipo do Benfica foram titulares esta noite: Maxi, Luisão, Enzo e Lima. De resto, tudo novidades. Algumas esperadas, como o Jardel ou o Sulejmani, outras bem mais surpreendentes, como o Djuricic, o Artur ou o André Gomes a fechar o lado direito do meio campo. Na lateral esquerda surgiu o Sílvio, e o Rúben deu seguimento à boa exibição em Paços mantendo a titularidade ao lado do Enzo no meio campo. Cedo se percebeu que o jogo não seria dos mais emocionantes de assistir. O PAOK, apesar de jogar em casa, revelou muito respeito pelo Benfica, e optou por uma estratégia de juntar linhas dentro do seu meio campo, oferecer a iniciativa de jogo ao Benfica, e depois pressionar bastante já no último terço do campo para recuperar a bola e sair rápido para o contra-ataque. Mas o Benfica vinha com um plano de jogo pensado, e não se afastou dele, não caindo na tentação de aproveitar o domínio territorial que lhe era oferecido para se lançar desenfreadamente ao ataque. A equipa soube ser paciente e jogou com muita calma e personalidade, sabendo que o tempo jogava a nosso favor. O resultado prático disto foi mesmo um jogo extremamente disputado na zona do meio campo (quase sempre já dentro do meio campo grego), com as duas equipas a anularem-se mutuamente e onde as oportunidades de golo foram praticamente inexistentes. Os (poucos) desequilíbrios foram causados pelas subidas dos laterais de ambas equipas, em especial do Sílvio pela parte que nos tocou, mas poucas jogadas foram dignas de realce.

 

 

E a segunda parte foi mais do mesmo. O PAOK recusava-se a abandonar a estratégia mais cautelosa, e o Benfica também não tinha vontade nenhuma de arriscar lançar-se no ataque. Houve finalmente uma jogada de perigo logo no reinício, quando perdemos uma bola numa saída para o ataque e o remate dos gregos passou muito perto do poste, mas depressa tudo voltou à estaca zero. Parecia ser muito pouco provável que o jogo acabasse com outro resultado que não o nulo no marcador, mas quando estava a terminar o primeiro quarto de hora o Benfica chegou ao golo. O Enzo fez um passe picado para o interior da área, onde o Djuricic tentou receber de peito mas acabou por deixar a bola à disposição de um remate de primeira do Lima, que deixou o guarda-redes sem reacção. Diga-se que o Lima estava em posição claramente irregular no lance, e é-me difícil perceber como é que o auxiliar validou o golo. Foi um erro grosseiro. Como este golo dava cabo da estratégia do PAOK, era de prever que os gregos finalmente arriscassem sair um pouco mais do seu meio campo. Quase a seguir ao golo o nosso treinador antecipou isso mesmo e resolveu fechar os caminhos para a baliza, trocando o Enzo pelo Fejsa. Foi uma boa alteração: o Fejsa entrou bem no jogo e um dos nossos jogadores mais importantes foi poupado a meia hora de esforço. À medida que o jogo ia caminhando para o final o PAOK foi de facto mais atrevido, em especial depois da entrada do Stoch (não percebo porque razão começou no banco), mas o Benfica controlou sempre o jogo com imensa calma. Houve alturas em que conseguimos manter a posse de bola de forma a roçar o brilhante, fazendo-a circular pelo campo quase todo enquanto os gregos andavam a correr atrás dela sem a conseguir sequer cheirar. O empate nunca esteve sequer perto de acontecer, e a única oportunidade de golo que houve foi para o Benfica, num remate do Markovic. Para uma alegria extra, foi possível ver o regresso do Salvio para jogar os últimos quinze minutos.

 

 

Em mais um jogo em que o principal destaque foi a equipa num todo (isto começa a tornar-se cada vez mais comum, felizmente), digo que gostei do jogo do Sílvio e da nossa dupla de centrais. O Lima também esteve bem, tal como o Sulejmani ou o Rúben. Quem terá estado mais discreto foi o André Gomes, mas é compreensível que revelasse alguma dificuldade nas funções que teve que assumir.

 

Tínhamos à nossa espera um inferno, onde a equipa da casa ainda não tinha perdido uma única vez esta época. Chegámos lá, fizemos o nosso jogo de forma personalizada e imperturbável, silenciámos o suposto inferno e saímos de lá com a vitória (com um golo ilegal é certo, mas esta noite nunca perderíamos este jogo). E isto descansando meia equipa habitualmente titular. A eliminatória está ainda longe de estar resolvida, mas ficou muito bem encaminhada.

publicado por D'Arcy às 01:28
link do post | comentar
8 comentários:
De Manuel Afonso a 21 de Fevereiro de 2014
Depois de passar duas semanas a ouvir os comentadeiros a falar desta equipa Grega, fiquei mesmo convencido que seria um jogo dificil.
É que estes Gregos seriam um adversário temivel, que já não perdia em casa há 18 jogos, e que só o melhor Benfica poderia bater.
Então depois de ouvir o Luis Freitas Bobo entrei em pânico. O katrinis, o Falupinis, Tetrionolidis, e mais o outro com o nome acabado em is, tudo grandes jogadores da bola, com um potencial enorme.

Depois ouve o jogo. Ganhamos com a equipa C ou D, com uma limpeza que não deixa dúvidas a ninguém.

Obviamente que os comentadeiros virão agora dizer que o PAOK é uma equipa fraquinha, que os craques do Freitas Bobo afinal são é coxos. Nada que não seja habitual.

O Benfica diz que a taça da liga serve para rodar jogadores. E roda jogadores na competição.
O Benfica diz que a Liga Europa não é uma prioridade. E joga sem 7 habituais titulares.

O Porto diz exactamente a mesma coisa. Mas na Taça da Liga joga com a equipa principal. E na Liga Europa joga com a equipa Principal.
Sabem porquê? Porque não tem outra.

De Águia IMPERIAL a 21 de Fevereiro de 2014
Caro D'árcy, concordo globalmente com a tua visão do jogo. De negativo, apenas tenho a apontar a pouquíssima apetência que a Nossa equipa tem em fazer REMATES à baliza do adversário. Na minha modesta opinião, gastamos muita "electricidade" ou muito "gaz" para confeccionar a refeição, isto é, gastamos demasiada energia com passes e mais passes e mais passinhos, acabando a grande maioria das jogadas a morrerem na floresta de pernas adversárias.
Com o tipo de futebol que praticamos, tem de haver OBRIGATÓRIAMENTE um nível mais elevado na finalização dos lances.
Pergunto a mim mesmo porque é que o J. Jesus não faz descansar o Lima meia horinha e coloca o Funes More a ganhar experiência e confiança nas suas capacidades a fim de evoluir como avançado. Penso que este era um bom jogo para ele ter entrado, pois é raçudo, forte fisicamente e tem boa cobertura de bola e bom cabeceamento.
Não podemos andar a jogar com CAIXINHAS EM DEMASIA e depois quando se centra a bola para a grande ou pequena área adversária apenas lá aparece um Nosso jogador e com fraco jogo de cabeça.
Quanto ao resto, acho que a equipa está mais equilibrada sectorialmente com a entrada do Fejsa, e a dar menos espaços aos adversários para construirem jogadas ofensivas.

De negativo também, acabo agora de ver mais uma vez o J. Jesus a fazer o papel de TÓTÓ, repetidamente a dizer que a PRIORIDADE DO BENFICA é o Campeonato.

Penso que esse tipo de frase, esse tipo de linguagem é REDUTOR para o Nosso Enorme Clube. Campeonato é PRIORIDADE??!! Para o BENFICA???!! Ora isso é uma VERDADE DE LA PALISSE. Isso é o TRIVIAL e por isso não precisa de ser dito, muito menos REPETIDAMENTE. O que deve ser dito é que PRIORIDADE para o Nosso BENFICA é GANHAR, GANHAR, GANHAR, GANHAR, ou pelo menos fazer tudo o que for possível LEGALMENTE para o conseguirmos.

É aqui, na LINGUAGEM e na INTELIGÊNCIA que o Mourinho ( de quem eu não gosto, pois tem a escola dos batoreiros corruptos do fóculporco) é SUPERIOR ao J. Jejus e lhe dá uma goleada de 12-2 como Nós BENFICA já demos ao porco corrupto no Campeonato Nacional de 1942/43 que fica para a História do Futebol Português como a Maior goleada dada por um ENORME a um "grande".

Já agora, alguém da ESTRUTURA DO BENFICA, que diga ao Jesus que ele já não está no Felgueiras há muitos anos, em que aí sim, era preciso falar em prioridades, pois num ano era não descer, no outro era subir, etc,etc,etc, consoante a divisão em que se encontrava.

Ouve de uma vez por todas J. Jesus: No BENFICA só há uma PRIORIDADE. Essa PRIORIDADE é apenas e só
GANHAR, GANHAR, GANHAR....GANHAR SEMPREEEEEEEEEE E TUDO O QUE HOUVER PARA DISPUTAR.

É assim que pensam os VERDADEIROS BENFIQUISTAS.

BENFICA E EUSÉBIOOOOO Sempreeeeee os Maiores e os Melhores de Portugal.
De Francisco Pereira a 21 de Fevereiro de 2014

Olá D'Arcy.

Últimamente, ando um bocado em desacordo contigo, no que concerne às apreciações dos jogos do Nosso Glorioso.

Já disse que acho bem que se lute, que se esfolem sempre que não conseguem fazer melhor. Mas, atenção, esforçar com um mínimo de sentido. Tudo ao monte e fé em Deus, nem sempre dá para sermos irregularmente felizes como hoje.
Sinceramente, o que vi, de parte a parte, foi uma baralhada que nem apetecia ver. A rotatividade dos jogadores, embora me fizesse lembrar as teorias do Bimbo da Bosta sobre o interesse da Taça da Liga, acho óptimo, sempre que se saiba que é possível sem prejuizos, mas colocando os jogadores como o André Gomes nos seus devidos lugares não em locais do campo onde não rendem quase para que se diga """ vêem porque não o ponho a jogar???!!!"""", etc.

No jogo, salvou-se a boa distância, o Sílvio, curiosamente um jogador que adoro, com classe e que não é titularíssimo, ainda não percebi porquê. É um rapaz que se, por direito próprio, fosse titular, o seria igualmente na selecção. O Ruben é também excelente mas um bocado mais adiantado no terreno.

Vamos esperar que a sorte nos continue a acompanhar até ao fim. Bom, pode acontecer, quanto mais não seja para compensar a falta dela no ano passado.

Mas, por favor, não se diga, a única coisa que interessa é o campeonato. Forma mafiosa do J.J.fugir às responsabilidades nas restantes provas.
Já agora gostava muito de saber qual a diferença de custo da equipa Austrìaca do Salzburgo para a do Benfica. Onde foram eles buscar aqueles jogadores de que ninguém nunca fala ????!!!!

Aguardemos, com muita fé, pelo menos na sorte, até ao fim que se deseja Glorioso!!!!

VIVA O BENFICA
De benfiquista do coração a 21 de Fevereiro de 2014
concordo

e entretanto:

Paulo Fonseca baralhado ???

ele sabe muito bem como chegou a treinador da frutaria

foi o excelente desempenho no ultimo jogo do campeonato passado

é só organizaçon carago
ai carago não carago
De moleculasdeamor a 21 de Fevereiro de 2014
...personalizado e imperturbável...

Gostava de ver o Bernardo Silva neste Benfica... sei que ainda vai acontecer esta época... é uma certeza que me acompanha...
Jorge Jesus está muito consciente!
Todos nós crescemos e evoluímos... ou qualquer coisa parecida...
De ÁGUIA GENIAL a 21 de Fevereiro de 2014
JOGARAM JOGADORES QUE NAO TÊM JOGADO TANTAS VEZES E CUMPRIRAM, VITÓRIA CONSEGUIDA E A ELIMINATÓRIA ESTÁ PRACTICAMENTE GARANTIDA.

FORÇA BENFICA!
De Luís Manuel a 21 de Fevereiro de 2014
D'Arcy,

Também gostei muito da nossa exibição. Tivemos cabeça fria, maturidade, empenho e entreajuda. Num estádio difícil, contra uma equipa difícil, e a jogar com 6/7 jogadores que habitualmente não são titulares, não seria possível pedir mais. Concordo com o teu post e com os destaques individuais, mas, como tu, sublinho que o maior destaque tem de ser atribuído à equipa.

Esta eliminatória não está ganha, e gostei de ouvir as declarações dos nossos jogadores nesse sentido. Faltam 90 minutos, e só estará ganha se a equipa continuar a entrar com esta atitude. Muito bem. Se passarmos, como acredito que temos todas as condições para o fazer, fica a dúvida: não valerá a pena fazermos desta competição também uma prioridade? Temos equipa para chegar longe.

Por agora, concentremo-nos no campeonato e no muito difícil jogo da próxima segunda-feira.

Saudações Benfiquistas

PS: Muito bom o regresso do Salvio! Precisamos muito dele. Extraordinária recuperação do nosso jogador.
De Francisco Pereira a 23 de Fevereiro de 2014

Já agora que o Porto perdeu em casa com o Estoril, que o Benfica volte a não ganhar, a não aproveitar como o fez contra o Gil Vicente, uma jornada que podia ter sido de ouro.

Temos como Guimarães outra jornada que, desta vez, terá mesmo ser de ouro !!!!

Cumprimentos benfiquistas !"!!!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Doloroso

Inequívoca

Tristeza

Deplorável

Descanso

Cumprido

Entradas

Regresso

Inadmissível

Degradante

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds