VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 19 de Outubro de 2020

Qualidade

A visita a Vila do Conde é tradicionalmente difícil para o Benfica. Mas perante a possibilidade de abrir um fosso de cinco pontos para o segundo classificado, o Benfica não deu quaisquer hipóteses e a qualidade da nossa equipa tornou muito fácil aquilo que se antevia complicado. Foram três golos marcados, mais dois anulados pelo VAR e ainda um penálti revertido só para contrariar a tese dos lunáticos do Lumiar, que resolveram meter-nos ao barulho no arrufo conjugal que tiveram este fim-de-semana.

1.jpg

Com uma máscara protectora a permitir o regresso do Vertonghen à titularidade e o Taarabt ainda lesionado, o Benfica apresentou o onze que era esperado, mantendo o Pizzi a titularidade no meio campo. Entrada a todo o gás do Benfica, com pressão constante sobre os defesas do Rio Ave, cortando logo à nascença as tentativas de sair a jogar. A defesa em linha do Benfica também jogou de forma bastante agressiva e muito bem coordenada, encurtando o espaço e conseguindo quase sempre deixar os jogadores mais avançados do Rio Ave em posição irregular, o que impedia os passes longos para as costas da defesa. Antes de completado um minuto já o Benfica tinha conquistado um canto, e ao fim de seis minutos quase todos jogados no meio campo do Rio Ave chegou o golo. A pressão deu resultado, e depois de mais uma tentativa do Rio Ave sair a jogar o Gabriel antecipou-se ao Geraldes e interceptou o passe. Cruzamento largo e imediato do Rafa, ligeiro desvio de cabeça do Darwin já na área, e toque de classe do Everton quando se esperava que ele rematasse, a deixar a bola para o estouro do Waldschmidt. Cinco minutos depois, uma nota negativa com a lesão do André Almeida numa bola dividida, que pareceu ser grave e obrigou à sua substituição pelo Gilberto. A pressão do Benfica continuava a dar resultado e novo erro na saída de bola permitiu ao Waldschmidt recuperá-la e oferecer o golo que o Darwin há muito merece. Infelizmente o VAR interveio e o golo foi anulado por alguns centímetros. Mas da forma como estávamos a jogar nem deu para ficar muito preocupado, porque o jogo só dava Benfica mesmo. O Vlachodimos era um mero espectador e o segundo golo do Benfica era apenas uma questão de tempo. Meia hora de jogo, e mais uma vez a bola dentro da baliza do Rio Ave, desta vez com os papéis invertidos: o Darwin assistiu o Waldschmidt, que correu para a área e com calma evitou os defesas do Rio Ave para finalizar à saída do guarda-redes. Mas novamente o VAR anulou o golo por posição irregular de alguns centímetros. Apesar do resultado nunca parecer estar em perigo, porque o Benfica dominava completamente, dois golos anulados em meia hora já eram motivo para alguma irritação. Foi preciso esperar até ao período de compensação da primeira parte para finalmente vermos o Benfica chegar ao merecido segundo golo. O Rio Ave beneficiou de um livre perto da linha do meio campo e mandou toda a gente lá para a frente - de assinalar o facto do Benfica ter formado a linha de defesa bem longe da sua área, em vez de cair naquele comportamento irritante de fazer o favor à equipa que marca o livre e colocar toda a gente dentro da área. A bola foi recuperada, o Pizzi fez um balão para a frente, e a partir daí o Darwin fez quase tudo. Ganhou a bola no corpo a corpo com o defesa, progrediu até à área, e depois deixou-a para o Waldschmidt, com toda a calma do mundo, colocar a bola onde quis. É também de realçar que para além do Waldschmidt, também o Rafa e o Everton apareceram na zona de finalização.

2.jpg

Na segunda parte o jogo baixou um pouco de intensidade, mas o Benfica continuou sempre a ter um controlo quase absoluto do mesmo. Apesar das várias alterações feitas o Rio Ave nunca conseguiu criar-nos grandes problemas - recordo-me apenas de uma ocasião de perigo, na qual o Vlachodimos defendeu o remate do Piazon. O Benfica, mesmo sem forçar muito, ainda assim esteve sempre mais próximo do terceiro golo, e havia a nítida sensação que se quisesse forçar um pouco mais o resultado poderia facilmente disparar. O Darwin continuou a trabalhar muito e a procurar o golo, tendo talvez perdido a ocasião de oferecer o hat trick ao Waldschmidt quando optou pelo remate ainda de fora da área e tinha o colega em melhor posição para finalizar. Aos sessenta e oito minutos, nova jogada de insistência do Darwin, pela esquerda, terminou numa grande penalidade cometida sobre ele. Infelizmente o VAR voltou a intervir e descortinou novo fora-de-jogo de centímetros no início do lance e a decisão foi revertida - depois do que vi nas repetições, desconfio que o tempo que o VAR esteve a analisar o lance foi mais para conseguir encontrar um frame qualquer em que o Darwin estivesse adiantado. Reparei no entanto num pormenor: o Darwin foi pedir ao Pizzi, que se aprestava para marcar o penálti, para o deixar marcar e o Pizzi pelos vistos não aceitou. Estas coisas até são decididas no banco, mas é tão evidente que o Darwin está a procura do seu primeiro golo pelo Benfica (e merece-o) que teria sido um gesto bonito do Pizzi como capitão deixá-lo marcar. Mesmo que depois o JJ não deixasse. Enfim, são apenas pormenores. O jogo precisava mesmo de um terceiro golo do Benfica para dar uma expressão mais justa ao resultado, e a cinco minutos dos noventa isso finalmente aconteceu sem que o VAR encontrasse motivos para o anular. Uma boa combinação pela direita permitiu ao Pizzi cruzar para a tentativa de cabeceamento do Seferovic, que já tinha entrado para o lugar do Darwin, com o ressalto a sobrar para um remate de primeira quase à queima-roupa do Gabriel. Imparável, e bastante merecido que pelo jogador, quer pela equipa.

3.jpg

Por via dos dois golos, o Waldschmidt é o homem do jogo. E ainda ofereceu um golo ao Darwin, que foi anulado. O Darwin continua à procura do seu primeiro golo, mas entretanto vai somando assistências. É incansável na frente, ganha a maioria dos duelos individuais, incluindo pelo ar, e está constantemente em movimento. Ontem teve o azar de ver um golo, uma assistência e um penálti sobre ele cometido todos anulados pelo VAR. Mas é uma boa indicação do quanto ele está em jogo e dos problemas que causa às defesas. Grande jogo também do Gabriel. É um jogador que eu sempre apreciei e considerei fundamental para o Benfica, mas com o JJ está a evoluir tacticamente a olhos vistos - basta ver o quanto se começa a alargar a sua área de acção - e, com as devidas distâncias, se pode começar a considerar como um Matic na nova versão do Benfica de JJ.

 

Depois do soluço exibicional que foi o último jogo contra o Farense, foi bom ver a equipa regressar ao trilho certo. Uma vitória convincente e contundente num jogo e num campo onde seria normal esperar maiores dificuldades, e liderança isolada à quarta jornada com um pleno de pontos conquistados. Não se podia pedir muito melhor.

tags:
publicado por D`Arcy às 10:27
link do post | comentar
5 comentários:
De Henrique Teixeira a 19 de Outubro de 2020
A exibição do Benfica em Vila do Conde foi um regalo para os olhos mais exigentes. Grande jogo.
Esta equipa de Jorge Jesus não tem nada a ver com a que na época transata fez a mais horrível 2.ª volta de que há memória.
Penso que todos gostaríamos de saber porque é que o ótimo Benfica que Bruno Lage tão brilhantemente conduziu ao título, e que mesmo baixando de nível exibicional não deixaria de ser um bom Benfica na 1.ª volta do campeonato seguinte, passaria a um péssimo Benfica em toda a 2.ª volta, entregando o título de mão beijada a quem já o considerava perdido. Algo de muito estranho se passou.
A minha satisfação em termos de novo Jorge Jesus, é a de saber que com ele os jogadores têm que dar o máximo, embora também cometa os seus erros..
Waldschmidt e Darwin são joias de raro valor.
Saudações Benfiquistas.
De Anónimo a 20 de Outubro de 2020
Rosso estar errado mas ?? Penso que o proximo treinador do porto sera??0
Lage
De Anónimo a 19 de Outubro de 2020
Boa exibição. Bom jogo num campo sempre tramado... Mas desta vez tramaram-se eles.
A ver se o Darwin continua nesta senda. Se não marca ao menos que seja o abre latas de muitas ocasiões que bem precisamos. Não o conhecia e até agora fiquei com boa impressão.
A ver se mantemos um bom fio de jogo e boas exibições que se traduzam em vários golos e vitórias.
De Anónimo a 19 de Outubro de 2020
Boa tarde.
A grande diferença para a época anterior: vê-se a equipa a jogar para a frente e não aquele futebol de lateralizar e para trás.
De Ricardo Oliveira a 20 de Outubro de 2020
Mais uma bela análise...como sempre!

Claro, q ainda falta muito jogo e claro q viemos de uma jornada contra o Farense, nada bem jogada, mas pelo q temos visto, noutros campos, temos q continuar a jogar 10x mais q os outros todos.

Sobre os 42cm, nem comento tal foi a escandaleira...mas sobre os 3 (três) cartões amarelos ao Benfica e 1 ao Rio Ave, por protestos...é de brandar aos Céus. Houve uma altura do jogo em que o Filipe Augusto, faz 3 faltas consecutivas, e levou com um sorriso do gajo do apito, 3x!
Enfim.

Viva o Benfica!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Fundamental

Resgate

Obrigação

Três

Resgate

Banho

Amasso

Incontestável

Talento

Qualidade

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds