VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2022

Reacção

É certo que muito provavelmente teremos apanhado pela frente o pior PSG dos últimos cinquenta anos, que ainda por cima se apresentou na Luz a jogar com uma equipa de reservas. Mas a verdade é que apesar das enormes diferenças orçamentais conseguimos jogar olhos nos olhos com o adversário desta noite, e o empate final é um resultado que não deslustra e nos mantém a via aberta para o apuramento. Foi uma exibição muito positiva da nossa equipa esta noite, e a reacção que se esperava à desilusão de Guimarães.

4.jpg

Depois do mau resultado e exibição em Guimarães, um sinal muito forte de confiança apresentando exactamente o mesmo onze para este embate. Do outro lado, os milionários de Paris com o seu tridente atacante de luxo e, para mim, o privilégio de poder voltar a ver o Messi ao vivo, passados que estavam dez anos desde a última vez - aquela em que no final ele foi pedir a camisola ao Aimar. Considero o argentino um extra-terrestre e o segundo melhor jogador que vi jogar (o melhor será sempre o Maradona). Perante um estádio da Luz lotado e com um ambiente fantástico, vimos o Benfica entrar no jogo fiel a si próprio. A jogar para ganhar, a pressionar alto e a criar dificuldades à saída de bola do PSG e a não se deixar intimidar perante os nomes que se apresentavam do outro lado. E isto só não deu frutos durante os primeiros vinte minutos porque na baliza do outro lado estava um guarda-redes chamado Donnarumma, que evitou o golo em duas ocasiões flagrantes. A primeira quando o Gonçalo Ramos lhe surgiu pela frente, depois de desmarcado por um excelente passe longo do António Silva, e a segunda num remate do Neres, que também lhe apareceu solto na frente após passe do Rafa. Por esta altura o PSG ainda não tinha criado uma única situação de perigo ou sequer rematado à nossa baliza, e de certeza que eu não seria o único a pensar que depois do nosso desperdício seria muito provável que à primeira oportunidade, o PSG marcasse. Que foi mesmo o que aconteceu, numa triangulação pela esquerda entre os três do ataque que foi finalizada com um remate de primeira em arco do Messi para o poste mais distante. Nem com asas o Vlachodimos lá chegaria. Assim que o PSG se apanhou em vantagem, tivemos um vislumbre daquilo que eles poderiam fazer querendo colocar o jogo no congelador. Porque durante o quarto de hora seguinte andámos literalmente a cheirar a bola, com os franceses (usar o plural aqui parece descabido, porque havia apenas um francês na equipa) a manterem a bola em seu poder e a circularem-na com grande à vontade. Só na fase final da primeira parte é que o Benfica conseguiu voltar a dar sinal de si, e já depois do António Silva ter desperdiçado mais uma ocasião flagrante para marcar - rematou à vontade na área, mas infelizmente fê-lo precisamente na direcção do Donnarumma - acabámos por ser recompensados a três minutos do intervalo. Um cruzamento do Enzo na esquerda enviou a bola em arco para a área, o Gonçalo Ramos não conseguiu desviá-la de cabeça e ela ainda roçou no Danilo, acabando por entrar junto ao poste mais distante. Um golo que repunha alguma justiça no resultado, e que chegou na altura certa.

2.jpg

A segunda  parte foi quase ao contrário da primeira. Foi o PSG quem entrou bem mais forte, e foi a vez do Vlachodimos brilhar na baliza. Logo nos primeiros minutos, teve que defender um remate cruzado do Hakimi, com o Neymar a seguir a fazer um pontapé de bicicleta que ainda fez a bola raspar na barra. Logo a seguir o nosso guarda-redes teve que voltar a empenhar-se para safar um erro enorme do Otamendi, que perdeu a bola para o mesmo Hakimi. O PSG esteve quase sempre com o controlo no jogo, com o Benfica na expectativa de conseguir explorar o contra-ataque através de bolas no Rafa ou no Neres. Tal como já tinha acontecido na primeira parte, grande parte do perigo causado pelo PSG resultava das descidas do Messi para vir recolher a bola no meio campo mais recuado, o que estranhamente acontecia com demasiada frequência e ainda por cima deixando-o receber quase sem pressão. Depois já se sabe, embalado com a bola é quase impossível desarmá-lo - recordo-me de um lance em que o Enzo tentou fazê-lo e ainda nem tinha acabado de meter o pé e já tinha ficado para trás. A ocasião seguinte para o PSG surgiu num livre do Neymar, embora tenha a sensação de que o Vlachodimos defendeu mais para a fotografia do que outra coisa qualquer, porque a bola foi ao meio da baliza. Para a fotografia já não foi a defesa seguinte, mais uma vez a um remate cruzado do Hakimi depois de (mais uma) iniciativa individual do Messi. Foi também de bola parada que o Benfica respondeu, numa cabeçada do Otamendi que fez a bola passar perto do poste. Logo a seguir, o melhor momento da noite do nosso guarda-redes: um remate cruzado do Mbappé, que veio da esquerda para o meio (foi praticamente a única vez que o vimos aparecer no jogo, o que só revela o mérito da nossa defesa em tirar-lhe o espaço de que necessita para as suas tradicionais arrancadas) e o Vlachodimos voou para ir impedir a bola de entrar junto ao ângulo superior. A resposta do Benfica foi dada pelo Rafa, que depois de uma bola recuperada no círculo central pelo João Mário levou tudo à frente até o Donnarumma defender o remate dele já quase na pequena área. Faltavam dez minutos para o final, e logo a seguir a este lance saiu o Messi e eu senti-me um pouco mais aliviado. À medida que o final se aproximava fiquei com a sensação de que ambas as equipas se iam mais ou menos conformando com o resultado, e apesar de uma maior insistência do PSG o único lance digno de registo foi um remate de fora da área que passou muito por cima da baliza.

3.jpg

O Vlachodimos é um dos destaques do Benfica esta noite. Era impossível fazer o que quer que fosse no golo do Messi, mas de resto defendeu tudo o que havia para defender. Toda a equipa trabalhou e correu muito, mas para não variar gostei da exibição do Rafa, que foi sempre uma ameaça, e do Florentino. E obviamente, destaque grande para o nosso ainda júnior António Silva. Para ele, jogar na Youth League ou na Champions não parece fazer diferença nenhuma.  Joga com a memsa personalidade e atitude quer tenha outro miúdo pela frente, ou jogadores como o Mbappé ou o Neymar (mas eu confesso, e não é por causa deste jogo, que acho o Neymar um palhaço - um malabarista com imensa qualidade técnica, mas cheio de tiques de vedeta e a anos-luz de um Messi). Parece completamente imperturbável e não se deixa intimidar por ninguém. Acho que mesmo com todos os centrais recuperados já ninguém o vai conseguir tirar da equipa.

 

A verdade é que temos que admitir que estamos oficialmente em crise: já são dois jogos consecutivos sem ganhar, e sabemos que não é preciso mais do que isso para nos arranjarem uma crise. Mas mais a sério, este empate acaba por ser um resultado importante, porque se a lógica imperar, isto obriga a Juventus a não perder o seu jogo com o PSG para alimentar esperanças de disputar a qualificação connosco. Acho que no início desta fase de grupos qualquer um de nós aceitaria sem pensar duas vezes sete pontos no final dos três primeiros jogos. Mas o que é importante agora é vencer o Rio Ave já no sábado e acabar com esta 'crise'.

tags:
publicado por D'Arcy às 02:06
link do post | comentar
12 comentários:
De Ricardo a 6 de Outubro de 2022
Muito Bem D'Arcy 👏

Quero salientar o Neymar (para além das habituais "paneileirices", q qdo sofre "falta" parece q o mundo acabou - existem outros q jogam no nosso campeonato e uns q já cá estiverem e agora jogam lá fora - q são iguais, não de talento mas em "fitas")...não o vi-a jogar desta maneira há muito tempo...dos da frente, era sempre o 1º a ajudar a defender. Isto tb prova o respeito que têm ao Benfica.

O Verrati... um nojo...sempre a discutir com o arbitro e distribuir "fruta" e se o Espanhol Jesús Gil Manzano fosse um pouco mais rigoroso com ele...talvez não tivesse feito falta sobre o Rafa (á entrada da área), quase no final do jogo.
No lance do amarelo ao Enzo...em PT era expulsão...na LC existe muito mais bom senso. Vendo a repetição do lance, não me parece nada que o pisão tenham sido deliberado.

O Gil Manzano, foi "mansinho" para o Paris...recordo a distância da barreira no livre do Neymar que o Ody defende...mto acima do normal. E o amarelo que ficou claramente por mostrar ao NMendes, qdo este puxa pela camisola...penso do Rafa, já bem dentro do meio campo defensivo do PSG. Mas "prontos"...é Espanhol!

O Messi? o q dizer? Ele é o GOAT sem dúvida.

Eu gostei muito do jogo do Benfica. O percalço de Guimarães, tb deve ter sido por este jogo...a cabeça não estava lá. E o Guimarães, como sempre...jogou o jogo da vida! Este fds vou apostar contra eles.😎

Uma última palavra para os gajos da transmissão Eleven (vi no café entre Benfiquistas)...eles q tomar no cu do Vitinha...e todos os dias...FDX. Tiveram o jogo todo a falar / puxar e isto mais aquilo!!!!!
Desculpa o termo...mas não um caralho de um jogo do Benfica Internacional (cá dentro sabemos há muito que não), que estes FDP puxem pela nossa equipa...Portuguesa!?!
De D'Arcy a 6 de Outubro de 2022
Por acaso quando cheguei a casa e estive a rever o jogo até fiquei impressionado. Aquilo parecia o clube oficial de fãs do Vitinha. Quase que me convenceram que foi o Vitinha quem ensinou ao Messi tudo o que ele sabe, que é só graças ao Vitinha que o trio da frente consegue jogar alguma coisa.
De Luis Agostinho a 6 de Outubro de 2022
Concordo em tudo com a crónica do D'arcy e também com o comentário do Ricardo e pouco tenho a acrescentar, e por isso vou lançar algumas opiniões soltas.

Depois de Guimarães fiquei chateado com a equipa. Fiquei mesmo com azia, confesso. Mas ontem, voltámos a ter uma "quarta-feira europeia" de gala, e recebemos logo os nouveau riche de Paris. O Grande Messi. E os nossos rapazes estiveram à altura.

Os dragartos que fazem parte da equipa deles fizeram uma espécie de jogo da vida deles. Deram tudo, e um até se rasgou todo, literalmente. Que se lixem. Detesto dragartos e estou-me cagando para a selecção deles.

Os franceses, e a dragartagem, queixam-se do árbitro, mas eu penso que o árbitro protegeu a equipa do Qatar em várias ocasiões, descritas anteriormente, mas nas tv´s tugas só se falou numa hipotética expulsão perdoada ao Enzo. Enfim, ainda estavam marselhesados...

O Neymar...será dragarto desde pequenino? Ops, pelo que vi ontem, ao contrário do Grande Messi, continua pequenino. Uma espécie de montinho, a maçã podre. Não gostei dos assobios ao Messi. Infelizmente ele cometeu a heresia de marcar um golo contra o Benfica, mas, era para isso que ele lá estava, não é? E que golão. A não ser que os assobios tenham sido da parte dos ronaldetes vermelhos...enfim...

Durante os dias antes do jogo, e em particular na quarta, estava um bocado receoso e a pensar para os meus botões que isto tinha tudo para correr mal. Mas, quando o jogo começou e verifiquei a atitude dos nossos jogadores, comecei a tranquilizar-me. A tranquilidade de que não iria acontecer um desastre depressa passou a esperança de um golo do Benfica perante a qualidade do nosso futebol nos primeiros vinte e poucos minutos. Quando o Ramos falhou aquele golo... e depois passado pouco tempo, houve Messi. É essa a grande diferença entre as duas equipas, e depois o Paris de Qatar tomou conta do jogo, fiquei novamente preocupado. O jogo foi uma montanha-russa de emoções contraditórias.

Um grande elogio ao jovem António Silva. Com dezoito aninhos, o que aquele puto faz, com tanta personalidade. Acho que se deve mesmo a inconsciência da idade.

No final, o resultado foi justo, e perante o tridente atacante do PSG, acho que isto é um grande elogio à equipa do Benfica. E viva o Benfica, o amor da minha vida.




De Ruben Sosa a 7 de Outubro de 2022
"A não ser que os assobios tenham sido da parte dos ronaldetes vermelhos"
Infelizmente há muitos, caro Luis. Faz-me confusão como se esquecem todas as vezes que essa figura insultou o Benfica e os benfiquistas ou como tomou prisioneira uma seleção que devia ser de todos nós, mas que há muito o deixou de ser.
De Luis Agostinho a 7 de Outubro de 2022
Nunca esqueci, nem esquecerei, quando ele veio a nossa casa, mostrar-nos "o dedo".
De D'Arcy a 7 de Outubro de 2022
Eu quase que achei heresia assobiar o Messi. Eu sinto-me privilegiado por ter a oportunidade de o ver jogar.
De Luis Agostinho a 7 de Outubro de 2022
Exactamente D'arcy, não compreendi aqueles assobios ao Messi, ainda pensei que teria sido ao ex lagarto que entrou, mas acho que foram mesmo para o Messi (não tenho noção da percentagem dos sessenta e tal mil que o terá feito, provavelmente uma minoria) e sendo assim, só pode ser de gente que não gosta de futebol.
De Luis Agostinho a 7 de Outubro de 2022
E, depois de provavelmente termos defrontado o pior PSG dos últimos 50 anos, continuamos à espera de um desafio a sério...talvez um Soares Dias a apitar na frutaria do Contumil...?
De D'Arcy a 7 de Outubro de 2022
Não sei se chegarão a esse nível de desespero, mas se não for o Soares Dias será um Veríssimo. E atenção que amanhã vem o Manuel Oliveira, não podemos facilitar nada.
De Anónimo a 7 de Outubro de 2022
a afporto (as trevas) no comando do jogo com o manel do camarote das antas e o rui vendedor da banha da cobra, ñ há treinador de bancada ou de sofá q resista ... é preciso chegar às antas em igualdade pontual ... a ver vamos como diz o cego ... pode ser q se faça luz !!!
De Luis Agostinho a 7 de Outubro de 2022
Sim, o do camarote do "ladrão". Um inimigo de respeito.
De Luís Manuel a 8 de Outubro de 2022
Olá D'Arcy, obrigado pelo post e as minhas desculpas pelo comentário tardio. Isto passa num instante, e amanhã (hoje) jogamos já um jogo bastante importante contra o Rio Ave...

Grande jogo com o PSG. Houve momentos de enorme qualidade, nossa e deles, é preciso reconhecê-lo. Batermo-nos como nos batemos contra uma equipa com esta qualidade não é fácil. Estivemos muito unidos, concentrados, determinados e fomos muito solidários. À Benfica! Não consigo apontar o dedo a nenhum dos nossos pelas ocasiões que tivemos e não concretizámos - do outro lado esteve um grande guarda-redes, assim como o Vlachodimos esteve enorme!. Resultado justo, mas até gostava que tivesse sido um 3-3 ou 4-4. Que grande jogo! E que noite europeia, que ambiente incrível na Luz. Muito obrigado a todos: jogadores, treinadores e adeptos. Em Paris vai ser ainda mais difícil, todos temos a consciência disso. O Mbappé quase não existiu (mérito nosso), e quando "existiu" ia decidindo o jogo. É um jogador de quem gosto muito, e claro que em Paris vai querer mostrar outra cara. Teremos de ser ainda mais fortes para parar este PSG.

De acordo quanto às apreciações individuais que fazes. Os nossos quatro jogadores que destacas fizeram um jogo magnífico. Mas os restantes sete lutaram e correram imenso. O Messi é sensacional. Com esta idade, mas ainda com esta impressionante forma. E, com toda a sua enorme qualidade individual, é sempre um jogador para a equipa. Nunca para ele, mas sempre para a equipa. Como o Maradona. Tivemos sorte por termos visto jogar estes dois magníficos. De qualquer maneira, faço votos para que apanhe uma constipação forte e não jogue contra nós em Paris. Só esse jogo. Depois pode ficar restabelecido :) (Vou fazer de conta que não hove alguns imbecis a assobiarem-no. É um jogador correctíssimo.) O Neymar é o costume... e acho que na segunda parte o árbitro espanhol foi, de longe, a pior das três equipas em campo. Perdoou tudo aos jogadores do PSG e foi rápido a apitar contra nós. Já contra a Juventus achei que quem arbitrou foi o Bonucci, e não aquele árbitro alemão que até já teve uma questão séria com o nosso treinador. Até por isso devia haver bom senso nas nomeações, mas também na UEFA já se sabe como é...

Agora é apontar baterias para o jogo com o Rio Ave. Estes jogos da Liga a seguir a jogos intensos das competições europeias são sempre difíceis, o Rio Ave nunca é um adversário fraco e só agora tomei conhecimento do árbitro nomeado. Todo o cuidado é pouco. Vamos ter de lutar muito para ganhar.

Força Benfica!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Normal

Justa

Competência

Naturalidade

Inesquecível

Alegria

Pouco

Cabeça

Aviso

Repetição

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds