VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sexta-feira, 6 de Novembro de 2020

Resgate

No final do jogo o empate a três acabou por ser um mal menor, e o resgate de um ponto foi um minimizar de estragos num jogo que chegou a parecer irremediavelmente perdido. Mas acaba por saber a pouco porque durante o período em que houve igualdade numérica o Benfica foi sempre a melhor equipa e parecia mesmo poder caminhar para uma vitória tranquila.

1.jpg

Diogo Gonçalves, Weigl, Rafa e Seferovic de início foram as novidades. Gilberto, Gabriel, Waldschmidt e Darwin tiveram direito a descansar um pouco e começaram no banco. Não podia ter começado melhor o Benfica, que marcou logo no primeiro minuto de jogo. Insistência do Rafa pela direita, e o cruzamento atrasado para o Seferovic acabou por ser desviado para a própria baliza por um defesa do Rangers. Jogava bem o Benfica, sempre em cima do adversário e com o controlo quase completo do jogo, impedindo que os escoceses conseguissem ter bola e saíssem para o ataque. Até que aos vinte minutos de jogo, absolutamente do nada, um pontapé para a frente quase desde a entrada da área do Rangers encontrou um jogador escocês atrás da nossa linha de defesa, o Otamendi tocou-o quando ele se escapava em direcção à baliza, e foi expulso. O Jardel teve que entrar para o lugar do Pizzi e o jogo mudou como do dia para a noite, com a nossa equipa demasiado desnorteada. Tanto que, cinco minutos depois, já estávamos atrás no marcador. No espaço de um minuto o Rangers fez dois golos, o primeiro num desvio infeliz do Diogo Gonçalves para a própria baliza depois de um cruzamento, completamente à vontade, da esquerda, e o segundo num remate rasteiro à entrada da área que fez a bola entrar junto ao poste, num lance em que me pareceu haver demasiada passividade por parte de toda a equipa, guarda-redes incluído. Termos atingido o intervalo apenas a perder por 1-2 nem foi mau de todo, porque o Benfica praticamente não existiu a partir da expulsão. Para a segunda parte trocámos os laterais, entrando o Gilberto e o regressado Grimaldo. Os dois que saíram não tinham estado particularmente felizes, mas outros jogadores como o Seferovic ou o Taarabt foram quase inexistentes. O Rangers ampliou a vantagem bem cedo, cerca de cinco minutos após o reinício, num lance em que o Benfica defendeu muito mal. Em desvantagem numérica, ter os dois jogadores da ala esquerda (Grimaldo e Everton) a atacar o portador da bola só poderia mesmo resultar numa avenida por aquele lado por onde o lateral direito Tavernier progrediu à vontade (aproveitando que o Vertonghen estava a meter toda a gente em jogo) e perto da linha de fundo cruzou a bola rasteira para o Morelos encostar quase em cima da baliza, tendo o Gilberto esquecido-se que se calhar era melhor marcar em cima o adversário. Com uma hora de jogo finalmente entrou o Darwin para o lugar do Seferovic e o Benfica lá começou pelo menos a dar um pouco mais de luta na frente, sobretudo quando cinco minutos depois entrou também o Waldschmidt, substituindo o Everton. Ainda passámos por mais um par de sustos, com um remate ao poste e uma boa defesa do Vlachodimos aos pés do Morelos, mas à entrada para o último quarto de hora conseguimos reduzir para um golo de diferença e a esperança renasceu. Uma jogada em esforço do Darwin, a passe do Waldschmidt, em que não desistiu do lance, aguentou a carga de um defesa, evitou o guarda-redes, e mesmo sobre a linha de fundo conseguiu fazer o passe atrasado para o Rafa marcar. Com a dupla habitual de avançados em campo ainda era possível acreditar no empate, e este surgiu já no período de descontos. Novamente o Waldschmidt a fazer o passe que desmarcou o Darwin entre os centrais adversários, e depois este ganhou em velocidade e à saída do guarda-redes finalizou com aparente facilidade.

2.jpg

O homem do jogo tem que ser o Darwin, por ter conseguido em meia hora ressuscitar um Benfica que parecia morto e enterrado. A sua entrada foi decisiva, o golo do Rafa só foi possível pela raça que mete em cada lance, e só podia mesmo ter sido ele a fazer o golo do empate. Este jogador foi uma grande contratação e tem tudo para ser um caso muito sério no futebol mundial. Vamos esperar para ver quanto tempo o conseguiremos segurar. Foi bem ajudado pelo Waldschmidt, e o entendimento entre os dois é cada vez melhor. Dos que alinharam de início, o maior destaque foi o Rafa. Foi sempre o jogador em mais alta rotação, a procurar levar a equipa para a frente mesmo quando poucos o ajudavam. Fabricou o primeiro golo e marcou o segundo, e reforçou a minha ideia de que para jogar na direita ele é a melhor opção, e não o Pizzi. De resto, foram exibições bastante cinzentas, em particular da defesa, e mesmo assim na minha opinião o Taarabt e o Seferovic conseguiram ser ainda piores do que a média.

 

Tenho a firme convicção de que teríamos ganho este jogo até com alguma facilidade caso não tivesse havido a expulsão. Mas deixarmo-nos surpreender por uma bola longa metida da entrada da área adversária é simplesmente defender mal. E também não é admissível tanto desnorte logo a seguir à expulsão. Deixar o adversário dar a volta ao resultado ao fim de cinco minutos, com dois golos sofridos no espaço de um minuto não tem cabimento, sobretudo quando continuámos a jogar com a defesa e meio campo completos, já que quem saiu foi o Pizzi, que estava a jogar no apoio ao avançado. Parece-me que neste momento urge acertar o processo defensivo, porque não é normal nem o Benfica, nem as equipas treinadas por Jorge Jesus sofrerem tantos golos.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:11
link do post
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Exemplar

Madrugadora

Pouco

Inconsistência

Confrangedora

Arrasador

Sofrível

Solidez

Escasso

Profundidade

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds