VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019

Respeitinho

Não foi uma exibição tão exuberante como a última (também seria muito difícil igualá-la) mas vencemos tranquilamente o Aves e até poderíamos ter voltado a golear caso não jogássemos a última meia hora reduzidos a dez - pelo menos todos os indicadores até à expulsão apontavam para que tal acontecesse. Ms pronto, para sossegar os lesados do dez desta vez resolvemos respeitar o adversário e não marcámos mais golos, tendo até acabado o jogo com com menos um para equilibrar as coisas. É que o respeitinho pelo futebol é muito bonito.

 

 

Nova revolução no onze com o regresso à fórmula que bateu o Nacional por dez golos sem resposta. E nova entrada a todo o gás do Benfica, que se colocou em vantagem ainda não tinham decorrido três minutos de jogo. O golo nasce de um passe do Samaris para as costas da defesa do Aves, onde o inevitável Seferovic matou no peito e depois finalizou fazendo a bola passar sobre o guarda-redes quando este lhe saiu aos pés. Uma finalização com muita calma e classe de um jogador que está cheio de confiança. Desta vez o VAR não se lembrou de ir ver se ele tinha jogado a bola com a mão. Alguma surpresa por ser o Samaris o autor do passe e não o Gabriel, mas nesta primeira parte o Samaris até foi frequentemente mais atrevido no ataque do que o seu parceiro do meio campo. Perante uma equipa que certamente estaria apostada em segurar o nulo, tendo-se apresentado de início com três centrais, nada melhor do que começar a fazer ruir essa estratégia o mais cedo possível. Não é que perante isto o Aves tenha imediatamente arriscado vir para o ataque, mas aposto que pelo menos nos poupou a um festival de antijogo, coisa habitual nas equipas treinadas pelo Inácio sempre que defrontam o Benfica. Já sabemos que este Benfica joga sempre à procura de mais golos mesmo quando está em vantagem. O que é interessante é a forma como o faz, adaptando o modelo de jogo consoante o adversário - o nosso treinador já o tinha afirmado na antevisão a este jogo, e vimos isso mesmo hoje. Por exemplo, perante um esquema de três centrais vimos frequentemente o Rafa a fugir da esquerda e a aparecer na zona central para obrigar os defesas adversários a jogar em 1x1. E acima de tudo, muita mobilidade dos três jogadores da frente para baralhar a organização defensiva do Aves - o João Félix foi tudo menos um avançado fixo, deambulando no espaço entre a defesa e o meio campo. Continuámos muito por cima no jogo e a procurar rapidamente o segundo golo. Mas curiosamente foi num período em que a pressão do Benfica até parecia ter abrandado um pouco, já na fase final da primeira parte, que fizemos o segundo golo. Um bonito golo do Rafa, que dentro da área tirou um adversário da frente e rematou cruzado, depois de uma jogada em que a bola passou pelo Pizzi, Grimaldo e João Félix. Os dois golos de diferença já era uma expressão mais ajustada à superioridade que o Benfica mostrou durante toda a primeira parte. O Aves apenas por uma vez causou perigo, num livre lateral que quase fazia a bola entrar na nossa baliza, tendo-nos valido uma boa intervenção do Vlachodimos - mas nem sequer percebi se o livre foi intencionalmente marcado daquela maneira ou não.

 

 

Se alguém esperava uma entrada mais atrevida do Aves na segunda parte, de forma a conseguir um golo que os recolocasse na discussão do resultado, depressa terá ficado desiludido. Porque na segunda parte só deu Benfica mesmo, numa busca quase incessante pelo terceiro golo. Que esteve muito perto de acontecer em diversas ocasiões, sendo de lamentar o pouco acerto dos nossos jogadores quer na finalização, quer na decisão (optarem pelo remate quando tinham colegas em posição de marcar), quer no último passe. Mas tamanho caudal ofensivo só poderia acabar em mais um golo, que surgiu através de um autor improvável. Depois de uma confusão na área no seguimento de um canto, o Ferro acabou por conseguir enviar a bola para a baliza e deixar-nos a antecipar mais uma goleada. Não por qualquer questão de excesso de confiança ou arrogância, apenas porque parecia ser o desfecho mais lógico para aquilo a que assistíamos no campo. Até porque logo na jogada seguinte só não marcámos mais um porque o Pizzi, em posição privilegiada, não conseguiu acertar com a baliza - isto quando até tinha dois colegas no meio a quem podia ter passado a bola. Só que a seguir a isto o Ferro agarrou o Derley quando ele se ia isolar, e foi justamente expulso. Uma pena sobretudo para ele, porque é um golpe duro num jogador que estava a aproveitar a oportunidade para se afirmar. O Benfica reorganizou-se sem sequer fazer qualquer substituição: o Pizzi passou para o meio, o Samaris recuou para central e o João Félix passou a fechar a direita. Quanto ao resultado, nem deu para ficar preocupado. A jogar com mais uma unidade o Aves conseguiu equilibrar um pouco a posse bola, mas nunca conseguiu ser uma equipa perigosa. Apenas nas bolas paradas despejadas para a área se aproximava da nossa baliza. A confiança na equipa é tanta que até me esquecia facilmente que estávamos a jogar em inferioridade numérica e parecia-me que a qualquer momento o Benfica iria conseguir voltar a marcar - e não esteve assim tão longe de o fazer, pelo João Félix, mas o remate saiu um pouco ao lado. A expulsão terá no entanto condicionado a gestão de esforço que o nosso treinador certamente quereria fazer, já que acabou por guardar as substituições todas para os últimos minutos.

 

 

Tenho dificuldades em escolher quem terá sido o melhor jogador esta noite. Acho que foi mais um jogo sólido da equipa num todo, com cada jogador a fazer aquilo que dele se esperava e a contribuir para uma vitória sem espinhas. Gostei do jogo do Rafa, não só pelo golo que marcou mas também porque está com uma atitude fantástica a defender. Por mais de uma vez o vimos a vir recuperar bolas que ele próprio tinha perdido no ataque, coisa que não era habitual nele. Pena pela expulsão do Ferro, que estava a fazer um jogo cheio de confiança.

 

Missão cumprida e três pontos conquistados que nos deixaram mais folgados no segundo lugar, mantendo a perseguição ao primeiro. Segue-se uma segunda mão da Liga Europa que me parece que será bem mais difícil do que a vitória no primeiro jogo pode fazer crer. Mas confio que o nosso treinador saberá gerir algum eventual excesso de confiança. Para a liga, ficámo-nos pelos três golos para não ofender ninguém e não sermos acusados de estar a faltar ao respeito a quem quer que seja. A última coisa que queremos é ser ultrajar a gente que acusa os nossos adversários de facilitarem contra nós, ou insinua que os nossos jogadores estão dopados. Esses é que são os guardiões do respeito pelo futebol em Portugal.

tags:
publicado por D`Arcy às 00:37
link do post | comentar
8 comentários:
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2019 às 01:53
Os fruteiros continuam a acusar o Benfica daquilo que eles fazem e têm andado a fazer todos os anos.

César Boaventura acabou de revelar o seguinte:

"Qual o motivo de não falar no Marega? Depois disto eu deixo aqui um aviso e vou cumprir com a minha palavra. O Marega foi ao Dubai ser tratado pelo Fiseutrapeuta da equipa do Vítor Pereira, que consegue recuperar atletas de uma rotura muscular em quinze dias, através do medicamento infiltrado Meldonium. Quando o atleta recomeçar a jogar, à custa destas beduínas declarações produzidas por este crápula serei eu a apresentar queixa por meios legais. É mais um actor do crime organizado este incendiário."

O Meldonium, vão à Wiki, é um medicamento que é considerado doping. Agora basta denunciar isto ao ADOP e ao MP!

"Meldonium was added to the World Anti-Doping Agency (WADA) list of banned substances effective 1 January 2016 because of evidence of its use by athletes with the intention of enhancing performance.[2][27] It was on the 2015 WADA's list of drugs to be monitored".

Socorro dr. Rogério Joia da ADOP!!! Ajude-nos!!!
O MP tem de ser informado disto!!!
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2019 às 13:31
CARREGA NELES BENFIQUISTAS..BENFICA SEMPRE
De António Madeira a 19 de Fevereiro de 2019 às 03:56
Olá, D`Arcy.

Começo por dizer que hoje fiquei chateado. Tive uma consulta que se atrasou e quando cheguei a casa já vencíamos por 2-0. Pronto, estragaram-me logo o dia.
Isto para dizer que este estado de espírito, o de ansiar pelo próximo jogo, pela próxima constituição da equipa, pela próxima conferência de imprensa do Laje, espelha bem o que nos vai a todos na alma, como se tivéssemos 16 anos e estivéssemos apaixonados.
Não há melhor forma de explicar a onda que se está a levantar e que envolve esta equipa. O medo e a preocupação (nada como ver o olhar de impotência de antibenfiquistas primários como o Costinha e o Inácio) são um claro sinal de que tudo isto não é uma fantasia.

Resta-me dizer: venha o próximo jogo. E depressa.
De Jose Guilherme Carvalho a 19 de Fevereiro de 2019 às 14:40
Deixem de falar nos outros...(F.C.P; S.C.P, etc, etc ,etc) e falem de nós S.L.BENFICA... somos uma família unida e tranquila e por isso vamos vencendo e convencendo... força rapaziada... aproveitem essa equipa técnica que tudo fará para que saiam vitoriosos. Abraço.
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2019 às 15:37
O Porto que se cuide que vem lá o vendaval Benfiquista. É para ganhar no Dragão
De Henrique Teixeira a 19 de Fevereiro de 2019 às 18:38

Este Benfica de Bruno Lage vale ouro. Quem o viu e quem o vê!
A equipa sem velocidade, sem força, dos passes errados, do jogo mastigado e sem progressão dos últimos tempos do Rui Vitória, é agora perigosa, prática, ambiciosa, dinâmica, rápida, assertiva, coletiva e confiante.
Até os jogadores que pareciam não estar à altura das exigências estão a jogar muitíssimo bem..
Neste jogo da Vila das Aves houve algumas falhas no último passe e na finalização, mas mesmo assim tanto a exibição como o resultado foram bem agradáveis.
Será difícil ganharmos o campeonato porque não falta quem nos queira impedir de tal, mas se continuarmos a jogar assim vai ser difícil travar-nos
Saudações Benfiquistas.
De Dias Pereira a 20 de Fevereiro de 2019 às 10:32
Bom dia.
Este, não foi, de facto, um jogo tão conseguido como o do Nacional. E também concordo que não seria fácil que fosse...
Aliás, em abono da verdade, voltei a ficar algo irritado por termos falhado alguns passes no miolo, eventualmente por displicência do jogador que o executou, ou por laxismo de quem o devia receber e se deixou antecipar. Mas também é justo realçar que vimos os nossos jogadores correrem atrás do prejuízo e irem recuperar - ou, pelo menos, disputar... - a bola perdida...
Por outro lado, o jogo até correu de feição, com o golo inaugural a aparecer logo aos 3 minutos. Esse golo - naturalmente positivo... - terá, contudo, originado algum relaxe na equipa, assistindo-se depois a uma série de perdidas que não são de admitir... mesmo quando se está a ganhar. Deficientes finalizações, e algumas decisões menos ajustadas na fase de conclusão das jogadas, acabaram por manchar um pouco a exibição. Apesar de tudo, apareceu o segundo golo, numa jogada de belo efeito, do Rafa, e acabámos por ir mais descansados para o intervalo.
A boa entrada na segunda parte acabou por ser decisiva, embora o terceiro golo tenha aparecido numa jogada algo atabalhoada, já depois de termos tido oportunidade de marcar anteriormente. E se o Pizzi não tem falhado o quarto golo logo na jogada imediata, as coisas poderiam ter tomado outro rumo...
(Mas assim terão sossegado aqueles que se mostraram, nos últimos tempos, tão incomodados com a falta de respeito de marcar muitos golos...)
O jogo acabou por ficar diferente com a expulsão do Ferro - que foi bem expulso, mas que, muito provavelmente, não teria sido se vestisse uma camisola diferente. Contudo, como refere o D'Arcy, mesmo depois dessa expulsão o jogo esteve sempre muito controlado, e o adversário não criou perigo.
O regresso a uma equipa mais próxima do que tem sido habitual acabou por não trazer, apesar disso, nenhum acréscimo significativo de qualidade, relativamente ao jogo de Istambul, o que não deixa de nos fazer pensar. É que, amanhã, com o Galatasaray, as coisas terão de correr bem melhor do que correram na Vila das Aves, sob pena de nos desiludirmos...
E também concordo que este jogo será, quase de certeza, bem mais difícil do que o da Turquia. Por isso, máxima concentração, inteligência e entrega total, do primeiro ao último minuto, porque só assim conseguiremos levar de vencida este desafio.
Viva o Benfica!
Saudações benfiquistas!
De E Pluribus Unum a 20 de Fevereiro de 2019 às 13:40
Vitória NATURALÍSSIMA, num jogo efectuado em ritmo de treino.
Não me lembro de ver um jogo do nosso Benfica disputado no campo do adversário com tanta calma e descontracção, tal era a minha confiança na vitória, e até numa vitória "GORDA".

Pois é, isto é resultado de agora termos um VERDADEIRO TREINADOR, e não um FALSO-competente.
Muito bem, caro Bruno LAGE. Fico à espera de ver o nosso "menino" JOÃO FILIPE (Jota) deixar de apenas estar a aquecer o banco de suplentes, e saltar com todas as ganas e BENFIQUISMO para dentro do relvado para nos proporcionar todo o seu talento e futebol À BENFICA.

Se é para apenas deixá-lo "morto" no banco dos suplentes, vale mais deixar o jovem jogador/craque continuar a jogar na equipa B, pois ao menos aí, continua a evoluir e a fazer o que mais gosta, isto é, a jogar o seu futebol de eleição.

Quanto ao jogo, penso que se fossemos mais assertivos teríamos "BRINDADO" o inaçola lagartinóide com uma "SEISzada", que era para ele ir para a casota ainda mais "SATISFEITO".
Infelizmente metemos em algumas jogadas o "complicador" e nunca acelerámos para além do ritmo de treino.

A expulsão de Francisco Ferreira (FERRO) é justa, e o jogador deve ter mais cuidado nestas situações, pois se marcasse como deve ser o adversário, teria ganho a bola em antecipação ou então tê-lo-ia colocado em posição irregular de fora de jogo.

Gosto do Rúben Dias, pois tem o verdadeiro espírito/raça do jogador À BENFICA, mas tem de aprender a jogar com mais INTELIGÊNCIA e evitar ser admoestado com cartões amarelos desnecessários e estúpidos.
Felizmente para ele e para nós todos Benfiquistas, escapou ao segundo cartão amarelo e à respectiva expulsão já nos segundos finais, por "MILAGRE" da Nª. Senhora de Fátima!!!

Neste momento não temo NENHUMA equipa deste campeonacozeco azul ás riscas, seja em que campo e em que condições os jogos se realizem.
Existe apenas uma excepção: Os apitadores DOMESTICADOS pelo corruptus do oporco e apoiados pelo seu adepto fanático fontelas gomes que é quem os nomeia/escolhe para os jogos desta ligueca PÔDRE".

Cabe a todos NÓS BENFIQUISTAS defendermos o BENFICA, estarmos de olho aberto e não permitirmos ROUBOS ao nosso Clube.

Cabe especialmente à nossa Direcção e Presidente deixarem de ser anjinhos e anjolas, e colocarem de lado o ESTÚPIDO "politicamente correcto", e dizerem com todas as forças e determinação a VERDADE, e exigirem total TRANSPARÊNCIA, ISENÇÃO e IMPARCIALIDADE em todos os jogos, ou seja, EXIGIREM ÁRBITROS A SÉRIO, e não meros apitadores escravizados e domesticados pelo oporco corruptus de contumil/antas.

Se assim for, de certeza absoluta que nos sagraremos CAMPEÕES NACIONAIS.
Temos, todos nós, de estarmos à altura da nossa equipa dentro dos relvados.

Amanhã estou lá, na CATEDRAL da Luz, piso 3 inferior e espero sair de lá rouco.
O Benfica precisa de APOIO E AMOR. Apoio e amor TOTAIS. Por isso exorto a todos os Benfiquistas que puderem a levantar o rabinho do sofá e cumprirem o seu BENFIQUISMO, apoiando efectivamente a equipa no estádio.

BENFICA BENFICA BENFICAAAAAAAAAAAAAAAA Sempreeeeeeeeeeeeeeee o MAIOR E O MELHORRRRRRRRRRRRRRR.

Live the Eagles. They are the reference of Criation.
They are absolutly SUBLIMES.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Distinção

Bomba

Ridículo

Amorfo

Categórica

Natural

Controlo

Respeitinho

Gigantes

Perfeito

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds