VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Sábado, 30 de Abril de 2016

Sofrido

Mais um triunfo sofrido, mais um pequeno passo dado. A vitória do Benfica foi tão suada quanto justa, perante um adversário que desde o primeiro minuto mostrou ao que vinha: antijogo aberrante e tentativa de arrastar o jogo para um clima o mais quezilento possível.

 

 

O Benfica apresentou o seu onze teoricamente titular, enquanto o Guimarães imitou outros adversários recentes da nossa equipa, e alterou a sua táctica habitual para passar a jogar num esquema de três centrais. Depois da Académica e do Setúbal, mais uma equipa a dar-nos a honra de termos uma táctica especialmente preparada para nós. O motivo pelo qual resolveram lutar tão afincadamente pelo pontinho, que para nada serviria ao Guimarães, só eles o saberão, mas que aquele pontinho parecia ter um valor equivalente a um campeonato do mundo, isso parecia. O Benfica também facilitou a tarefa ao adversário. Nos intervalos entre as quedas dos jogadores do Vitória, as quezílias armadas por eles e o dar pau como se não houvesse consequências, jogámos muito pouco futebol. Fomos uma equipa presa de movimentos e lenta de processos, com os dois avançados entregues às marcações e os alas completamente escondidos do jogo. Transições rápidas praticamente não houve, e os nossos ataques parecia terem forçosamente que fazer a bola recuar até aos centrais, para depois começarem a partir daí, já com toda a equipa adversária colocada nas suas posições defensivas. O futebol apresentado assemelhava-se a alguns jogos do início de época, que primavam sobretudo por muita posse de bola estéril - consequência também de uma qualidade de passe desastrosa por parte do Renato Sanches, e o Pizzi quase sem qualquer influência pelo centro, já que ficava amarrado à linha, onde fazia disparate quase sempre que recebia a bola. A maior parte dos desequilíbrios eram causados, de forma pouco usual, pelo André Almeida, que mostrou um pendor bastante ofensivo, e pelas subidas com bola do Lindelöf - muitas vezes pareciam ser quase uma medida de último recurso, já que à falta de opções ele simplesmente era obrigado a ir subindo com a bola. Fomos obviamente muito mais rematadores do que o Vitória, mas em toda a primeira parte apenas uma ocasião de golo me ficou na memória, quando após um livre despejado para a área a bola foi ter com o Mitroglou, que solto de marcação rematou de primeira com a bola a passar muito perto do poste. De assinalar que o antijogo do adversário foi de tal forma que acho que foi a primeira vez que vi um árbitro dar cinco minutos de compensação numa primeira parte.

 

 

A forma como o Vitória jogava contribuiu também para aumentar o aparente nervosismo com que a nossa equipa já tinha entrado no jogo, nervosismo esse que naturalmente se acentuaria com a passagem dos minutos. Era por isso importante marcar o mais cedo possível no regresso do balneário, e felizmente foi precisamente isso que aconteceu, pois tinham passado apenas dois minutos quando o nulo ficou desfeito. Depois de um livre sobre a direita, marcado pelo Gaitán, o Jardel surgiu na zona do primeiro poste para cabecear da forma mais certeira e provocar a explosão de alegria nas mais de 60.000 pessoas que encheram a Luz. Depois do golo a atitude do Vitória mudou completamente, e o jogo ficou muito mais aberto. O Benfica não foi declaradamente à procura do golo da tranquilidade, o que nos deixou expostos a algum infortúnio que pudesse acontecer. E mais uma vez, esteve mesmo perto de acontecer, e por culpa própria. Uma intervenção desastrada do Jardel deixou que um adversário se isolasse em direcção à baliza, e foi o André Almeida quem, por duas vezes, impediu o golo nesse lance. Numa outra ocasião, foi uma saída corajosa do Ederson aos pés de um adversário que evitou males maiores. O Benfica só melhorou um pouco com a entrada do Jiménez para o lugar do Mitroglou. O mexicano deu mais velocidade e agressividade ao ataque, e aproveitando uma atitude de maior risco por parte do Vitória, conseguimos ser mais perigosos no ataque. Foi aliás dos pés do Jiménez que saíram as melhores ocasiões que tivemos na segunda parte. A primeira foi uma tentativa de cruzamento de letra que acabou por fazer a bola passar muito perto, e a segunda um remate em arco à entrada da área que levou a bola a embater com estrondo na barra, com o guarda-redes já batido. Apesar do nervosismo natural com o resultado a manter-se na margem mínima, foi sem sobressaltos de maior que levámos o jogo até final e garantimos mais três pontos.

 

 

Os destaques maiores do Benfica voltaram a ser os jogadores que parecem estar em melhor condição física nesta fase da época, casos do Fejsa ou do Lindelöf. O Fejsa voltou a ter um raio de acção enorme, e a juntar ao intenso trabalho defensivo várias iniciativas na construção de jogo, aparecendo em terrenos mais adiantados do que aqueles que lhe são habituais. O Lindelöf esteve impecável na defesa e o Ederson continua a dar-nos imensa segurança na baliza. O André Almeida também fez um jogo bastante aceitável, apesar de algumas asneiras a atacar na segunda parte. O Jiménez teve um efeito positivo no nosso jogo quando entrou. Pela negativa, o Pizzi continua em muito má forma, e a nossa dupla de avançados parece estar longe da condição física ideal, com o Jonas em particular muito mais fixo e escondido do jogo. O Renato Sanches esteve mal no capítulo ofensivo, com diversos passes errados e más decisões.

 

Foi mais uma vitória dificílima, porque os pontos nesta fase estão mesmo muito caros. Qualquer adversário quer ter a glória de tirar o título ao Benfica, e eu não tenho ilusões nenhumas que é disso mesmo que se trata. Independentemente daquilo que o nosso adversário directo na luta pelo título fará ou não, a minha convicção é mesmo a de que se queremos ser campeões, teremos que vencer as duas finais que faltam e conquistar os seis pontos em disputa.

tags:
publicado por D`Arcy às 19:58
link do post | comentar
23 comentários:
De Henrique Teixeira a 30 de Abril de 2016 às 23:02
O Benfica conquistou a 10.ª vitória seguida para o campeonato e assim continua firme na liderança a duas jornadas do fim, que se esperam vitoriosas para a conquista do tão almejado título.
As 6 vitórias tangenciais obtidas nos últimos 8 jogos foram de grande sofrimento, com as explosões de alegria a acontecerem nos poucos mas decisivos golos obtidos e no apito final em todos esses jogos.
Há vários jogadores em má forma, com destaque para Pizzi, Mitroglou e Renato Sanches, mas Jonas também já esteve melhor, Gaitán tem tido muitos problemas físicos e Sálvio ainda não apareceu para fazer a diferença depois da sua prolongada lesão.
Depois da vitória do Sporting no dragão fiquei muito apreensivo, pois qualquer deslize pode ser fatal.
No próximo jogo nos Barreiros é ganhar ou ganhar. Vamos ver como a equipa se apresenta em termos físicos e psicológicos e quem vai ser o árbitro nomeado.
Força Benfica.
De Redpower a 1 de Maio de 2016 às 07:09
Está tudo e todos contra nós. O Porco fez os dois jogos da temporada contra nós, ontem falharam golos de baliza aberta, o Casillas defendeu tudo na Luz e ontem só meteu água. As próprias declarações do Bimbo da Bosta ao dizer que acha que o Sporting merece ser campeão são algo inédito! Isto para nem falar do badalhoco do Sérgio Conceição que já o era como jogador e continua a sê-lo agora. Temos pena que não tenhas tido direito aos "incentivos" para gastá-lo em vinho... que homem nojento. Alguém lhe diga ou escreva que as regras do jogo são para cumprir do início ao fim e que, se já tinha 3 amarelos com pouco jogo decorrido é porque os seus jogadores entraram a dar pau de meia-noite... por sua indicação. Sinceramente acho que o Guimarães merece melhor treinador do que esta besta.

Quanto a nós, temos que jogar nos limites e ser muito muito fortes psicologicamente para ganhar o que falta. Começa já amanhã para estarmos na final da Taça da Liga e continua na Madeira contra o Marítimo. Os Benfiquistas não podem ficar apáticos e têm que "empurrar" a equipa para ganharmos o que falta.

VAMOS BENFICA!
De Sérgio a 1 de Maio de 2016 às 09:52

Obrigado D'Arcy pelo excelente relato sobre o jogo. Foi efetivamente mais do mesmo: Uma equipa a lutar para ganhar e outra a usar todos os subterfúgios para evitar isso. Tem que haver incentivos enormes para isso. Basta ver que, depois do jogo Sporting-Benfica, todas as equipas que jogaram connosco (talvez excluindo o Braga) fizeram desse jogo a sua final da Liga dos Campeões. Apesar da pujança física dessas equipas nos jogos contra o Benfica, essa pujança perdeu-se logo a seguir e nenhuma delas venceu o jogo seguinte. Reparem que mesmo o Rio Ave, após o jogo contra o Benfica, teve um jogo contra o último classificado, teve a benesse de o árbitra expulsar um jogador adversário logo no início do jogo, mas mesmo jogando quase todo o jogo com um jogador a mais não o conseguiu ganhar, pondo em perigo a sua qualificação para as competições europeias. Já na semana anterior o Setúbal também perdeu em casa contra o último após um jogo de alta prestação física contra o Benfica.

Em contrapartida, o Sporting tem uma passadeira vermelha nos seus jogos. Mesmo neste último jogo contra o Porto, muitos dos jogadores portistas estavam desconcentrados e eu fiquei com a sensação de que a vitória do Sporting seria muito fácil. Mesmo que o árbitro marcasse aquele penalty contra o Sporting, facilmente o Sporting marcaria mais um golo para ganhar, mesmo com menos 1 jogador em campo. Suspeito que há qualquer coisa escrita no contrato do Jesus que aponta para que a cláusula de rescisão seja zero no caso de ele ganhar o campeonato. Isso explicaria muita coisa do que temos visto e ouvido. O PdC quer mesmo o Jesus no próximo ano e as finanças do Porto também não andam muito famosas para pagar uma clausula de rescisão muito alta.

Só faltam 2 finais. É nisso que a equipa tem que se concentrar. A meta está próxima. Força.
De TT a 1 de Maio de 2016 às 12:04
Hey, pa, pensei que tinhas sofrido algum SUSTO de morte e, consequentemente, obrigado a abandonar de vez aqui o estaminó... sejas bem re_aparecido. Todas as vozes contam, sobretudo agora, que estamos na fase decisiva e terminal, onde é imperativo ajoelhar e decapitar os NOSSOS VERDADEIROS INIMIGOS, sem dó nem piedade...
De ZE a 1 de Maio de 2016 às 12:25
ONTEM DEPOIS DE OUVIR O PC FICOU CLARO
PORQUE DURANTE A ÉPOCA NÃO HOUVE ATAQUES ENTRE SCP E FCP.

E FICOU CLARO PORQUE A CLASSIFICAÇÃO DOS CALIMEROS É UMA FRAUDE.
SÓ NAS ÚLTIMAS 3 JORNADAS O SLB TINHA ARRUMADO O TÍTULO.

FOI UMA VERGONHA O MIDAS SOARES DIAS NÃO TER MARCADO 2 PENALTIS CLARÍSSIMOS É UMA EXPULSÃO DE COATES.

COATES NOS ÚLTIMOS 3 JOGOS ESCAPOU A 2 EXPULSÕES.

NÃO ESQUECER QUE MIDAS DIAS TAL COMO NUM BRAGA GUIMARÃES MANTEVE O BRAGA NA LUTA PELO TÍTULO ATÉ À ÚLTIMA JORNADA
COM O SPORTING ONTEM VOLTOU A FAZER O MESMO.

MANTEVE OS CALIMEROS NA CORRIDA.
TAL COMO TÍNHAMOS PREVISTO O BENFICA PARA SER CAMPEÃO TEM QUE GANHAR OS JOGOS TODOS.

ONTEM A DUPLA DE CENTRAIS DA FRUTARIA MAIS VALIA NÃO TER IDO A JOGO.
2 BIDONS DE 500 LITROS COLOCADOS NA ÁREA
IRIAM ATRAPALHAR MAIS DO QUE ELES.
UMA VERGONHA.

A CONDIÇÃO FÍSICA DO FCP NÃO TEVE NADA A VER COM A QUE APRESENTARAM NOS 2 JOGOS COM O BENFICA.
ACABOU-SE A SOPINHA DA AVÓ???

E A DO SPORTING????
QUE ESPETÁCULO!!!!!! ESPETACULAR!!!!!!! EHEHEH.

A MALA VERDE AINDA MAIS RECHEADA JÁ DEVE TER VOADO PARA A MADEIRA.
E DEVE SER MUITO BOA PORQUE TODOS AQUELES QUE A VIRAM E NÃO LHE DEITARAM A MÃO
FICARAM LOUCOS CHORARAM GRITARAM ETC.

VAMOS VER SE OS SETUBALENSES VÃO CORRER EM ALVALIDLE COMO CORRERAM NA LUZ.

SERIA BOM QUE O CENTRAL DO SETUBAL CUJO PAI DIZEM QUE TRABALHA EM ALCOCHETE (OUVE-SE NOS CORREDORES PONTO) NÃO JOGASSE.

ESTE ESTÁ A SER O CAMPEONATO DO TONEL PORQUE SEM TONEL COMO ESTARIA A CLASSIFICAÇÃO????

VERDADE DESPORTIVA???
TADINHA. ONDE ANDA ESSA DESGRAÇADINHA.

MIDAS DIAS NÃO DEIXOU O SLB GANHAR NA ANTAS PORQUE NÃO EXPULSOU MAICON E MAXI
E ONTEM DEIXOU OS CALIMEROS GANHAR PORQUE PERDOOU 2 PENALTIS E UMA EXPULSÃO.
SÓ ELE CAVOU NESSES 2 JOGOS 5 A 6 PONTOS.

TONEL E MIDAS DIAS DERAM 7 A 8 PONTOS AO SCP.

SÃO FACTOS QUE FICARÃO PARA A HISTÓRIA DESTE CAMPEONATO DESGRAÇADO.

A CLASSIFICAÇÃO DOS CALIMEROS É UMA FRAUDE
De D`Arcy a 1 de Maio de 2016 às 12:38
Peço desculpa por não ter escrito nada sobre o jogo do Rio Ave, mas estive fora de Lisboa e não vi o jogo. Depois achei que já era demasiado tarde para estar a escrever.
De Mario Moita a 1 de Maio de 2016 às 12:59
Absolutamente de acordo. Se o Pizzi,esta em baixa, o Renato faz falta com uma postura mais atrevida. Precisamos de um Renato, que vá para cima ou que lance para as costas dos defesas, mas vamos ser campeões e, com 60 anos, este vai ser o campeonato que melhor mexe a minha alma BENFIQUISTA.
De antonioSLB a 1 de Maio de 2016 às 13:13
Diz-se nos corredores e é verdade. Frederico Venâncio, filho do antigo defesa central dos lagartos Pedro Venâncio, que é o actual treinador dos iniciados da equipa de Al Cu Shit.
De antonio fonseca a 1 de Maio de 2016 às 14:07
Boa tarde,

Mais um belo comentario.

Faltam 2 jogos para ganhar a tão ambicionada liga.

Os viscondes calimeros metralhas chorões continuam a saga de bons resultados ajudados pelos amigos do apito. Depois o facebokiano diz que foi um luxo. Pudera! com o lixo de arbitragens que os querem levar ao colo com ajudas em todos os jogos, se tal não acontecesse já a algumas jornadas podíamos festejar o título.

Como disse faltam 2 jogos para ganhar e dar um murro no estômago a essa corja que tudo tem feito para nos prejudicar.

Como disse no seu comentário Dàrcy ) as equipas que tem jogado contar nós tudo tem feito para que nós não ganhemos. Eu ainda desculparia essa atitude se nos jogos á posterior essas equipas jogassem de igual modo como o fizeram quando nos defrontaram, mas não a atitude deles mudou radicalmente.

No caso do guimarães o seu arruaceiro treinador fez afirmações que me deram uma enorme vontade de rir. Então as faltas gravosas não tem que ser punidas sr sc .? vai-te fo---er seu anti benfiquista e aprende a ser desportista.

Espero que no próximo jogo a aplicação seja total para demonstrar ao cérebro que a nossa equipa também sabe jogar e que fiquem com o título da equipa que mais jogos ganhou aos grandes !!

Saudações benfiquistas.
De Maria Ana a 1 de Maio de 2016 às 17:10
Estes carneiros sem cornos, com toda a ajuda do mundo mais a soma da sorte e o apitador encomendado, ganharam a um porto moribundo, com um dos três piores treinadores que passaram naquela agremiação, e já andam a cantar que são a melhor equipa portuguesa, bla,bla,bla,... então e o Arouca, também não tem direito a reclamar esse "título"?! é que o Arouca ganhou no estádio do porto numa altura em que o porto ainda jogava algum futebol.
Depois temos toda a imprensa, desde a televisiva, radiofónica, jornais, etc, a reproduzirem incessantemente essa falsidade, tentando a todo o custo fazer disso um verdade. Um nojo esta imprensa domesticada.

Estou de acordo com os comentários aqui colocados e que relatam a podridão do futebol em Portugal.
Porém, devo dizer que aqui isso não passa de meros desabafos e revolta de que ama o Benfica.
Penso que a Direcção do nosso Clube é muito passiva, adinâmica, que apenas assiste às aldrabices que são cometidas contra o Benfica, sem tomar posição de firmeza na defesa da verdade e dos interesses do Clube.

Quanto ao sérgio conceição, apenas tenho a dizer que é um nojo de pessoa que envergonha a espécie humana.

Na Madeira o Benfica tem de ser mesmo o Benfica. Tem de entrar fortíssimo e não dar abébias. Não há alternativa à vitória na Madeira, pois já sabemos que o sc braga na última jornada vai ter a postura contra os lagartos carneiros sem cornos que rteve o porco com esse clubezico neste último jogo entre eles.
Na Madeira, o Benfica não pode andar com meias medidas no jogo à espera que um lance feliz na parte final do jogo o resolva a nosso favor.
Na Madeira, o Benfica tem de ser o verdadeiro Benfica, mandar no jogo, ter dinâmica e intensidade de jogo verdadeiramente superior aos insulares e ganhar o jogo com toda a naturalidade.

Se estivermos à espera de sapatos de defunto - leia-se vitória para o braga ou empate, quando este receber os carneiros sem cornos de telheiras no último jogo do campeonato - bem que morreremos descalços.
Só há dois clubes em Portugal: O Benfica e os outros. Por isso mais do que nunca teremos de tudo fazer, mas mesmo tudo, para que o tão ambicionado Tri-Campeonato seja uma realidade.

Viva o Benfica.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds