VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2015

Solidez

Apesar das várias ausências, uma disposição táctica diferente deu ao Benfica mais solidez, permitindo-nos aproveitar da melhor maneira uma boa entrada no jogo para regressar de Braga com a vitória e a subida ao terceiro lugar.

 

 

Sem Luisão, Samaris e Sílvio, o Benfica surpreendeu ao apresentar-se em Braga deixando o Jonas no banco. O Jiménez, que tinha marcado dois golos a meio da semana, cedeu o lugar na frente de ataque ao Mitroglou. Na defesa jogou o André Almeida à direita e o Lisandro fez dupla com o Jardel. E no meio campo, regressado de lesão, o Fejsa saltou directamente para a titularidade, ao lado do Renato Sanches. Ao Gaitán ficou entregue a função de ligação ao ataque, com o Pizzi a ocupar uma das alas. O Benfica teve a melhor entrada possível no jogo, com um golo logo aos três minutos - já o ano passado isto tinha acontecido, mas depois passou-se o que sabemos. Um grande trabalho individual do Mitroglou na área deixou a bola nos pés do Pizzi, que tirou um adversário da frente e, às três tabelas, rematou para o golo. O Braga pareceu ser surpreendido pela entrada do Benfica no jogo. O meio campo reforçado do Benfica, e muito por mérito das acções do Renato Sanches e do Pizzi, que constantemente fechava ao meio, conseguia (finalmente, acrescento eu) fazer uma pressão mais subida no terreno de forma eficaz. O facto do Renato cair imediatamente sobre o médio mais recuado do Braga (em vez de vermos aquele estatismo exasperante do Samaris e do Talisca lado a lado, por exemplo) baralhou muito a saída de bola do Braga. O Fejsa também se mostrou bastante agressivo na pressão, e tudo isto resultou em mais recuperações de bola junto à área adversária do que se calhar eu tinha visto na época inteira até agora. O jogo estava animado, e cada uma das equipas levou perigo à baliza adversária através de livres.O segundo golo surgiu aos onze minutos na sequência de uma bola que o cruzada para a área que o Braga não conseguiu afastar eficazmente. O Jardel ganhou nas alturas e a bola acabou por ir ter com o Lisandro bem no centro da área, que controlou no peito e rematou rasteiro para o golo. Respondeu quase de imediato o Braga, que enviou uma bola ao poste e depois viu o Júlio César negar-lhe o golo na recarga. Durante estes primeiros minutos o jogo esteve sempre bastante aberto, numa toada de parada e resposta, mas a partir da meia hora o Benfica começou a juntar mais as linhas e a querer acalmar o ritmo de jogo, apostando em maior segurança para depois tentar saídas rápidas para o contra-ataque. O Braga apostava mais em cruzamentos longos para a área, mas praticamente não conseguiu criar lances de perigo.

 

 

A segunda parte foi mesmo de quase total contenção por parte do Benfica. Que conseguiu, quase sempre de forma relativamente simples, os seus intentos. De facto, tendo em conta o que tem sido o historial mais recente do Benfica em Braga, este é bem capaz de ter sido um dos jogos mais tranquilos que o Benfica lá fez nos últimos tempos. Parece-me que também faltou a habitual agressividade extrema e consequente arraial de pancadaria que costumamos ver o Braga aplicar nos jogos contra o Benfica (basta lembrarmo-nos do ano passado, por exemplo). Apesar de haver muito mais posse de bola da parte do Braga, eles nunca conseguiram exercer nenhum tipo de sufoco sobre a nossa baliza, e não foram muitas as ocasiões de golo criadas. Os lances mais perigosos foram resultados de bola parada, um para cada lado. O Gaitán atirou uma bola à barra ainda na fase inicial desta segunda parte, e a resposta do Braga foi dada pelo Filipe Augusto, que também de livre fez exactamente a mesma coisa. Em ambos os lances, os guarda-redes estavam completamente batidos. O nosso amigo lagartão Hugo Miguel também teve oportunidade para deixar a sua marca no jogo, ignorando olimpicamente um penálti do tamanho da Sé de Braga cometido sobre o Pizzi, quando este se aprestava para fazer a recarga a um primeiro remate do Gaitán, numa das poucas ocasiões em que o Benfica, aproveitando já o total balanceamento atacante do Braga, explorou o contra-ataque. Mas a prioridade era mesmo manter a vantagem conquistada, e nesse aspecto o Benfica revelou-se hoje um pouco mais sólido na organização defensiva, preenchendo melhor os espaços e jogando com as linhas mais juntas. O que fez com que mesmo quando algum dos suspeitos do costume fizesse algum disparate na abordagem a um lance (o Lisandro ou o Fejsa são dos mais perigosos nesse aspecto particular) houvesse quase sempre alguém por perto para compensar ou emendar o erro.

 

 

Como destaque escolho o Pizzi, que repetiu a exibição positiva que tinha feito a meio da semana. Parece ter-se desadaptado às funções de médio que desempenhou durante a época passada, mas está a reencontrar-se no regresso às alas, sobretudo no aspecto táctico, já que foi sempre muito importante na recuperação da bola. Para além disso, marcou o sempre importante primeiro golo. Depois, menciono também o Renato Sanches. Nem precisa de deslumbrar ou fazer malabarismos com a bola. A simples presença de um verdadeiro médio 'todo o terreno' no onze já é suficiente para fazer diferença. Um dos problemas do Benfica tem sido a forma quase estática como os médios participam no jogo. Quase não pressionam, não fazem transporte da bola, e limitam-se quase apenas a ocupar posições lado a lado à frente da defesa. O Renato Sanches movimenta-se, dá linhas de passe e pressiona adversários. Mesmo cometendo erros ou exageros naturais para um jogador que ainda nem terminou a sua formação, creio que se continuar a evoluir desta forma acabará por se tornar imprescindível. Aliás, neste momento creio que já será difícil substituí-lo por alguém que consiga fazer o mesmo que ele tem andado a fazer. Nem tanto por achar que ele seja já algum fenómeno, mas sim porque não me parecer existir no plantel outro jogador com as mesmas características.

 

Foi uma vitória importantíssima, numa altura em que qualquer outro resultado poderia causar uma instabilidade muito difícil de controlar (os media bem me pareceram andar já a afiar as garras à espera de um deslize, sendo que o anão com o ego gigante, ponta-de-lança da lagartagem na comunicação social e porta-voz não oficial do nosso ex-treinador chegou a falar em eleições antecipadas e tudo). Este resultado permitirá acalmar um pouco as coisas e devolver confiança à equipa, que bem precisa dela.

tags:
publicado por D`Arcy às 01:08
link do post | comentar
14 comentários:
De Zico a 1 de Dezembro de 2015 às 01:51

JUSTÍSSIMA VITÓRIA em mais um jogo do BENFICA CONTRA 14.
Grande ATITUDE competitiva da nossa equipa, que ainda pode melhorar em termos de capacidade de choque e agressividade na disputa da bola.
Destaco o RENATO SANCHES. De longe o melhor de todos os que estiveram em campo. Não vejo ninguém em Portugal com a qualidade e espontaneidade de passe do Renato Sanches. Para além disso sabe reter a bola quando tal é necessário, sabe conduzi-la bem juntinho ao pé, óptimo no passe curto ou a longa distância, leitura e visão de jogo óptimas, e não tem medo de enfrentar seja quem for, vai sempre com agressividade quanto baste aos lances, mesmo que muitos dos seus adversários sejam CACETEIROS PROFISSIONAIS COVARDES, disfarçados de jogadores de futebol.
Parabéns RENATO SANCHES. Para mim ÉS TITULARÍSSIMO NA EQUIPA DO BENFICA, e mereces sê-lo também na selecção nacional.
Se jogasses no clubeco das camisolas tipo barraca de praia, o riporting de alvalixo, ou no clubeco corrupto do porco, havia já centenas de opiniões e artigos de pasquins a elevar-te à condição de PREDESTINADO e com lugar cativo na selecção. Como estás no MAIOR E MELHOR DE PORTUGAL, o nosso Glorioso e Inigualável BENFICA, os jornaLIXOS fazem que não vêem. Tal como o GRANDE FILHO DA PUTA apitador corrupto hugo miguel fez que não viu aos 75 minutos de jogo um PENALTY sobre o nosso Pizzi maior ainda do que o Distrito de Braga.
Enfim, somos ROUBADOS, SEMPRE ROUBADOS, porque somos TÓTÓS e também nos deixamos ROUBAR, ROUBAR, E ROUBAR!!!!!!
Temos um "semi-presidente" que é FRACO, CALADO E CALADINHO e que está a INFECTAR a Massa Associativa e Adepta com a sua forma de ser submissa e resignada.
O CABRÃZÃO do "amigo" dele, do vieirita dos pneus, esse nomeador de apitadores corruptos de nome vitor CARA DE RATO DE ESGOTO pereira, é tão "amigo" tão "amigo", "amiguíssimo" mesmo do que faz de nosso Presidente, que vejam bem, só nomeia para os jogos do nosso Benfica apitadores adeptos doentes dos lagartixos de alvalixo , ou do clubeco corrupto do porco. Isto não são meras opiniões. Isto SÃO FACTOS.
Exemplos?!?! Olhem só os mais recentes: artur soares dias, jorge sousa, carlos xistra, hugo miguel. Destes, nenhum é um ÁRBITRO. São todos meros APITADORES OU BUFADORES do apito ao serviço do ANTI-BENFICA. É como eu digo, esse vitor CARA DE RATO DE ESGOTO pereira, é tão "amiguíssimo" do l.f.vieira , e este tão PASMÃO QUE É, ACREDITA, que só não nomeia para os jogos do Benfica, os próprios TRINCA BOLOTAS burro de parvalho e o SENIL corrupto-mor bimbo da bosta do porco, porque os regulamentos não o permitem.

O que seria o nosso BENFICA, se em vez de "anjinhos" ou ANJOLAS, tivesse de facto um PRESIDENTE A SÉRIO e uma Direcção A SÉRIO, que defendessem e vivessem o Clube como vivem os seus mais dedicados e fiéis Sócios e Adeptos?!?!

Pode ser que o TODO-PODEROSO nos presenteie com algum MILAGRE, e que esta mesma Direcção e Presidente se façam homens. HOMENS VERDADEIRAMENTE DO BENFICA, como era por exemplo o nosso Eterno EUSÉBIO DA SILVA FERREIRA.

BENFICA BENFICA BENFICA.,,,,,,,,,,, Sempreeeeeeeeeeeeee mesmo para além da morte.
De antonio fonseca a 1 de Dezembro de 2015 às 10:28
Bom dia,

Mais um belo comentário, que eu estou completamente de acordo.

Direi que foi uma importante vitória, que nos mantêm na corrida para o 35.

Foi um bom jogo onde a concentração e constante pressão sobre os bracaras augustas, reduziu as possibilidades destes explanarem o seu habitual jogo de penetração limitando-os a despejar bolas para a área.
Também estou de acordo que as prestações de Pizzi e Renato foram brilhantes, bem como o nosso imperador Júlio Cesar.

No fundo gostei da aplicação e abnegação de todos.

Relativamente ao apitador , mais uma vez ele demonstrou o seu antibenfiquismo . Estava a fazer de tudo para tirar a vitoria ao nosso clube, com faltas cirúrgicas junto a nossa área. A entrada daquele brasuca de seu nome Augusto é mais uma que peca pelo veredicto final, a expulsão, mas o lagarto que se preze não penaliza a equipa que joga contra a sua. Fica a sua exibição manchada por essa, por dualidade de critério na amostragem de cartões e por mais um penalty não assinado a favor do SLB.

Falando de penaltis mais um a favorecer o s viscondes calimeros já no finalzinho do jogo. O seu cerebral treinador está cá com uma mioleira e ranço que é de bradar.
Azar o nosso que bem podíamos ter encurtado a distãncia,
É preciso continuarmos come esta atitude.

Saudações benfiquistas.
De Henrique Teixeira a 1 de Dezembro de 2015 às 11:34
Concordo na íntegra, como quase sempre, com a análise do Gonçalo. Assim, podia limitar-me a ler com agrado o texto e não deixar ficar o meu registo. Mas como fiquei muito agradado com a vitória do Benfica, num terreno muito difícil e onde quaisquer perda de pontos seria uma machadada talvez fatal na luta pelo título, quis manifestar aqui a minha felicidade pelo resultado, pela táctica, pela entrega dos jogadores e pela solidez da equipa.
O Benfica fez um dos melhores jogos da época, depois de outros em que também esteve bem, como contra o Belenenses, a 1.ª parte contra o Porto, a histórica vitória de Madrid e alguns períodos de outros jogos.
Sem querer destacar ninguém, quero, mesmo assim, deixar uma palavra especial ao Renato Sanches, por se ter portado tão bem, com aquela idade e com o à vontade demonstrado num dos primeiros jogos feitos pela equipa principal. Se não se deslumbrar pode vir a ser um excepcional jogador.
De UltraSlb a 1 de Dezembro de 2015 às 11:40
Grande Vitoria ontem!! E boa exibição principalmente na primeira parte. Na segunda parte há semelhança do que tem vindo acontecer esta época parece que a equipa desmoraliza, não sei se é cansaço, mas falta algo na equipa para as segunda parte serem de elevado nível. Ontem bastava apertar mais um bocadinho e resolvíamos o hoje com relativa facilidade em vez disso não optamos por gerir o encontro e dando oportunidade ao Braga, que se por ventura marca um, voltar ao jogo.. Fora isso acho que a equipa parece estar a encontrar-se, já não era sem tempo, e imaginem que tínhamos o Salvio e o Nelson totalmente operacionais de certeza que tudo seria um pouco diferente..
em relação à lagartagem é totalmente escandaloso o que se tem estado a passar e o mais impressionante é que ninguém fala.. realmente a comunicação Social está muito bem orienta para rumarem só para um sentido... Assim vai ser complicado porque mesmo não jogando nada lá vão ganhando.. mas os rumos ao de mudar... Carrega Benfica!!!!
De Joao Coelho a 1 de Dezembro de 2015 às 11:48
Se LFV cumprir com a sua promessa de dar a RV as mesmas condições que ao gajo que me recuso de dizer o nome então, digo eu, poderemos comparar o trabalho de ambos. Para já o trabalho de RV é positivo. Sempre disse e reafirmo : não foi o gajo que me recuso de dizer o nome que deu titulos ao Benfica, foi o Benfica que lhe deu condições nunca dadas a ninguém nos ultimos anos, para que ele ganhasse 3 titulos em 6 possiveis....

Posso até criticar RV, mas estou certo que ele poderá ser o Homem certo para levar a cabo as transformações que o Benfica precisa. Ontem deu-me um gozo de todo o tamanho ver o Renato Sanches. Desde Paulo Sousa que não via um médio desta categoria. Deus queira que o rapaz não se deslumbre. O que não compreendo é que digam que o plantel do Barril de Carvalho é melhor que o nosso. Onde?

Quanto aos gajos que vão em 1º, mais uma vez jogaram um futebol de merda. Estão com uma sorte de todo o tamanho, mas estou certo que a sorte não dura sempre. Se tivessemos uma imprensa séria, fácil seria dizer que o Desportivo do Lumiar e Caala só jogou bem contra o Benfica. De resto e não fossem os andores não sei onde estariam. Já para não falar da vergonhosa campanha europeia quer na CL quer na Europa League. E caros amigos benfiquistas o que não seria se fosse o treinador do SLB a dizer que tinha um problema para um jogo europeu por causa do campeonato. A norte os corruptos vão torcer a orelha. O Paulo Fonseca é muito, mas muito, melhor treinador que o Lorpatego !
De Redpower a 1 de Dezembro de 2015 às 11:54
No fundo, não demos oportunidade para ser roubados, porque mortinho para isso estava ele... Já no outro jogo, lá ganharam com uma mãozinha do Tonel... Já tem lá um tacho reservado para ele quando for para a reforma... Enfim, é o futebol português...

O que me interessa mesmo é que stou a gostar cada vez mais da nossa equipa!

VAMOS BENFICA!
De jorge a 1 de Dezembro de 2015 às 12:00
O que vai dizer hoje na sic sportinguista o carteiro de alvalade? Morder a língua!Mas ele tem língua?

Parabéns Benfica. Começou ontem a conquista do titulo.
De jorge a 1 de Dezembro de 2015 às 12:12
Alguém me sabe dizer o "porqê" de Simões não estar na sic á noite aos domingos?
De Manuel Afonso a 1 de Dezembro de 2015 às 12:36
Antes de falar do jogo, vou comentar o ultimo parágrafo do tópico.

E não, caro D'Arcy. Nem por isso. Nada mesmo.
Não existe nenhuma instabilidade no clube, nem passaria a existir caso o resultado tivesse sido outro.

A única instabilidade que pode existir é mesmo na cabeça de meia dúzia de adeptos que dedicam demasiado tempo a ouvir imbecis como esse asqueroso que referes, a ter saudades do mestre das tretas e das exibições maravilhosas que agora se vêm no penico dos gigantes lá para os lados de Alvalade, a achar que o Rui Vitória caiu no Benfica de para-quedas sem perceber nada de futebol, a achar que se o Benfica perder este campeonato acontece alguma coisa de relevante para o clube e para o seu caminho seguro rumo ao sucesso estruturado, ou que já se esqueceram que o Benfica É, É, bicampeão nacional.

O genial é que estes todos somados, a juntar aos lunáticos que acreditam mesmo que se houvesse eleições antecipadas o resultado seria outro que não uma evidente e estrondosa vitória do Presidente Vieira, não chegam para superar o número de adeptos do Porto que estiveram em Aveiro a ver a sua equipa.

Os segundos são casos perdidos que nem a psiquiatria resolve.
Aos primeiros, Xanax. Xanax é tudo o que tenho para lhes dizer.


Sobre o jogo, é claro que o Rui Vitória está a aprender no cargo. Nem outra coisa seria de esperar. E uma das lições que me parece já ter aprendido é que até mesmo no Benfica o lugar de treinador é muito solitário. Por muito apoiado e rodeado de gente competente que esteja, há decisões que só ao treinador cabem, muitas vezes tendo que as impor à estrutura. E nunca, mas nunca pode deixar que as suas ideias e convicções sejam influenciadas pela comunicação social ou pelos adeptos.
Estou convencido que o tempo do 4-4-2 está a acabar no Benfica, e antes tarde do que nunca, pelo que por muito que custe a muito boa gente, o lugar do Jonas vai ser cada vez mais no banco de suplentes.

Também me parece óbvio que o Rui vitória não tem medo nenhum de apostar nos jovens, e ainda bem que assim é.
Claro que isto não pode ser desculpa para coisa nenhuma, até porque a qualidade da nossa formação atingiu um tal nível de excelência, que haverá muitos atletas com condições de subir à primeira equipa. O Renato é só mais um destes casos.
E se falta talento para alguma posição específica, pois o mercado é em Janeiro. Imponha-se.




De RedRyan a 1 de Dezembro de 2015 às 14:44
Nao se deslumbrem com um jogo um pouco mais conseguido. Precisamos de mais do que isto. Precisamos de pressionar muito mais. Massacrar o adversario. Em tempos fizemos isso. Eramos bons nisso mas agora... boa sorte. Desejo que o Benfica comece a jogar melhor, muito melhor.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds