VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Susto

Apanhámos um valente susto esta tarde, mas uma boa reacção final acabou por poupar-nos a males maiores e evitar uma derrota que durante uma boa parte do jogo chegou a parecer um cenário muito provável.

 

 

Apenas uma alteração, na baliza, em relação à equipa que tem sido utilizada nos últimos jogos, onde se estreou o Júlio César. Sobre a primeira parte acho que há muito pouco a dizer, e nada de positivo. O pior de tudo foi mesmo a forma como os jogadores pareceram encarar o jogo, porque a sensação com que fiquei foi que houve demasiada sobranceria e falta de atitude. Há jogos em que é um tanto ou quanto evidente perceber desde cedo que vamos ter dificuldades, e isso acontece quando vemos um jogador conduzir a bola e o resto da equipa a ficar praticamente a olhar para ele, sem que os jogadores se movimentem para criar opções de passe. Foi isso que aconteceu hoje, com o resultado de vermos os jogadores insistirem em iniciativas individuais quase sempre condenadas ao fracasso. Para complicar mais as coisas, do outro lado surgiu um adversário nada interessado em facilitar-nos a tarefa, sempre muito bem organizado a defender e bastante agressivo e eficaz a pressionar o portador da bola. Eficácia foi também o que o Moreirense revelou na altura de atirar à baliza: imediatamente a seguir a uma perdida escandalosa do Lima (que está realmente numa fase em que praticamente não acerta uma), na primeira e provavelmente única ocasião de golo que criou durante todo o jogo, chegou ao golo. Após um cruzamento da direita, o Eliseu deixou fugir o seu adversário directo, que cabeceou para o golo. E nem este golo (que surgiu ainda cedo, pouco depois do primeiro quarto de hora) acordou a equipa, que continuou a mostrar um futebol lento, sem ideias e desconexo. A substituição operada ainda na primeira parte, em que o Derley entrou para o lugar do Samaris para reforçar a presença na frente, pouco conseguiu mudar.

 

 

O início da segunda parte também não foi propriamente promissor. Mas à entrada para a última meia hora o Talisca teve uma iniciativa individual em que ultrapassou vários adversários até ser derrubado à entrada da área, o que resultou no segundo amarelo para o jogador do Moreirense que fez a falta. A partir daqui o jogo foi completamente diferente. O Benfica acelerou o ritmo, as oportunidades começaram a surgir, e houve ainda a substituição forçada do Talisca pelo Ola John, que fixou o Gaitán no centro e acabou por contribuir também de forma positiva para a qualidade do nosso jogo. O empate surgiu de forma espectacular, num remate cruzado do Eliseu a uns trinta metros da baliza que levou a bola a entrar junto ao poste, sem qualquer possibilidade de defesa. Faltavam pouco mais de vinte minutos  para o final e nesta altura o assalto do Benfica à baliza do Moreirense era constante: a expulsão e a incapacidade para continuarem a pressionar-nos da forma que o tinham feito durante a primeira parte encostaram o Moreirense à sua área, com o jogo a disputar-se exclusivamente em metade do campo. Por isso não espantou que fosse necessário esperar apenas cinco minutos para vermos o segundo golo (e com mais algumas oportunidades claras pelo meio). Depois de um cruzamento do Gaitán na esquerda, que o guarda-redes atacou mal e não conseguiu afastar, a bola sobrou para o Maxi no poste oposto, que matou no peito e atirou a contar. O jogo parecia estar resolvido, pois o Moreirense estava praticamente entregue e incapaz de criar qualquer perigo no contra-ataque. Mais cinco minutos se passaram e num penálti cometido sobre ele mesmo (e sim, é penálti mesmo porque o defesa dá um toque no pé do Lima que depois o leva a tropeçar em si próprio) o Lima aproveitou para acabar com o jejum de golos e acabar com quaisquer dúvidas que pudessem haver sobre o vencedor - mas pelos vistos não terá acabado completamente com o seu desacerto com a baliza, porque até final ainda voltou a falhar mais uma ocasião flagrante de golo.

 

 

Depois de uma primeira parte paupérrima qualquer destaque na nossa equipa deve-se apenas ao que fizeram na nossa melhor fase do jogo. Gostei do Enzo (irrita-me que às vezes pareça que as pessoas insistam em querer ver fantasmas onde eles não existem) e do Maxi, e achei que a entrada do Ola John foi bastante útil, pois dinamizou o nosso jogo pela esquerda. Destaque óbvio também para o golo fabuloso do Eliseu, mas contra si a falha de marcação no golo adversário. Quanto ao estreante Júlio César, é difícil dizer o que quer que seja porque praticamente não teve trabalho. Pelo menos pareceu sentir-se seguro a jogar com os pés. O Lima, pelo que já foi dito, continua extremamente desastrado na finalização (o falhanço imediatamente antes do golo do Moreirense é inacreditável) mas a seu favor o facto de nunca baixar os braços ou virar a cara à luta.

 

A equipa que os 'especialistas' condenaram à partida ao fracasso, e para a qual previram as maiores desgraças apanha-se isolada no topo da tabela logo à quinta jornada, à frente de maravilhas que iriam limpar isto tudo sem sequer terem que suar. Para mim não deixa de ser irónico que até agora este esteja a ser ser um dos melhores arranques de campeonato da era Jesus. Já não há respeito nenhum pelos entendidos da bola que peroram pela comunicação social.

publicado por D`Arcy às 00:13
link do post | comentar
11 comentários:
De Manuel Afonso a 22 de Setembro de 2014
Já vi pior. Mas que foi um grande susto, lá isso foi.
Ganhamos o jogo porque o Moreirense estoirou fisicamente. Até antes da expulsão.
Isto de fazer pressão alta é muito bonito mas cansa como o raio. E o Moreirense, como já tinha dito, não é o Zenit.

Alguma coisa se passa pelos lados da catedral.
Eu que passei todos os anos da minha vida de que me lembro a ouvir o sócio dizer, 15 segundos após o apito do árbitro, que não estamos a jogar nada, e vai de assobiadela, fico pasmado com o que se está a passar.
Acho que se deve a uma percepção clara (e até que enfim) da forma asquerosa, nojenta, e revoltante como fomos tratados pelos mérdia e respectivos comentadeiros e jornaleiros avençados.

Acho que esta manifestação inequívoca de apoio à equipa se deve muito a isto. Estamos fartos dessa gente. Dessa gente e de outra pior. Os chamam o clube de benfiquinha.

O benfiquinha é líder isolado do campeonato.
De Águia IMPERIAL a 22 de Setembro de 2014
Caro BENFIQUISTA e companheiro D'Arcy, pouco vou dizer porque afinal já disseste quase tudo. Concordo quase a 100% com a rua crónica sobre este jogo. Talvez apenas considere que no lance do golo sofrido por Nós BENFICA, a culpa não foi apenas do Eliseu, mas também da ligeira abordagem que o Maxi Pereira fez ao lance, recuando demasiado, permitindo que o jogador do Moreirense centrasse a bola já muito perto da entrada da grande área, DEMASIADO À VONTADE. Os centrais Luisão e Jardel, me parece que apenas "jogaram" a bola nesse lance com os olhos.
Acho o Lima um jogador abnegado, profissional, honesto profissional, que dá sempre o seu mâximo em cada jogo, mas também verifico que está a FALHAR DEMASIADO. Remata muitas vezes mal direccionado, quer seja para os lados dos postes, quer seja muito acima da barra transversal da baliza.
Passe de EXCELENTÍSSA qualidade do Nosso Talisca que poderia e deveria ter-Nos dado o 1-0 a Nosso favor imediatamente antes do golo do adversário, e que só assim não aconteceu por demasiada inoperância do Lima que apenas remata quando já tem o g. redes do Moreirense em cima dele, resultando daí mais uma jogada mal perdida, quando até nesse momento poderia ter optado por endossar a bola ao Sálvio que estava mais à direita completamente liberto de adversários, e que provavelmente teria feito o golo com a maior das naturalidades.
Ademais, julgo que Nos falta INTENSIDADE FÍSICO-ATLÉTICA de nível europeu para podermos de facto garantir que somos o candidato número um ao Título Nacional e ter uma prestação na C.League que HONRE o Sagrado nome do Nosso Clube, chegando no mínimo dos mínimos aos oitavos de final da prova.

Quanto à terceira equipa, aquela que "joga" sem bola, me parece que desta vez tivemos mesmo um ÁRBITRO VERDADEIRO, e não um execrável apitador corrupto, que é o que mais Nos tem calhado na rifa, e que Nós temos aceitado sem um PIO.
Tenho no entanto a assinalar um penalty que ficou por marcar na segunda parte por mão dum jogador do Moreirense, que já dentro da pequena área evita que a bola siga direitinha para o golo.
Se tivermos sempre ÁRBITROS A SÉRIO como este Luís Ferreira e se crescermos na Nossa INTENSIDADE DE JOGO, melhorando também a presença na área adversária e concluindo de forma mais eficaz as Nossas incontáveis investidas atacantes, poderemos ser de facto BICAMPEÕES NACIONAIS com toda a naturalidade.
Um jogador do BENFICA tem de saber que está no Maior e Melhor Clube de Portugal. Tem de saber que enverga o VERDADEIRO MANTO SAGRADO do futebol português. Tem de mentalizar-se de que, se qualquer adversário contra o Nosso BENFICA dá sempre 200 ou 300%, ele, como jogador da maior Instituição nacional tem de dar 1000%, consubstanciado no SANGUE SUOR E LÁGRIMAS na defesa total deste Nosso Inigualável Clube, que é o Glorioso SPORT LISBOA E BENFICA.
Uma palavra de apreço e gratidão para os mais de 37.000 (trinta e sete mil) VERDADEIROS BENFIQUISTAS - gostaria que fossem no mínimo 55.000 e penso que o Benfica merecia sempre pelo menos esse número de espectadores -, que mais uma vez com a sua presença na Catedral e o seu exemplar apoio, exerceram aquilo a que se chama de B E N F I Q U I S M O .

Quanto à jornaleirada composta por junta-letras e pés-de-microfone disfarçados de jornalistas, façam como eu, deixem-nos a SECAR nas bancas e quiosques e consumam apenas produtos MADE IN BENFICA.
É o mínimo que poderemos fazer e não dá direito a cadeia.
Portanto, caros Benfiquistas, DESPREZO TOTAL para essa gentalha anti-BENFICA e lambedora de cus de porcos corruptos e lagartinóides vassalos aos ditos.

Viva o Nosso querido BENFICA. Glorioso, Inigualável, Eterno. Ú N I C O .
De antonio fonseca a 22 de Setembro de 2014
Bom dia,

Vitória normal perante um adversário que foi buscar forças onde não se sabe.

É habitual que qualquer equipa que nos defronte se empregue de alma e coração.

O jogo na primeira parte foi mau. Muito prevísivel e sem imaginação, aliado a mais uma desconcentração do lado esquerdo da nossa defesa. Mais uma vez Eliseu dormiu!.
Na segunda parte a coisa foi diferente para melhor. Mais entrega, mais velocidade e mais imaginação e ainda Eliseu acordou!!.

Que grande bomba para se ressarcir de erros passados.

O jogo passou a ser totalmente controlado pela nossa equipa e o Moreirense estoirou!

Vitória completamente esclarecida, mais uma vez apoiados por essa massa enorme de benfiquistas que tudo fazem para engrandecer o nosso clube.

E com isto estamos destacados no cimo da tabela. Os corruptos quando empatámos com os calimeros, já cantavam vitória no campeonato, fazendo aí o nosso funeral. Todos enganados porque o fim não é como começa (como se viu na época passada), e os resultados agora obtidos não têm nada a ver com o final.

A nossa equipa vai trilhando o caminho com pés seguros e não ligamos aos resultados que o nosso adversário obtem (6-0 com o bate não sei o quê), e com a s criticas menos favoráveis que diariamente nos chegam.

Saudações benfiquistas.

De angolanovermelho a 22 de Setembro de 2014
Completamente concordante sobre a análise do jogo.
Não foi só ontem que se assistiu a individualismos que não conduzem a nada. Noutros jogos, assiste-se a correrias desenfreadas com a bola nos pés, para a entregar ao colega ali a dois ou três metros, ou porventura essa correria terminar no meio de um cacho de adversários e nem sequer uma falta ganhar. É um esforço adicional sem qualquer consequência positiva. Não é para todos agarrar na bolinha no meio campo e esta só parar no fundo do barbante. Só o nosso Rei sabia como era.
Quanto ao último parágrafo sobre a comunicação social, gostaria de voltar um pouco atrás, ao jogo em Setubal.
O momento decisivo do jogo, foi o comentário ao fora de jogo assinalado ao ataque do Setubal, quando o resultado estava em 0-1, no lance em que o jogador do Vitória introduziu a bola na baliza do Benfica, que só por isso deveria ter visto o amarelo e não viu, uma vez que a jogada já estava interrompida pelo Capela. Não teve qualquer pejo de aos 10 segundos, mostrar o amarelo ao Eliseu. E bem mostrado...
Em termos de comunicação social, os mais atentos não esquecerão o que foi a pré-época. Hossanas aos residentes a norte da segunda circular (a cidade do Porto também fica a norte da referida via), parecia que já tinham ganho tudo, o campeonato já podia acabar ali, que os vencedores já estavam encontrados, ao contrário do Glorioso que iria lutar para não descer. Todos ouvimos e lemos sobre o acto de depredação do plantel que a direcção praticou, todos ouvimos e lemos sobre a conta caucionada suspensa pelo bes (escrevo em minúsculas que não merecem mais). Não interessou dizer que isto não teve nada a ver com dificuldades de tesouraria, mas tão somente pela situação que o banco atravessava e que afectou provavelmente também outras empresas
Todos sabemos a mossa que a BTV causou, todos sabemos o que foi a pré-época para os lados da Rua da Constituição com os direitos televisivos na berra . Pois bem, é bom que tenhamos presente que este campeonato também se pode decidir em algumas linhas editoriais de alguns orgãos de comunicação social. Perguntarão, os jornais? as televisões?, são esses que decidem campeonatos? De facto não decidem dentro das quatro linhas, que essas são bem visíveis, mas estão nos bastidores, nos corredores onde se fabricam notícias a serem publicadas nos momentos certos. Nas escutas do apito dourado, isso está lá. É bom que as tenhamos sempre presentes. Essas são reais, nada nem ninguém pode apagar aquela podridão. Não se deixem enredar com o caso Calabote, que o que andam repetidamente a dizer, é a deturpação propositada da verdade. Eu chamar-lhe-ei o caso Francisco Guiomar, árbitro do encontro que se disputou em Torres Vedras. Há quem tenha o desaforo de publicar que no jogo da Luz, foram expulsos três jogadores da Cuf, quando a realidade é que foi exactamente o Torreense que se viu privado de dois jogadores por expulsão, no jogo com o porto.
“Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”. Esta frase foi atribuída a Goebbels, ministro da propaganda na Alemanha nazi. O jornalista tem como propósito a investigação e divulgação de factos e informações. Naturalmente tem direito a opinião própria e por isso também é comentador. Não pode de maneira nenhuma divulgar falsidades, construir notícias deturpadas sobre factos reais.
A desconstrução do Benfica não vai parar. O dito sistema não morreu nem tão pouco está moribundo. Está mais refinado, com uma nova geração de comentadeiros cuidadosamente preparados, de ministros da propaganda.
Não me alongo mais, mas não vou terminar sem deixar de recordar os comentários na tvi de um personagem, sobre a agressão de James Rodriguez a Rabiola (Feirense/porto) na quinta jornada da época 2011/2012, no dia 18 de Setembro de 2011. Podem ver o vídeo no youtube em “Até o Stevie Wonder vê melhor que o manuel queiroz”. O que aconteceu a quem estava com ele, todos sabemos.
Saudações Benfiquistas
De arrifana a 22 de Setembro de 2014
JÁ DISSERAM TUDO SOBRE AEQUIPA QUE OSTENTA QUATRO TITULOS E MAIS UM ROUBADO

JÁ ESTAMOS ISOLADOS E OS COMENTÁRIOS SÃO SÓ QUATRO

ESTOU LONGE NÃO VEJO OS JOGOS NA CATEDRAL E VEJO OS PELA INTERNET


UM ABRAÇO AOS BENFIQUISTAS E UM UAHHAHAH AOS ANTIS QUE ESTÃO COM

UMA AZIA DO C.... QUE NEM COMENTAM

VIVA O BENFICA
De Ogamaras a 22 de Setembro de 2014
Eu fiquei tranquilíssimo assim que o jogo chegou ao 7º segundo. Repito 7º (sétimo) segundo. É que não foi mostrado nenhum cartão amarelo a jogadores do Benfica. Então sim foi só esperar pelo desenrolar da partida e pelo apito final. Sabia mesmo que íamos ganhar.
Certos comentadeiros, paineleiros, e agarradores de microfone, ainda sugeriram que o penalty cometido sobre o Lima não é penalty. Minha Nissa Senhora. Se o homem vai isolado para a baliza, e com a bola controlada, que necessidade teria ele para se atirar para o chão? É penalty pois. Valha-lhes Stª Engrácia, padroeira dos azelhas.
Saudações tricentésimas quartas.
De Águia IMPERIAL a 22 de Setembro de 2014
Concordo com todos os comentários publicados. Devo dizer que o último que li foi o do Nosso companheiro de luta pelo BENFICA, " ogamaras".
No entanto relevo o comentário do grande Benfiquista "Angolanovermelho", o qual subscrevo integralmente.
Tudo o que diz sobre a "comunicação social" é a mais pura das verdades. Infelizmente o tal SISTEMA não morreu. Apenas sofreu um abanão. Compete-Nos a Nós BENFIQUISTAS mantermo-Nos acordados, vigilantes e actuantes na DEFESA INTRANSIGENTE DOS VALORES DESPORTIVOS, E DOS SUPERIORES INTERESSES DO NOSSO INIGUALÁVEL BENFICA, que passam pela VERDADE e TRANSPARÊNCIA em todas as provas em que compete.
Peço por isso a TODOS OS VERDADEIROS BENFIQUISTAS que não permitam que a Nossa Direcção e Presidente "adormeçam" à sombra da bananeira, e antes EXIJAM, EXIJAM sempre e cada vez mais que o Nosso Glorioso BENFICA seja sempre defendido e MUITO BEM DEFENDIDO como tanto precisa e sobretudo como TANTO E TANTO MERECE.
Quanto ao referido jogo que APITADOR CORRUPTO francisco guiomar "apitadorou" (Torreense-poco corrupto), no qual expulsou indevidamente dois jogadores da equipa da casa, refiro também que esse DEFECADO apitador ANULOU um golo limpo ao Torreense que a ser validade permitiria que o Nosso BENFICA fosse Campeão nesse ano.
Com isso, esse APITADOR CORRUPTO deu o título ao fóculporco.
Depois "entrou a em campo" a jornaleirada vassala e submissa ao porco e distorceu toda a a verdade dos factos, dizendo que o grande prejudicado, que foi o Nosso BENFICA é que foi beneficiado.
Com a política do BENFICA do sempre CALADINHOS e sempre ROUBADINHOS, sem utilizar o contraditória a fim de colocar os pontos nos is, essa grande MENTIRA do suposto benefício ao BENFICA, passou a ser "VERDADE" OFICIAL.
É por isso que sou apologista de que quem me atira um calhau tem de levar logo com um CANHÃO.

Viva a VERDADE. A VERDADE É O BENFICA. Glorioso, Inigualável, Eterno.
Ú N I C O .

O resto é a pequenez da INVEJA.

BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
BENFICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Sempreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
De Sérgio a 22 de Setembro de 2014

Em relação ao ano passado ao final das mesmas 5 jornadas o Benfica tem mais 3 pontos, o Porto e o Sporting têm menos 2 pontos. Isto significa que este ano, em relação aos concorrentes mais directos, o Benfica tem uma melhoria de 5 pontos quando comparamos com o campeonato do ano passado. E no ano passado fomos campeões.

Ontem ouvi o seguinte comentário de um "comentador da nossa TV": "O Porto tem uma equipa mais forte que o Benfica, mas demora mais a marcar um golo". Comentário fantástico. Revela bem a qualidade dos comentadores.

Já agora mais outra nota: o Porto deu chapa 6 a uma equipa da Bielorrúsia, mas também nesta semana outra equipa daquele pais apanhou chapa 6 do Paok na liga europa. Portanto, o feito não é assim tão anormal como nos querem fazer crer.
De moleculasdeamor a 22 de Setembro de 2014
a equipa esteve bem... gostaria de ver um outro jogador ao lado de Enzo em vez de samaris ou talisca... e parece que Lisandro merece uma oportunidade...
Ola John teve critério ontem... gostei disso!
De ÁGUIA GENIAL a 22 de Setembro de 2014
O BENFICA TEM QUE JOGAR BEM MAIS, MAS A VERDADE É QUE PODÍAMOS TER MARCADO MAIS TAMBEM.
SOMOS LÍDER ISOLADOS E É CONTNUAR A GANHAR OS JOGOS TODOS.

FORÇA BENFICA!

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Obrigação

Banco

Exemplar

Madrugadora

Pouco

Inconsistência

Confrangedora

Arrasador

Sofrível

Solidez

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds