VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Terça-feira, 19 de Abril de 2016

Susto

Conseguimos os importantíssimos três pontos, mas a exibição na segunda parte foi paupérrima e não ganhámos para o susto, já que o jogo poderia ter terminado com um enorme balde de água fria depois de um erro individual grosseiro. Quando deixamos uma vantagem mínima no marcador arrastar-se até final, estamos sempre sujeitos a este tipo de sobressaltos.

 

 

O Benfica voltou ao onze mais próximo do habitual, com a novidade do Nélson Semedo na direita da defesa. O Gaitán e o Mitroglou recuperaram das lesões que os tinham afastado do jogo com o Bayern, e foram titulares. O início do jogo foi desastroso, já que concedemos um golo logo na primeira jogada, com catorze segundos decorridos. A bola entrou pela esquerda da nossa defesa, e o cruzamento foi finalizado com grande facilidade por um adversário bem no centro da área. Não sei se foi simplesmente infelicidade, ou falta de concentração, porque a verdade é que já com o Braga só não sofremos um golo assim porque a bola foi ao poste. A reacção da equipa (e das quase 55.000 pessoas que preencheram as bancada, diga-se) foi no entanto a melhor possível, e nos minutos que se seguiram assistiu-se a um verdadeiro vendaval ofensivo por parte do Benfica. O assalto à baliza do Setúbal foi constante, e só a noite inspirada do seu guarda-redes, aliada a alguma falta de pontaria dos nossos jogadores, ia adiando o empate. Ainda sofremos mais um grande susto, pois na segunda vez que o Setúbal foi à nossa área esteve muito perto de voltar a marcar. Mas face ao que se passava em campo, o golo do empate parecia uma inevitabilidade, o que acabou por se confirmar aos dezanove minutos. Inevitavelmente, pelo pé do Jonas, que apareceu à boca da baliza para concretizar um cruzamento do Eliseu, que sofreu um ligeiro desvio de cabeça do Gaitán. E logo a seguir, o segundo golo esteve muito perto de aconter, mas o remate do Fejsa embateu num defesa. Mas não foi preciso esperar muito mais: aos vinte e quatro minutos estava concretizada a reviravolta no marcador, numa cabeçada do Jardel após canto do Gaitán na esquerda, mais um de vários que o Benfica já tinha conquistado. Depois de obtida a vantagem o Benfica tirou um pouco o pé do acelerador, mas continuou a controlar perfeitamente o jogo, dispondo ainda antes do intervalo de uma oportunidade soberana para ganhar uma vantagem mais confortável. Mas depois de ficar completamente isolado por um grande passe do Fejsa, o Pizzi quis finalizar de forma artística com um chapéu ao guarda-redes e a bola foi cortada por um defesa do Setúbal sobre a linha.

 

 

O desacelerar do Benfica ainda na primeira parte já me deixava algo desconfiado e nada tranquilo para a segunda, porque achava que seria muito importante conseguirmos o golo da tranquilidade. Mas nada me poderia fazer prever aquilo que de facto jogámos neste período. Acredito que pode ter sido alguma consequência do cansaço, que fez com que a equipa já não conseguisse voltar a acelerar depois de ter relaxado um pouco a seguir ao golo da vantagem, mas aquilo que vi foi provavelmente o pior futebol do Benfica no Estádio da Luz, incluindo os jogos do início desta época. É que não tenho praticamente nada de positivo para dizer, porque a diferença para a primeira parte foi como do dia para a noite. Na primeira parte devemos ter tido mais de 70% de posse de bola, enquanto que na segunda parte na maioria das vezes mal conseguíamos passar da linha do meio campo com a bola controlada. A quantidade de passes errados e entregas de bola ao adversário foi simplesmente aberrante. Não houve velocidade no nosso jogo, aliás, não houve sequer jogo como equipa, foi tudo aos repelões, com vários pontapés para a frente - e muitas das vezes nem sequer os chutões para a frente saíam bem, e em vez disso saíam roscas sem direcção, que ou mandavam a bola directamente para fora, ou a faziam subir para cair quase no mesmo sítio. A nossa equipa, mais do que cansada, parecia estranhamente nervosa. Criámos talvez duas ocasiões dignas desse nome, uma do Fejsa num pontapé de canto, e outra do Mitroglou, que cabeceou torto e para fora quando tinha tudo para fazer melhor. Perante tão pouco acerto da nossa parte, o Setúbal começou a acreditar e foi subindo no terreno, o que ainda aumentou mais o nervosismo dos nossos jogadores e consequentemente a quantidade de asneiras cometidas. Perante um Benfica irreconhecível, valeu-nos no entanto o apoio quase constante das bancadas, que nos momentos de menor acerto tudo fizeram para motivar a equipa. E nos minutos finais até parecemos ganhar um pouco mais de compostura e segurar melhor o jogo - ainda que o Setúbal, mesmo nos nossos piores momentos, não tenha conseguido criar ocasiões de golo em número suficiente para causar grande nervosismo em relação ao resultado. Mas quando chegamos tão perto do final com uma vantagem tão magra, é natural temer-se algum azar. Que esteve muito, muito perto de acontecer. Exemplificando perfeitamente a segunda parte desastrada de toda a equipa, o Pizzi, já em período de descontos, fez um passe para trás perfeitamente escusado e disparatado, que deixou isolado um adversário. Valeu-nos a atenção e rapidez do Ederson, que saiu da baliza e no limite da área conseguiu, com o pé, cortar a bola. Esta seguiu para os pés de outro jogador do Setúbal, que de muito longe não conseguiu acertar com a baliza.

 

 

Como o que fica é sobretudo a péssima imagem da segunda parte, é difícil fazer destaques, mas para escolher alguém terão que ser os dois centrais, e em especial o Lindelöf, que me pareceu dos mais esclarecidos da nossa equipa na segunda parte. E também o Ederson, que fez uma defesa absolutamente decisiva. O Jonas foi deixando pinceladas de classe ao longo do jogo e marcou o seu golo, mas esteve menos inspirado do que o habitual. No polo oposto, o Pizzi e o Eliseu fizeram um jogo muito abaixo daquilo que é exigível. O facto de estar a destacar os centrais e o guarda-redes num jogo em casa contra o Setúbal, que apenas venceu um jogo na segunda volta, diz bastante sobre a qualidade do nosso futebol esta noite.

 

O Benfica fez o suficiente para vencer este jogo, mas estamos habituados a mais e melhor. Às vezes o suficiente não chega, e hoje esteve muito perto de não chegar. Estamos na fase decisiva deste campeonato, faltam apenas quatro jogos, e precisamos de dar o máximo em todos eles. A satisfação que sinto neste momento é por ver passada mais uma etapa no caminho até ao objectivo que todos desejamos. Mas vai ser necessário  fazer melhor do que aquilo que fizemos hoje para que consigamos chegar ao final desejado.

tags:
publicado por D`Arcy às 02:26
link do post | comentar
25 comentários:
De RyanRed a 19 de Abril de 2016 às 08:43
Caramba estamos presos por arames.... ou como se dizia quando eu crescia la na "minha aldeia" os gajos tinham as cuecas borradas... e já nem repito o que disse o JJ (porque parece que faz outra coisa que não treinar futebol).
Em casa pensei que quer que seja ia la só para marcar ponto porque o Benfica o que fazia era massacrar. "Ah mas jogamos contra o Bayern a meio da semana" Pessoal, o preço do sucesso paga-se. E não podemos queixar disso.
Agora... vamos la renovar as forças. Qualquer clube agora nos vê como equipa a abater. Sobretudo porque há motivações alheias.
De ZE a 19 de Abril de 2016 às 09:06
MIGUEL SOUSA TAVARES:

""LEÕES JÁ TÊM 10 PONTOS SÓ COM ERROS DE ARBITRAGEM""
""LEÕES JÁ TÊM 10 PONTOS SÓ COM ERROS DE ARBITRAGEM""
""LEÕES JÁ TÊM 10 PONTOS SÓ COM ERROS DE ARBITRAGEM""

E MAIS DOIS DO TONEL (acrescentamos nós)= 12 pontos

Bem diziamos que ganhando ao Setúbal deveríamos estar
A festejar o TRI
E por isso nunca é demais dizer:

A CLASSIFICAÇÃO DO CLUBE DO TONEL
É UMA F-R-A-U-D-E

VENHA ALGUEM QUE PROVE O CONTRÁRIO

ESTAMOS PERANTE UMA FRAUDE CLASSIFICATIVA QUE NEM OS CORRUPTOS
NO TEMPO DA FRUTA

É UMA GIGANTESCA FRAUDE. SÓ PENALTIS GAMADOS AO BENFICA CONTRA ELES FORAM OITO
DURANTE A ÉPOCA DESPORTIVA

VAMOS TER QUE ACTUALIZAR ISTO
POR CAUSA DO ESCABROSO GOLO EM FORA DE JOGO
(MARCADO POR UM INDIVIDUO QUE DEVERIA ESTAR SUSPENSO)
EM MOREIRA DE CÓNEGOS (QUE O MIJÁCIO CONFIRMOU, É BOM QUE SE DIGA)

EHEHEHEHEHEHEH

A SAGA CONTINUA

ÓBVIAMENTE ESTE CAMPEONATO JÁ É UMA FRAUDE

QUER O RUI SANTOS QUEIRA QUER NÃO
ESTE CAMPEONATO E A CLASSIFICAÇÃO DOS CALIMEROS
É UMA FRAUDE

-A FRAUDE DO TONELGATE (2 PONTOS OFERECIDOS)

-A FRAUDE DO AROUCAGATE (3 PONTOS OFERECIDOS PELO CARECA)

-A FRAUDE DO BRAGAGATE (3 PONTOS OFERECIDOS PELO CRAQUE DE LORDELO)

-A FRAUDE DOS PENALTIS ROUBADOS AO BENFICA DOS DOIS JOGOS COM OS CALIMEROS

-A FRAUDE DO NÃO CASTIGO AO SULIMANI (A PALHAÇADA QUE ESPANTOU OS PRÓPRIOS CALIMEROS QUE SÓ PEDIAM PARA NÃO SER NO JOGO CONTRA O BENFICA)

-A FRAUDE DO NÃO CASTIGO AO GUTIERREZ QUE MANDOU O GUARDA-REDES DO BELEM PARA A CAMA DE UM HOSPITAL

-A ""FRAUDE"" DO ADIAMENTO DO PAGAMENTO PARA AS CALENDAS DAS DÍVIDAS AOS BANCOS

-A ""FRAUDE"" DO QUASE NÃO PAGAMENTO DE JUROS AOS BANCOS

-A FRAUDE DA TAL DUPLA DE CENTRAIS (UM, FILHO DE QUEM É E O OUTRO FOI TRANSFERIDO, PARA ONDE??)

-A FRAUDE DO ESTORILGATE (GOLO APÓS FORA DE JOGO E MAIS DOIS PONTOS)

-A FRAUDE DA OBSTRUÇÃO À BARREIRA

-A FRAUDE DAS EXPULSÕES PREMATURAS DO NACIONAL

-A FRAUDE DO PENALTI FORA DA ÁREA DADA POR PAIXÃO NO NACIONAL DA MADEIRA
(o Paixão nesta época é um dos maiores contribuintes do ANDOR VERDE)

-A FRAUDE DO TONDELAGATE COM PENALTI NÃO EXISTENTE NO PROLONGAMENTO APÓS LANÇAMENTO
DENTRO DO CAMPO (E MAIS DOIS PONTOS PARA A MESA DO CANTO)

-E A QUASE FRAUDE QUE ESTEVE PARA ACONTECER POIS QUERIAM UM PENALTI NUM CORTE DE CABEÇA

-A FRAUDE DA COAÇÃO PERMANENTE SOBRE OS ÁRBITROS

-E A FRAUDE DA SUSPEIÇÃO PARA RETIRAREM DIVIDENDOS--E TIRARAM--DO CASO DOS VOUCHERS.

A CLASSIFICAÇÃO DOS CALIMEROS É RESULTADO DE UM SOMATÓRIO DE PERIPÉCIAS MIL
QUE NUM PAÍS DO CENTRO DA EUROPA NÃO TERIAM CONCERTEZA

SE FOREM CAMPEÕES PROVA-SE QUE OS ESQUEMAS FUNCIONA
(que grande promessa deveriam ter ontem os setubalenses…até choraram no fim…
Ou foi por perda de algo bem gordo…ou foi por má disposição, por excesso de vitaminas)
Boavista, Académica e Setúbal jogaram mais contra o SLB do que durante toda a época…
Isto é verdade desportiva????)

E ACRESCENTAMOS PORQUE PARECE QUE AS FRAUDES DESPORTIVAS
PARECE QUE VÃO CONTINUAR

RIO AVE-BENFICA

FCP-CLUBE DO TONEL E DOS DEPÓSITOS NA MADEIRA

BRAGA-CLUBE DO TONEL E DOS DEPÓSITOS NA MADEIRA

PORQUE, OU OS CALIMEROS ANDAM A GOZAR E A DAR BAILE, BAILANDO

COM O POTENCIAL DE PORTO (EHEHEHEH BATEU MESMO NO FUNDO ATÉ OS CALIMEROS
JÁ LHES ""MIJAM"" EM CIMA) E BRAGA
DANDO COMO VITÓRIAS GARANTIDAS ESSES JOGOS

EHEHEHEHEHEHEH

OU ENTÃO ESTÃO A CONTAR COM BRAÇOS CAÍDOS
DESSAS EQUIPAS,
O QUE A ACONTECER VAI DE ENCONTRO
A UMA REALIDADE HISTÓRICA QUE JÁ VAI PARA MUITAS DEZENAS DE ANOS

NUNCA OS CALIMEROS GANHARAM FORA NUM MESMO CAMPEONATO
A FCP E BRAGA
EHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEH

SERIA ESTRANHO QUE AGORA ACONTECESSE
De Sérgio a 19 de Abril de 2016 às 09:40

Aguenta coração!

O Pizzi passou a segunda parte com o braço no ar a pedir desculpa pelos passes falhados. Ele estava nitidamente em noite não. Devia ter sido substituido pelo RV, não para o castigar mas sim para o proteger.

Aquele choro compulsivo do jogador do Setúbal depois de falhar o golo do empate à beira do fim revela que os coitados estão a passar muita fome. Se o golo não tinha influência para a classificação do Setúbal e para a definição da bola de prata só poderia ser que o golo significava comida para matar a fome. Parece que os jogadores benfiquistas do plantel do Setúbal foram postos de parte da preparação deste jogo. Os outros foram a jogo e cansaram-se tanto que fiquei com curiosidade em ver o seu desempenho no próximo Domingo em casa contra o Tondela, o último classificado. E seria interessante ver se eles também vão chorar os golos falhados nesse jogo.

Creio que os jogadores do Rio Ave não estão a passar tanta fome como os jogadores do Setúbal. Mas também vão correr que nem uns cavalos. Mas depois do sismo que foi o Efeito Liga dos Campeões, poder olhar à volta e ver que não houve consequências nefastas, deixa-me bem mais esperançado para o final da época. E estou muito esperançado já numa vitória categórica em Vila do Conde.
De jorgebiker a 19 de Abril de 2016 às 09:50
Para testar o coração prefiro um electrocardiograma, dispenso ver atrasos do Pizzi... alguém me explica por onde anda o Talisca!!!
De Maria Ana a 19 de Abril de 2016 às 09:59
Há coisas inexplicáveis, que ultrapassam qualquer capacidade de entendimento.
Percebe-se que, às vezes, os jogadores entrem a dormir. Percebe-se que às vezes tenham alguma difculdade em perceber que o jogo começa logo que o árbitro apita. E que também só acaba ao último apito.
Percebemos que os jogadores do Benfica tivessem entrado a dormir, e sofrido um golo na bola de saída, aos 10 segundos. E percebemos como esse golo serviu de despertador. Como os jogadores acordaram e partiram para meia hora de sonho, mas bem acordados. A alta velocidade e numa pressão asfixiante sobre o adversário, com as oportunidades de golo a sucederem-se a um ritmo alucinante. Mas tanto volume e tanta qualidade de jogo, e tanta oportunidade só deu dois golos: aos 20 e aos 24 minutos.
O que não percebemos é que, consumada a reviravolta, feito o segundo golo, a equipa tenha começado a desligar-se do jogo. Os últimos 10 minutos da primeira parte já foram uma chatice. Mas nada que fizesse esperar o que estava para vir...
Com o arranque da segunda parte os jogadores começaram a desaparecer. Um a um, todos foram desaparecendo e à passagem da hora de jogo já só lá andavam as camisolas, como que transportadas por fantasmas apostados em assombrar a noite da chuvosa da Luz. Valha que o Ederson ficou até ao fim - foi o único!
A partir dessa altura, dos 60 minutos, no Estádio ou em casa, em frente ao televisor, apenas se esperava pelo golo do Setúbal. Sentia-se que o Benfica não conseguia mais voltar a um jogo que já só tinha para dar o golo do empate. A cada minuto que passava mais se sentia isso. Não eram os briosos jogadores do Vitória de Setúbal que assustavam; eram mesmo os do Benfica.
De tal forma que, mesmo no fim, e como o adversário não conseguira criar uma única oportunidade nessa assustadora meia hora final, Pizzi, que não sabia o que era acertar um passe havia mais de uma hora, resolveu efectuar um passe a rasgar a sua própria defesa e isolar um avançado adversário. Valeu que o Ederson não se tinha ido embora, e com a sua incrível rapidez de decisão e de execução - verdadeiramente única - evitou o golo. E o empate. E sabe-se lá mais o quê...
Os adeptos, que voltaram a encher a Luz - mais de 55 mil numa segunda-feira! -, puxaram pela equipa. Deram-lhe todo o colinho, mas também se cansaram. E assobiaram, pela primeira vez desde há muito tempo.
Porque foi mesmo mau demais. Não há ressaca de Champions que consiga explicar o que se passou esta noite... Mas também não é fácil explicar a passividade de Rui Vitória perante aquela segunda parte. O homem é de gelo? Não, o homem é burro.
De antonio fonseca a 19 de Abril de 2016 às 10:02
Bom dia,

Comentário fiel ao que se passou em campo e no qual eu me revejo.

O jogo teve 3 partes distintas: 1ª Entrada desastrosa com falta de concentração da qual resultou o golo da equipa adversária. 2ª Reacção excepcional com 25 minutos do melhor futebol, culminada com a obtenção de 2 golos, faltou marcar mais alguns ou o 3º para nos dar a tranquilidade desejada. 3ª após a marcação desse segundo golo houve um abaixamento inexplicável na procura desse golo da tranquilidade e passou a ver-se o Setúbal a crescer no jogo.

A segunda parte como refere o Dárcy foi das piores exibições que eu vi este ano. Sem controlo de bola, erros consecutivos nos passes e para finalizar erro de principiante de Pizzi com aquele passe para o jogador do Setúbal que só não deu golo porque o nosso keeper teve uma magistral intervenção.

A vitória no entanto é justa, porém temos que encarar os jogos com a mesma seriedade até ao apito final do arbitro.

Para Vila do Conde espero que esta segunda parte não faça parte do jogo e que venhamos de lá com a vitória.

Saudações benfiquistas.
De Vermelhinho. a 19 de Abril de 2016 às 11:40
Uma VERGONHA o "Benfiquinha" da segunda parte. Até as mulheres têm mais força e mais raça.
O pizzi - assim mesmo com letra pequena - não o queria nem na minha equiipa da distrital.
Quanto ao treinador rui chouriço, o homenzinho não é de gelo, o homenzinho é BURRO. BURRO elevado à mâxima potência.
BURRO, MANSO E MOLE.
Se não, então expliquem-me o que leva um "treinador" a manter em campo toda a PENOSA segunda parte do jogo, um "jogador" (pizzi) que é uma autêntica NULIDADE, que nem as cores sabe distinguir, pois passa mais vezes a bola aos adversários do que aos seus colegas de equipa.
Paços de Ferreira já com esse PSEUDO jogador.
A equipa da segunda parte de ontem, exceptuando o grande guarda-redes Ederson, devia só ter no Estádio, os polícias, os bombeiros e o l.f.vieira, esse MANSO E COVARDE que faz que é presidente do Benfica, e que é o VERDADEIRO PAI desta LETARGIA E LAXISMO que imperam no Clube Maior e Melhor de Portugal.
A jogarem assim, contra o Rio-Ave levam três ou quatro batatas e vão ser a risota dos palhaços de telheiras, com a miss pig brunálgas à frente da vara.
De Adonis D a 19 de Abril de 2016 às 12:46
Pois é, o Vesgo quase que nos f o campeonato. Erro grosseiro, ou mais qualquer coisa. Muito mal esteve Rui Vitória ao não tirar esse gajo uns bons 30 min antes.
Nunca se me esquece há cerca de 4 épocas atrás, quando o criminoso Carlos Martins nos roubou autenticamente um campeonato. Jogo contra o Estoril em casa, estava empatado, esse criminoso entra a 30 min do fim, logo a seguir leva um cartão amarelo por se pôr a ladrar com o árbitro, quando não era nada com ele; logo a seguir, numa jogada a meio-campo, sem qualquer perigo, entra a matar sobre um jogador dos canarinhos, leva 2.o amarelo e vai expulso. Por muito anos que viva nunca me esquecerei deste acto criminoso que lesou gravemente o nosso clube. Claro que ao criminoso Carlos Martins nada aconteceu, antes pelo contrário. Esta foi a forma de pagamento que o criminoso Carlos Martins engendrou para pagar favores de índole familiar à kamorra; recordo aqui, para os mais desatentos, que o filho do criminoso em questão esteve gravemente doente, com leucemia. O clube da mafia de Palermo ajudou publica e notoriamente, mto provavelmente de forma decisiva, a resolver este drama familiar de um individuo que usou e abusou do privilégio de ser jogador de bola, representando um grande clube.
PS: sei que, muito provavelmente, esta minha mensagem, opinião, vai ser censurada, não sendo publicada. Sei como funciona a mentalidade da maior parte dos adeptos e sócios do SLB, qto a isso nada se pode fazer. Por isso é que temos de nos habituar a lutar sempre 9 contra 15, ou mais...
De Jorge a 19 de Abril de 2016 às 12:50
A parte da exibição negativa do Benfica, deveu-se ao esforço dos primeiros vinte minutos para dar a volta ao resultado de um golo consentido pelo defesa Nelson Semedo que estava desatento, e assim proporcionou o golo. Aliás, Semedo defende muito mal.Por outro lado, o cansaço foi evidente ao contrario do que Vitória disse um bocado desajeitado pondo-se a jeito, porque em todas as equipas que disputam Europa, estão cansadas.Percebo a intenção de Rui Vitória, mas mais precaução nos argumentos para não dar argumentos aos adversários, e isto, em nada desmerece Rui Vitória que está a fazer um excelente trabalho que todos devemos aplaudir.

O Setúbal parece que tinha turbo, o porquê não sei , mas que o ligou ligou. Com dinheiro ou não pela porta do cavalo segundo a imprensa, não sei a verdade, e também não me interessa porque este campeonato reflecte a subversão de todos os valores desportivos e éticos por parte do mais directo adversário onde vale tudo menos utilizar a verdade, coisa que essa gente desconhece que exista.

Já agora, que venha o próximo para se ganhar a todo o custo e se possível com a elegância que nos caracteriza no respeito por todos, até por quem não a merece que a tenha-mos.
De Adonis D a 19 de Abril de 2016 às 13:12
Pois é, o Vesgo quase que nos f o campeonato. Erro grosseiro, ou mais qualquer coisa. Muito mal esteve Rui Vitória ao não tirar esse gajo uns bons 30 min antes.
Nunca se me esquece há cerca de 4 épocas atrás, quando o criminoso Carlos Martins nos roubou autenticamente um campeonato. Jogo contra o Estoril em casa, estava empatado, esse criminoso entra a 30 min do fim, logo a seguir leva um cartão amarelo por se pôr a ladrar com o árbitro, quando não era nada com ele; logo a seguir, numa jogada a meio-campo, sem qualquer perigo, entra a matar sobre um jogador dos canarinhos, leva 2.o amarelo e vai expulso. Por muito anos que viva nunca me esquecerei deste acto criminoso que lesou gravemente o nosso clube. Claro que ao criminoso Carlos Martins nada aconteceu, antes pelo contrário. Esta foi a forma de pagamento que o criminoso Carlos Martins engendrou para pagar favores de índole familiar à kamorra; recordo aqui, para os mais desatentos, que o filho do criminoso em questão esteve gravemente doente, com leucemia. O clube da mafia de Palermo ajudou publica e notoriamente, mto provavelmente de forma decisiva, a resolver este drama familiar de um individuo que usou e abusou do privilégio de ser jogador de bola, representando um grande clube.
PS: sei que, muito provavelmente, esta minha mensagem, opinião, vai ser censurada, não sendo publicada. Sei como funciona a mentalidade da maior parte dos adeptos e sócios do SLB, qto a isso nada se pode fazer. Por isso é que temos de nos habituar a lutar sempre 9 contra 15, ou mais...

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Desnecessário

Desilusão

Estrelinha

Paciência

Incontestável

Difícil

Serenata

Crença

Evidente

Talento

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds