VAMOS ACABAR COM AS IMBECILIDADES
Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024

Tenacidade

Foi preciso muita tenacidade para manter o registo perfeito nos chamados jogos grandes esta época, mas o Benfica conseguiu mesmo levar de vencida o Braga e seguir em frente na Taça de Portugal, num jogo que acabou por ter um herói inesperado na noite em que voltámos a recordar Eusébio.

1.jpg

O Benfica entrava em campo naquele que será o seu melhor momento da época até agora, e por isso não surpreendeu que não tivessem havido mexidas no onze que tinha derrotado o Arouca com relativa facilidade. Pessoalmente, continuam a não me agradar algumas das opções, mas se é isto que está a funcionar agora, é natural que as mexidas sejam mantidas num mínimo possível. O Benfica Entrou no jogo de forma agradável, perante um Braga a jogar com linhas mais recuadas e a povoar muito o meio, mas acabou surpreendido logo nos minutos iniciais. Um péssimo passe do Di María para o meio permitiu a recuperação da bola ao Braga e um remate na zona frontal que o Trubin defendeu muito bem para canto, mas na sequência do mesmo o Braga trabalhou muito bem e fez a bola chegar ao Zalazar, solto à entrada da área. O remate saiu muito forte e acabou por desviar no João Mário e fazer a bola entrar bem junto ao poste, sem possibilidades de defesa para o Trubin. Mau início, e um teste à capacidade de reacção do Benfica. O Braga, sinceramente, foi muito pouco audaz depois de se apanhar em vantagem, optando imediatamente por quebrar o ritmo de jogo de forma declarada, jogando de forma pausada e sem arriscar quase nada (para além do golo, apenas fez mais um remate na primeira parte), retardando cada reposição de bola, com os seus jogadores a ficar no chão sempre que podiam e, perdendo a bola, recorrendo frequentemente à falta para matar as jogadas. O jogo tinha interrupções sucessivas e o cenário para o Benfica ia-se complicando, porque tendo muita posse de bola, em ataque organizado não conseguia encontrar soluções para ultrapassar a fortaleza que o Braga tinha montado em frente à sua área, e com o Braga tão cauteloso também não dispunha de muitas ocasiões de transição para explorar sobretudo a velocidade do Rafa. Apenas criámos duas situações de relativo perigo, um cabeceamento do António Silva num canto que o guarda-redes defendeu, e um remate do João Neves à entrada da área que passou perto do poste. Tudo mudou nos últimos cinco minutos, no entanto. Numa rara situação em que o Braga tinha subido as linhas, o Benfica recuperou a bola e o João Neves conseguiu desenvencilhar-se da teia que três adversários tinham montado à sua volta, soltando a bola para o Kokçu. Este de imediato solicitou a corrida do Rafa pelo meio, que fugiu entre os centrais e, isolado em frente ao guarda-redes, finalizou com calma para marcar pelo terceiro jogo consecutivo. Chegar ao empate antes do intervalo já era positivo mas o melhor ainda estava para vir. Mesmo sobre o intervalo o Cabral, na área e descaído sobre a esquerda, recebeu no peito uma bola vinda de um lançamento de linha lateral do Morato, com um toque de enorme classe virou-se sobre o defesa que o marcava em cima e escapou em direcção à linha de fundo, e de ângulo apertado rematou de pé esquerdo entre as pernas do guarda-redes para nos colocar em vantagem. Um grande apontamento individual para um grande golo.

2.jpg

Aquilo que me pareceu uma entrada mais macia por parte do Benfica na segunda parte foi imediatamente punida. Logo no terceiro minuto, o Braga beneficiou do segundo pontapé de canto na partida, e tal como no primeiro voltou a marcar. Desta vez a bola foi afastada para a entrada da área pelo Otamendi, e mais uma vez estava ali o Zalazar solto de marcação. Sem preparação e de primeira, desferiu um remate imparável que levou a bola ainda a bater na barra antes de entrar junto ao canto superior da baliza - foi um golão, e a bola ainda ia a subir quando entrou na baliza. Nem com asas o Trubin lá chegaria. Desta vez, ao contrário da primeira parte, o Braga não optou de imediato por uma atitude mais resguardada, e o jogo ficou mais dividido. Ainda na fase inicial o Braga fez entrar o Djaló para o lado direito e isso significou problemas para o Benfica. Ainda tivemos uma boa jogada na qual o Di María deixou a bola redondinha à entrada da área para o remate do Otamendi, mas o nosso capitão não teve a arte do Zalazar na hora de rematar e colocou a bola na bancada, e logo a seguir uma boa iniciativa do Cabral obrigou o guarda-redes a uma defesa mais apertada. Mas o Braga começou a tornar-se cada vez mais perigoso, e a demonstrar que temos uma fraqueza no nosso lado esquerdo que equipas com mais capacidade podem explorar, especialmente se tiverem um lateral direito de pendor ofensivo, como era o caso do Victor Gomez. A contribuição defensiva do João Mário é nula (a do Di María do lado oposto não é muito melhor, mas do outro lado não temos um defesa central a jogar adaptado a lateral) e o Morato já tinha dificuldades em conter o Djaló no um para um, quanto mais quando ainda lhe aparecia o lateral oposto pela frente. A minha pequena esperança é que quando o Bah estiver recuperado ele regresse ao onze e o Aursnes passe para médio esquerdo, de forma a minimizar um bocado esta fragilidade (porque sinceramente, já não tenho qualquer esperança de ver outro jogador que não o Morato a alinhar como lateral esquerdo até ao final da época). Foi no melhor período do Braga no jogo que, um pouco contra a corrente, voltámos a marcar e nos colocámos na frente do marcador. Grande mérito do Cabral na jogada, que na zona frontal da área ao receber a bola rasteira vinda do António Silva a tocou de primeira de calcanhar para a entrada do Aursnes pela direita. O norueguês progrediu para a área, e quando também podia ter tentado servir o Rafa no meio optou pelo remate cruzado que só fez a bola parar no fundo da baliza. Logo a seguir, e prova de que o Roger Schmidt também devia estar a ver aquilo que era evidente para todos, uma substituição que deve ter agradado a quase todos: saída do João Mário para a entrada do Florentino, passando o Kokçu para a esquerda. Se foi esta alteração, se foi o impacto do golo, o que é certo é que o Braga perdeu o ímpeto que tinha mostrado até aí e não voltou a criar grandes problemas à nossa defesa. Só achei que o nosso treinador demorou demasiado a perceber que o Cabral e o Di María já tinha dado o estouro, e as suas saídas apenas ao minuto 90 já foram tardias.

3.jpg

O homem do jogo, como foi justamente reconhecido no final, foi mesmo o Arthur Cabral. Um grande golo, uma grande assistência, e muito mais em jogo quando comparado com o que foi o seu início de época. Analisando as suas prestações nos últimos jogos, podemos bem estar a ganhar nele um avançado para a segunda metade da época. Parece estar a compreender melhor a forma de jogar da equipa, e a equipa também parece compreender melhor a forma como ele joga de maneira a tirar partido das suas características, utilizando-o mais como referência no ataque em vez de o solicitar no ataque à profundidade - para isso está lá o Rafa. De resto, destaques do costume para o João Neves ou o Rafa. Gostei também do António Silva e do Aursnes, e o Trubin apesar dos dois golos sofridos (nos quais não teve quaisquer hipóteses) ainda somou algumas boas defesas. Pelo contrário, jogo muito apagado do João Mário (pouco surpreendente) e do Di María.

 

Quando estamos num momento mais negativo tudo o que parece poder correr mal, corre, agora que estamos num momento positivo parece que é o contrário. A nossa equipa continua a ter algumas lacunas e fraquezas, mas como o momento é positivo isso acaba por ser compensado e as coisas correm bem. Agora até o 'flop' Arthur Cabral começa a justificar aquilo que pagámos por ele, e a dar um contributo importante à equipa - esta exibição não veio do nada porque já em Arouca, mesmo sem ter marcado, ele tinha feito uma exibição muito boa. É preciso continuarmos a aproveitar e a reforçar este momento, porque não há melhor tónico do que a confiança.

tags:
publicado por D'Arcy às 08:54
link do post | comentar
9 comentários:
De Henrique Teixeira a 11 de Janeiro de 2024
Mais uma vitória num jogo em que era mesmo obrigatório ganhar.
Como se previa foi uma vitória difícil. O Braga mesmo impossibilitado de jogar com os habituais titulares Niakaté, Al- Musrati, Bruma e Banza foi difícil de vergar. O guarda-redes titular, Matheus, também não jogou, mas este foi por o treinador querer utilizar na taça o suplente. Ainda bem!
Concordo com o D`Arcy. nos destaques positivos e negativos dos jogadores do Benfica e também com a substituição do João Mário pelo Florentino.
Já disse mal do Arthur Cabral, mas de facto quem o contratou sempre percebe muito mais de futebol do que eu, e do que todos os que também já o acharam um flop!
Oxalá o Benfica consiga ganhar a taça, que há muito nos foge.
Saudações Benfiquistas.
De Nick Name a 11 de Janeiro de 2024
Também a mim Cabral me está a surpreender pela positiva e para além disso a equipa está a conseguir um equilíbrio (sobretudo defensivo, apesar de ontem ter sofrido dois golos) que há uns meses parecia uma miragem. Rafa é cada vez mais fundamental, dado ser o único capaz de acelerar, Aursnes e João Neves garantem solidez e combatividade e Di Maria destacou-se pela negativa, embora tenha conseguido alguns cantos perigosos.
Globalmente bom jogo e com o regresso de alguns lesionados e as aquisições de Janeiro as coisas só podem melhorar.
De Francisco a 11 de Janeiro de 2024
Grande golo de Arthur Cabral nao e o que dizem por ai, ate ja ouvi que foi meio frango, o certo e que o Arthur ainda vai fazer calar os (cu) mentadores da cmtb's que nao se calam com o flop Arthur e com o Flop Trubin o certo e que ja estao a engolir o que disseram ate se engasgam.
Bom jogo do Benfica mas este Braga e duro de roer esta sempre em crescendo contratam bem boa visao dos seus dirigentes.

De Ricardo a 12 de Janeiro de 2024
Estou a gostar bastante da perfomance do "lateral esquerdo" ,como é que se chama mesmo, Morato não é?
Força Benfica!
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2024
Estranho o tal bi-campeão ainda não se pronunciou, nem disse nada sobre o treinador, nem sobre o Presidente,. ..
À Ok! O Benfica ganhou. Então é isso.
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2024
Caro amigo, é melhor não acordarmos o personagem para não apanharmos outra vez com a habitual e interminável lenga-lenga de disparates e insultos. Se um dia destes as coisas correrem mal, certamente que o bicho vai reaparecer, juntamente com outras aves raras que lhe batem palmas, como o hilariante "entendido" Luis Agostinho, o tal autor da inesquecível máxima "o futebol não são só golos e assistências" (esta pérola era para justificar que os jogadores com mais golos e assistências, como o Rafa e o Di Maria, não faziam falta nenhuma e não deviam sequer jogar). Cumprimentos benfiquistas!
De BI-CAMPEÃO EUROPEU a 13 de Janeiro de 2024
Oh "anónimo", infelizmente és mesmo um DESCEREBRADO!!!! A tua triste e ridícula prosa revela-nos um um autêntico mentecapto. Cá para mim, este "anónimo" e o outro "anónimo" são a mesma pessoa, uma verdadeira espécie repelente de gentalha.

Em vez de dar a sua opinião e unir o BENFIQUISMO, vem este calhauzito fazer juízos de valor sobre outros Benfiquistas, armado em detentor da razão!!!!!
Oh meu, em mais de seis dezenas de anos de BENFIQUISMO PURO E DURO, nunca vi um burro ter razão em qualquer situação na vida.

Tu, comparado com o grande e inteligente e eloquente Benfiquista Luís Agostinho, é como comparar um verme com uma Águia Real!!!!

Aliás, penso que por causa de acéfalos como tu, o Luís Agostinho deixou de nos presentear com as suas excelentes e verdadeiras análises aos jogos do meu e dele Benfica!!!!

De facto, explicar futebol e Benfiquismo a burros como tu que renegam o uso da razão e inteligência é como dar medicamentos a um cadáver!!!!!

Compra um CÉREBRO pateta.

BENFICA, Sempreeeeeeeeeeeee o Maior e o Melhorrrrrrrrrrrrrrrr
De BI-CAMPEÃO EUROPEU a 13 de Janeiro de 2024
Caro "anónimo", o BI-CAMPEÃO EUROPEU aparece mais, muito mais, quando os seus amigos ou alguma Entidade que ama - o Glorioso SLBENFICA, por exemplo - passam por dificuldades e precisam efectivamente da sua presença, da sua ajuda, da sua solidariedade e do seu apoio constante.

Quando tudo parece aparentemente estar bem, essa presença torna-se menos necessária, pois nas horas boas, nas horas das vitórias, não faltam "amigos" a bater palmas e a cantar loas!!!!!
Já Séneca dizia: " na prosperidade os teus amigos conhecem-te, na dificuldade conheces os teus amigos".

Infelizmente, Séneca tinha toda a razão nessa abordagem que faz sobre a espécie humana. Claro que existem excepções, poucas, muito poucas, como por exemplo o nosso Glorioso SLBENFICA que, entre outras acções, ajuda muita gente com a sua Fundação Benfica!!!

Essa é a minha forma de estar na vida e tenho muito orgulho em ser assim.
Se acreditas ou não, isso para mim é absolutamente secundário, e é um problema teu que não tenho capacidade de resolver.

O que me interessa, é apenas que o meu Glorioso SLBENFICA ganhe, ganhe muito, e ganhe muito bem, sem dúvidas e de forma categórica e séria, que é o mesmo que dizer À BENFICA.

Já que aqui vim, vou falar um pouco sobre esta vitória sobre o sc braga;
Vitória justíssima, embora algo sofrida, num jogo apenas razoavelmente bem jogado pela nossa equipa - que é a equipa que me interessa - cuja vitória podia ter caído para qualquer dos lados - como habitualmente e infelizmente acontece neste futebolzinho do tal "treinador" schmidt, que ainda nem sequer sabe fazer as substituições em tempo útil, de forma a melhorar a equipa e a dar mais confiança e motivação para correr e lutar aos jogadores que entram!!!!
Afinal para que precisa esse "treinador" de ter no banco de suplentes mais de meia-equipa se joga praticamente com apenas 12 ou 13 jogaores?!? E só mete os suplentes no ocaso dos jogos?!
Esse schmidt devia ser treinador era nos tempos dos anos 50 e 60 de Séc. XX, pois nessa altura não era permitido fazer-se substituições!!!!
Aísim, ele estaria na sua "praia" !!!!!!

A equipa tem melhorado com os jogadores a tentarem imkitar o grande João Neves, isto é, a serem mais um poucochinho profissionais e a lutarem e correr um pouco mais!!!
Mas ainda falta muito para ser uma equipa verdadeiramente MANDONA nos jogos, e ser sólida nas acções defensivas!!! Coisa que não sei se alguma vez vai consegui-lo com este treinador" schmidt!!!
Atrás, tem-nos valido o Santo Anatoliy Trubin, que me parece ter sido até agora a única coisa positiva que esse schmidt fez, ao trazê-lo para o nosso Clube!!!

Na APITADORAGEM, e para não variar, mais do mesmo, isto é, sempre Entre tantas faltas INVENTADAS contra o Benfica, dou este exemplo surreal e anedótico:
Aos 34 minutos da 1ª parte, João Neves numa jogada limpinha e normal da parte dele, recebe um grande pisão do adversário, e o apitador armado em Napoleão Bonaparte - postura que apresenta sempre que BUFA no apito nos jogos do Benfica - marca falta contra a nossa equipa!!!!
Elas são tantas e ninguém DEFENDE O BENFICA, não admirando depois que os jogadores reajam como o Di Maria fez ao encostar a cabeça na na testa do bandeirola!!!!!
Enfim, a mesma VERGONHA de sempre, e também de sempre a mesma APATIA dos dirigentes do Benfica!!!!

Quanto ao Presidente Rui Costa, e depois do que vimos da postura do riporting de alvaLADRA nesta sabujice não provada de que jogadores de adversários foram aliciados para facilitarem nos jogos contra o Benfica - quer dizer, eles contra o Benfica dão a vida para ganharem um simples lançamento, passam o jogo a dar pau e a simular faltas, etc,etc,etc,.. e depois máfia PORCOguesa fabrica estes caldinhos a dizer essa barbaridades e mentiras - , como dizia, quero alertar o Rui Costa Presidente para se deixar de andar aos abracinhos e beijinhos com o lagartinóide frederico varandas, pois essa espécie de gentalha tem verdadeiro ódio ao Benfica e tudo é capaz de fazer para prejudicar e diminuir o nosso inigualável Clube!!

Caro Presidente Rui Costa, como nos mostra a Filosofia de Vida, a Filosofia Real, um FALSO amigo é mil vezes pior e mais nefasto do que um inimigo!!!!!
Por favor Presidente, afaste-se desse ESTERCO de pessoas e DEFENDA a sério o nosso Glorioso BENFICA.





De Ricardo a 16 de Janeiro de 2024
"Esse schmidt devia ser treinador era nos tempos dos anos 50 e 60 de Séc. XX, pois nessa altura não era permitido fazer-se substituições!!!!
Aísim, ele estaria na sua "praia" !!" ------------------------------------- Completamente e evidentemente.

Comentar post

escribas

pesquisar

links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos

Abril 2024

Março 2024

Fevereiro 2024

Janeiro 2024

Dezembro 2023

Novembro 2023

Outubro 2023

Setembro 2023

Agosto 2023

Maio 2023

Abril 2023

Março 2023

Fevereiro 2023

Janeiro 2023

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

posts recentes

Poucochinho

Gestão

Curta

Perdido

Frustrante

Desoladora

Persistência

Cumprida

Chave

Reflexo

origem

E-mail da Tertúlia

tertuliabenfiquista@gmail.com
blogs SAPO

subscrever feeds